A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Programa de Pós-Graduação em SOCIOLOGIA Prof. Silvio Cesar Camargo Coordenador (desde abril 2013) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Programa de Pós-Graduação em SOCIOLOGIA Prof. Silvio Cesar Camargo Coordenador (desde abril 2013) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA."— Transcrição da apresentação:

1 Programa de Pós-Graduação em SOCIOLOGIA Prof. Silvio Cesar Camargo Coordenador (desde abril 2013) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS Mestrado Desde 01/03/1974 Doutorado Desde 26/05/2004

2 1) Teoria e Pensamento Sociológico A linha de pesquisa fundamenta-se na longa tradição de ensino dos autores clássicos e contemporâneos da sociologia, estrangeiros e brasileiros, que sempre caracterizou nossa atividade docente na graduação e na pós-graduação. Ela não se limita, porém, a dar continuidade a essa tradição. Em íntima conexão com as demais linhas de pesquisa, cabe a esta linha não apenas assegurar a reflexão crítica e a pesquisa sistemática de diferentes correntes teóricas e metodológicas da sociológica, mas também, e principalmente, fomentar a elaboração teórica. 2) Cultura Recobrindo ampla área de interesse, essa linha de pesquisa compreende a problemática cultural seja do ponto de vista teórico, seja do trabalho empírico. Duas vertentes podem ser sublinhadas. A primeira abrange temas como cultura popular, cultura brasileira, identidade nacional, indústria cultural, cultura de massa, mundialização, cultura e política, trajetórias artísticas e intelectuais, além de análises sociológicas de cinema, teatro, televisão, propaganda etc. A outra vertente, dentro de uma visão mais clássica, abre-se para a sociologia da literatura e da arte. 3) Trabalho A linha concentra-se nos estudos sobre o mundo do trabalho e os processos a ele relacionados. Partindo da articulação da pesquisa empírica com a reflexão teórica, a linha contempla em suas análises uma ampla variedade de temas, clássicos e contemporâneos, relacionados ao trabalho na cidade e no campo. 4) Ambiente e Tecnologia Esta linha de pesquisa tem abordado as relações entre tecnologia e ambiente do ponto de vista do desenvolvimento das sociedades complexas. Se o progresso técnico sempre encontrou no meio natural seu limite ou sua inspiração para superar-se, ele tem sido mais visto como determinante de mudanças ambientais que consequências delas. Nesse sentido, a consciência dos riscos ambientais tem direcionado o debate das ciências sociais contemporâneas. Por sua vez a tecnologia ao gerar novos arranjos sociais, culturais e mudanças ambientais, é também direcionada social, ambiental e culturalmente. 5) Outras Sociologias Específicas Esta linha de pesquisa aborda temas, consolidados e emergentes, que não são contemplados pelas demais linhas. Entre esses temas, destacam-se cidadania, reconhecimento, gênero, questões urbana e agrária, migrações, movimentos e classes sociais, entre outros. Em íntima conexão com as pesquisas dos professores e dos alunos, esta linha de pesquisa propõe-se a fomentar pesquisa e elaboração teórica sobre os problemas substantivos colocados pelos processos e práticas sociais nas sociedades moderna e contemporânea. Linhas de Pesquisa

3 Síntese Evolutiva das Avaliações Trienais NotaConceitoNotaConceitoNotaConceitoNotaConceito Sociologia5 Muito bom 5 5 Em análise

4 19 docentes 15 permanentes (79%) + 4 colaboradores

5 10 dos 19 docentes são bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq

6 Ano Docentes Permanentes e Colaboradores Sociologia Ano Proporção de Orientandos por Docente Sociologia 20074, , , , , ,85Ano Discentes Matriculados Sociologia MD

7 Processo de Seleção Competitividade Mestrado Doutorado

8 Origem Institucional dos Aprovados USP (11), UNESP (9), UFC, UFU, UFBA, UFSCar, UEL e UNIOESTE Univ. of London (Inglaterra), Univ. de Granada (Espanha) e Univ. Nac. de La Plata (Argentina) FESPSP e Centro Educ. Independente de Americana USP (4), UNESP (4), UFU (2), UEL (2), UFAL, UFPE e UFRS UNESP (8), USP (5), UFSC (3), UFSCAR (2), UFCE e UFF UNESP (8), USP (5), UFU (2), UFMT, IUPERJ, UEL, UFSCar e UFMG FESPSP (2), PUC/SP, PUC/MG e ISCA PUC/SP Univ. de San Carlos de Guatemala, Univ. Nac. Autónoma de México e Univ. de Buenos Aires (Argentina) Universite Détat d'Haiti (2), Universitá Ca Foscari Venezia (Itália), Univ. de Coimbra (Portugal) e Univ. Nac. de La Plata (Argentina) PUC-Rio e PUC/PR Pontifícia Universidad Javeriana (Colômbia)

9 diversidade de recrutamento DISCENTE – 2012, número de universidades de origem

10 - O quadro de docentes e sua produtividade; - A proposta curricular; - A infraestrutura da UNICAMP e suas ótimas bibliotecas, arquivos e centros de pesquisa; - A gama de possibilidades ofertadas pelas linhas de pesquisa; - A política de internacionalização; - O incentivo à publicação e apresentação de pesquisas de alunos em congressos; - A abertura para diversas correntes de pensamento sociológico; - A transparência do processo seletivo, que evita a endogenia. Razões para a elevada procura

11 Corpo Docente Qualificação e Produtividade - Tempo médio de titulação: 19 anos docentes tem doutorado na área Sociologia e Ciências Sociais. - Dos 19 professores do programa, 12 possuem PD (9 no exterior). - Docentes com Bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq: 1) Arlete Moysés Rodrigues - Bolsista CNPq - Nível 1D 2) Elide Rugai Bastos - Bolsista CNPq - Nível 1A 3) José Marcos Pinto da Cunha - Bolsista CNPq - Nível 1B 4) Leila da Costa Ferreira - Bolsista CNPq - Nível 1D 5) Marcelo Siqueira Ridenti - Bolsista CNPq - Nível 1B 6) Maria Lygia Quartim de Moraes- Bolsista CNPq - Nível 1B 7) Renato José Pinto Ortiz - Bolsista CNPq - Nível 1A 8) Ricardo Luiz Coltro Antunes - Bolsista CNPq - Nível 1B 9) Rosana Aparecida Baeninger - Bolsista CNPq - Nível 1B 10) Tom Dwyer - Bolsista CNPq - Nível 1C - Docentes com Pós-Doutorado: 1) Arlete Moysés Rodrigues: 1992–1996 – PD na Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP. 2) Elide Rugai Bastos: 1992–1993 – PD na Universidad Complutense de Madrid. 3) José Marcos Pinto da Cunha: 2001–2002 – PD na University Of Texas at Austin. 4) Laymert Garcia dos Santos: 2004–2005 – PD na École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França; 1992–1993 – PD no St. Antony's College - Oxford University; 1985–1986 – PD na Universidade de Paris VII. 5) Leila da Costa Ferreira: 2005 – PD na University of York. 1995–1996 – PD na University of Texas System. 6) Marcelo Siqueira Ridenti: 2009–2010 – PD na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris; 1999–2000 – PD na École des Hautes Études en Sciences Sociales, Paris 7) Márcio Bilharinho Naves: 2010–2011 – PD na École de Hautes Études em Sciences Sociales, Paris. 8) Maria Lygia Quartim de Moraes: 1992 – PD na Universidade de São Paulo. 9) Pedro Peixoto Ferreira: – PD na UNICAMP. 10) Renato Jose Pinto Ortiz: 2011–2011 – PD na École de Hautes Études em Sciences Sociales, Paris; 2008 – PD na Maison des Sciences de lHomme, Paris; 2005 – PD na Columbia University; 1997 – PD na University of Oxford; 1992–1993 – PD na École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França; 1989–1990 – PD na École des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França; 1987–1987 – PD na Columbia University; 1983–1984 – PD na Columbia University; 1979 – PD na The City University of New York. 11) Ricardo Luiz Coltro Antunes: 1995 – PD na University of Sussex. 12) Tom Dwyer: 1990 – PD na Cornell University; 1982–1983 – PD na University of Canterbury, Nova Zelândia.

12 Ano Projetos de Pesquisa Sociologia TotalFINANCIADOS

13 Ano TRABALHOS DE CONCLUSÃO Sociologia DISSERTAÇÕESTESES Dissertações Defendidas por Quinquênio, desde 1976 Total: em

14 DISSERTAÇÕES DEFENDIDAS ( ) = 95

15 Teses defendidas = 55 ( )

16 Produção Bibliográfica Artigos em Periódicos

17 Produção Bibliográfica Artigos em Periódicos Qualis em 2012 No triênio passado ( ), a concentração de publicações em periódicos A1, A2 e B1 foi superior à média da área. 37 artigos entre A1 e B4

18 Produção Bibliográfica Livros Integrais

19 Produção Bibliográfica Capítulos de Livros

20 1 – FERREIRA, Leila da Costa (org.). A questão ambiental na América Latina – Teoria social e interdisciplinaridade. Campinas: Ed. da Unicamp, – CAMARGO, Sílvio César. Trabalho Imaterial e Produção Cultural – a dialética do capitalismo tardio. Coimbra: UIC, – RANIERI, Jesus. Trabalho e dialética: Hegel, Marx e a teoria social do devir. São Paulo: Boitempo, p. 4 – ANTUNES, Ricardo. La nueva morfología del trabajo y sus principales tendencias: informalidad, infoproletariado, (in)materialidad y valor. Sociología del Trabajo, v. 1, p , – BASTOS, Elide Rugai. Região e nação: velhos e novos dilemas In Schwarcz, Lilia; Botelho, André. Agenda brasileira: temas de uma sociedade em mudança. São Paulo: Companhia das Letras, Exemplos de obras editadas em 2011/2012

21 Alemanha Argentina Bolívia EUA Colômbia França Itália Portugal Espanha Suécia Inglaterra Chile Uruguai Entre 2007 e 2011, nossa produção bibliográfica internacional foi de 8 Livros e 40 Capítulos de Livros, distribuindo-se por 13 países diferentes

22 Ano Apresentações Internacionais Sociologia

23 Alemanha Argentina EUA Rússia China Colômbia França Itália México Portugal Espanha Suécia Inglaterra Chile Venezuela Uruguai Bélgica Hungria Costa Rica Líbano Tunísia Finlândia Entre 2007 e 2011, nossos docentes e discentes estiveram em 27 países diferentes e apresentaram um total de 133 trabalhos em Congressos, Seminários, Colóquios e outros Eventos Internacionais. Suíça África do Sul Paraguai Turquia Canadá

24 Internacionalização Docente

25 INTERNACIONALIZAÇÃO DOS ALUNOS (2012)

26 Bancas em 2011: 15 Instituições Universidades Federais UFRJ, UnB, UFPR, UFMG, UFU, UFVJM, UFSCar, UNIFESP Universidades Estaduais USP, UNESP/Araraquara, UNESP/Marília Universidades no Exterior Universidad Nacional de La Plata (UNLP, Argentina), Universidad de La Republica (UDELAR, Uruguai) Outras Instituições CEBRAP, PUC/SP

27 BANCAS EM 2012: 22 instituições Universidades Federais: UFRJ, UnB, UFPR, UFMG, UFPE, UFRRJ, UFU, UFJF, UFSCar, UNIFESP Universidades Estaduais: USP, UNESP/Araraquara, UNESP/Marília Exterior: U. de Paris I; Univ. de Londres Outros: UERJ, PUC-SP, PUC-PR, FioCruz etc

28 Bolsas Vigentes (Abril, 2012) Em 2012, o programa conta com um total de 29 bolsas de Mestrado e 34 bolsas de Doutorado. Além das bolsas regulares, o PPG contou, entre 2007 e 2012, com 24 bolsas de intercâmbio institucional: 11 para França, 4 para Alemanha, 3 para Inglaterra, 2 para os EUA, 1 para Portugal 1 para Argentina 1 para Bolívia 1 para México

29 BOLSAS VIGENTES – dez/2012 Programa de Pós-graduação em Sociologia – UNICAMP

30 BOLSAS VIGENTES – mar/2013 Programa de Pós-graduação em Sociologia – UNICAMP

31 Problemas a serem equacionados - Mais bolsas para o Doutorado - Reposição do quadro docente

32 Situação do Quadro Docente Do total de 19 Docentes em 2011, 4 estavam aposentados e 3 irão se aposentar em 2012/13.

33 Fontes dos dados apresentados Coleta Capes 2007 – 2012 Anuário Estatístico da Pós-Graduação 2010 – Integral e Filipeta (PRPG/UNICAMP) Fichas de Avaliação Trienal e Tabelas Comparativas (CAPES) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA – IFCH/UNICAMP Coordenação do Programa e Apresentação Marcelo Siqueira Ridenti ( ) Silvio César Camargo (desde abril 2013) Secretaria Maria Christina Ferreira Faccioni Daniel Cardoso (desde abril 2013) SECRETARIA DE PÓS-GRADUAÇÃO – IFCH/UNICAMP Coordenação Geral Fátima Évora ATD Sônia Beatriz Miranda Cardoso Levantamento de Dados e Suporte Ema Franzoni – Coleta CAPES Levantamento de Dados e Diagramação Márcio Santos


Carregar ppt "Programa de Pós-Graduação em SOCIOLOGIA Prof. Silvio Cesar Camargo Coordenador (desde abril 2013) UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS INSTITUTO DE FILOSOFIA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google