A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Independência do Brasil 1. Transferência da Família Real Portuguesa para o Brasil 2.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Independência do Brasil 1. Transferência da Família Real Portuguesa para o Brasil 2."— Transcrição da apresentação:

1 Independência do Brasil 1

2 Transferência da Família Real Portuguesa para o Brasil 2

3 Transferência da Família Real Bloqueio Continental Importância portuguesa A viagem Abertura dos Portos Privilégios ingleses Fim do Pacto Colonial e o Brasil deixa de ser colônia. 3

4 Tratou-se de um acordo secreto entre a Inglaterra e Portugal, segundo o qual a família real portuguesa seria transferida para o Brasil pela poderosa esquadra inglesa. Em troca a Inglaterra teria algumas vantagens: estabelecer bases militares na ilha da Madeira, utilizar os portos brasileiros e ter tarifas alfandegárias preferenciais. 4

5 O Bloqueio Continental (1806) foi um c onjunto de medidas tomadas por Napoleão I para fechar todos os portos do continente europeu para o comércio inglês, não só como pressão política, mas também para favorecer a situação das manufaturas francesas. 5

6 6

7 Portugal era considerado pelos ingleses um ponto estratégico no continente europeu, mas principalmente, os ingleses estavam de olho nos mercados coloniais portugueses, que passariam a ser área de influência direta das indústrias inglesas. 7

8 A operação era muito complexa. Eram mais de 3 mil pessoas e muitos objetivos de valor a serem transportados. Após 2 meses de viagem, parte da esquadra real chega em Salvador e outra parte chega ao Rio de Janeiro. 8

9 9

10 10

11 Abertura dos Portos a todos "os navios estrangeiros das potências que se conservem em paz e harmonia com a minha Real Coroa", conforme o texto da carta, acabando, na prática, com o regime do exclusivo metropolitano ou pacto colonial; Alvará de 1 ° de abril de 1808 revogou o de 1785, que proibia a instalação de manufaturas no Brasil, complementando desse modo a Carta Régia de 1808 que decretava a abertura dos portos; Em 16 de dezembro de 1815, o Brasil foi elevado à categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves. 11

12 12

13 Enquanto os produtos de outras nações pagavam 24% de impostos, os produtos ingleses pagariam apenas 16%. Extraterritorialidade. O governo de D. João deveria abolir o tráfico de escravos. 13

14 A Administração de D. João no Brasil 14

15 O peso do Estado português Mudanças Culturais Queda de Napoleão Política externa de D. João Revolução Pernambucana Revolução do Porto 15

16 A máquina administrativa portuguesa foi transferida para o Brasil. Era grande, dispendiosa, marcada pelo empreguismo e pela corrupção. Os impostos e a carestia eram altos. As elites locais foram agraciadas com títulos e honrarias. Houve um certo desenvolvimento tecnológico e a população cresceu. 16

17 O Brasil mudou culturalmente, jornais e revistas estrangeiras passaram a circular. Escolas foram fundadas. Com a criação da imprensa Régia surgiram os primeiros jornais brasileiros. Em 1814 foi fundada a Biblioteca Nacional. Cientistas e artistas estrangeiros frequentavam o Brasil. 17

18 18

19 Em 1815 ocorre a queda de Napoleão Bonaparte. Na Europa, o Congresso de Viena, reação das nações absolutistas, toma medidas duras contra a França. Para que D. João continuasse no Brasil era elevá-lo à condição de Reino Unido de Portugal e Algarves. 19

20 20

21 Como represália pela invasão francesa à Portugal, D. João invade a Guiana Francesa ( ). No sul do Brasil a situação é mais complicada, devido tradicional disputa entre Portugal e Espanha. Em 1816 o Brasil invade e anexa o Uruguai ao seu território. Dá então o nome de Província Cisplatina. 21

22 Em 1816/17 uma grande seca agrava ainda mais a situação local. Senhores de engenho estavam descontentes com a exploração dos comerciantes portugueses e do governo. O povo também sentia na pele o alto preço dos víveres. 22

23 A rivalidade entre portugueses e colonos é antiga. O monopólio do comércio pelos lusitanos desagrada os colonos. Em 1817, os líderes do movimento tomam o poder, que ocorre sem muita dificuldade. 23

24 A revolução foi difundida para outros estados (PB e RN). Entretanto, divisões internas no movimento o enfraqueceram. A repressão portuguesa foi violenta e eficaz. Alguns líderes foram mortos e outros presos, pondo fim ao movimento. 24

25 25

26 A Revolução Liberal do Porto, foi uma revolta em que liberais portugueses exigiram a volta da família real e a recolonização do Brasil. Essa situação colocava os brasileiros em estado de alerta, pois não queriam que o Brasil voltasse a ser colônia. 26

27 27


Carregar ppt "Independência do Brasil 1. Transferência da Família Real Portuguesa para o Brasil 2."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google