A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução: SOCIEDADE DO CONHECIMENTO Caracterização: é uma nova maneira de compreender o papel do conhecimento no desenvolvimento econômico e social.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução: SOCIEDADE DO CONHECIMENTO Caracterização: é uma nova maneira de compreender o papel do conhecimento no desenvolvimento econômico e social."— Transcrição da apresentação:

1 Introdução: SOCIEDADE DO CONHECIMENTO Caracterização: é uma nova maneira de compreender o papel do conhecimento no desenvolvimento econômico e social. O conhecimento torna-se variável do processo de crescimento econômico necessário a ser estimulado e acelerado. A Sociedade da Informação tem que encontrar as formas de facilitar e impulsionar o processo de geração, distribuição e transferência de conhecimento. Para cumprir essa tarefa, ela baseia-se em três pressupostos: 1- Conhecimento acumulado (empresas/indivíduos) aumenta a capacidade de adquirir e de gerar novos conhecimentos; 2- O progresso científico e tecnológico amplia os meios e cria novos instrumentos que facilitam, a expansão das fronteiras do conhecimento. Como: as naves espaciais, os telescópios ultra- poderosos, a microeletrônica e o desenvolvimento combinado da informática e das telecomunicações; 3- Conhecimento difere dos demais fatores de crescimento da produção (máquinas e equipamentos, terra, recursos naturais – renováveis ou não – trabalho), pois que sua disponibilidade pode ser ampliada de forma praticamente ilimitada.

2 Conferência de Edgar Morin – Clad 2004 / Madrid Podemos Reformar a Administração Pública? RACIONALIDADE: plena utilização das atitudes intelectuais e afetivas de todos os que participam na administração do Estado, com coordenação, comunicação, troca de informações, utilização de policompetências. Pressupõe tempo para constituição de um saber comum e compreensão interpessoal. RACIONALIZAÇÃO: aplicação estrita dos princípios da centralização (inibe iniciativa do órgão executor), da hierarquia (obediência passiva tira a responsabilidade pessoal e a solidariedade de cada um com o conjunto) e a hiperespecialização das competências (isolamento na área do saber), com supressão de tempos mortos, redundâncias e momentos de convívio. Isso leva a formas degeneradas e esclerotizadas na administração pública, classificadas de burocráticas. RACIONALIZAR É TORNAR AS ORGANIZAÇÕES IRRACIONAIS E CONTRA-PRODUCENTES. Edgard Morin

3 No Relatório de Competitividade Global foi mostrado pelo Diretor do World Economic Forum, uma comparação do PIB per capita entre: PAÍS crescimento Argentina US$ US$ x 3 Brasil US$ 366 US$ x 8 Coréia US$ 275 US$ x 50 Lopez-Claros explicou que o Índice de Competitividade de Crescimento procura identificar fatores chaves para justificar essa mudança em 3 décadas, envolvendo um Índice de Tecnologia (inovação/ transferência de tecnologia/ TIC), Índice Ambiente Macroeconômico (estabilidade macroeconômica/ classificação de crédito/ gastos do governo) e Índice Instituições Públicas (leis e contratos/ corrupção). Fórum Econômico Mundial - palestra na Casa Civil

4 GERAÇÃO DE NOVO PRODUTO CONHECIMENTO USQEPASI Pesquisa aplicada Desenvolvimento do produto-INOVAÇÃO Pesquisa, desenvolvimento e inovação C,T&I estão na base do desenvolvimento das nações

5 Sistema de C,T&I nos países centrais POLÍTICA FINANCIAMENTO Pesquisa& Serviços $ $$ Empresas Governo Universidades Formação de RH Pesquisa básica e aplicada Inovação P&D Institutos Centros de P&D papers conhecimento patentes riqueza Ciência Tecnologia e Inovação são a base do desenvolvimento

6 Doutores formados no Brasil doutores/ano formados no Brasil em 2004, número comparável aos da Índia e da China, de 8.500, e , respectivamente, em Persiste a necessidade de serem formados mais engenheiros e cientistas na área das ciências exatas para satisfazer uma demanda cada vez maior e adequar nossos percentuais aos padrões internacionais. ( fonte: )http://www.inae.org.br/publi/ep/ep0100.pdf

7 Avanços em C&T no País Artigos científicos do Brasil no Science Citation Index/ano

8 PINTEC 2000: Universo de empresas do setor industrial, com 10 ou mais pessoas ocupadas PINTEC 2000: Universo de empresas do setor industrial, com 10 ou mais pessoas ocupadas Empresas com P&D (70% Nacionais) Pessoas em P&D (90% Nacionais) (Pessoas em P&D)/empresa 6 Pesquisa IBGE da Situação de P&D nas Empresas Situação do Brasil no Mundo Brasil tem 2,0% no PIB mundial tem 1,6% nas publicações científicas mundiais mas só tem 0,002% nas patentes mundiais

9 BrasilCoréia Patentes e Investimento Empresarial em P&D: Brasil e Coréia

10 Política C&T Política Industrial Imitação 1970 Internalização 1980 Inovação 1990 Fonte: Lee, W in Kim & Nelson, Tecnologia, Aprendizado e Inovação, p. 369 (Ed. Unicamp, 2005) Incentivos fiscais Créditos fiscais Red. Tarifas aduan. Cap. risco Fases na CORÉIA: Imitação, Internalização e Invoação convergindo Política Industrial e Política de C&T

11 C&T têm papel decisivo na geração e na distribuição da riqueza Produtos de alto valor agregado Matérias primas Assimetria entre Brasil e EUA O Brasil precisa inovar agregando valor aos produtos básicos O maior exportador de café do mundo é a Alemanha!

12 A Busca Pela Inovação Do Livro: 100 INVENTIONS - That Shaped the World History por Bill Yenne Encontramos contribuições de 4 brasileiros: 1709 => Vôo de balão – pelo jesuíta brasileiro Bartolomeu de Gusmão ( ) nota: somente em 1782 na França surge o balão 1906 => Avião – em 23 de outubro - 14-Bis de 8 cilindros em V e potência Avião de 24 hp - pelo brasileiro Alberto Santos Dumont nota: o registro de vôo dos irmãos Wright é de => Abreugrafia - médico brasileiro Manoel de Abreu ( ) 1983 => Sterilair ar quente para matar Ácaro – Físico brasileiro de Petrópolis Alintor Fiorenzano Jr.

13 Falta cultura de conexão da inovação com empresa I N V E N T O R do R Á D I O

14 Nossos inovadores não têm tradição de empreender negócios

15 governador Mario Covas: Asseguro, sem vacilação, que é possível conciliar política e ética, política e honra, política e mudança. e criou o Sistema Estratégico de Informação (SEI), reorganizou a Corregedoria Geral Administra (CGA) estabeleceu as Ouvidorias em defesa do Servidor Público e do atendimento ao Cidadão. Conforme LEI N.º , de 20/04/1999, que estabelece o Sistema Estadual de Defesa do Usuário do Serviço Público SEDUSP, Ouvidorias e Comissões de Ética serão instituídas em todos os órgãos e entidades prestadores de serviços públicos. reorganizouLEI N.º Período de Ética na Gestão Pública Estadual ( )

16 1- Princípios da Nova Gestão Pública - Profissionalização - Transparência (publicidade contínua dos atos de governo) - Descentralização (separar fisicamente em vários centros) - Desconcentração (delegar, diluir o comando) - Novas formas de controle (Gestão do Conhecimento) - Novas formas de prestar serviços públicos (eletrônica, terceirização, concessões, PPP, OSCIPs) - Orientação para o cidadão (foco nas demandas sociais) - Responsabilização (accountability prestar contas, obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal)prestar contas

17 Gestão de Conhecimento PDG Em que pontos dos processos de gestão poderemos usar o conhecimento como vantagem produtiva? Gestão de Conhecimento o modelo de ambiente Gestão de Pessoas novos mapas mentais Governo Eletrônico o formato de gestão baseado nas TICs Nova Gestão Pública políticas e princípios Mandala: Processos, PPA – Programas e projetos, Aquisições de Bens e Serviços, conceitos básicos de TICs

18 O VALOR DA INFORMAÇÃO uma pequena reflexão Dado é um registro que nada diz sobre a própria existência. É uma simples observação. Informação é um dado com significância. A informação proporciona um novo ponto de vista para a interpretação de eventos, o que torna visíveis significados antes invisíveis ou lança luz sobre conexões inesperadas. Conhecimento é a capacidade de usar a informação para ação eficaz.

19 Este bilhete é um Dado ou uma Informação? Você e um chinês estão no último andar de um prédio quando um funcionário todo afobado entrega um bilhete com os caracteres ao lado e sai correndo. O chinês olha o bilhete, passa o bilhete para você, e também sai correndo.

20 DADOS OU INFORMAÇÃO?

21 Como fazer DADOS serem INFORMAÇÕES? Será que organizar a pilha dos DADOS é a solução para fazer dados ser INFORMAÇÃO? Foto Imprensa Oficial do Estado – Diário Oficial

22 Ou será que basta ter computador para resolver esse problema?

23 Cadastro de Serviços Terceirizados - Diagrama de Dispersão Exemplo: - Vigilância Patrimonial - Unidade Medida.: Homem/Hora Valores em Real - Julho/97 Quantidade Mensal Valor Unitário - Homem / Hora (Real) 1º Quartil - R$ 5,67 Mediana - R$ 6,12 3º Quartil - R$ 6,78 Quartil = total de contratos / 4 Contratos no 4o. Quartil são renegociados ou cancelados. 3- Aplicativo usado no Sistema Estratégico de Informações desde 1995

24 ALIMENTAÇÃO DE PRESOS VALORES REFERENCIAIS DE PREÇOS UNITÁRIOS PRATICADOS 3º QUARTIL 22,88 17,83 8,208,75 7,44 6,01 6,10 5,81 5,59 5,94 6,75 8,09 8,51 8,00 9,40 13,43 24,72 9,08 10,67 13,50 9,03 0,00 5,00 10,00 15,00 20,00 25,00 30,00 Jan/1995jan/1996jan/1997jan/1998jan/1999jan/2000jan/2001jan/2002jan/2003jan/2004 jan/2005 FONTE: CADASTRO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS (JAN/1995 A JAN/2005) (*) AS DIÁRIAS SÃO COMPOSTAS DE CAFÉ DA MANHÃ / ALMOÇO / JANTAR (*)PREÇOS UNITÁRIOS DE DIÁRIAS 3º QUARTIL Valor NominalValor Corrigido para Janeiro/2005- (IGP-DI) 8,51 3- Aplicativo para Gestão de Contratos Terceirizados

25 3- CADTERC: Cadastro de Serviços Terceirizados Economia no Período: Jan/1995 a Jan/ A redução no total de gastos mensais nos 10 anos de uso, atingiu, em média o percentual de 31,7%, veja gráfico ao lado, que é uma economia de R$ 11,49 bilhões, considerando a UFESP no mês de dezembro/2004 no valor de R$ 12,49.

26 Programa de Modernização da Coordenação da Administração Tributária Integração dos sistemas da Fazenda e Detran Arrecadação: R$ 1,59 bilhão Guia informatizada com código de barras Arrecadação : R$ 1,83 bilhão Prestação de contas pelos bancos em meio magnético Guia tradicional Arrecadação: R$ 600,3 milhões Prestação de contas pelos bancos em papel Novas opções de pagamento: auto- atendimento, telefone, via Internet Prestação de contas pelos bancos totalmente em meio magnético: 2,2 bilhões de arrecadação. Arrecadação do IPVA - TRIPLICOU em 4 anos 3- Ações de Sucesso em T.I. no Governo Estadual

27 Infoseg PolíciasCivis PolíciasMilitares MinistériosPúblicosEstaduais e Federal OutroPaís PoderJudiciárioPolíciaFederalPolíciaRodoviáriaFederal Penitenciárias Computador da UF 2 Computador da UF 1 Dados Básicos de Identificação Armas de Fogo Usuários Histórico das Consultas CadastroCriminal Armas de Fogo Cadastro de Presos ExecuçõesCriminais Mandados de Prisão CadastroCriminal Armas de Fogo Cadastro de Presos ExecuçõesCriminais Mandados de Prisão ÍNDICENACIONAL 3- Integração Nacional e Segurança de Informações de Justiça Pública

28 3- Cadastro Pró Social uso de informações georeferenciadas

29 3- Cadastro Pró Social Paulista- Aplicativo Web Famílias cadastradas 1,3 milhão cerca de 4,5 milhões de pessoas Instituições 5 mil Programas 30 Beneficiários + de 700 mil

30 3- TELEAUDIÊNCIA – uso da videoconferência 10 de agosto de 2005 – início do depoimento a distância - no primeiro semestre de 2005 a Polícia fez 46 mil escoltas - transportou 124 mil detentos percorrendo 3,3 milhões de km - 96 mil policiais e 34 mil viaturas foram envolvidas - gastos com transportes de presos foram de R$ 5,9 milhões Prodesp da suporte para modernização do judiciário.


Carregar ppt "Introdução: SOCIEDADE DO CONHECIMENTO Caracterização: é uma nova maneira de compreender o papel do conhecimento no desenvolvimento econômico e social."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google