A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Curso: Biblioteconomia Professora: Ursula.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Curso: Biblioteconomia Professora: Ursula."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Curso: Biblioteconomia Professora: Ursula

2 Acadêmico Neri Delfino Disciplina: Controle III 6ª Fase – 2005/01 Florianópolis, 2005.

3 APRESENTAÇÃO Preservação de Documentos Digitais. Por: Miguel Ángel Márdero Arellano

4 Resumo: O presente artigo tem como objetivo apresentar o resultado de uma pesquisa bibliográfica sobre a preservação digital. São avaliadas as questões mais relevantes no estudo das práticas atuais relacionadas com a preservação dos documentos em tal formato.

5 Contexto: A natureza dos documentos digitais está permitindo ampla produção e disseminação de informações no mundo atual.Se está dando muita ênfase à geração e/ou aquisição de material digital, em vez de manter a preservação e o acesso a longo prazo aos acervos eletrônicos existentes. Com isso, a aplicação de estratégias de preservação para documentos digitais é uma prioridade, pois sem elas não existiria nenhuma garantia de acesso, confiabilidade e integridade dos documentos a longo prazo. O desenvolvimento de padrões e de mecanismos legais para com arquivos eletrônicos precisa de estrutura metodológicas bem definidas.

6 A Preservação é um dos grandes desafios do Século XXI É necessário adotar medidas preventivas e corretivas objetivando minimizar a ação do tempo e do mau uso do suporte físico da informação, assegurando sua disponibilidade ou exposição. Na preservação de documentos digitais, assim como na dos documentos em papel, é necessário a adoção de ferramentas que protejam e garantam a sua manutenção. Essas ferramentas deverão servir para reparar e restaurar registros protegidos, prevendo os danos e reduzindo os riscos e efeitos naturais (preservação prospectiva), ou para restaurar documentos já danificados (preservação retrospectiva). Se tratando de acervos digitais, as condições básicas à sua preservação seriam, a integração de métodos e tecnologias que objetivassem a preservação física, lógica e intelectual dos objetos.

7 Preservação Física : está centrada nos conteúdos armazenados em mídia magnética e discos óticos. Preservação Lógica: esta centrada na tecnologia de formatos para a inserção de dados e, em novos software e hardware para conservar sua capacidade de leitura. Preservação Intelectual: esta centrada nos mecanismos que garantem a integridade e autenticidade da informação nos documentos eletrônicos. Esse último requisito envolve a preservação da propriedade intelectual (Intelectual Proprity Rights). O IPR é uma das principais barreiras que interferem na preservação dos objetos digitais.

8 PRINCIPAIS MÉTODOS PARA A PRESERVAÇÃO DE OBJETOS DIGITAIS: 1.ESTRUTURAS: Tratam dos investimentos iniciais por parte das instituições. 2. OPERACIONAIS: engloba a P.F., P.L e a P.I.

9 EXPERIÊNCIAS IMPLEMENTADAS Várias instituições internacionais têm construído marcos conceituais para identificar elementos específicos de metadados de preservação, como: IFLA (Directory of Digitired Library Collection) UNESCO ( Preserving Our Digital Heritage); Library of Congress (Encoding and Transminssion Standard - METS)

10 EXPERIÊNCIAS BRASILEIRAS No Brasil, a biblioteca Nacional está em fase inicial da definição dos metadados de preservação. Em contrapartida, a Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos do Arquivo Nacional (CONARq - so_corpo.htm ) abriu para consulta pública no mês de abril de 2004 o anteprojeto da carta para Preservação do Patrimônio Arquivístico Digital. so_corpo.htm

11 Conclusão: Os documentos digitais são considerados, atualmente, registros oficiais e são gerenciados segundo leis e padrões que compreendem todo ciclo de vida desses materiais. A sua preservação requer procedimentos específicos e técnicas apropriadas para cada tipo de formato e mídia. Com a preservação digital, pretende-se garantir a inalterabilidade dos registros digitais. Procura-se evitar o risco de criar barreiras para um uso pleno dos recursos no futuro, padronizando medidas de referência para iniciativas de repositórios digitais para que a informação possa ser gerenciada de muitas formas.

12 Referência: ARELLANO, M.A.M. Preservação de documentos digitais. Ciência da informação, Brasília. v. 33, n.2, p , maio/ago Disponível em:. Acesso em 11 mar www.ibict.br/cienciadainformação Página do CONARq [ ]http://www.arquivonacional.gov.br/conarq/


Carregar ppt "UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Curso: Biblioteconomia Professora: Ursula."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google