A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Operador Nacional do Sistema Elétrico Aplicação da Tecnologia GIS e de Georreferenciamento na Operação do Sistema Interligado Nacional (SIN) no ONS I Encontro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Operador Nacional do Sistema Elétrico Aplicação da Tecnologia GIS e de Georreferenciamento na Operação do Sistema Interligado Nacional (SIN) no ONS I Encontro."— Transcrição da apresentação:

1 Operador Nacional do Sistema Elétrico Aplicação da Tecnologia GIS e de Georreferenciamento na Operação do Sistema Interligado Nacional (SIN) no ONS I Encontro Nacional sobre Geoprocessamento no Setor Elétrico 13 e 14 de Dezembro de ANEEL, Brasília - DF

2 2 SUMÁRIO Sistema de Detecção de Queimadas; Sistema de Detecção de Descargas Atmosféricas; Boletim de Interrupção de Suprimento de Energia no SIN (BISE); Georreferenciamento no ONS; Evoluções das Aplicações.

3 3 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Queimadas (1/6) Início do desenvolvimento em 1999 – implantação em 2000; OBJETIVOS: Visualização dos focos de calor próximos às linhas de transmissão; Possibilitar ações operativas no sentido de diminuir o impacto de possíveis desligamentos das linhas por queimadas, através de reprogramações antecipadas; Permitir estatísticas mais confiáveis dos desligamentos das linhas devido a queimadas, possibilitando medidas mais eficazes na prevenção de queimadas.

4 4 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Queimadas (2/6) Diagrama Geral SERVIDOR FTP NOAA-12, NOAA-14, TERRA, AQUA ESTAÇÕES CACH.PAULISTA E CUIABÁ INPE SPATIAL DATA FILES (SDF) – Feições Cartográficas ONS INTERNET Serviço de CARGA NO BD (a cada 2 min) SERVIDOR GIS Mapguide com georreferenciamento das LT, SE, USI SINCRONISMO COM INPE (a cada 2 min) Serviço de COLETA FTP BASE DE DADOS TÉCNICA (BDGIS) SERVIDOR INFORMIX (dados cadastrais de LT, SE, USI)

5 5 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Queimadas (3/6) Em média 20 arquivos por dia, com os dados orbitais das passagens dos satélites, intensidade e as coordenadas (latitude e longitude) dos focos de calor; Disponível no servidor de FTP do INPE em tempo real - assim que ocorre a passagem do satélite o arquivo é recebido nas estações Cachoeira Paulista e Cuiabá; Cada pixel representa uma área de 1,1Km 2 na superfície; Os sensores AVHRR e MODIS, são as únicas ferramentas disponíveis para monitoramento sistemático e regular de queimadas no país; Desde 1998 o INPE em conjunto com o IBAMA utiliza dados do sensor AVHRR do satélite meteorológico NOAA para o projeto de detecção de queimadas;

6 6 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Queimadas (4/5) Telas do Sistema (1/3)

7 7 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Queimadas (5/6) Telas do Sistema (2/3)

8 8 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Queimadas (6/6) Telas do Sistema (3/3)

9 9 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Descargas Atmosféricas (1/6) Início do desenvolvimento em 2001 – implantação em 2002; OBJETIVOS: Visualização das descargas atmosféricas próximas às linhas de transmissão; Possibilitar ações operativas no sentido de diminuir o impacto de possíveis desligamentos das linhas por descargas atmosféricas, através de reprogramações antecipadas; Permitir estatísticas mais confiáveis dos desligamentos das linhas devido a descargas atmosféricas, possibilitando medidas corretivas quando estes desligamentos estiverem fora dos valores definidos nos Procedimentos de Rede;

10 10 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Descargas Atmosféricas (2/6) RINDAT SIMEPAR ONS FTP BASE DE DADOS TÉCNICA (BDGIS) SPATIAL DATA FILES (SDF) – Feições Cartográficas SERVIDOR GIS Mapguide com georreferenciamento das LT, SE, USI INTERNET SERVIDOR INFORMIX (dados cadastrais de LT, SE, USI)

11 11 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Descargas Atmosféricas (3/6) Contrato com SIMEPAR (Sistema Meteorológico do Paraná), para fornecimento dos dados brutos em tempo-real – RINDAT; Desenvolvimento dos processos de coleta em tempo-real dos dados disponibilizados pelo SIMEPAR e carga no base de dados do ONS; Desenvolvimento das funções básicas (representação dos raios, manipulação do mapa) e avançadas (histórico, buffer, alarmes) no ambiente GIS;

12 12 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Descargas Atmosféricas (4/6) Telas do Sistema (1/3)

13 13 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Descargas Atmosféricas (5/6) Telas do Sistema (2/3) Desligamento da LT 765 kV Itaberá / Tijuco Preto circuito 1 e a LT 765 kV Itaberá / Ivaiporã Preto circuito 1 Desligamento da LT 500 kV Mesquita / Vespasiano 2

14 14 Aplicações GIS no ONS – Sistema de Detecção de Descargas Atmosféricas (6/6) Telas do Sistema (3/3) Ocorrência queda de torre – linha 765kV

15 15 Aplicações GIS no ONS – BISE – Boletim de Interrupção de Suprimento de Energia no SIN (1/4) Desenvolvimento e Implantação em 2006; OBJETIVOS: Estabelecimento de uma Metodologia para Classificação das Interrupções de Suprimento de Energia no Sistema Elétrico Brasileiro; A METODOLOGIA LEVA EM CONSIDERAÇÃO: Fatores Técnicos – Carga Interrompida, Tempo de Interrupção Fatores Sociais – População Atingida, Área Atingida, Período em que ocorreu a interrupção

16 16 Aplicações GIS no ONS – BISE – Boletim de Interrupção de Suprimento de Energia no SIN (2/4) Matriz para cálculo do grau do impacto dos eventos no Estado

17 17 Aplicações GIS no ONS – BISE – Boletim de Interrupção de Suprimento de Energia no SIN (3/4) TABELA DE CLASSIFICAÇÃO DOS EVENTOS - ESTADO Grau de Impacto Da Ocorrência (GIE) ClassificaçãoDescrição sucinta 9,5 < GIE < 10,0 Distúrbio extremamente grave Envolve mais de 70% do estado, com duração e horário de ocorrência críticos. 8,5 < GIE < 9,5 Distúrbio muito grave Envolve mais de 50% do estado, podendo atingir a capital ou um grande pólo industrial. O período do evento e o tempo de recomposição definem a intensidade do distúrbio. 7,0

18 18 Aplicações GIS no ONS – BISE – Boletim de Interrupção de Suprimento de Energia no SIN (4/4)

19 19 Camadas / Referenciais Cartográficos Rede elétrica georreferenciada (torres, linhas de transmissão, subestações, usinas); Base de Dados Cartográfica: Fonte IBGE, ANA, DNIT HIDROGRAFIA DIVISÃO POLÍTICA (regiões, estados, municípios) ÁREA POPULAÇÃO PIB RODOVIAS (federais e estaduais);

20 20 Georreferenciamento do Sistema Elétrico – Processos Internos DOP solicita anualmente as informações posicionais (linhas de transmissão, torres, subestações e usinas) aos Agentes do Setor, através de correspondência; Agentes enviam as coordenadas geodésicas das suas instalações – confidencialidade das informações; ONS compatibiliza o material recebido Mídia: , cd-rom, papel Padronização de sistemas de projeção (LAT/LONG, UTM) e DATUM (WGS84, SAD69, Córrego Alegre) ONS implanta o material recebido no GIS Base de Dados Cartográfica; Base de Dados Técnica

21 21 Situação Atual do Georreferenciamento Referência Junho / 2006

22 22 Evoluções do Sistema – Projetos Previstos no Plano de Ação do ONS (8.1) Incorporação de informações meteorológicas no GIS (temperatura, vento, umidade, desconforto térmico). Dados das estações meteorológicas dos aeroportos. (Jan/2007); Automatização do Cadastro de Coordenadas Geodésicas das Instalações do SIN – Os agentes realizarão as atualizações de suas informações em página dedicada através de aplicação WEB. (Nov/2007); Incorporação de informações hidrológicas no GIS (chuva e vazão) – Dez/2007; Incorporação de Imagens de Satélite no GIS – Ago/2008; Incorporação de Imagens de Radar Meteorológico no GIS – Dez/2008; Desenvolvimento de Sistema de Alerta de Tempo Severo Vento Severo – Out/2007 Risco de Desligamentos por Descargas Atmosféricas – Jul/2008

23 23 Evoluções do Sistema Demanda do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República e ANEEL: Fornecimento dos dados de georreferencimanento das instalações da Rede Básica do SIN para o sistema GEOPR; Implantação de camada de interoperabilidade OGC (Open Geospatial Consortium); Implantação de Serviço WMS (Web Map Service) para suporte a criação e apresentação de visões dos mapas através de fontes múltiplas e heterogêneas; Implantação de Servidor WFS (Web Feature Service) para troca dos dados de forma independente (consulta, criação, atualização e exclusão de feições gráficas).

24 24 Obrigado. Marcelo Cascardo Cardoso ONS – Operador Nacional do Sistema Elétrico Tel.:


Carregar ppt "Operador Nacional do Sistema Elétrico Aplicação da Tecnologia GIS e de Georreferenciamento na Operação do Sistema Interligado Nacional (SIN) no ONS I Encontro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google