A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ABORDAGEM CONTINGENCIAL - DEFINIÇÕES A palavra contingência significa algo incerto ou eventual, que pode suceder ou não Uma estrutura organizacional é.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ABORDAGEM CONTINGENCIAL - DEFINIÇÕES A palavra contingência significa algo incerto ou eventual, que pode suceder ou não Uma estrutura organizacional é."— Transcrição da apresentação:

1 ABORDAGEM CONTINGENCIAL - DEFINIÇÕES A palavra contingência significa algo incerto ou eventual, que pode suceder ou não Uma estrutura organizacional é um produto de muitas variáveis, como tecnologia, ambiente, pessoas, processos, e a interação entre essas variáveis determina o modelo de organização. O ambiente de mercado que uma empresa escolhe define sua forma estrutural. As organizações diferem bastante umas das outras em termos de autoridade, poder, relacionamento, estrutura, grau de permanência da unidades administrativas, tecnologia, homogeneidade interna,etc

2 ABORDAGEM CONTINGENCIAL - DEFINIÇÕES Não há uma maneira melhor para planejar, não há maneira melhor de liderar, não há uma maneira melhor de organizar um grupo, não há uma maneira melhor de controlar as atividades da organização. O melhor conceito e técnica a ser selecionada é aquela feita após conhecer as circunstâncias que está enfrentando Howard Carlisle (1973), in Kwasnicka 1995

3 Ações Administrativas Dependem das Características Situacionais Para Obter Resultados Organizacionais SE houver mudanças ENTÃO será preciso adequar

4 ABORDAGEM CONTINGENCIAL - PRINCÍPIOS Essa abordagem parte do ponto de vista de que as varáveis que compõem o sistema organizacional são mutáveis, porém a forma adotada por uma afeta consideravelmente a outra. Não existe uma forma única que seja melhor para organizar no sentido de se alcançar os objetivos altamente variados das organizações dentro de um ambiente também altamente variado. O princípio básico é que não há melhor forma de organizar um sistema definitivo, porém em determinadas circunstâncias poderá haver um modelo ótimo que leve em consideração um número de contingências do momento, como tecnologia, estrutura, autoridade, relacionamento, mercado, economia, sociedade e cultura, entre outros Administradores contingenciais reconhecem que cada situação é única, e suas palavras chaves são: antecipadores, adaptadores e assertivos.

5 Pesquisa histórica sobre a evolução estrutural de quatro empresas americanas. Selecionou essas empresas por se tratarem de empresas inovadoras na criação de estruturas de sucesso.

6 Diferentes Ambientes Diferentes Estratégias Diferentes Estruturas

7 Pesquisa de Burns e Stalker - Organizações Mecanicistas X Orgânicas Os autores estudaram a relação que existe entre as práticas administrativas e o ambiente externo das organizações e classificam em dois tipos: organizações mecanicisticas (mecanistas) e orgânicas:

8 Pesquisaram 20 indústrias inglesas para verificar a relação entre práticas administrativas e o ambiente externo dessas indústrias; Impressionados com os diferentes procedimentos administrativos encontrados nessas indústria, classificaram-nas em dois tipos:

9 Organizações Mecanicistas (Tempos Modernos)

10

11 Organizações Mecanicistas (Ferrari)

12 Pesquisa de Burns e Stalker - Organizações Mecanísticas X Orgânicas Características das organizações Mecanísticas: Estrutura burocrática assentada em minuciosa divisão de trabalho; Cargos ocupados por especialistas com atribuições perfeitamente definidas; Altamente centralizadas, as decisões são tomadas nos níveis superiores da empresa; Hierarquia rígida, baseada no comando; Sistema simples de controle: a informação sobe e descem através de uma sucessão de filtros; Predomínio da interação vertical entre superior-subordinado; Amplitude de controle do supervisor mais estreita; Maior confiança nas regras e procedimentos formais; Ênfase nos princípios da Teoria Clássica.

13 Organizações Orgânicas (ORGANISMO HUMANO)

14 Pesquisa de Burns e Stalker Organizações Mecanicistas X Orgânicas Características das organizações Orgânicas Estruturas flexíveis que nem sempre podem sofrer divisão de trabalho; Cargos continuamente redefinidos por interação com outros indivíduos participantes da tarefa; Relativamente descentralizadas, com decisões delegadas aos níveis inferiores; Predomínio da interação lateral sobre a vertical; Amplitude de controle do supervisor mais ampla; Maior confiança nas comunicações; Ênfase nos princípios da Teoria das Relações Humanas

15 Característica e condições das Organizações Mecanistica Características; Cargos estreito em conteúdo Muitas regras e procedimentos Claras responsabilidades Hierarquia Critérios objetivos de seleção Oficial e impessoal Condições: Tarefas e metas conhecidas Tarefas divisíveis Desempenho por medidas objetivas Empregados responsivos e recompensas monetárias Autoridade aceita como legítima Orgânica Características: Cargos amplamente definidos Poucas regras e procedimentos Responsabilidades ambíguas Corresponsabilidades Sistemas subjetivos de seleção Informal e pessoal Condições: Tarefas e metas vagas Tarefas indivisíveis Desempenho por medidas subjetivas Empregados motivados por necessidades complexas Autoridade desafiada

16 Propriedades da estrutura mecanística e orgânica. Desenho Mecanístico Desenho Orgânico Coordenação centralizada. Padrões rígidos de interação em cargos bem definidos Limitada capacidade de processamento da informação. Adequado para tarefas simples e repetitivas. Adequado para eficiência da produção. Elevada interdependência. Intensa interação em cargos auto- definidos, flexíveis e mutáveis. Capacidade expandida de processamento da informação. Adequado para tarefas únicas e complexas. Adequado para criatividade e inovação.

17 ABORDAGEM CONTINGENCIAL- DEFINIÇÕES Em primeiro lugar, a palavra-chave deverá ser temporário. As Organizações deverão ser adaptativas, sistemas temporários de mudanças rápidas. Segundo, deverão ser organizadas em torno de problemas a serem resolvidos. Terceiro, esses problemas serão resolvidos por grupos de pessoas relativamente estranhas, que representam uma diversidade de habilidades profissionais. (Continua)

18 ABORDAGEM CONTINGENCIAL- DEFINIÇÕES (continuação ) Quarto, dada a necessidade de coordenação de vários projetos, haverá a ligação de grupos diferenciados. Quinto, os grupos serão conduzidos em um linha orgânica e não mecânica, serão adaptativos aos problemas, e a liderança e a influência estarão com aqueles que demonstrarem capacidade de solucionar problemas. Warren Bennis (Década de 60)

19 TEORIA CONTINGENCIAL –Definições A Teoria da Continência é um passo além da Teoria dos Sistemas em Administração. A visão contingencial da organização e de sua administração sugere que uma organização é um sistema composto de subsistemas e delineado por limites identificáveis em relação ao seu supra- sistema ambiental. A visão contingencial procura compreender as relações dentro e entre os subsistemas, bem como entre a organização e seu ambiente, e definir padrões ou configuração de variáveis. Ela enfatiza a natureza multivariada das organizações e procura compreender como as organizações operam sob condições variáveis e em circunstâncias específicas. A visão contingencial está dirigida acima de tudo para a recomendação de desenhos organizacionais e sistemas gerenciais para situações específicas. I

20 Meditação (limitação da Incerteza) Nível Institucional É o componente estratégico. Formulação de políticas gerais. Nível Intermediário É o componente tático. Elaboração de planos e programas específicos. Nível Operacional É o componente técnico. Execução de rotinas e procedimentos Lógica de sistemaaberto Núcleo técnico Lógica de sistemafechado Incerteza Racionalidade Os níveis institucional, intermediário e operacional e seu relacionamento com a incerteza Ambiente externo

21 Cibernética e Teoria Geral de Sistemas Teoria Matemática Teoria Comportamental Teoria Neoclássica Teoria Estruturarlista Teoria da Burocracia Teoria das Relações Humanas TeoriaClássica Administração Científica TeoriadeSistemas Tecnologia Estrutura Formal Estrutura Informal Sistema Social Demanda Ambientais Objetivos organizacionais Forças Comportamentais Forças Comportamentais Processo decisorial Equilíbrio organização- ambiente TeoriadaContingência A CONTRIBUIÇÃO DAS DIVERSAS TEORIAS ADMINISTRATIVAS À TEORIA DA CONTINGÊNCIA

22 BIBLIOGRAFIA BÁSICA CHIAVENATO, I. Introdução à teoria geral da administração.7ª.ed., Rio de Janeiro: Campus, 2004 SILVA, R.O. Teorias da administração., Prentice Hall, 2008.

23

24

25 SÍNTESE DAS ESCOLAS DE ADMINISTRAÇÃO TEORIA BURACRÁTICA - A importância das Normas(rotinas, procedimentos, descrição das funções e atribuições), divisão do trabalho, especialização, profissionalização, hierarquização da autoridade, etc.. TEORIA CIENTÍFICA - Estudo dos tempos e movimentos, abrindo caminho para introdução da produção em série e o aumento da eficiência a partir de estudos científicos. Ciência no lugar do empirismo. Visão das tarefas. Visão da empresa a partir da base( de baixo para cima). Organização Racional do Trabalho - ORT. TEORIA DA ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA - Escola de Gerentes. Definição das funções básicas de administração(Produção, Finanças, Marketing e Recursos Humanos), definição do Processo (Atos) Administrativo (Planejamento, Organização, Direção e Controle) e definição dos princípios administrativos(Divisão de Trabalho, Autoridade e Responsabilidade, Disciplina, Unidade de Comando, Unidade de Direção, Subordinação do Interesse Particular ao Interesse Geral, Remuneração, Centralização, Hierarquia, Ordem, Equidade, Estabilidade do Pessoal, Iniciativa, União. Visão da empresa de cima para baixo.

26 SÍNTESE DAS ESCOLAS DE ADMINISTRAÇÃO TEORIA DE RELAÇÕES HUMANAS - Reconhecimento do homem como um ser social, com suas necessidades e comportamento influenciando a organização. O indivíduo é influenciado pelo grupo, que interfere na produção. O nível de produção é resultado da interação social. Investir no homem compensa a longo prazo. Os indivíduos contribuem para os objetivos organizacionais. Existe dependência entre estrutura formal e informal. TEORIA COMPORTAMENTAL - Indivíduo e seu comportamento (Motivação, Satisfação e Necessidades). Estudos de Grupos (Liderança e Dinâmica de Grupos). Complexo Organizacional (Autoridade, Poder e Tomada de Decisão). TEOLRIA ESTRUTURALISTA - Faz uma análise globalizante de todos os fatores que compõem a organização, reconhecendo a integração e a interdependência desses fatores, e constata a existência de ambiente onde eles se inserem. Estuda a finalidade da organização

27 Síntese das escolas de administração TEORIA DA PESQUISA OPERACIONAL - O estudo processo decisório. O uso de modelos matemáticos para ajudar o administrador tomar decisões com maior segurança. TEORIA DE SISTEMAS - A visão da organização como um conjunto de sistemas, que permite visualizá-la de forma compreensiva simples e objetiva, a partir do esquema que contem os elementos de entrada, de saída e o elemento transformador de energia. Definição de objetivos, método natural de análise (raciocínio estruturado), inter-relação entre as várias partes do sistema, relaciona o sistema e subsistemas com o ambiente, estudo das variáveis, introduz o conceito de troca de energia entre os elementos. TEORIA CONTINGENCIAL - Para as de organizações globalizadas, sua estrutura organizacional é produto de muitas variáveis, como tecnologia, ambiente, pessoas, processos, que são mutáveis. Assim a organização deve ter estruturas flexíveis. Palavras chaves de administradores contingenciais: Antecipadores, Adaptadores e Assertivos.


Carregar ppt "ABORDAGEM CONTINGENCIAL - DEFINIÇÕES A palavra contingência significa algo incerto ou eventual, que pode suceder ou não Uma estrutura organizacional é."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google