A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Porque o Reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo Rm 14.17.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Porque o Reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo Rm 14.17."— Transcrição da apresentação:

1

2 Porque o Reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo Rm 14.17

3 1 - Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus dada às igrejas da Macedônia; 2 - como, em muita prova de tribulação, houve abundância do seu gozo, e como a sua profunda pobreza superabundou em riquezas da sua generosidade. 3 - Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente, 4 - pedindo-nos com muitos rogos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos.

4 5 - E não somente fizeram como nós esperávamos, mas também a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor e depois a nós, pela vontade de Deus; 6 - de maneira que exortamos a Tito que, assim como antes tinha começado, assim também acabe essa graça entre vós. 7 - Portanto, assim como em tudo sois abundantes na fé, e na palavra, e na ciência, e em toda diligência, e em vossa caridade para conosco, assim também abundeis nessa graça. 8 - Não digo isso como quem manda, mas para provar, pela diligência dos outros, a sinceridade da vossa caridade; 9 - porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre, para que, pela sua pobreza, enriquecêsseis.

5 OS BENS MATERIAIS NA PERSPECTIVA MUNDANA OS BENS MATERIAIS NA PERSPECTIVA BÍBLICA Produz orgulho Produz humildade Consideração com os outros Gera inveja Bons frutos Consumo consciente Consumismo Avareza Generosidade Produz toda sorte de práticas ruins Acepção de pessoas Amor altruísta

6 I Co 16.2 As coletas deveriam ser feitas no primeiro dia da semana (Domingo); O dia em que todos os cristãos primitivos guardavam como seu dia de descanso e adoração. Eles deveriam por de parte, a cada semana, uma certa quantia para os pobres e preparar o restante para ser enviado para Jerusalém quando ele chegasse. A base para o que seria dado era conforme a prosperidade que Deus dava a cada semana. Esta política entre os cristãos imitava a dos judeus, que levavam suas dádivas à sinagoga no dia de sábado.

7 III Jo 2 – João nos mostra 3 tipos de bênçãos que são da vontade de Deus: 1. Prosperidade material; 2. Cura do corpo e saúde; 3. Salvação da alma Se qualquer uma destas bênçãos não fosse da vontade de Deus, seria a vontade do apóstolo amado? Se tais bênçãos são a vontade de Deus para um homem, são para todos, porque no Evangelho não há acepção de pessoas.

8 1. PROSPERIDADE E CONSUMO – São termos que o ser humano define como prosperidade; mas que podemos ver que os ensinamentos dos apóstolos e até de Jesus, não nos diz isso – Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Mt 6.33.

9 2. PROSPERIDADE E FUTURIDADE – A Igreja primitiva já esperava ansiosa a vinda do Senhor Jesus. Viviam como se o Senhor viesse a qualquer momento. Não depositemos nossa confiança no que temos mas sim no Senhor – Uns confiam em carros, e outros, em cavalos, mas nós faremos menção do nome do SENHOR, nosso Deus. Sl 20.7.

10 1) TESOUROS NA TERRA – Coisas que Deus aborrece : Provérbios 6:16-19 diz: "Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos." Aborrecer quer dizer sentir horror alguma coisa. Abominar é detestar. Quando a Bíblia diz que Deus aborrece e abomina algumas coisas, devemos prestar atenção para evitar tais coisas em nossas vidas. Examinemos estas sete coisas que contradizem o santo caráter de Deus. Olhos altivos Olhos altivos são olhos elevados, altos, arrogantes, orgulhosos e presunçosos. Deus sempre condena a arrogância dos homens, pois ela contraria a sabedoria divina. Provérbios 8:12-13 diz: "Eu, a Sabedoria, habito com a prudência e disponho de conhecimentos e de conselhos. O temor do SENHOR consiste em aborrecer o mal; a soberba, a arrogância, o mau caminho e a boca perversa, eu os aborreço." Isaías 2:1-5 profetiza sobre o estabelecimento da montanha da casa do Senhor, uma profecia claramente messiânica. No mesmo capítulo, ele mostra que Cristo viria contra a soberba e a arrogância dos homens ( Isaías 2:12-17 ). Um dos alvos na vida cristã é vencer a altivez. Paulo escreveu: "Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas e toda altivez que se levante contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo, e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão" ( II Coríntios 10:4-6 ).

11 Língua mentirosa Nesta lista de sete coisas que Deus aborrece, três são pecados da língua. Deus odeia a mentira. O mentiroso será castigado por Deus ( Salmo 7:12-16 ). Muitas pessoas confiam na mentira, se achando capazes de enganar o mundo e até o próprio Deus. Na sua arrogância, elas não confiam no Senhor ( Salmo 40:4 ). O servo de Deus abandona a mentira e busca a lei do Senhor ( Salmo 119:163 ). Da mesma maneira que Deus aborrece a mentira, a pessoa justa também a aborrece ( Provérbios 13:5 ). Mãos que derramam sangue inocente Deus sempre detestava a violência dos homens. Em Gênesis 6:13, a violência é citada como motivo para a destruição dos homens no dilúvio. Em Provérbios 24:1-2, aprendemos que o servo de Deus deve procurar ficar longe dos violentos: "Não tenhas inveja dos homens malignos, nem queiras estar com eles, porque o seu coração maquina violência, e os seus lábios falam para o mal." Poucos anos antes de usar a Babilônia para destruir a cidade de Jerusalém, Deus explicou seus motivos para esse castigo. Ele citou, entre os erros do povo, a terra cheia de violência ( Ezequiel 8:17 ). Na nossa sociedade, a violência descontrolada é lamentável. Enquanto políticos prometem segurança nas ruas, a verdadeira solução será outra. Pais precisam ensinar seus filhos e cristãos precisam ensinar um ao outro sobre a necessidade de agir pacificamente num mundo repleto de crueldade. Quando Deus falou de derramar sangue inocente, ele ajuntou a violência e a injustiça. Deus é perfeitamente justo, e qualquer injustiça é uma rejeição do caráter dele ( Deuteronômio 32:4 ). A pessoa que condena o justo ou justifica o ímpio mostra injustiça e é abominável para o Senhor ( Provérbios 17:15 ; 18:5 ). Para evitar tal injustiça, devemos lembrar do conselho do sábio em Provérbios 18:17 "O que começa o pleito parece justo, até que vem o outro e o examina." O homem justo procura ouvir ambas as partes antes de julgar. Jesus disse: "Não julgueis segundo a aparência, e sim pela reta justiça" ( João 7:24 ). Coração que trama projetos iníquos Os ímpios tramam contra os justos. Há tanta injustiça no mundo que pessoas boas ficam desesperadas. Mas, este quadro será invertido. Salmo 37:12-17 diz: "Trama o ímpio contra o justo e contra ele ringe os dentes. Rir_se_á dele o Senhor, pois vê estar_se aproximando o seu dia. Os ímpios arrancam da espada e distendem o arco para abater o pobre e necessitado, para matar os que trilham o reto caminho. A sua espada, porém, lhes traspassará o próprio coração, e os seus arcos serão despedaçados. Mais vale o pouco do justo que a abundância de muitos ímpios. Pois os braços dos ímpios serão quebrados, mas os justos, o Senhor os sustém." Para entender melhor a atitude de Deus sobre o " coração que trama projetos iníquos ", leia Salmo 50: Este trecho mostra que até pessoas que dizem ser servos do Senhor e até as que ensinam a palavra de Deus podem ser culpadas desse pecado. Não adianta pregar a palavra de Deus e usar a mesma boca para difamar irmãos. Não deve condenar os ladrões e adúlteros com a boca enquanto participa dos mesmos pecados.

12 Pés que se apressam a correr para o mal Deus criou o homem para servir a ele. Devemos dedicar nossos corpos como sacrifícios vivos para fazer a vontade do nosso Criador e Redentor ( Romanos 12:1-2). Nessa lista de coisas que Deus aborrece, os primeiros cinco itens descrevem partes do corpo (olhos, língua, mãos, coração e pés). O pecado é como imã que atrai os ímpios. Quando a pessoa cede à tentação e corre para o pecado, ela é rejeitada por Deus ( Salmo 34:16 ). Salomão nos adverte sobre o perigo de entrar no caminho dos malfeitores: "Filho meu, não te ponhas a caminho com eles; guarda das suas veredas os pés; porque os seus pés correm para o mal e se apressam a derramar sangue" ( Provérbios 1:15-16 ). O verdadeiro discípulo tem que aborrecer o mal e ser amigo do bem ( Provérbios 8:13 ; Tito 1:8 ). Esses conceitos exigem um novo modo de pensar. Deus não pede meramente que não pratiquemos o mal, mas que o aborreçamos. Ele não quer apenas que façamos o bem, mas que o consideremos nosso melhor amigo. Que desafio! Testemunha falsa que profere mentiras Duas vezes nessa lista de sete itens, Deus inclui a mentira. Não podemos exagerar a gravidade desse pecado. Deus é verdade, e a mentira não vem dele ( João 8:44 ). Mentiras não são brincadeiras. Temos que aprender falar a verdade sempre e exclusivamente ( Efésios 4:25 ). O que semeia contendas entre irmãos Mais uma vez, encontramos nessa lista um pecado que envolve, principalmente, o uso errado da língua. Contendas são obras de maldizentes. "Sem lenha, o fogo se apaga; e, não havendo maldizente, cessa a contenda" ( Provérbios 26:20 ). Há, infelizmente, pessoas neste mundo que se ocupam falando mal dos outros e semeando contendas. Deus detesta tal comportamento. Em Romanos 1:29, ele inclui contendas entre os piores dos pecados. A soberba é uma das fontes das contendas que dividem irmãos. Provérbios 13:10 diz: "Da soberba só resulta a contenda, mas com os que se aconselham se acha a sabedoria." Provérbios 17:19 afirma o mesmo fato: "O que ama a contenda ama o pecado; o que faz alta a sua porta facilita a própria queda." Contendas são fáceis a começar e difíceis a terminar. Como um pequeno buraco numa barragem facilmente sai do controle da pessoa que o fez, uma pequena contenda cresce de tal maneira que ninguém consegue freá-la. "Como o abrir_se da represa, assim é o começo da contenda; desiste, pois, antes que haja rixas" ( Provérbios 17:14 ). A melhor maneira de resolver uma briga é não começá-la. Conclusão Durante mais de 30 anos de casamento, eu tenho aprendido uma coisa importante: quando amamos uma pessoa, procuramos evitar as coisas que ela não gosta. Quando Deus diz que detesta essas sete coisas, está dizendo que as pessoas que o amam farão tudo para tirar todos esses pecados da própria vida. Que Deus nos ajude a viver livre das coisas que ele abomina.

13 2. TESOUROS NO CÉU – DIFERENÇA ENTRE ETERNO E TEMPORAL: Lucas – veja anexo No céu a traça não consome, nem a ferrugem destrói. Aqui na terra a prosperidade é uma bênção para quem a tem em vida; pois depois que parte, vira uma maldição prá quem fica.

14 1. Uma Igreja com diferentes classes sociais – Em todas as Igreja sempre vai existir as diferentes classes sociais: Ricos – materialmente e espiritualmente; Pobres – materialmente e espiritualmente; Classe Média – materialmente e espiritualmente Diaristas – aqueles que só são cristãos na dependência do dia. Escravos – aqueles que levam tudo ao extremo; ou deixam tudo relaxadamente. Os amparados – aqueles que só estão na Igreja por serem mantidos por ela. Se for retirado a manutenção nunca mais voltam e ainda falam mal. A igreja tem de ser homogênea na sua fé.

15 2. Não esquecer dos pobres – A Igreja como organismo, tem uma obrigação social para com os menos favorecidos materialmente. Ações sociais, arrecadação de alimento e roupas, para beneficiá-los; Pois como podemos ver a s necessidades dos hebreus não era advinda de pecados, mas sim de uma fome que assolou todo mundo da época. Sabemos que alguns não aprovam por acharem que é algo que torna-se um ciclo vicioso, mas nossa parte temos de fazer o restante é com Deus. Não podemos olhar para aas circunstâncias, mas sim pela necessidade de sobrevivência vividos por eles, e; Olhar principalmente que assim agindo mostraremos que possuímos em nós o Amor de Deus derramado em nossos corações.

16 Quando somos prósperos é essencialmente porque temos uma vida reta diante de Deus. Isso resulta em paz interior: Une-te, pois, a Deus, e tem paz, e, assim, te sobrevirá o bem. Jó Resulta em sermos acrescidos das bênçãos de Deus : Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Mt 6.33 Resulta em benefícios materiais: E o Senhor virou o cativeiro de Jó, quando orava pelos seus amigos; e o Senhor acrescentou a Jó outro tanto em dobro a tudo quanto dantes possuía. Jó Que o senhor possa nos abençoar!


Carregar ppt "Porque o Reino de Deus não é comida, nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo Rm 14.17."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google