A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trabalhando os resultados da Avaliação: - o PROALFA, o PROEB e as metas a serem atingidas até 2010. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trabalhando os resultados da Avaliação: - o PROALFA, o PROEB e as metas a serem atingidas até 2010. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA."— Transcrição da apresentação:

1 Trabalhando os resultados da Avaliação: - o PROALFA, o PROEB e as metas a serem atingidas até SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

2 JÁ NÃO SE CONSIDERA ALFABETIZADO AQUELE QUE APENAS DECLARA SABER LER E ESCREVER, GENERICAMENTE, MAS AQUELE QUE SABE USAR A LEITURA PARA EXERCER UMA PRÁTICA SOCIAL EM QUE A ESCRITA É NECESSÁRIA. SEE/ CADERNOS ENS. F. DE 9 ANOS

3 OS COMPROMISSOS DA EDUCAÇÃO MINEIRA

4 O ALUNO NO CENTRO DE NOSSAS ATENÇÕES

5 .... o primeiro objetivo da gestão escolar na escola pública brasileira é implantar uma rotina de funcionamento da escola, de forma que os recursos nela existentes possam ser usados para atender às necessidades de aprendizagem dos alunos. José Francisco Soares.... o primeiro objetivo da gestão escolar na escola pública brasileira é implantar uma rotina de funcionamento da escola, de forma que os recursos nela existentes possam ser usados para atender às necessidades de aprendizagem dos alunos. José Francisco Soares GESTÃO PEDAGÓGICA EIXO DO TRABALHO DA SEE EIXO DO TRABALHO DA SRE EIXO DO TRABALHO DA ESCOLA

6 FATORES PRESENTES NUMA BOA ESCOLA Direção competente Visão e metas compartilhadas Ambiente de aprendizagem Altas expectativas Foco nos resultados de desempenho dos alunos Direitos e responsabilidades dos alunos Parceria família/escola. Direção competente Visão e metas compartilhadas Ambiente de aprendizagem Altas expectativas Foco nos resultados de desempenho dos alunos Direitos e responsabilidades dos alunos Parceria família/escola. Nas boas escolas TODOS se realizam com os sucessos dos alunos, responsabilizam-se pelos insucessos e se empenham por sua superação.

7 REFLETINDO... Os alunos lêem livros que incendeiam sua imaginação? Qual o clima da sua escola? Qual o clima da sua escola? Quantas horas/ dias efetivos de aula são ministrados? Escrevem bastante, qualquer que seja a disciplina? Escrevem bastante, qualquer que seja a disciplina?

8 REFLETINDO... Quanto tempo os alunos passam ouvindo o professor falar ou ditar? Quanto tempo são ouvidos durante as aulas? Alfabetização é prioridade em sua escola? Alfabetização é prioridade em sua escola? Existe trabalho coletivo em sua escola?

9 A escola, tanto de rico quanto de pobre, não está ensinando seus alunos a ler um texto escrito e a tirar dele as conclusões e reflexões logicamente permitidas (...) Se fosse necessário gerar um slogan para todas as escolas de todos os níveis, este seria: Só há uma prioridade na escola brasileira : ensinar a ler e entender o que está escrito. Cláudio Moura Castro A escola, tanto de rico quanto de pobre, não está ensinando seus alunos a ler um texto escrito e a tirar dele as conclusões e reflexões logicamente permitidas (...) Se fosse necessário gerar um slogan para todas as escolas de todos os níveis, este seria: Só há uma prioridade na escola brasileira : ensinar a ler e entender o que está escrito. Cláudio Moura Castro

10 Toda escola fazendo a diferença. Toda criança lendo e escrevendo até os 8 anos de idade Elevação dos índices de aprendizagem Redução das diferenças regionais METAS DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

11 TODA ESCOLA PODE FAZER A DIFERENÇA – PLANO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) – 2007 Fase I – Congresso Estadual de Alfabetização Congresso de Alfabetização (maio) Eventos nos Pólos (junho) Eventos nas escolas (04 e 07 julho) Central SRE Diretor Professor 3 dias, pessoas Encontro de 1 dia em 36 cidades por todo o Estado Mais de escolas estaduais e municipais, envolvendo professores, pais e alunos III Congresso Mineiro de Alfabetização SRE Escolas Estaduais de MG

12 Capacitação dos Coordenadores Regionais (julho): Encontros nas SRE, pelos Coordenadores Regionais, para repasse das orientações (agosto): Início do Trabalho de Acompanhamento e Avaliação do PIP nas escolas pela SRE e SEE (agosto) Central SRE Diretor Professor Reunião superintendentes Capacitação SRE Coordenadores Regionais TODA ESCOLA PODE FAZER A DIFERENÇA – PLANO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) – 2007 Fase II – Qualificação e Responsabilização

13 A) Superintendência s Regionais de Ensino * Reorganização das equipes * Acompanhamento do trabalho da escola B) Superintendência de Educação Infantil e Fundamental * Organização das 46 SRE em 7 Núcleos * Prioridade: 4 SRE do semi-árido TODA ESCOLA PODE FAZER A DIFERENÇA – PLANO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA (PIP) – 2007 FASE III – Acompanhamento e Avaliação pelas SRE e SEE Foco: Alfabetização

14 Fase IV – Orientação, Acompanhamento e Avaliação nas 46 SRE e Escolas Fase IV – Orientação, Acompanhamento e Avaliação nas 46 SRE e Escolas TODA ESCOLA PODE FAZER A DIFERENÇA – PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA – ALFABETIZAÇÃO NO TEMPO CERTO - (PIP) 2008

15 PROGRAMA DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA – ALFABETIZAÇÃO NO TEMPO CERTO Etapa II – Implementação e acompanhamento (a partir de fev 2008) Etapa I – Planejamento e preparação (set a dez 2007) Aspiração Toda criança lendo e escrevendo até 8 anos de idade em 2010 Aspiração Toda criança lendo e escrevendo até 8 anos de idade em 2010 Implementação e acompanhamento Aplicação do material detalhado pelos professores em sala de aula e formação continuada Utilização do guia pelos diretores e especialistas Acompanhamento contínuo pelas Equipes Central e Regional Aplicação do material detalhado pelos professores em sala de aula e formação continuada Utilização do guia pelos diretores e especialistas Acompanhamento contínuo pelas Equipes Central e Regional Capacitação dos agentes pedagógicos Capacitação no material detalhado do grupo regional, especialistas, diretores e professores Formação da equipe Equipe Central e Regional dimensionada e qualificada Desenvolvimento de material Material detalhado para servir de guia para professores, especialistas, diretores e grupo regional Definição de metas Definição de metas por escola e SRE

16 A ESSÊNCIA DO PROGRAMA É ESTABELECER METAS PARA AS ESCOLAS E PROPICIAR ELEVADO SUPORTE Professor Professor aplicando práticas efetivas de ensino com base em metodologia detalhada e apoio dos especialistas de educação Especialistas Diretores Equipes Regionais Equipe Central Todo sistema preparado e estruturado para propiciar apoio aos professores Estudando e Aprendendo ' Aluno

17 APESAR DA LIDERANÇA DE MINAS NA EDUCAÇÃO DO PAÍS, ATINGIR A META DE ALFABETIZAÇÃO SERÁ UM GRANDE DESAFIO Nível de alfabetização Salto de qualidade (velocidade desejada) Evolução (velocidade histórica) Meta para 2010: Toda criança lendo e escrevendo até os 8 anos de idade Meta para 2010: Toda criança lendo e escrevendo até os 8 anos de idade

18 - Garantir as necessidades básicas de aprendizagem dos alunos - Duração 9 anos - Ciclo da alfabetização 1º, 2º e 3º anos - Ciclo complementar – 4º e 5º anos - 4 anos finais 6º, 7º, 8º e 9º anos – Regime anual - Ingresso aos 6 anos, no 1º ano do Ciclo da Alfabetização Resolução SEE 1086 de 16/04/2008 Ensino Fundamental : organização e funcionamento

19 -Definição das capacidades a serem adquiridas pelos alunos em cada ano do ciclo -Ao final do ciclo todos os alunos devem ter aprendido a ler, escrever e gostar de ler Ciclo da Alfabetização 3 anos Cumprimento da meta prioritária da educação mineira: Toda criança lendo e escrevendo até 8 anos de idade Toda criança lendo e escrevendo até 8 anos de idade

20 Ciclo Complementar 2 anos - Continuidade dos estudos do Ciclo da Alfabetização -Capacidades a serem adquiridas pelos alunos definidas em cada ano do ciclo -Ao final do ciclo todos os alunos deverão ler com autonomia e escrever com coesão, coerência e correção ortográfica e gramatical

21 Anos Finais do Ensino Fundamental 6º, 7º, 8º e 9º anos - Diretrizes – CBC / Conteúdos Básicos Comuns -Progressão Parcial -Retenção do aluno que não apresentar desempenho mínino em 3 ou mais disciplinas

22 Avaliação da Aprendizagem no Ensino Fundamental - Contínua, diagnóstica, formativa, orientadora da prática educativa em função das necessidades dos alunos -Garantido aos pais acesso aos resultados das avaliações de aprendizagem dos filhos -Comunicação aos pais e alunos, bimestralmente e por escrito, os resultados da avaliação da aprendizagem

23 Os Resultados da Avaliação Externa dos alunos e a definição de Metas para o Estado, SRE e Escolas.

24 Ensino Fundamental 3º ano Avaliação PROALFA – 2007 Resultados e Metas Ensino Fundamental 3º ano Avaliação PROALFA – 2007 Resultados e Metas

25 66% DOS ALUNOS DO 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL DAS ESCOLAS ESTADUAIS ATINGIRAM O DESEMPENHO RECOMENDÁVEL EM % Recomendável Intermediário Baixo Variação dos resultados xx Proficiência média 8% 35% -25% -38% % desempenho, PROALFA, Escolas Estaduais

26 ONDE QUEREMOS CHEGAR: EVOLUÇÃO DAS METAS NAS ESCOLAS ESTADUAIS Recomendável Intermediário Baixo xx Proficiência média 3º ano do Ciclo da Alfabetização % % +11% Variação dos resultados CA*

27 A META PROPOSTA PARA AS ESCOLAS ESTADUAIS AUMENTARÁ A QUANTIDADE DE ALUNOS NO RECOMENDÁVEL DE 66% PARA 90% ENTRE 2007 E 2010 Recomendável Intermediário Baixo Variação dos resultados xx Proficiência média Crescimento anual de 11% entre 2007 e º ano do Ciclo da Alfabetização, Escolas Estaduais Crescimento anual de 6% entre 2007 e 2010

28 O CADERNO DE METAS É A PRIMEIRA FORMA DE COMUNICAÇÃO UTILIZADA PARA DISSEMINAR AS METAS ENTRE AS SRE 3º ano do Ciclo da Alfabetização, Escolas Estaduais

29 O AMBIENTE SOCIO-ECONÔMICO NÃO DETERMINA O NÍVEL DE PROFICIÊNCIA Proficiência média Nível Sócio-econômico BaixoAlto 3º ano do Ciclo da Alfabetização, Escolas Estaduais, PROALFA 2007 Escolas com baixo nível sócio-econômico que superaram os 630 pontos em 2007 Dr. Rockert (Janaúba) Taboleiro (Guanhães) Soturno Da Mata (Teófilo Otoni)

30 Ensino Fundamental 5º e 9º anos Avaliação PROEB – 2007 Resultados e Metas

31 % % Onde Queremos Chegar – Evolução das Metas das Escolas Estaduais – 5º Ano Recomendável Intermediário Baixo PROEB Língua Portuguesa 5º ano 195 xxx Proficiência PROEB Matemática 5º ano

32 % % Metas Minas Gerais para o período no Ensino Fundamental – 5º ano Recomendável Intermediário Baixo PROEB Língua Portuguesa 5º ano 195 xxx Proficiência PROEB Matemática 5º ano

33 % % Onde Queremos Chegar – Evolução das Metas das Escolas Estaduais – 9º Ano Recomendável Intermediário Baixo xxx Proficiência PROEB Língua Portuguesa 9º ano PROEB Matemática 9º ano

34 % % Metas Minas Gerais para o período no Ensino Fundamental – 9º ano Recomendável Intermediário Baixo xxx Proficiência PROEB Língua Portuguesa 9º ano PROEB Matemática 9º ano

35 Meta Estado º ano do ensino fundamental, Escolas Estaduais, distribuição da proficiência média das escolas, PROEB Língua Portuguesa 2007 Proficiência 9% das escolas estaduais do 5º ano EF já superaram a meta proposta para o Estado em 2010 em Língua Portuguesa No. Escolas 9% das escolas já superaram em 2007 a meta estabelecida para 2010

36 Resultados das Escolas Estaduais em 2007 no EF PROEB 2007 Ano EscolarDisciplina Meta 2010/ Proficiência Escolas que já superaram a meta º 9º Língua Portuguesa Matemática Língua Portuguesa Matemática % N o escolas Escolas que já superaram a meta 2010

37 Ensino Médio 3º ano Avaliação PROEB – 2007 Resultados e Metas Ensino Médio 3º ano Avaliação PROEB – 2007 Resultados e Metas

38 % Onde Queremos Chegar – Evolução das Metas das Escolas Estaduais – 3º Ano EM – Língua Portuguesa Recomendável Intermediário Baixo PROEB Língua Portuguesa 3º ano EM 274 xxx Proficiência 312

39 % Onde Queremos Chegar – Evolução das Metas das Escolas Estaduais – 3º Ano EM – Matemática Recomendável Intermediário Baixo xxx Proficiência PROEB Matemática 3º ano EM

40 % Metas Minas Gerais para o período no Ensino Médio – Língua Portuguesa Recomendável Intermediário Baixo PROEB Língua Portuguesa 3º ano EM 274 xxx Proficiência

41 % Metas Minas Gerais para o período no Ensino Médio - Matemática Recomendável Intermediário Baixo xxx Proficiência PROEB Matemática 3º ano EM

42 Meta Estado º ano do ensino médio, Escolas Estaduais, distribuição da proficiência média das escolas, PROEB Língua Portuguesa 2007 Proficiência 1% das escolas estaduais do 3º ano EM já superaram a meta proposta para o Estado em 2010 em Língua Portuguesa No. Escolas 1% das escolas já superaram em 2007 a meta estabelecida para 2010

43 Meta Estado º ano do ensino médio, Escolas Estaduais, distribuição da proficiência média das escolas, PROEB Matemática 2007 Proficiência 2% das escolas estaduais do 3º ano EM já superaram a meta proposta para o Estado em 2010 em Matemática No. Escolas 2% das escolas já superaram em 2007 a meta estabelecida para 2010

44 Metas para Minas Gerais Metas para cada SRE Metas para cada Escola Outras Metas 3º, 5º e 9º anos Ensino Fundamental 3º ano Ensino Médio O CADERNO DE METAS É A FORMA DE COMUNICAÇÃO UTILIZADA PARA DISSEMINAR AS METAS ENTRE AS SRE - PROALFA E PROEB

45 Caderno de Metas para Escolas Estaduais– Minas Gerais

46 Plano de metas SRE Januária OBJETIVOINDICADORESNÍVEL DE DESAGREGAÇÃOONDE ESTAMOSMETA 2008META 2009META Todos os Alunos Lendo aos Oito Anos Distribuição por Faixa de Desempenho no 3o. Ano EF Alfabetização Baixo200724,9%20,8%14,0%0,9% Intermediário200715,0%12,4%11,4%15,3% Recomendável200760,0%66,8%74,6%83,8% Proficiência MédiaAlfabetização3o. Ano EF Todos os Alunos Progredindo Juntos Proficiência Média no PROEB Português 5o. Ano EF o. Ano EF o. Ano EM Matemática 5o. Ano EF o. Ano EF o. Ano EM Distribuição por Faixa de Desempenho na 5o. Ano EF Português Baixo200756%47%39%32% Intermediário200732%35%37% Recomendável200712%17%23%31% Matemática Baixo200751%45%38%33% Intermediário200732%34%36% Recomendável200717%21%25%31% Taxa de Defasagem Idade-Série Ensino Fundamental 5o. Ano200731%23%17%13% 9o. Ano200742%29%20%14% Ensino Médio3o. Ano200748%39%31%25% No. Alunos em Tempo IntegralEnsino Fundamental1o. a 9o Anos No. Alunos Aprofundamento EstudosEnsino Médio1o. a 3o. Anos Nenhum Aluno a Menos Taxa de Abandono Ensino Fundamental 1o. Ano20063,2%2,4%2,1%1,8% 5o. Ano20063,2%2,6%2,3%2,1% 9o. Ano200614,8%9,8%8,0%6,6% Ensino Médio 1o. Ano200621,0%17,9%13,4%11,6% 2o. Ano200618,2%10,2%7,7%5,8% Taxa de Conclusão Ensino Fundamental9o. Ano200654,0%62,1%67,0%72,3% Ensino Médio3o. Ano200648,0%58,6%64,8%71,7% No. Alunos com Formação Inicial para o Trabalho Ensino Médio1o, 2o e 3o anos Toda Escola Tem que Fazer Diferença Valor Agregado Português 5o. Ano EF ,3% 1,9%6,1%10,7% 9o. Ano EF2006-5,3%1,1%5,4%10,0% Matemática 5o. Ano EF2006-9,9%2,2%6,5%11,0% 9o. Ano EF2006-5,3%1,6%5,7%10,2% 5. Toda a Comunidade Participando No. Escolas Abrindo aos Finais de Semana

47 DIREÇÃO PLANEJAMENTO IMPLEMENTAÇÃO COMO ATINGIR OU SUPERAR AS METAS? Todos precisamos saber ONDE queremos chegar Todos precisamos saber COMO pretendemos chegar lá Todas as AÇÕES devem convergir para melhorar a aprendizagem de todos os alunos

48 Princípios Planejar com foco no desempenho do aluno/ resultados Transformar o Plano em tarefa de todos Garantir o envolvimento e comprometimento de todos Converter o Plano em processo contínuo Mobilizar para a mudança IMPLEMENTAÇÃO COM SUCESSO

49 Quanto mais eficiente é o Diretor, melhor é o ensino da escola. Revista Veja, 18/06. 7 medidas para melhorar o ensino 48 O Diretor da Escola Envolvimento nas questões pedagógicas organizado conciliador comprometido democrático competente

50 49 O Especialista de Educação na Escola AÇÃO DIÁLOGO APRENDIZAGEM ALUNO

51 50 Supervisor Pedagógico ARTICULA COORDENA RESPONSABILIZA INTERVEM PROPÕE AVALIA ESTUDA ACOMPANHA ORIENTA

52 51 O Professor A mudança na educação passa, necessariamente, pela sala de aula Fazendo a diferença diagnosticando planejando ensinando aprendendo avaliando garantindo a aprendizagem dos alunos

53 Objetivos e metas mensuráveis Visão de futuro Plano realista específico, foco em resultados Envolvimento e comprometimento de todos Receita do Sucesso

54 Líderes comprometidos são fundamentais para o sucesso da implementação de um PLANO Inspiram uma visão comum Vislumbram o futuro Atraem seguidores Capacitam outros a agirem Incentivam a colaboração Fortalecem os outros Dão o exemplo Atitudes corretas São éticos Tocam os corações Reconhecem contribuições individuais Festejam as realizações

55 54 O Plano de Intervenção Pedagógica da Escola - PIP Anos Iniciais do Ensino Fundamental: Alfabetização no Tempo Certo Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio: Implementando os CBC Foco nos resultados Melhor ensino e mais aprendizagem Melhoria do desempenho dos alunos

56 Programa de Intervenção Pedagógica - Alfabetização no Tempo Certo Sistema de monitoramento on-line Preenchimento pela SRE de relatório mensal sobre cada Escola Dimensões: alfabetização, situação pedagógica e de pessoal, esforço de acompanhamento, infra-estrutura Geração de relatórios: informações e gráficos por escola, SRE e Estado Base para orientações e apoio às escolas pelas SRE e SEE

57 1º de Julho Em cada escola de MG, os professores, diretores e especialistas discutirão os resultados, conhecerão as metas e reorganizarão seu plano. 05 de Julho Toda escola de Minas Gerais apresentará seu plano a comunidade. 1º de Julho Em cada escola de MG, os professores, diretores e especialistas discutirão os resultados, conhecerão as metas e reorganizarão seu plano. 05 de Julho Toda escola de Minas Gerais apresentará seu plano a comunidade. TODA ESCOLA PODE FAZER A DIFERENÇA 23 a 27/06 Encontros Regionais 23 a 27/06 Encontros Regionais Os eventos acontecerão no Estado inteiro simultaneamente Os eventos acontecerão no Estado inteiro simultaneamente 1º E 05 DE JULHO DE 2008

58

59

60 TODOS OS ALUNOS PROGREDINDO JUNTOS PIP ESPECIALISTA PROFESSOR DIRETOR E DEMAIS PROFISSIONAIS COMPROMETIDOS FOCO NOS RESULTADOS TODA COMUNIDADE PARTICIPANDO TODA CRIANÇA LENDO E ESCREVENDO ATÉ 8 ANOS DE IDADE ESCOLA QUE FAZ A DIFERENÇA

61 ESCOLAS DE MINAS FAZENDO A DIFERENÇA NA EDUCAÇÃO DO BRASIL SUPER VISÃO

62 Os educadores podem fazer mais. As escolas de Minas podem fazer a diferença. Esta é a nossa convicção inabalável. Vanessa Guimarães Pinto Secretaria de Estado de Educação TODA CRIANÇA PODE SER ALFABETIZADA NO TEMPO CERTO. CONFIAMOS EM VOCÊS!


Carregar ppt "Trabalhando os resultados da Avaliação: - o PROALFA, o PROEB e as metas a serem atingidas até 2010. SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google