A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A formação de tradutores Aspectos históricos e contextuais

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A formação de tradutores Aspectos históricos e contextuais"— Transcrição da apresentação:

1 A formação de tradutores Aspectos históricos e contextuais
Dorothy Kelly 2005

2 KELLY, Dorothy (2005) “Setting the Scene”
KELLY, Dorothy (2005) “Setting the Scene”. In: A Handbook for Translator Trainers. Manchester: St. Jerome. 1) A formação de tradutores em seu contexto histórico, social, profissional e acadêmico. antecedentes históricos aparecimento dos primeiros cursos institucionais diferentes tipos de formação cursos acadêmicos e profissionalizantes o papel das associações profissionais e acadêmicas o papel da indústria da tradução

3 História Início da formação institucional de tradutores: segunda metade do século XX Perfil dos tradutores até então: profissionais no campo das línguas bilíngües autodidatas formados mediante instrução de tradutores experientes Atualmente muitos dos tradutores ainda têm esse perfil, mesmo em países que oferecem formação institucional específica.

4 As primeiras instituições com formação de tradutores e/ou intérpretes
Moscow Linguistic University (ex Maurice Thorez Institute, fundada em 1930) Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg (1933) Université de Genéve (1941) Universität Wien (1943) Segundo grupo, após a Segunda Guerra Mundial Universität Innsbrück (1945) Karl-Franzens-Universität Graz (1946) Universität Johannes Gutenbert Mainz (Germersheim, 1947) Universität des Saarlandes (Saarbrücken, 1948) École Supérieure d’Interprètes et de Traducteurs (anos 50) Institut Supérieur d’Interrètes et de Traducteurs (anos 50)

5 Associação de prestigiosos cursos de formação de tradutores
CIUTI – Conférence Internationale Permanente d’Instituts Universistaires de Traducteurs et Interprètes (38 instituições) Objetivos: ... assegurar a qualidade da tradução e interpretação profissional, atendendo as demandas de tradutores e intérpretes altamente qualificados por parte de um contexto profissional global em constante mudança. [...] contribuir para o desenvolvimento da pesquisa em tradução e interpretação e para o desenvolvimento continuado da formação profissional de tradutores e intérpretes no mundo (www.ciuti.org)

6 Associação de prestigiosos cursos de formação de tradutores (anos 50)
CIUTI – Conférence Internationale Permanente d’Instituts Universistaires de Traducteurs et Interprètes (38 instituições) Objetivos: ... assegurar a qualidade da tradução e interpretação profissional, atendendo as demandas de tradutores e intérpretes altamente qualificados por parte de um contexto profissional global em constante mudança. [...] contribuir para o desenvolvimento da pesquisa em tradução e interpretação e para o desenvolvimento continuado da formação profissional de tradutores e intérpretes no mundo (www.ciuti.org)

7 Ampliação e aumento de número de cursos de formação de tradutores e intérpretes, tanto em contextos bilíngües, quanto impelidos pela internacionalização da economia. Bélgica, Canadá, Itália, Holanda, Austrália, Dinamarca, Reino Unido, Espanha... Anos 90: aproximadamente 250 cursos ao redor do mundo (Caminade e Pym, 1998) Cursos abertos também em instituições de Portugal, Coréia do Sul, Polônia. Intercultural Studies Group: Lista de instituições que oferecem cursos de formação de tradutores Perguntas: Quando foram fundados os primeiros cursos no Brasil? Quantos estão atualmente funcionando? O que a USP já ofereceu e oferece atualmente no campo da formação de tradutores? O que diferencia a USP dos cursos em outras instituições brasileiras?

8 Tipos de formação institucional
Cursos de graduação (Alemanha, Bélgica, Espanha, Canadá) Cursos no nível de pós-graduação (França, USA, muitos dos cursos no Reino Unido) Cursos totalmente integrados ao sistema universitário, onde também se desenvolve pesquisa > tendem a incluir elementos teóricos em alto grau Cursos com pouca inserção no sistema universitário, com diplomas técnicos > tendem a não incluir conteúdos teóricos, ou a incluí-los num grau mínimo Os objetivos variam desde uma formação generalista até a concentração em uma área específica (tradução literária, traução técnica, tradução jurídica, tradução audiovisual, intérpretes de conferências, community interpreters) Perguntas: As características dos cursos da USP ou da sua instituição: Graduação ou pós-graduação? Acadêmico ou profissionalizante? Generalista ou especializado? Longo ou curto?

9 Associações profissionais e a formação
Principais responsáveis pelos cursos fora das universidades: associações de profissionais empresas A maior parte dos países têm pelo menos uma associação de tradutores. Metas: - defender os interesses dos profissionais alavancar a profissão manter bons padrões de qualidade A maioria oferece cursos de atualização para os membros, geralmente na forma de cursos de curta duração e focalizados em pontos específicos do trabalho do tradutor: novas tecnologias, mercado, direitos autorais, gerenciamento da terminologia, revisão... Algumas organizam curso de longa duração.

10 Associações profissionais e a formação
Associação de Tradutores da América (ATA): acompanhamento de tradutores iniciantes por tradutores experientes durante certo período, para facilitar a entrada na profissão; programa de formação continuada, com um mínimo de 20 pontos exigidos neles para a renovação do credenciamento dos membros. Perguntas: Que associações profissionais existem no Brasil e no Estado de São Paulo? Olhando o site dessas organizações, levantar: atividades de formação que oferecem se têm algum programa de acompanhamento ou orientação para iniciantes

11 Empresas e formação As maiores agências de tradução oferecem cursos de atualização para a equipe e uma formação de longa duração para recém-contratados. SDL International: curso de formação de 6 meses focalizando aspectos tecnológicos essenciais da tradução profissional e localização. Alguma empresas têm convênios com universidades, com estágios para alunos dos últimos anos, que permitem aos estudantes adquirir experiência profissional. Perguntas: Quais as principais agências de tradução em São Paulo? Oferecem cursos para funcionários recém-contratados? Qual o conteúdo? Têm convênio com universidades para estágio de estudantes?

12 Associações acadêmicas
As associações acadêmicas no campo dos estudos da tradução são mais voltadas para a pesquisa. A formação de tradutores tem sido um importante objeto de pesquisa no campo, e por isso a maior parte dessas associações se interessa por ela. Comissões de formação de tradutores em associações internacionais como a Sociedade Européia para os Estudos da Tradução (EST) e a Associação Internacional para os Estudos da Tradução e Estudos Interculturais (IATIS) e em muitas associações nacionais. Organizam seminários, oferecem dados bibliográficos e fomentam a pesquisa no campo da formação de tradutores: apoio para professores de tradução. Perguntas: Pesquisar no site da EST e da IATIS: - como organizam seu interesse na formação de tradutores. - que recursos disponibilizam que podem interessar para professores de tradução Quais as associações acadêmicas no Brasil? Ela(s) têm uma comissão voltada para a formação de tradutores? Em caso afirmativo, o que disponibilizam ou oferecem?


Carregar ppt "A formação de tradutores Aspectos históricos e contextuais"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google