A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Deus Apresentar Deus como a inteligência suprema.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Deus Apresentar Deus como a inteligência suprema."— Transcrição da apresentação:

1 Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Deus Apresentar Deus como a inteligência suprema e a causa primeira de todas as coisas. Objetivo Geral

2 ROTEIRO 1 – EXISTÊNCIA DE DEUS; Programa Fundamental – Tomo I Módulo III – Deus - Quatro Roteiros Roteiro 2 – Provas da existência de Deus ; Roteiro 3 – Atributos da divindade; Roteiro 4 – A providência divina.

3 Idéias Principais Estudadas A existência de Deus é um sentimento inato em todos nós. A existência de Deus é um sentimento inato em todos nós. Deus não se mostra, mas se revela pelas suas obras. Deus não se mostra, mas se revela pelas suas obras. Não há efeito sem causa. Não há efeito sem causa. Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas. Deus é a inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas.

4 DEUS DEUS Quem, senão Deus, criou obra tamanha, O espaço e o tempo, as amplidões e as eras, Onde se agitam turbilhões de esferas, Que a luz, a excelsa luz, aquece e banha? Quem, senão ELE fez a esfinge estranha No segredo inviolável das moneras, No coração dos homens e das feras, No coração do mar e da montanha? Deus!... somente o Eterno, o Impenetrável, Poderia criar o imensurável E o Universo infinito criaria!... Suprema paz, intérmina piedade, E que habita na eterna claridade Das torrentes da Luz e da Harmonia! Antero de Quental

5 Quais as principais idéias de Antero de Quental (espírito) nessa poesia acerca de DEUS?

6 EMBORA AINDA NÃO POSSA O SER HUMANO COMPREENDER A NATUREZA ÍNTIMA DE DEUS, PORQUE LHE FALTA PARA ISSO O SENTIDO, PODE FORMAR IDÉIA DE ALGUNS DE SEUS ATRIBUTOS. LE Q.10 Pode o homem compreender a natureza íntima de Deus? Não; falta-lhe, para tanto, o sentido. Pode o homem compreender a natureza íntima de Deus? Não; falta-lhe, para tanto, o sentido. Esclarecimentos Doutrinários

7 MAS, NO ESTÁGIO EM QUE ELE SE ENCONTRA, A IDÉIA QUE FAZ DOS ATRIBUTOS DIVINOS AINDA É IMPERFEITA, EMBORA CREIA ABRANGER TUDO, NO ENTANTO, HÁ COISAS QUE ESTÃO ACIMA DA INTELIGÊNCIA DO HOMEM MAIS INTELIGENTE. Será dado um dia ao homem compreender o mistério da Divindade? (LE q.11) Quando seu espírito não mais estiver obscurecido pela matéria e, pela sua perfeição, se houver aproximado de Deus, então o verá e o compreenderá. Será dado um dia ao homem compreender o mistério da Divindade? (LE q.11) Quando seu espírito não mais estiver obscurecido pela matéria e, pela sua perfeição, se houver aproximado de Deus, então o verá e o compreenderá. Esclarecimentos Doutrinários

8 (...) A RAZÃO, COM EFEITO, VOS DIZ QUE DEUS DEVE POSSUIR ESSAS PERFEIÇÕES EM GRAU SUPREMO, POR QUE, SE TIVESSE UMA SÓ DE MENOS, OU NÃO A TIVESSE EM GRAU INFINITO, NÃO SERIA SUPERIOR A TUDO E, POR CONSEGUINTE, NÃO SERIA DEUS. PARA ESTAR ACIMA DE TODAS AS COISAS, DEUS NÃO PODE ACHAR-SE SUJEITO A NENHUMA VICISSITUDE, NEM SOFRER NENHUMA DAS IMPERFEIÇÕES QUE A IMAGINAÇÃO POSSA CONCEBER.(...) A RAZÃO, COM EFEITO, VOS DIZ QUE DEUS DEVE POSSUIR ESSAS PERFEIÇÕES EM GRAU SUPREMO, POR QUE, SE TIVESSE UMA SÓ DE MENOS, OU NÃO A TIVESSE EM GRAU INFINITO, NÃO SERIA SUPERIOR A TUDO E, POR CONSEGUINTE, NÃO SERIA DEUS. PARA ESTAR ACIMA DE TODAS AS COISAS, DEUS NÃO PODE ACHAR-SE SUJEITO A NENHUMA VICISSITUDE, NEM SOFRER NENHUMA DAS IMPERFEIÇÕES QUE A IMAGINAÇÃO POSSA CONCEBER. Quando dizemos que Deus é eterno, infinito, imutável, imaterial, único, onipotente, soberanamente justo e bom, não temos uma idéia completa de seus atributos? LE Q. 13 Esclarecimentos Doutrinários

9 Eternidade; Eternidade; Atributos da Divindade Imutabilidade e imaterialidade; Imutabilidade e imaterialidade; Unicidade e Onipotência; Unicidade e Onipotência; Suprema e soberana inteligência; Suprema e soberana inteligência; Soberana justiça e bondade; Soberana justiça e bondade; Perfeição infinita; Perfeição infinita;

10 Deus é eterno: Deus é eterno: Argumentação Se tivesse tido um começo, teria saído do nada, ou, então, teria sido criado por um ser anterior. Deus é imutável: Deus é imutável: Se estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o Universo não teriam nenhuma estabilidade. Deus é imaterial: Deus é imaterial: Se fosse de natureza material estaria sujeito às transformações da matéria e, portanto, não seria imutável. LE Q.13

11 Deus é único: Deus é único: Argumentação Se houvesse muitos deuses, não haveria unidade de vistas, nem unidade de poder na ordenação do Universo. Deus é onipotente: Deus é onipotente: Se não tivesse o soberano poder, algo haveria mais poderoso ou tão poderoso quanto Ele, ou seja, poderia não ter feito todas as coisas e as que não tivesse feito seriam obra de outro Deus. Deus é soberanamente justo e bom: Deus é soberanamente justo e bom: A sabedoria providencial das leis divinas, reveladas tanto nas menores com nas maiores coisas, não permite duvidar nem de sua justiça, nem de sua bondade. LE Q.13

12 Onde se pode encontrar a prova da existência de Deus? Num axioma que aplicais às vossas ciências: não há efeito sem causa. Procurai a causa de tudo o que não é obra do homem e a vossa razão responderá. LE: Questão 4 Resposta dos Espíritos

13 Fotografia é da galáxia NGC 1672 g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL

14 Via-Láctea... nossa galáxia

15 Sistema solar

16

17 Que consequência se pode tirar do sentimento intuitivo, que todos os homens trazem em si, da existência de Deus? Que Deus existe; pois, de onde lhes viria esse sentimento, se não se apoiasse em alguma coisa? É ainda uma consequência do princípio de que não há efeito sem causa. LE: Questão 5 Resposta dos Espíritos

18 O sentimento íntimo que temos da existência de Deus não seria fruto da educação e das idéias adquiridas? Se assim fosse, por que os vossos selvagens teriam esse sentimento? LE: Questão 6 Resposta dos Espíritos

19 Poder-se-ia encontrar nas propriedades íntimas da matéria a causa primeira da formação das coisas? Mas, então, qual seria a causa dessas propriedades? É preciso sempre uma causa primeira LE: Questão 7 Resposta dos Espíritos

20 Que pensar da opinião que atribui a formação primeira a uma combinação fortuita da matéria, ou seja, ao acaso? Outro absurdo. Que homem de bom senso pode considerar o acaso como um ser inteligente? E, além disso, o que é o acaso? Nada! LE: Questão 8 Resposta dos Espíritos

21 Onde se vê, na causa primeira, uma inteligência suprema e superior a todas as inteligências? Tendes um provérbio que diz: Pela obra se conhece o autor. Pois bem! Vede a obra e procurai o autor. É o orgulho que gera a incredulidade. O homem orgulhoso nada admite acima de si e é por isso que se julga um espírito forte. Pobre ser, que um sopro de Deus pode abater! LE: Questão 9 Resposta dos Espíritos

22 Conforme nos esclarece Kardec, em A Gênese: A providência é a solicitude de Deus para com as suas criaturas. Ele está em toda parte, tudo vê, a tudo preside, mesmo às coisas mais mínimas. É nisso que consiste a ação providencial. Conceito de providência divina KARDEC, Allan. A gênese. Tradução de Guillon Ribeiro, 50. ed. Rio de Janeiro: FEB, Cap. 2, item 20, p. 73

23 [s.f.] Cuidado atencioso, afetuoso; zelo: solicitude materna. Empenho, interesse, atenção: tratou o caso com solicitude. Definição de solicitude KOOGAN/HOUAISS. Enciclopédia e dicionário ilustrado. Direção geral, Abrahão Koogan; supervisão editoral, Antônio Houaiss. 4. ed. Rio de Janeiro: SEIFER, 2000.

24 A ação da Providência Divina... * XAVIER, Francisco Cândido. Justiça divina. Pelo Espírito Emmanuel. 11. ed. Rio de Janeiro: FEB, Item: Divino amparo, p A ação providencial de Deus, na visão poética de Emmanuel*, pode ser percebida nas várias situações do cotidiano de nossas vidas, tanto no domínio da natureza como no campo do pensamento humano.

25 É o Amor Infinito, buscando suprimir as situações deprimentes da natureza. Manifestações da Providência Divina... XAVIER, Francisco Cândido. Justiça divina. Pelo Espírito Emmanuel. 11. ed. Rio de Janeiro: FEB, Item: Divino amparo, p É o Infinito Amor, buscando extinguir as condições inferiores da Humanidade. No domínio da Natureza: No campo do Pensamento:

26 Cachoeiras cobrem abismos. No domínio da Natureza: Fontes alimentam a terra seca. XAVIER, Francisco Cândido. Justiça divina.

27 No domínio da Natureza (cont.): XAVIER, Francisco Cândido. Justiça divina. Astros clareiam o céu noturno. Flores valorizam espinheirais.

28 No campo do Pensamento: XAVIER, Francisco Cândido. Justiça divina. Pais transfigurados em gênios de ternura. Professores desfazendo as sombras da ignorância.

29 No campo do Pensamento (cont.): XAVIER, Francisco Cândido. Justiça divina. Médicos a sanarem doenças. Almas generosas socorrendo a necessidade.

30 Deus se ocupa pessoalmente de cada homem? Não é Ele muito grande e nós pequenos demais para que cada indivíduo em particular tenha alguma importância a seus olhos? Deus se ocupa de todas os seres que criou, por menores que sejam. Nada é demasiado pequeno para a sua bondade. LE: Questão 963 Resposta dos Espíritos KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. ed. especial. Rio de Janeiro: FEB, Questão 964.

31 Há necessidade de que Deus se ocupe de cada um dos atos? A maioria desses atos não são insignificantes para Ele? Deus tem suas leis que regulam todas as vossas ações. [...] LE: Questão 964 Resposta dos Espíritos KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Tradução de Evandro Noleto Bezerra. ed. especial. Rio de Janeiro: FEB, Questão 964.

32 Ação da Providência Divina para o homem As provações da vida representam, assim, cuidados de Deus para com todos os seus filhos, oferecendo-lhes benditas oportunidades de progresso espiritual. O Ser Humano (Livre-arbítrio) (Livre-arbítrio) FelicidadeFelicidade InfelicidadeInfelicidade Provimento(Misericórdia)Provimento(Misericórdia) Leis Divinas (Justiça) Leis Divinas (Justiça)

33


Carregar ppt "Federação Espírita Brasileira Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental – Tomo I Deus Apresentar Deus como a inteligência suprema."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google