A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Andressa Klasman Cirineu da Rosa Junior Mariana Gonçalez Ramos Mariana Tosato Zinher Victoria Ferreira Cezimbra 2ºD 04 – 10 – 32 – 33 – 40 Geografia –

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Andressa Klasman Cirineu da Rosa Junior Mariana Gonçalez Ramos Mariana Tosato Zinher Victoria Ferreira Cezimbra 2ºD 04 – 10 – 32 – 33 – 40 Geografia –"— Transcrição da apresentação:

1 Andressa Klasman Cirineu da Rosa Junior Mariana Gonçalez Ramos Mariana Tosato Zinher Victoria Ferreira Cezimbra 2ºD 04 – 10 – 32 – 33 – 40 Geografia – Filosofia - História - Sociologia Portfólio Digital Atualidades

2 Índice Introdução Slide 3 e 4 Um novo mundo Slide 5 ao 19 Saiba mais – Milton Santos Slide 20 e 21 Estado ideal Slide 22 ao 31 Saiba mais – Platão Slide 32 e 33 Para ler e refletir Slide 34 Para um estado ideal Slide 35 ao 38 Governantes ideais Para ler e refletir Slide 39 ao 41 Para um estado ideal Slide 42 ao 48 Governantes ideais Diante disso tudo Slide 49 ao 54

3 Introdução Trabalho desenvolvido para as disciplinas de Geografia, Filosofia, História e Sociologia. Aborda os temas referentes à sociedade e suas tecnologias bem como as suas problematizações. A análise é feita a partir do estudo das atualidades, o qual é de fundamental importância para conhecer o espaço e a sociedade em que vivemos e consequentemente se tornar um cidadão ativo, que argumenta, critica e opina sobre o mundo em sua volta. Para a realização da análise da Trabalho desenvolvido para as disciplinas de Geografia, Filosofia, História e Sociologia. Aborda os temas referentes à sociedade e suas tecnologias bem como as suas problematizações. A análise é feita a partir do estudo das atualidades, o qual é de fundamental importância para conhecer o espaço e a sociedade em que vivemos e consequentemente se tornar um cidadão ativo, que argumenta, critica e opina sobre o mundo em sua volta. Para a realização da análise da

4 Introdução sociedade contemporânea é necessário trabalharmos interdisciplinarmente, proporcionando a relação entre as disciplinas e os temas trabalhados, trazendo todos os conhecimentos obtidos no âmbito escolar para a realidade. Assim, pode-se perceber o papel da escola nas relações sociais: não apenas transmitir conhecimento, mas sim trazer aplicabilidade para a vida. Este portfólio apresenta as anotações de leitura e conclusões desenvolvidas a partir das pesquisas e debates realizados em sala de aula. sociedade contemporânea é necessário trabalharmos interdisciplinarmente, proporcionando a relação entre as disciplinas e os temas trabalhados, trazendo todos os conhecimentos obtidos no âmbito escolar para a realidade. Assim, pode-se perceber o papel da escola nas relações sociais: não apenas transmitir conhecimento, mas sim trazer aplicabilidade para a vida. Este portfólio apresenta as anotações de leitura e conclusões desenvolvidas a partir das pesquisas e debates realizados em sala de aula.

5 Um novo mundo A revolução industrial e as grandes inovações tecnológicas iniciaram um processo de integração política, econômica e sociocultural entre os países o que propiciou o surgimento de um fenômeno mundial: a globalização. O capitalismo e a globalização foram processos que surgiram e cresceram de mãos dadas. O maior salto da expansão da globalização foi no chamado capitalismo financeiro ou revolução tecnocientífica. Nesse período, houve entrada do capital financeiro no

6 Um novo mundo processo de revolução industrial, o que desenvolveu grandes empresas e fizeram com que estas expadissem-se para além das fronteras de seu país de origem. Chamadas agora de empresas multinacionais, elas buscaram em países subdesenvolvidos benefícios como mão de obra barata,matéria prima e mercado consumidor. Com esse conjunto de ações e busca de lucro,estas corporações tornaram-se grandes detentoras do capital e grande financiadora de desenvolvimento tecnológico. A partir desse

7 Um novo mundo processo têm-se uma grande integração mundial, sendo de conteúdo político, econômico, cultural e informacional. As tecnologias bem como a comunicação via satélite encurtam as distâncias e tornam a comunicação e a disponibilização de infor- mações mais rápida e de fácil acesso,tendo alta penetrabilidade, flexibilidade e crescente con- vergência entre elas. Isso gera a formação de uma aldeia global interligada pelas tecnologias de informação e marcada pelo grande fluxo de conteúdo técnico, científico e informacional.

8 Um novo mundo

9 As redes são pontos interligados espalhados por toda a superfície terrestre. Elas constituem o veículo que permite o fluxo das informações que são o motor principal da globalização. As redes tornam-se cada vez mais parte do cotidiano no mundo globalizado, estando presente no dia-a-dia da população mundial de forma tão natural que podem não ser percebidas. Redes sociais mundiais na internet, redes de comunicação, redes globais de supermercados e empresas multinacionais são parte do vocabulário cotidiano da sociedade mundial no século XXI.

10 Um novo mundo A integração do mundo em forma de redes é parte fundamental da sociedade contemporânea globalizada. Castells afirma que nossa sociedade baseia-se nos fluxos de capital, de informação, de tecnologia, de imagens, de sons e de símbolos. O espaço de fluxos pode ser descrito pela combinação de 3 camadas de suportes materiais. A primeira camada é constituída pelo circuito de impulsos eletrônicos.

11 Um novo mundo A segunda camada é constituída pelos nós - cidades globais - e centros de comunicação. A terceira corresponde à organização espacial das elites gerenciais dominantes. Pode-se considerar, também, a expressão espaço de fluxos como sinônimo de meio técnico-científico-informacional, já que a economia dos países passou de forma rápida a manter interdependência global, desenhando uma nova forma de relação entre a economia, o Estado e a sociedade.

12 Um novo mundo A qualidade e a quantidade de fluxos nesse meio diferenciam as regiões e os lugares. Os mais bem dotados possuem infraestrutura tecnológica, sistema de empresas fornecendo serviços de suporte e mercado de trabalho especializado. Numa classificação rigorosa, só se deve incluir entre as cidades globais algumas poucas como:

13 Um novo mundo Em primeira escala, cidades que são efetivamente capazes de influenciar boa parte do mundo, como Nova Iorque, Los Angeles, Tóquio, Londres e Paris. TóquioNova Iorque

14 Um novo mundo Em um segundo nível, tem-se algumas cidades como São Paulo, Cidade do México e Johannesburgo, que influenciam determinadas regiões, sendo elas nações ou continentes. São Paulo Johannesburgo

15 Um novo mundo O exercício de ação hegemônica não é exclusivo das metrópoles de primeira escala, pois estas precisam das de segunda escala para que se realize a economia global e seus fluxos. Assim, o meio técnico- científico- informacional se constitui de um tripé, o qual a geografia deverá trabalhar no século XXI, já que a sociedade contemporânea se baseia nos fluxos mundializados e na globalização, base da realidade vivida pelo mundo atual.

16 Um novo mundo Problematizações do mundo globalizado Há três tipos de globalização: a globalização como fábula, a globalização como perversidade e uma outra globalização. Milton Santos O géografo Milton Santos discutiu com bastante perspicácia e eficiência as problematizações da globalização. Elaborou o que se chamou de As três globalizações, a teoria que sintetiza a realidade em que vivemos. A primeira é a globalização como fábula, é aquela que nos faz crer que com o grande

17 Um novo mundo fluxo de informação estamos realmente informados, quando na verdade somos estimulados a consumir. Aqui também deve-se destacar a desigualdade tecnológica no mundo. A tecnologia não atinge 100% da população mundial. O processo de expansionismo da informação, portanto, não é unifmorme no mundo. A segunda é a globalização como perversidade que é aquela que mostra o mundo como ele é, com problemas de desemprego, fome, miséria, epidemias e falta de qualidade na

18 Um novo mundo e ducação. A terceira é a chamada uma outra globalização, tida como esperança para a realidade, que é aquela que nos permite pensar na construção de um outro mundo. A transmissão rápida de informações, a ligação entre os diversos países do globo, todo esse expansionismo de comunicação gera benefícios, mas também gera problemas que não devem ser deixados de lado. O capitalismo que é grande companheiro da globalização prioriza o capital, o lucro,e deixa muitas vezes de lado o social, o bem

19 Um novo mundo estar da sociedade. Aqueles que tem poder de priorizar o que realmente importa tem que o fazer. O Estado tem papel fundamental nesse processo. Os governantes tem grande participação no rumo que o seu país toma, bem como o rumo de como o mundo se relacionará. O processo em que vivemos tem proporções imensas, portanto problemas que vem a causar seguem a mesma proporção.

20 ! SAIBA MAIS ! - Milton Santos Nascido em Brotas de Macaúba, Bahia, em 3 de maio de 1926, o geógrafo e pensador brasileiro Milton Santos afirmava que, nos dias atuais, a maior coragem que um homem pode ter é a coragem de pensar. Único brasileiro ganhador do prêmio Vautrin Lud (considerado o prêmio Nobel de geografia), Santos formou-se em direito pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) em Foi exilado em 1964 e lecionou na França, nos Estados Unidos e na Tanzânia, entre outros países. Morreu vítima de câncer em 2001, aos 75 anos.

21 ! SAIBA MAIS ! - Milton Santos Dentre suas principais obras, figuram Por Uma Outra Globalização, A Cidade nos Países Subdesenvolvidos, O Meio Técnico-Científico, Redefinição da Urbanização Brasileira e Território e Sociedade no Século XXI. Fonte:

22 O Estado ideal O Estado no mundo ocidental baseia-se na democracia, porém em cada caso há diferentes interpretações desse sistema. Um dos problemas enfrentados pela sociedade é encontrar uma forma de governo ideal, que seja viável em qualquer cultura e ideologia. Vigora no Brasil o Pacto federativo. O Brasil é formado, segundo a constituição, por municípios e estados autônomos à União. Mas, diferentemente do que ocorre nos Estados

23 O Estado ideal Unidos onde os estados tem muita autonomia, no Brasil a soberania é somente da República Federativa do Brasil. Dessa forma, a atuação de governadores e prefeitos está sempre ligada ao governo federal. Além disso, o pacto brasileiro entre a União e os estados e municípios não é contratual, ou seja, dá-se de acordo com o momento. O Pacto federativo brasileiro enfrenta dois grandes problemas. No Brasil, a política se dá a

24 O Estado ideal nível local, devido à falta de partidos nacionais. Assim, os estados acabam endividando-se com a União, pois a verba repassada a eles é, por muitas vezes, insuficiente e há a necessidade de se emprestar dinheiro da unidade federal, o que diminui ainda mais a autonomia das diferentes regiões. Além disso, a arrecadação do valor em impostos para a União é extremamente desigual. Enquanto os nove estados do

25 O Estado ideal Nordeste brasileiro arrecadaram apenas 9,09% da importância total, os 4 estados do Sudeste arrecadaram 64,13% de toda a contribuição tributária brasileira em Para chegar próximo a um Estado ideal, um país com tamanha extensão territorial como o Brasil, deve resolver o problema da autonomia entre os entes federados, pois apenas o governo federal não consegue suprir todas as necessiades de cada região.

26 O Estado ideal A discussão sobre Estado ideal não é somente contemporânea, na história da humanidade alguns filósofos já refletiam sobre esse assunto. Na obra A república de Platão, defendia-se um Estado ideal formado por homens ideais, sendo isso possível apenas através da educação. Portanto, o governante do estado ideal deveria ter a mais alta formação, sendo esta restringida apenas às pessoas superiores, chamadas por

27 O Estado ideal Platão de almas de ouro, evidenciando a meritocracia. A felicidade coletiva é o objetivo do governo, portanto o governante não deve ter interesse pelo poder, pois acima de tudo, o Estado deve ser baseado na justiça, em que cada um dos homens justos só chegarão ao poder por necessidade de alguém capacitado governar, contrariamente ao que fazem hoje os chefes de todos os Estados. Ao contrário de Platão, para Rousseau não

28 O Estado ideal existe Estado ideal, cada forma de governo é a ideal em determinado período e a pior em outros. Segundo ele, a divisão do governo obedece ao número de membros que o compõem, sendo o poder legislativo do povo e o executivo submetido ao legislativo. Para se entender o Estado de Rousseau, é necessário saber que: Têm-se democracia quando o número de magistrados é maior que o de particulares, aristocracia quando ocorre o

29 O Estado ideal inverso e monarquia quando o magistrado é um só. Portanto, em Estados pequenos deve- se aplicar a democracia, em médios a aristocracia e em grandes a monarquia. Em Rousseau, não se fala em divisão de poderes, pois o legislativo é o próprio poder inalienável e o executivo apenas uma função. Tratando- se de democracia, segundo ele, quem faz a lei é o soberano, ou seja, o legislativo. Contudo, a democracia pura não pode existir pois é

30 O Estado ideal contra a ordem natural o grande número governar e o menor número ser governado. Enfim, para ele, a democracia plena só cabe aos deuses, na condição de seres perfeitos. O estudo do Estado ideal evidencia a necessidade de um país de ter um bom governo, constituído de bons chefes de Estado, e população bem educada, tendo esta condições de questionar, reivindicar e exercer a cidadania. Em um país, o Estado ideal seria

31 O Estado ideal aquele cujos governantes não se preocupassem com o poder, mas sim em proporcionar qualidade de vida para a população, baseando-se sobretudo em um tripé constituído de educação, saúde e segurança. O interesse pelo bem público sempre deve estar em 1º lugar.

32 ! SAIBA MAIS ! - Platão Segundo Platão, o homem possui duplicidade já que é formado por corpo e alma. O corpo representa os sentidos e a alma representa a razão. A partir disto, cria uma concepção de realidade dupla. Uma em que se encontram as almas, o mundo intelegível, e outra em que se encontram os corpos, o mundo sensível. pg pg

33 ! SAIBA MAIS ! - Platão Segundo Platão, os homens são naturalmente diferente entre si, superiores e inferiores. Essa tese é representada pelo Mito das almas de ouro, prata e bronze. Por serem naturalmente diferentes, nem mesmo a educação é capaz de eliminar essa desigualdade. A divisão é feita da seguinte forma: Almas de bronze são aquelas pessoas em que os elementos apetitivos – instintos – predominam; Almas de prata são aquelas em que os elementos iracíveis - emoção - predominam; e as Almas de ouro são aqueles em que a alma racional predomina, sendo esta última as únicas pessoas aptas a governar o Estado Ideal.

34 Para ler e refletir Artigo escrito por Dayse Coelho de Almeida sobre o Pacto Federativo. M - Vídeo sobre a globalização com pensamentos de Milton Santos. M

35 Para um estado ideal, governantes ideais... Como já diz o titulo, o governante é de fundamental importância para o rumo que o estado tomará. No ano de 2010, estará sendo realizada eleições no Brasil para eleger pessoas para o cargo de Deputado Estadual, Deputado Federal, Senador, Governador e Presidente. O país se paralisa e a política passa a fazer parte das conversas que presenciamos. A pergunta que se faz é: a sociedade tem a consciência para escolher os seus

36 Para um estado ideal, governantes ideais... representantes? As pessoas dão a tamanha importância que o voto deveria ter? Os jovens tem a importante participação que sempre tiveram quando o assunto é política?

37 Pela quinta vez o pais vem caminhando para uma nova polarização entre PT e PSDB, sendo que Dilma e Serra são de personalidades semelhantes. A oposição aposta na despolitização do debate, no que pode ser ajudada, pela traição do eleitor de votar apenas em nomes e não naquilo que faz a diferença como o partido e o projeto. Mesmo com Dilma Rousseff na frente com 51% das intenções de voto, Lula afirma que Marina Silva do (PV), Para um estado ideal, governantes ideais...

38 com apenas 7% destas, tira votos que poderiam ir para Dilma. Também ensaia um possível discurso caso ocorra uma eventual derrota de Dilma. Mas, para ele, qualquer que seja o escolhido da próxima eleição não haverá retrocesso. Tendo em vista que José Serra aparece com 27% dos votos, brancos ou nulos 5%, indecisos 9%, se as eleições fossem hoje Dilma poderia ser eleita no primeiro turno. Para um estado ideal, governantes ideais...

39 Para ler e refletir...

40

41

42 Para um estado ideal, governantes ideais... Será que eles ainda participam? Se sabe que a participação dos jovens na política é e sempre será decisiva para o rumo que o país toma. Eles não são apenas o presente do país, mas também o futuro dele. A fins de obter melhor parâmetro sobre o pensamento jovem acerca da política, foi feita uma pesquisa com 20 deles entre 16 e 19 anos.

43 Jovens que vão votar esse ano Para um estado ideal, governantes ideais...

44 O assunto pol í tica est á inserido em suas rela ç ões sociais? Para um estado ideal, governantes ideais...

45 Como você pretende participar da pol í tica no Brasil? Para um estado ideal, governantes ideais...

46 O que você acha da pol í tica brasileira? Para um estado ideal, governantes ideais...

47 Você acha importante participar das decisões pol í ticas? Para um estado ideal, governantes ideais...

48 A participação política floresce mais no jovem a partir dos 17 anos. Embora tenham vontade de contribuir para a política por achar que ela não funciona bem no Brasil e de achar importante a participação nas decisões, a maior parte dos jovens não costuma falar sobre política com freqüência em seu cotidiano. Essa é a amostra de uma geração que viveu uma era de escândalos de corrupção, e desligou-se dos assuntos políticos por achar que tudo ficará igual, mas tem vontade de mudar a situação. Para um estado ideal, governantes ideais...

49 Diante disso tudo... A sociedade contemporânea gira em torna da informação. O fluxo informacional é gigantesco propiciado pelo intenso processo de globalização. Este fenômeno evidenciou muitos problemas enfrentados pela sociedade mundial. Com a integração econômica, política e sociocultural entre os povos, houve o encurtamento das distâncias e consequentemente a tranformação do espaço,

50 Diante disso tudo... o que acarretou na imposição de algumas culturas no mundo ou podendo se dizer que as influências entre cultura se intensificou, em algumas vezes até criando uma nova cultura, uma cultura global. A sociedade da informação propiciou a formação de uma aldeia global, dominada pelas grandes multinacionais, que se concentram em grandes centros urbanos e intensificam o consumo, gerando maior abismo entre as classes e desigualdade no

51 Diante disso tudo... acesso às tecnologias. Apesar do grande fluxo de informação que temos, podemos perceber que a globalização traz a alienação da população, que está sempre preocupada em consumir (globalização como fábula ). Isto faz com ela deixe em segundo plano a sua cidadania e se torne cega diante dos problemas enfrentados por todos. Um grande comodismo é percebido na população. Nesse contexto, entra o papel

52 Diante disso tudo... do Estado, que deveria estar preocupado em propiciar o bem estar público. Entretanto, mesmo diante de tantas dificuldades, nossos governantes estão mais preocupados com suas relações de poder do que exercer seu papel na política. A sociedade contemporânea tem um comportamento passivo perante todo esse processo de transformação do meio. O povo foi educado para consumir. O povo foi

53 Diante disso tudo... educado para viver a globalização enquanto fábula. Diante de tudo isso, podemos perceber que, assim como defendia Platão, um Estado bem formado deve basear-se na educação. Com educação de qualidade, a juventude estará bem preparada para exercer seu papel de cidadão e isso traria consequências para o futuro de todos os ramos da sociedade. Ter conhecimento trata-se de uma questão de sobrevivência, a sociedade necessita de

54 Diante disso tudo... pessoas que pensem e gerem o desenvolvimento. Afinal, questionar é preciso, pois o que rege o mundo são as perguntas, e não as respostas.


Carregar ppt "Andressa Klasman Cirineu da Rosa Junior Mariana Gonçalez Ramos Mariana Tosato Zinher Victoria Ferreira Cezimbra 2ºD 04 – 10 – 32 – 33 – 40 Geografia –"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google