A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Geomorfologia e Planejamento Rosangela do Amaral Geógrafa, Pesquisadora Científica Instituto Geológico - SMA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Geomorfologia e Planejamento Rosangela do Amaral Geógrafa, Pesquisadora Científica Instituto Geológico - SMA."— Transcrição da apresentação:

1 Geomorfologia e Planejamento Rosangela do Amaral Geógrafa, Pesquisadora Científica Instituto Geológico - SMA

2 O que é a GEOMORFOLOGIA ? Do latim geo = terra, morfo = forma, logos = estudo A Geomorfologia possui um caráter altamente integrador entre as Ciências Ambientais, procurando compreender a evolução espaço-temporal do relevo. Entretanto, as formas são geradas por determinados processos, que são de origem interna (vulcanismo, tectonismo e outros) e de origem externa (água, temperatura, vento, geleiras, seres vivos, entre outros). Ciência que estuda as formas do relevo. As formas representam a expressão espacial de uma superfície, compondo as diferentes configurações da paisagem morfológica. Ciência da Natureza que estuda e explica as formas da Terra.

3 O que é PLANEJAMENTO TERRITORIAL? Os principais Instrumentos de Planejamento e Gestão Territorial são: Planos Diretores; Zoneamentos Municipais; Planos de Bacias Hidrográficas; Planos de Manejo, entre outros. O planejamento deve ser elaborado para atender um limite territorial delimitado, físico ou político, e pode ser de ordem regional ou local, urbano ou rural. Fonte: PMSP, 2009 Fonte: PMSA, 2009

4 PORQUE PLANEJAR? O planejamento territorial tem como objetivo atender demandas, muitas vezes, incontroláveis, como o crescimento populacional urbano e seu conseqüente processo de alteração do meio físico. Desta forma, o planejamento deve tentar compatibilizar o aspecto físico (ambiental) e as necessidades sócio-econômicas. Fotos: Acervo IG

5 CARACTERÍSTICAS DO MEIO FÍSICO No Estado de São Paulo pode-se diferenciar tipos de paisagens naturais, como por exemplo, quando se viaja em direção ao: 1) Oeste Paulista (região de Assis, Presidente Prudente) 2) Litoral, pela Serra do Mar 3) Sul do Estado, pelo Vale do Ribeira 4) Rio de Janeiro, pelo Vale do Paraíba

6 1

7 2

8 2

9 3

10 4

11 Cada tipo de paisagem exige um planejamento específico, de forma a considerar os aspectos do meio físico (relevo, geologia, solo, vegetação) na implantação dos assentamentos urbanos ou da agricultura, para minimizar os impactos à natureza. Cada área tem sua fragilidade definida pela combinação das características do meio físico e exige que se tenha atenção ao intervir, de forma a não desencadear Desastres Naturais. Diversos tipos de intervenção são feitos para viabilizar a ocupação de cada vez mais áreas, de forma a comportar uma população cada vez maior. Entretanto, essas intervenções podem ter impactos ao meio ambiente de curto, médio ou longo prazo. As intervenções antrópicas podem causar diversos danos e prejuízos, materiais e humanos. APLICAÇÃO DA GEOMORFOLOGIA VOLTADA AO PLANEJAMENTO TERRITORIAL

12 INTERVENÇÕES EM CURSOS DÁGUA Foto aérea 1940: Acervo PMSP

13 Foto: Acervo IG

14

15

16

17

18 Foto: DAEE

19 INTERVENÇÕES EM ÁREAS COM ALTA DECLIVIDADE (CORTES, ATERROS) Foto: Acervo IG

20

21

22

23

24 INTERVENÇÕES EM ÁREAS SUSCETÍVEIS À EROSÃO Foto: Dimas A. Silva

25 Foto: Acervo IG

26

27

28 INTERVENÇÕES EM ÁREAS COSTEIRAS Foto: Acervo IG

29

30

31

32

33

34 Utilização de instrumentos de cartografia para análise do relevo APLICAÇÃO DA GEOMORFOLOGIA VOLTADA AO PLANEJAMENTO TERRITORIAL

35

36

37 Estudos de fragilidade Zoneamentos para definição das áreas mais indicadas (ou menos impactantes) à expansão urbana Delimitação de restrições à ocupação (APPs) GEOMORFOLOGIA VOLTADA AO PLANEJAMENTO TERRITORIAL

38

39

40

41 Instrumento de organização ou re-organização territorial do espaço integrado a uma política de planejamento (ROSS, 1992); Os recursos tecnológicos atuais permitem superar quase todas as dificuldades e diversidades que os ambientes naturais impõem. Entretanto, nem sempre sua aplicação é viável economicamente ou politicamente; Em geral, as medidas corretivas só são empregadas quando ocorrem danos materiais e humanos; É importante que as intervenções sejam feitas de modo a compatibilizar os interesses sociais com a dinâmica ambiental, de forma a garantir a segurança e estabilidade das comunidades. GEOMORFOLOGIA VOLTADA AO PLANEJAMENTO TERRITORIAL

42 Obrigada!!!! Instituto Geológico – SMA Av. Miguel Stéfano, – Água Funda São Paulo/SP ramal 2068


Carregar ppt "Geomorfologia e Planejamento Rosangela do Amaral Geógrafa, Pesquisadora Científica Instituto Geológico - SMA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google