A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cronograma de Projetos – Gráfico Gannt Henry Gantt Nasceu em 1861 e faleceu em 1919 aos 58 anos. discípulo de Taylor – chefe de produção dele; engenheiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cronograma de Projetos – Gráfico Gannt Henry Gantt Nasceu em 1861 e faleceu em 1919 aos 58 anos. discípulo de Taylor – chefe de produção dele; engenheiro."— Transcrição da apresentação:

1

2 Cronograma de Projetos – Gráfico Gannt

3 Henry Gantt Nasceu em 1861 e faleceu em 1919 aos 58 anos. discípulo de Taylor – chefe de produção dele; engenheiro mecânico; registrou 06 patentes; fabricou navios da 1º guerra mundial (1918) – 1300 navios em 18 meses com trabalhadores; ferramenta de planejamento e divisão de tarefas no projeto (método gráfico de acompanhamento do fluxo da produção relacionado a um calendário) para produção ser eficaz; Incentivos salariais/bônus. Curiosidade: medalha Gantt: distinta realização da gerência para o serviço da sociedade; interesse no elemento humano na produtividade.

4 Um cronograma - ou gráfico de Gantt, é uma técnica de representação gráfica de decisões que mostra, dentro de um calendário, quando as atividades deverão ocorrer. Em sua forma mais comum, chamada cronograma de barras, o gráfico é uma tabela ou matriz, cujas colunas (dimensão horizontal) representam a passagem do tempo. As linhas ou barras (dimensão vertical) representam as atividades a realizar.

5 Há muitas formas de desenhar cronogramas. A passagem do tempo pode ser assinalada por meio de alguma unidade do calendário (dias, semanas, meses, anos) ou por meio de datas- limites para a realização das atividades. Quando se usam datas-limites, o cronograma indica com precisão em que momento do calendário uma atividade deverá terminar, ou até que dia do mês respectivo um resultado deverá ser apresentado ou entregue.

6

7 Planejamento Uma das razões para planejar é lidar com a incerteza do futuro. Incerteza é a condição que ocorre quando se dispõe de poucas informações ou quando não se tem controle sobre os eventos. Para uma organização, o futuro torna-se incerto quando não há informações suficientes sobre o comportamento da concorrência, dos consumidores, fornecedores, fontes de financiamento, evolução da tecnologia e outros segmentos relevantes do ambiente.

8 Outra razão para planejar, é lidar com a certeza do futuro. É possível antever, com razoável grau de precisão, alguns eventos porque estão sob controle; são conseqüências previsíveis de atos e decisões passadas, ou estão dentro de um calendário de acontecimentos regulares. Em muitos casos é possível prever, com maior ou menor precisão, os fatos futuros e seus efeitos. Portanto, nada melhor do que preparar-se para eles, em vez de se deixar atropelar por eles.

9 Definição de Planejamento O processo de planejamento é uma aplicação específica do processo de tomar decisões. As decisões que procuram, de alguma forma, influenciar o futuro, ou que serão colocadas em prática no futuro, são decisões de planejamento. Além disso, o planejamento é uma dimensão das competências intelectuais. Para a moderna psicologia, planejar é um tipo refinado de habilidade. A decisão e a capacidade de lidar com o futuro por meio do planejamento refletem, portanto, uma forma de inteligência. A partir desse conceito básico, o processo de planejamento pode ser definido de várias maneiras:

10 - Planejar é definir objetivos ou resultados a serem alcançados; - É definir meios para possibilitar a realização de resultados desejados; - É interferir na realidade, para passar de uma situação conhecida a uma outra situação desejada, dentro de um intervalo definido de tempo; - É imaginar e trabalhar para construir uma situação nova; - É definir um objetivo, avaliar as alternativas para realizá-lo e escolher um curso específico de ação.

11 Atitudes em Relação ao Planejamento Planejar é o resultado de atitudes favoráveis à mudança - de atitudes que reconhecem a necessidade de mudança e de ação para fazer a mudança acontecer. As empresas e outros tipos de organizações, como os países e as igrejas, transformam-se, para crescer e sobreviver, ou desaparecem. Tudo depende de sua capacidade de lidar com a mudança. No entanto, também é inegável que uma das explicações para a capacidade de sobrevivência é a atitude dos administradores em relação ao futuro. A atitude pode ser proativa ou reativa. Dependendo da atitude predominante dos administradores, a organização será mais ou menos afetada pelos eventos.

12 Atitude PROATIVA Um exemplo de atitude proativa faz parte da história da administração: a invenção das práticas da administração enxuta e da filosofia japonesa de fazer produtos de alta qualidade e baixo custo. Antes dos japoneses, alta qualidade era sinônimo de alto custo de produção e preço alto para o consumidor - eles não tinham eficiência e qualidade, os consumidores queriam qualidade e preço baixo, e os fabricantes tradicionais também não conseguiam oferecer isso. Com essas informações, decididos a mudar, planejaram e fizeram acontecer a mudança. Em seguida, muitas organizações processaram positivamente o exemplo japonês e conseguiram fazer mudança semelhante. A atitude é mais proativa quanto mais rapidamente a organização antecipar-se ao futuro e fizer as mudanças necessárias. À medida que o tempo de reação diminui, a administração torna-se reativa.

13 Atitude REATIVA A atitude reativa é representada pelas forças que desejam e preservam a estabilidade. Essa informação não é capaz de provocar nenhuma mudança, seja na forma como a organização trata seus recursos, seja na forma como se relaciona com o ambiente. A estabilidade é preservada por forças poderosas, que oferecem resistência à mudança. São exemplos dessas forças: a comodidade da situação presente, a tradição e a força dos hábitos, o pensamento conservador, os sistemas de controle e os procedimentos padronizados, que definem o comportamento aceitável e fazem as pessoas agir de acordo com as convenções.

14 Equilíbrio das Forças Em todas as organizações, os dois tipos de forças estão presentes e são necessários. A atitude proativa é importante para o crescimento e a mudança; A atitude reativa é importante para manter o equilíbrio e para impedir as mudanças abruptas e desnecessárias. Uma organização, especialmente uma de grande porte, não pode nem consegue alterar seus objetivos ou mesmo um programa de trabalho a todo momento. É necessária uma certa permanência de comportamento ao longo do tempo. O equilíbrio entre os dois tipos de atitudes influencia o desempenho da organização.

15 O Processo de Planejamento O processo de planejar, compreende 03 etapas principais: - Aquisição dos dados de entrada; - Processamento dos dados de entrada; - Preparação de um plano.


Carregar ppt "Cronograma de Projetos – Gráfico Gannt Henry Gantt Nasceu em 1861 e faleceu em 1919 aos 58 anos. discípulo de Taylor – chefe de produção dele; engenheiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google