A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Leis bibliométricas Lei de Bradford a) na medida em que os primeiros artigos sobre um novo assunto são escritos, eles são submetidos a uma pequena seleção,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Leis bibliométricas Lei de Bradford a) na medida em que os primeiros artigos sobre um novo assunto são escritos, eles são submetidos a uma pequena seleção,"— Transcrição da apresentação:

1 Leis bibliométricas Lei de Bradford a) na medida em que os primeiros artigos sobre um novo assunto são escritos, eles são submetidos a uma pequena seleção, por periódicos apropriados; b) se aceitos, esses periódicos atraem mais e mais artigos, no decorrer do desenvolvimento da área de assunto.

2 Lei de Bradford c) Ao mesmo tempo, outros periódicos publicam seus primeiros artigos sobre o assunto. d) Se o assunto continua a se desenvolver, emerge eventualmente um núcleo de periódicos, que corresponde aos periódicos mais produtivos em termos de artigos, sobre o tal assunto. Brookes, (1969 apud GUEDES E BORSCHIVER 2009).

3 Lei de Zipf Primeira Lei Num texto longo leva-se em consideração a lista de frequência de palavras. Porém, essa lei se aplica somente a palavras de alta freqüência de ocorrência, em um texto. A palavra de maior freqüência de ocorrência tem ordem de série 1, a de segunda maior freqüência de ocorrência, ordem de serie 2 e, assim, sucessivamente. Zipf observou, também, que o produto da ordem de série (r) de uma palavra, pela sua freqüência de ocorrência (f) era aproximadamente constante (c). Enunciou assim que: r. f = c

4 Segunda Lei de Zipf A Segunda Lei de Zipf enuncia que, em um determinado texto, várias palavras de baixa freqüência de ocorrência (alta ordem de série) têm a mesma freqüência. Parte da literatura, dedicada a esse tema, tem se referido a essa segunda lei como a Lei de Zipf-Booth. (GUEDES E BORSCHIVER, 2009)

5 Cienciometria A cienciometria surgiu na antiga URSS e Europa Oriental e foi empregado especialmente na Hungria. As primeiras definições consideravam a cienciometria como a medição do processo informático, onde o termo significava a disciplina do conhecimento que estuda a estrutura e as propriedades da informação científica e as leis do processo de comunicação (Mikhilov et al, apud Spinak, 1996).

6 Cienciometria: conceito É o estudo dos aspectos quantitativos da ciência enquanto uma disciplina ou atividade econômica. Pode ser entendida como um segmento da sociologia da ciência, sendo aplicada no desenvolvimento de políticas científicas. Envolve estudos quantitativos das atividades científicas, incluindo a publicação e, portanto, sobrepondo-se à bibliometria. ( MACIAS-CHAPULA,1998, p.134)

7 Para Tague-Sutckiffe (1992 apud Vanti 2002) a cienciometria estuda: Por meio de indicadores quantitativos, uma determinada disciplina da ciência Estes indicadores quantitativos são utilizados dentro de uma área do conhecimento, por exemplo, mediante a análise de publicações, com aplicação no desenvolvimento de políticas científicas. E também tenta medir os incrementos de produção e produtividade de uma disciplina, de um grupo de pesquisadores de uma área, a fim de delinear o crescimento de determinado ramo do conhecimento.

8 Infometria: conceito É o estudo dos aspectos quantitativos da informação em qualquer formato, e não apenas registros catalográficos ou bibliografias, referente a qualquer grupo social, e não apenas aos cientistas. A informetria pode incorporar, utilizar e ampliar os muitos estudos de avaliação da informação que estão fora dos limites da bibliometria e cienciometria. (MACIAS-CHAPULA, 1998, p.134)

9 De acordo com Wormell (1998 apud Vanti 2002): A informetria é um subcampo emergente da ciência da informação, baseada na combinação de técnicas avançadas de recuperação da informação com estudos quantitativos dos fluxos da informação Para Wolfram (1992 apud Vanti 2002): A informetria encontra sua utilidade na administração de coleções em bibliotecas, no desenvolvimento de políticas científicas e pode ajudar na tomada de decisões em relação ao desenho e manutenção de sistemas de recuperação de informação.

10 Webometria: conceito A webometrics ou webometria consiste, na aplicação de métodos informétricos à World Wide Web. Cronin & McKim (1996 apud Vanti 2002) destaca que a Web está se tornando, cada vez mais, um importante meio de comunicação para a ciência e a academia, pelo qual é lógico que os estudos quantitativos se estendam também a este ambiente.

11 Entre as medições que podem ser realizadas no campo da webometria, encontra-se, por exemplo: aquela que diz respeito à freqüência de distribuição das páginas no ciberespaço. Esta medição aponta para o estudo ou análise comparativa da presença dos diversos países na rede, das proporções de páginas pessoais, comerciais e institucionais.

12 Smith (1999 apud Vanti 2002) afirma que os instrumentos fundamentais para a realização de estudos webométricos têm sido os motores de busca, que permitem trabalhar com grandes volumes de informação. Motores de busca como o Alta Vista, Yahoo, Hotbot ou Google, entre tantos outros, facilitam as tarefas de quantificação e avaliação dos fluxos de intercâmbio de dados e informação na Web.

13 Técnicas de aplicações bibliometricas, cienciometricas, infometricas e webometricas identificar as tendências e o crescimento do conhecimento em uma área; identificar as revistas do núcleo de uma disciplina; mensurar a cobertura das revistas secundárias; identificar os usuários de uma disciplina; prever as tendências de publicação; estudar a dispersão e a obsolescência da literatura científica; prever a produtividade de autores individuais, organizações e países;

14 medir o grau e padrões de colaboração entre autores analisar os processos de citação e co-citação; determinar o desempenho dos sistemas de recuperação da informação; avaliar os aspectos estatísticos da linguagem, das palavras e das frases; avaliar a circulação e uso de documentos em um centro de documentação; medir o crescimento de determinadas áreas e o surgimento de novos temas.

15 Alvarado, Rubén Urbizagástegui. A Lei de Lotka na bibliometria brasileira. Ci. Inf., Brasília, v. 31, n. 2, p , maio/ago FONSECA, Edson Nery (Org.). Bibliometria : teoria e prática. São Paulo: Cultrix: Editora da Universidade de São Paulo, GOODE, W.J. & HATT, P,F. Alguns problemas na análise qualitativa e na análise do caso. In :_____. Métodos em pesquisa social. 3. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, cap. 19, p GUEDES, Vânia L. S., BORSCHIVER, Suzana. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica. Disponível em: df. Acesso em: 05/11/2009

16 MACIAS-CHAPULA, C. A. O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, Brasília, v. 27, n. 2, p , maio/ago SPINAK, E. Diccionario enciclopédico de bibliometría, cienciometría e informetría. Montevideo, p. VANTI,Nadia Aurora Peres. Da bibliometria à webometria : uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ci. Inf.,


Carregar ppt "Leis bibliométricas Lei de Bradford a) na medida em que os primeiros artigos sobre um novo assunto são escritos, eles são submetidos a uma pequena seleção,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google