A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade."— Transcrição da apresentação:

1 FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade Federal de Ouro Preto Mestrado em Saneamento Ambiental pela Universidade Federal de Ouro Preto Diretor-Técnico da Farmácia de Minas – Unidade Presidente Juscelino Diretor-Técnico do Laboratório de Análises Clínicas da Prefeitura Municipal de Presidente Juscelino

2 Parasitos Intestinais Protozoários Entamoeba coli Entamoeba histolytica Giardia lamblia Endolimax nana Iodamoeba butschilii Helmintos Nematelmintos Ascaris lumbricoides Enterobius vermicularis Strongyloides stercoralis Necator americanus Ancylostoma duodenale Trichuris trichiura Platelmintos Hymenolepis nana Hymenolepis diminuta Taenia sp HepáticoSchistosoma mansoni VaginalProtozoáriosTrichomonas vaginalis

3 Schistosoma mansoni Introdução –Bilharz (1852) necropsia Distomum haematobium –Weinland (1858) Schistosoma shcisto = fenda soma = corpo –Sambon (1907) Espécie Schistosoma mansoni –Grande importância médica –Popular Barriga dágua Xistose Mal do caramujo –Doença Esquistossome

4 Schistosoma mansoni Introdução –Espécies de interesse médico Schistosoma haematobium –Esquistossomose vesical ou hematúria do Egito) ramos pélvicos sistema porta –Molusco do gênero Bulinus Schistosoma japonicum –Esquistossomose japônica ou moléstia de Katayama Sistema porta –Molusco do gênero Oncomelania Schistosoma intercalatum –Esquistossomose intestinal (África Central) Sistema porta –Molusco do gênero Bulinus

5 Schistosoma mansoni Introdução –Schistosoma mansoni Esquistossomose intestinal Doença de Pirajá da Silva Habitat –Vermes adultos sistema porta-hepático

6 Schistosoma mansoni D F D66696C6D

7 Schistosoma mansoni Morfologia: Macho e fêmea – 1 cm comprimento –Alberga a fêmea no canal ginecóforo para fecundá-la – 1,5 cm comprimento BR&source=hp&biw=1228&bih=570&q=schistosoma+mansoni&gbv=2&oq =schistosoma+mansoni&aq=f&aqi=&aql=&gs_sm=e&gs_upl=109l1946l0l2 181l18l8l0l0l0l0l0l0ll0l0

8 Schistosoma mansoni

9 Morfologia: –Ovo 150 µm comprimento x 60 µm Ø Espículo lateral Miracídio formado –Miracídio 180 µm comprimento x 64 µm Ø BR&source=hp&biw=1228&bih=570&q=schistosoma+mansoni&gbv =2&oq=schistosoma+mansoni&aq=f&aqi=&aql=&gs_sm=e&gs_upl =109l1946l0l2181l18l8l0l0l0l0l0l0ll0l0

10 Schistosoma mansoni Morfologia: –Cercária 500 µm 2 ventosas

11 Schistosoma mansoni Morfologia –Caramujo do gênero Biomphalaria

12 Schistosoma mansoni Ciclo Biológico - Heteroxênico

13 Schistosoma mansoni Fêmea veias mesentéricas ~400 ovos/dia (50% chegam ao meio externo) 7 dias ovos maduros Perfuração da vênula –Reação inflamatória –Pressão dos ovos postos –Enzimas proteolíticas do miracídio –Adelgaçamento da parede do vaso (casal)

14 Schistosoma mansoni Ovo atravessa parede intestinal (6 dias, 20 dias morre) luz intestinal Ovo maduro Vive de 1 (fezes líquidas) a 5 dias (fezes sólidas) no meio externo Ovo maduro água libera miracídio Ovos podem ficar presos na mucosa intestinal ou voltarem ao fígado

15 Schistosoma mansoni Caramujo –Miracídio até 8 h caramujo (Biomphalaria) 15 min penetra na pele esporocisto 100 a 300 mil cercárias 30% penetram com sucesso 30% penetram, mas não evoluem 40% não penetram –Caramujo libera ~ cercárias/dia

16 Schistosoma mansoni Cercária vivem 36 a 48 h –Maior capacidade infectiva primeiras 8 h –Nada ativamente –Pode penetrar em vários mamíferos –Só desenvolve no humano Penetra no humano (15 minutos) capilares sanguíneos ou linfáticos coração pulmões fígado desenvolve e migram acasalados para veias mesentéricas oviposição

17 Schistosoma mansoni Transmissão –Penetração ativa de cercárias na pele ou mucosa

18 Schistosoma mansoni Patogenia –Cercária dermatite cercariana

19 Schistosoma mansoni –Ovo Intestino lesões locais (granulomas) Fígado lesões importantes SNC

20 Schistosoma mansoni Patogenia –Verme adulto obstrução sistema porta acite (Barriga dágua)

21 Schistosoma mansoni Sintomatologia –Geralmente assintomática –Depende da intensidade do parasitismo –Depende da localização do parasito –Cólicas –Mal-estar –Desânimo

22 Schistosoma mansoni Diagnóstico –Clínico anamnese –Laboratorial –Exame parasitológico de fezes HPJ com achado de ovos Kato & Katz –Biópsia retal –Intradermorreação

23 Schistosoma mansoni Epidemiologia –África, Antilhas e América do Sul

24 Schistosoma mansoni Profilaxia –Tratamento do doente –Lavagem básica das mãos –Destino adequado do esgoto sanitário –Saneamento básico –Educação em saúde –Combate ao molusco –Evitar nadar em locais com água parada

25 Schistosoma mansoni Tratamento –Oxamniquina Adulto 15 mg/kg. Dose única, VO Criança 10 mg/kg dividida em 2 doses. Dose única, VO, após as refeições –Praziquantel –60 mg/kg. 24 em 24 h/3 dias

26 Obrigado!


Carregar ppt "FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS DE CURVELO - FACIC PARASITOLOGIA APLICADA À ENFERMAGEM Prof. Ms. José Oliveira Graduação em Farmácia-Bioquímica pela Universidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google