A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Plano Diretor de Aproveitamento de Recursos Hídricos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Plano Diretor de Aproveitamento de Recursos Hídricos."— Transcrição da apresentação:

1 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Plano Diretor de Aproveitamento de Recursos Hídricos para a Macrometrópole Paulista Sistema de Suporte à Decisão São Paulo 04 de novembro de 2009

2 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Principais conceitos Uma rede AcquaNet é uma rede de fluxo constituída de NÓS e LINKS os LINKS formam a rede propriamente dita, estabelecendo as ligações entre os NÓS. Os NÓS podem ser de 3 tipos: Os NÓS podem ser de 3 tipos: – reservatórios, – nós de passagem e – nós de demanda.

3 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Exemplo de Rede AcquaNet

4 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Caracterização dos Nós de Demanda Demanda (vazão que será fornecida, total ou parcialmente, em função da disponibilidade); Prioridade no atendimento Retorno (percentual da demanda que retornará à rede e em qual nó isso se dará)

5 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Caracterização dos Nós de passagem Série de vazões afluentes; Lançamentos diretos

6 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Caracterização dos Reservatórios Série de vazões naturais afluentes Volumes (máximo e mínimo); Prioridade no enchimento

7 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Caracterização dos Links Vazão mínima vazão máxima Custo

8 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Funcionamento da Rede Em cada nó (de passagem ou reservatório) é computada, em cada intervalo (mês), a vazão afluente, soma das seguintes parcelas: –vazão que chega pelos links ligados ao nó; –vazão natural do próprio nó; –lançamento no nó; –retorno de alguma demanda. Computada a vazão afluente, esta pode ser utilizada para alimentar as demandas ligadas ao nó, para encher o reservatório (se o nó for um reservatório) ou seguir para o próximo nó de passagem.

9 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente O fluxo resultante é definido por: prioridades das demandas e reservatórios prioridades das demandas e reservatórios restrições nos links (máximos e mínimos) restrições nos links (máximos e mínimos) custos dos links. custos dos links. Funcionamento da Rede

10 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Exemplo de Rede AcquaNet P3 P1 P2P4

11 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Exemplo de Rede AcquaNet P3 P1 P2P4 Qmin Qmáx Qmin Qmáx Qmin Qmáx

12 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Exemplo de Rede AcquaNet P3 P1 P2P4 Qmin Qmáx Qmin Qmáx Qmin Qmáx Custo 1 Custo 2 Custo 3

13 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente O Modelo: Resultados Com base na disponibilidade hídricas prioridades e restrições, o modelo otimiza o fluxo, apresentando como resultados, para cada intervalo de tempo: fluxo em cada link fluxo em cada link vazões em cada nó vazões em cada nó volumes em cada reservatório: volumes em cada reservatório: formas de apresentação dos resultados tabelas tabelas gráficos gráficos curvas de permanência curvas de permanência

14 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente A Rede da Macrometrópole

15 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Critérios básicos Os cerca de 180 municípios foram agrupados em 73 zonas de demanda, em função dos valores de demanda, fontes de abastecimento, proximidade geográfica, etc Cada zona de demanda é representada por 3 nós de demanda, correspondentes aos 3 tipos de demanda considerados: abastecimento público, indústrias e irrigação.

16 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Critérios básicos rede hídrica principal que atravessa a região, dividida em 130 sub-bacias. Estes são associados a séries de vazões médias mensais, naturalizadas, de 1931 a 2006 Esses nós correspondem aos cerca de 60 reservatórios (existentes ou projetados) considerados na modelagem ou a nós de passagem. As ZD foram associadas às sub-bacias, representando as fontes de abastecimento.

17 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Exemplo de associação ZD x SB

18 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente ETAs da RMSP Em função do abastecimento da RMSP, que está associado, principalmente, ao sistema de adução integrado da SABESP esta região teve um tratamento específico. Para cada sistema produtor foram criados os links que os alimentam (ligando as ETAs aos respectivos mananciais) e os links que as ligam às zonas de demanda por elas atendidas as ETAs, por definição, atendem somente às demandas de abastecimento urbano

19 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Exemplo da ETA Guaraú

20 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio AmbienteTransposições foram criados os links (e nós) referentes às ligações e transposições de água que ocorrem atualmente na região –Ligações entre os reservatórios do sistema Cantareira (caracterizadas por links que permitem o fluxo de água entre os diversos reservatórios, até atingir a ETA Guaraú); –Ligações referentes ao sistema Alto Tietê (caracterizadas por links que representam as transposições entre os reservatórios e entre o rio Tietê e o reservatório Biritiba ;

21 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente –Bombeamento Taquacetuba (representado por um nó de demanda associado ao reservatório, cujo lançamento está definido para o reservatório Guarapiranga); –Bombeamento para suprir a usina de Henry Borden (representado por um link entre os reservatórios Billings e rio das Pedras e um nó de demanda abastecido por este último reservatório, cujo lançamento se dá na Baixada Santista). Transposições

22 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Novos aproveitamentos Após a definição da representação dos elementos atuais da rede, foram introduzidos os nós e links correspondentes aos possíveis aproveitamentos a serem estudados, p. ex: reservatório Jurumirim, reservatório Jurumirim, reservatório Barra Bonita, reservatório Barra Bonita, transposição do rio Paraíba do Sul para o Sistema Cantareira ou para o rio Tietê, transposição do rio Paraíba do Sul para o Sistema Cantareira ou para o rio Tietê, transposição das águas da Baixada Santista para a RMSP transposição das águas da Baixada Santista para a RMSP

23 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Os links dos novos aproveitamentos ficam desligados durante as simulações, sendo abertos quando necessário a simulações específicas O mecanismo que permite isso é simples: –Link desligado Capacidade máxima do link = 0 Capacidade máxima do link = 0 –Link ligado Capacidade máxima do link definida pelo usuário Novos aproveitamentos

24 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Outros elementos da rede Para cada reservatório foi criado um nó de demanda imediatamente a jusante para que se possa estabelecer um valor a ser retirado do reservatório, como uma vazão regularizada; Em pontos específicos da rede foram criados nós de demanda com a finalidade de se efetuar um controle das vazões mínimas a serem garantidas nos corpos dágua; Para esgotar o sistema foram criados 4 nós de demanda identificados como drenos, cuja função é retirar toda a água que não foi utilizada pelos nós de demanda ou reservatórios.

25 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Telas do SSD

26 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Telas do SSD

27 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Telas do SSD Mínimo de jusante do reservatório Jaguari (vazão regularizada)

28 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Telas do SSD

29 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Calibragem e Simulações Calibragem: ajuste do modelo à situação atual (2008),verificando-se o atendimento a demanda, volumes dos reservatórios, vazões mínimas, etc Simulações: fontes atuais de abastecimento, porém com demandas de 2035, identificando-se as falhas no atendimento. fontes atuais de abastecimento, porém com demandas de 2035, identificando-se as falhas no atendimento. Introdução de novos aproveitamentos (isoladamente ou em conjunto) para suprir as demandas não atendidas Introdução de novos aproveitamentos (isoladamente ou em conjunto) para suprir as demandas não atendidas

30 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio AmbienteResultados

31 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio AmbienteResultados

32 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio AmbienteResultados

33 DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio AmbienteResultados


Carregar ppt "DAEE Secretaria de Saneamento e Energia Secretaria de Economia e Planejamento Secretaria do Meio Ambiente Plano Diretor de Aproveitamento de Recursos Hídricos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google