A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PARAIBA DO SUL SÃO LOURENÇO RIO RIBEIRA DE IGUAPE (ISOTERMA) BARRA BONITA JURUMIRIM (AVARÉ) ALTERNATIVAS DE GRANDES APORTES Revisão e Atualização do Plano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PARAIBA DO SUL SÃO LOURENÇO RIO RIBEIRA DE IGUAPE (ISOTERMA) BARRA BONITA JURUMIRIM (AVARÉ) ALTERNATIVAS DE GRANDES APORTES Revisão e Atualização do Plano."— Transcrição da apresentação:

1 PARAIBA DO SUL SÃO LOURENÇO RIO RIBEIRA DE IGUAPE (ISOTERMA) BARRA BONITA JURUMIRIM (AVARÉ) ALTERNATIVAS DE GRANDES APORTES Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP

2 APORTE CANTAREIRA PARAÍBA DO SUL CUSTOS APORTE CANTAREIRA: -INVESTIMENTOS: R$ 201,5 MILHÕES - ENERGIA: R$ 10,8 MILHÕES / ANO ALTERNATIVAS DE GRANDES APORTES APORTE ALTO TIETÊ

3 JUQUIÁ-JUQUITIBA RIO SÃO LOURENÇO ALTERNATIVAS DE GRANDES APORTES SÃO LOURENÇO

4 ~280 km ALTERNATIVAS DE GRANDES APORTES BARRA BONITA JURUMIRIM (AVARÉ)

5 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP Disponibilidades Hídricas dos Mananciais (atuais e novos aportes) –Modelagem dos Sistemas - ACQUANET –Conceito do Conjunto de Represas visando a Operação Otimizada –Restrições (hidráulicas, operacionais, legais e do uso múltiplo) –Restrições de Uso Múltiplo - definidas prioridades Avaliação da operação atual das represas do Sistema Integrado (operação individualizada); Estudo da operação integrada das represas por sistema produtor (cenário atual e futuro). MANANCIAIS - QUANTIDADE

6 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP SISTEMA PRODUTOR CANTAREIRA

7 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP SISTEMAS PRODUTORES GUARAPIRANGA / RIO GRANDE / COTIA

8 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP SISTEMAS PRODUTORES ALTO TIETÊ E RIO CLARO

9 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP Classificação dos Novos Aproveitamentos quanto aos Aspectos Técnicos, Ambientais, Legais e Institucionais –Vazão disponível –Áreas inundadas –Importação de outra bacia hidrográfica –Bacia Hidrográfica como Unidade de Planejamento e Gerenciamento –Áreas Protegidas –Comitês de Bacia Hidrográfica –Atos Jurídicos, Concessões de Energia Elétrica ou Outorga de Uso CRITÉRIO ADOTADO

10 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP RESULTADO DA CLASSIFICAÇÃO DOS POSSÍVEIS APORTES ManancialPontuaçãoVazão (m³/s) Alto Tietê (complementação)0,85,6 Braço da Billings - Rio Pequeno0,93,0 Juquiá - Juquitiba1,24,7 Itatinga - Itapanhaú2,14,9 Capivari2,92,1 São Lourenço4> 30 Paraíba do Sul5indefinida Sorocaba5indefinida

11 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP DISPONIBILIDADES DE APORTES PARA OS SISTEMAS PRODUTORES AcréscimoConjunto ALTO TIETÊ Configuração atual com operação isolada 9,70 Paraitinga - Biritiba - Taiaçupeba3,3013,00 Operação integrada - represas SPAT2,60 15,60 Itatinga-Itapanhaú4,9520,55 RIO CLARO Configuração atual-4,60(*) GUARPIRANGA-BILLINGS Configuração atual com a duas etapas do Taquacetuba (4m 3 /s) (**) 16,25 Capivari-Monos2,05 18,3 RIO GRANDE Configuração atual- 4,20 Braço do Rio Pequeno2,80 7,00 CANTAREIRA Configuração atual- 31,00 ALTO COTIA Configuração atual- 1,10 BAIXO COTIA Configuração atual-0,80 SISTEMA JUQUIÁ Juquiá-Juquitiba4,70 VAZÕES - garantia 95% (m 3 /s) SISTEMA PRODUTOR/MANANCIAIS * Disponibilidade Hídrica superior à capacidade de produção ** Considerando a Billings com prioridade para abastecimento

12 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP ALTERNATIVAS DE MANANCIAIS AVALIADAS

13 MANANCIAIS - QUALIDADE SistemaRepresa/Ponto P Total (mg/l) Nível Eutrófico (2003) P Total (mg/l) Nível Eutrófico após duplicação da carga CantareiraPaiva Castro / Oligotrófico Mesotrófico (2043) Alto TietêTaiaçupeba / Mesotrófico Mesotrófico (-) Rio ClaroRibeirão do Campo< 0.02 / Oligotrófico ( ) Rio GrandeBraço Rio Grande / Mesotrófico / Eutrófico (2006) Guarapiranga/BillingsGuarapiranga / Eurotrófico / Eurotrófico (2008) Alto CotiaPedro Beicht / Mesotrófico / Eurotrófico (2016) Baixo CotiaIsolina / Hiper-eutrófico / Hiper-eutrófico (2007) Indicadores de Eutrofização dos Sistemas Produtores Existentes

14 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP MANANCIAIS – QUALIDADE MEDIDAS PROPOSTAS NO PLANO: Manutencao da area tampao – remanescentes da vegetacao natural, para evitar erosao e transporte de sedimentos, aumentar a recarga de aquiferos e recuperar a vegetacao das margens. Protecao, recuperacao e reabilitacao das areas alagadas e varzeas, para acelerar processos de desnitrificacao, retencao de fosforo, nitrogenio e metais. Aplicacao de tecnicas de Inativacao do fosforo Alteracoes de praticas agricolas Construcao de pré-represas; Tecnicas de remocao e inativacao da carga interna Continuidade e ampliacao dos sistemas de monitoramento de qualidade em tempo real

15 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP FORMULAÇÃO DE ALTERNATIVAS PREMISSAS: MANUTENÇÃO DOS MANANCIAIS ATUAIS DEMANDAS A SEREM ATENDIDAS ATÉ 2025 NOVOS MANANCIAIS COM MAIOR FACILIDADE LEGAL E INSTITUCIONAL ETAs COM POSSIBILIDADE DE AMPLIAÇÃO MENORES INTERFERÊNCIAS NO SAM

16 REVISÃO E ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA DA RMSP Área de Influência do Sistema Produtor Cantareira ATENDIMENTO ATUAL ATENDIMENTO EM 2025 População projetada em 2025: Na área atual: 10,8 milhões de hab Na área proposta: 9 milhões de hab. SETORES QUE SERÃO ATENDIDOS POR OUTRO SISTEMA PRODUTOR Demanda prevista em 2025 Área atual – 37 m³/s Área proposta – 31,4 m³/s

17 O Sistema Cantareira, propõe-se que seja permanentemente destinado ao abastecimento publico da bacia do Alto Tiete. A Bacia do Piracicaba devera ser ressarcida monetariamente dessa reversão (Fonte: HIDROPLAN) Em todas as hipóteses aventadas no Plano, o saneamento ambiental e a preservação dos reservatórios Guarapiranga, Billings e dos demais, são indispensáveis. Caso contrario, serão necessárias importações substanciais de água de bacias vizinhas. (Fonte: HIDROPLAN) (...) Parece ser interessante a execução de uma nova ETA no vale do Juqueri (captando água do Paiva Castro) para abastecer os municipios citados e que teria a vantagem adicional de melhoria das condições hidráulicas do ramo Guaraú-Brasilândia-Osasco, além de ampliar a capacidade de produção do Sistema Cantareira para 35 m³/s. (Fonte: PLANO DIRETOR DA BACIA DO ALTO TIETÊ) Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP

18 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP MANANCIAISSISTEMAS PRODUTORES PARAITINGA / BIRITIBA / TAIAÇUPEBA (complementação do SPAT) Operação Integrada (represas do SPAT) ITATINGA E ITAPANHAÚ ALTO TIETÊ (ampliação) RIO JUQUIÁ JUQUIÁ/JUQUITIBA (implantação) RIO GRANDE (ampliação) ou TAQUACETUBA (implantação) Operação Integrada Guarapiranga - Billings-Capivari BRAÇO DO RIO PEQUENO ABV (ampliação)

19 Alternativa A Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP 18.2 m 3 /s Nota: as obras de desmatamento de Biritiba e Paraitinga, pre-requisito para seu enchimento, já foram iniciadas, portanto, não deverá ocorrer déficit.

20 Alternativa B Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP 18.2 m 3 /s Nota: as obras de desmatamento de Biritiba e Paraitinga, pre-requisito para seu enchimento, já foram iniciadas, portanto, não deverá ocorrer déficit.

21 Produção

22 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP CAPACIDADES DE PRODUÇÃO ATUAIS – SISTEMA INTEGRADO

23 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP SITUAÇÃO DAS ETAs QUANTO À NECESSIDADE DE ADEQUAÇÃO DO PROCESSO DE TRATAMENTO Nota: em elaboração Programa de Recuperação do rio Cotia.

24 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP APLICABILIDADE DOS DIFERENTES PRÉ-TRATAMENTO PARA IMPLANTAÇÃO DE PROCESSOS DE TRATAMENTO AVANÇADO

25 Adução - SAM

26 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP PONTOS CRÍTICOS DO SAM ATUAL Sistema Adutor Metropolitano Flexibilidade operacional entre os Sistemas Produtores Comprometimento da expansão proposta para o Sistema Adutor Metropolitano com as disponibilidades hídricas dos mananciais, de forma a se adequar o binômio oferta / demanda Capacitação da reservação setorial em função das demandas previstas atuais e futuras Pré-dimensionamento de elevatórias e adutoras Alternativas de traçado das adutoras

27 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP PONTOS CRÍTICOS DO SAM ATUAL Elaboração de modelo hidráulico do SAM: Base cartográfica geo-referenciada de toda a RMSP Traçado real das adutoras (conforme as built) Execução em tempo extensivo Simulação e dimensionamento da reservação setorial

28 Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP SAM PONTOS CRÍTICOS DO SAM ATUAL

29 Configuração Final – ano 2025 Itapanhaú + Itatinga Manancial 20,5 m 3 /s ETA 20 m 3 /s Manancial 20,5 m 3 /s ETA 20 m 3 /s Manancial 4,7m³/s (juquiá-Juquitiba) Manancial 7 m 3 /s ETA 7m 3 /s Manancial 7 m 3 /s ETA 7m 3 /s

30 Avaliação preliminar dos custos e considerações finais

31 INVESTIMENTOS PREVISTOS Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP FONTE: PDAA – Estudo em fase de elaboração, valores sujeitos a alterações (R$ x milhão – mai/2002) TT / TTP / Consórcio PDA 2025 DESCRIÇÃO TOTAL (R$ 1.000) MANANCIAL PRODUÇÃO ADUÇÃO+RESERVAÇÃO TOTAL

32 Avaliação Econômico-Financeira e Ambiental das Alternativas (em andamento) Metodologia do Custo Médio Incremental de Longo Prazo – CMILP Projeção dos custos e dos incrementais de produção de água, de acordo com os investimentos programados em cada uma das alternativas Introdução do conceito de risco – obras de flexibilização Revisão e Atualização do Plano Diretor de Abastecimento de Água da RMSP Abrangendo os custos das obras de mananciais, tratamento e sistema adutor:

33 O PDAA abrange mananciais, produção e adução com vistas a otimizar o uso das estruturas existentes e dos investimentos necessários Premissa básica: Manutenção integral dos mananciais atuais Aporte adicional de mananciais de 18 m³/s, com alguma margem de folga, considerando aspectos técnico-econômicos (disponibilidades, qualidade, distâncias, desníveis, sequenciação etc.), ambientais, institucionais, legais e políticos Considera a gestão de demanda como fator importante para a obtenção de margem de folga operacional, possibilitando a postergação de novos aportes Estudo em fase de conclusão. CONSIDERAÇÕES FINAIS


Carregar ppt "PARAIBA DO SUL SÃO LOURENÇO RIO RIBEIRA DE IGUAPE (ISOTERMA) BARRA BONITA JURUMIRIM (AVARÉ) ALTERNATIVAS DE GRANDES APORTES Revisão e Atualização do Plano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google