A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ocidente X Oriente. É uma divisão baseada em critérios mais econômicos que físicos. Se usassem critérios físicos somente Irlanda, Reino Unido, Islândia,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ocidente X Oriente. É uma divisão baseada em critérios mais econômicos que físicos. Se usassem critérios físicos somente Irlanda, Reino Unido, Islândia,"— Transcrição da apresentação:

1 Ocidente X Oriente

2

3 É uma divisão baseada em critérios mais econômicos que físicos. Se usassem critérios físicos somente Irlanda, Reino Unido, Islândia, Portugal, Espanha e parte da França seriam ocidentais. Obedece uma junção física a divisão do mundo entre capitalistas e comunistas. Europa Oriental e Ocidental

4

5 Península ( paene = quase + insula = ilha) extensão de terra de uma região menor que é cercada de água por quase todos os lados, com exceção do pedaço de terra que a liga com a região maior, chamado istmo

6 Península da Croácia

7 PENÍSULA IBÉRICA Portugal, Espanha, Gibraltar (R. U.) e Andorra Andorra Gibraltar

8 Em comum –Turismo –Línguas latinas (Andorra fala o catalão) –Grandes navegações –Em vários estiveram sob o mesmo governo Portuga e Espanha

9

10 Portugal (Fundação 1.193) Parlamentarismo (tem presidente para resolver questões internas e primeiro-ministro para resolver as questões externas) km/ habitantes PIB = 233 milhões de dólares Renda per capta = dólares IDH = (Açores e Madeira)

11 Espanha (fundação: 1640, antes era Reino de Leão e Castela) Monarquia parlamentar km/2 46 milhões de habitantes PIB = trilhões Renda per capta = dólares IDH = 0.863

12 Portugal - Espanha Cultivo de vinhas e oliveiras (vinho e azeite) Portugal: ovinos e suínos. Pesca do bacalhau (Atlântico e Mediterrâneo). Países com industrialização tardia Espanha ocupada pelos muçulmanos de 711 a Portugal: ditadura militar de 1932 – 1968 Salazar Espanha: ditadura militar Francisco Franco de 1939 – Os dois países só vão decolar com a entrada na União Europeia em 1986 (Europa do 12)

13 Itália Ver as diferenças entre o norte e sul. A importância do Rio Pó

14 Escandinávia Ver os aspectos sociais e físicos da Finlândia, Noruega, Suécia, Dinamarca e Islândia.

15 MUNDO BIPOLAR Estados Unidos - USA (CAPITALISMO) X União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS – 15 Repúblicas) (SOCIALISMO)

16 CAPITALISTA LUCRO LIVRE INICIATIVA DIFERENÇAS SOCIAIS COMPETIÇÃO LIBERDADE DE IMPRENSA ELEIÇÕES PLURALIDADE CULTURAL

17 SOCIALISTA ECONOMIA ESTATIZADA E PLANIFICADA PARTIDO ÚNICO (COMUNISTA) HOMOGENEIDADE SOCIAL ÊNFASE NA EDUCAÇÃO

18 PAZ IMPOSSÍVEL E GUERRA IMPROVÁVEL (Raymond Aron). Disputa entre Estados Unidos e União Soviética para impor seu modelo político, econômico e social. NÃO HÁ CONFLITO DIRETO

19 TERMO CRIADO POR WINSTON CHURCHILL SERVE PARA DENOMINAR AS NAÇÕES SOB A INFLUÊNCIA DIRETA DA URSS

20

21 A Doutrina Truman – início da G.F. Em 1947, Harry Truman, presidente norte-americano, em discurso no Congresso, assume o papel dos EUA contra o totalitarismo soviético. Esse discurso marca a postura anticomunista norte- americana na Guerra Fria: a partir de então, os EUA pautariam sua política externa pela missão de impedir o crescimento do socialismo soviético.

22 Uma maneira de viver é baseada na vontade da maioria e distingue-se pela existência de instituições livres, governo representativo, eleições livres, garantias de liberdade individual, liberdade de opinião e de religião e ausência de opressão política. O segundo modo de vida baseia-se na vontade de uma minoria imposta pela força a uma maioria. Ele repousa no terror e na opressão, no controle da imprensa e do rádio, em eleições fraudadas e na supressão das liberdades pessoais. Acredito que deva ser a política dos Estados Unidos apoiar os povos livres que estão resistindo à tentativa de subjugação por minorias armadas ou por pressões externas." (Harry Truman )

23 MUNDO BIPOLAR Planos Econômicos Estados Unidos – Plano Marshall X URSS – COMECOM Conselho de Assistência Econômica Mútua

24 Plano Marshall x Comecon Em 1947, o governo norte- americano destina US$ 13 bilhões para a reconstrução da Europa Ocidental, como forma de barrar o avanço das idéias comunistas na Europa. Tal apoio financeiro fica conhecido como Plano Marshall. Em 1949, seguindo os moldes do Plano Marshall, a URSS cria o Comecon (Conselho para Assistência Econômica Mútua).

25 Resposta do governo soviético a Doutrina Truman COMECOM – Conselho de Assistência Econômica Mútua (1949) – Programa destinado a promover a reconstrução dos países do Leste europeu (aliados soviéticos) arrasados pela II Guerra. Os países em verde, no mapa, foram os favorecidos pelo COMECOM

26 USA - CIA versus URSS KGB Um dos palcos de luta privilegiados da Guerra Fria foi a disputa travada entre os diversos serviços de inteligência do mundo. Entre suas atribuições estavam: –Espionagem –Roubos de projetos –Vazamento de informações –Eliminação de inimigos políticos –Estabelecimento de políticas internacionais

27 MUNDO BIPOLAR Organizações Militares Estados Unidos – OTAN – Organização do Tratado do Atlântico Norte X URSS – Pacto de Varsóvia –

28 OTAN x Pacto de Varsóvia Em 1949, a explosão da primeira bomba atômica soviética leva os EUA a criarem uma aliança militar de defesa com a Europa Ocidental e com o Canadá: a OTAN, Organização do Tratado do Atlântico Norte; Como réplica à OTAN, a URSS cria uma aliança militar com o Leste Europeu : o Pacto de Varsóvia (Tratado de Assistência Mútua da Europa Oriental );

29 ORGANIZAÇÃO DO TRATADO DO ATLÂNTICO NORTE PACTO MILITAR ENTRE NAÇÕES EUROPEIAS SOB LIDERANÇA DOS ESTADOS UNIDOS

30 ALIANÇA MILITAR ENTRE NAÇÕES SOCIALISTAS DA EUROPA SOB LIDERANÇA DA UNIÃO SOVIÉTICA

31 ESTADOS UNIDOS X URSS BOMBA ATÔMICA BOMBA DE HIDROGÊNIO MÍSSEIS DE LONGO ALCANCE POTENCIAL APOCALÍPTICO

32

33 FATOS IMPORTANTES DA GUERRA FRIA

34 A CHINA TORNA-SE COMUNISTA LIDERADOS POR MAO TSE TUNG OS REVOLUCIONÁRIOS COMUNISTAS TOMAM O PODER DE CHIANG KAI-SHEK E CRIAM A REPÚBLICA POPULAR DA CHINA

35 A Guerra da Coreia Em 1948, formam-se a República da Coréia no Sul (capitalista) e a República Popular Democrática da Coréia no Norte (comunista); Em 1950, incentivado pela Revolução Comunista na China, o Norte ataca o Sul, sob pretexto de violação do paralelo 38 o. As tropas das ONU atacam a Coréia do Norte, trazendo a China para a guerra.

36 A Crise de Berlim Em 1948, EUA, Inglaterra e França reúnem-se para tratar da situação econômica e financeira da Alemanha. A URSS não foi convidada para o encontro; Como resposta, Stálin bloqueia a cidade de Berlim Oriental, impedindo a entrada de suprimentos; A crise, que durou 11 meses e se estendeu pelo ano de 1949, foi superada com a criação de um corredor aéreo que garantiu o abastecimento da cidade.

37 A reconstrução de Berlim Ocidental com recursos norte-americanos atraía grandes levas de alemães do lado oriental, o que levou o governo socialista a construir o muro da vergonha, 1961, dividindo o país.

38 Guerra da Indochina(1945 a 1954) Conferência de Genebra, independência: Laos, Camboja e Vietnã. O Vietnã fica dividido provisoriamente em duas regiões: o Norte comunista e o Sul capitalista. Plebiscito para a reunificação marcado para Ditadura no Vietnã do Sul cancela o plebiscito. Grupos radicais no sul (FLN e o Viet-Cong) lutam contra a ditadura. Os EUA envolvem-se no conflito ao enviar conselheiros militares. No governo Johnson ( ), a intervenção norte-americana intensifica-se. Em os viet-congs e as tropas do Vietnã do Norte tomam grande parte do território do Sul (Ofensiva do Tet). Cresce nos EUA as manifestações populares contra a guerra. Em 1970, Nixon ordena o ataque à Trilha Ho Chi Minh, generalizando o conflito ao envolver Laos e Camboja. Em 1974, Kissinger aceita a derrota e retira os EUA da guerra. Em 1976 o Norte e o Sul são unificados sob o nome de República Socialista do Vietnã

39 Guerra do Vietnã ( ): O Sul (pró-EUA) invadiu o Norte (pró-URSS), impedindo a realização do plebiscito sobre a reunificação (1956);

40 Entre 1965 e 1973, os Estados Unidos gastaram 123 bilhões de dólares com a guerra e a ajuda econômica ao Vietnã do Sul, o que resultou num grande déficit no orçamento federal do país; Mais de 500 mil norte-americanos foram enviados ao Vietnã, dos quais cerca de 58 mil morreram em combate.

41 CUBA ADOTA O COMUNISMO LIDERADOS POR FIDEL CASTRO E CHE GUEVARA OS REBELDES COMUNISTAS VENCEM O DITADOR FULGÊNCIO BATISTA QUE ERA APOIADO PELOS EUA

42 CUBA ADOTA O COMUNISMO Castro desapropriou latifundiários, nacionalizou empresas, tornou tosas as empresas propriedades do governo

43 URSS TENTA INSTALAR MÍSSEIS NUCLEARES EM CUBA (1962) ANTE A AMEAÇA DE 3ª GUERRA MUNDIAL FEITA PELOS ESTADOS UNIDOS A URSS DESISTE DA INSTALAÇÃO

44 A Corrida Espacial Outra arena de disputa entre URSS e EUA foi o espaço. A URSS dominou as primeiras duas décadas de avanço. 1.O governo de kruschev sai na frente ao colocar em órbita o primeiro satélite artificial, o Sputnik, em 1957; 2. Ainda em 1957, o Sputnik II levava o primeiro ser vivo a ser colocado em órbita, a cadela Laika; 3. Em 1961, os soviéticos colocam o primeiro homem no espaço: Iuri Gagarin, à bordo da nave Vostok I; 4. Somente em 1969, com o sucesso da missão Apollo 11, os EUA ultrapassam a URSS, ao colocarem uma nave tripulada na superfície da lua.

45 REVELA AO MUNDO O FRACASSO DO COMUNISMO SOVIÉTICO REALIZA A GLASNOST E A PERESTROICA FIM DA GUERRA FRIA

46 REESTRUTURAÇÃO ECONÔMICA PROPOSTA POR MIKAIL GORBATCHEV VISAVA REPENSAR A ECONOMIA SOVIÉTICA

47 TRANSPARÊNCIA POLÍTICA REVELAÇÃO DA CRISE ECONÔMICA QUE VIVIA A URSS. REVELAÇÃO FEITA POR MIKAIL GORBATCHEV

48 O FIM DA GUERRA FRIA A falta de democracia, o atraso econômico e a crise nas repúblicas soviéticas acabaram por acelerar a crise do socialismo no final da década de Em 1989 cai o Muro de Berlim e as duas Alemanhas são reunificadas. No começo da década de 1990, o então presidente da União Soviética Gorbachev começou a acelerar o fim do socialismo naquele país e nos aliados. Com reformas econômicas e políticas, acordos com os EUA e mudanças políticas, o sistema foi se enfraquecendo. Era o fim de um período de embates políticos, ideológicos e militares. O capitalismo vitorioso, aos poucos, iria sendo implantado nos países socialistas. Em 1989, o muro de Berlim, que dividia a Alemanha em Ocidental e Oriental, foi derrubado. A queda do muro foi um dos marcos do fim da Guerra Fria. A unificação oficial do país aconteceu no ano seguinte.

49 Da U.R.S.S. nasceram quinze novos países: Arménia (1), Azerbaijão (2), Bielorúsia (3), Estónia (4), Geórgia (5), Cazaquistão (6), Quirguistão (7), Letónia (8), Lituânia (9), Moldova (10), Rússia (11), Tajiquistão (12), Turcomenistão (13), Ucrânia (14) e Uzbequistão (15). IMPÉRIO SOVIÉTICO Continuam em suspenso as secessões da Transnístria (face à Moldova), da Abcásia e Ossétia do Sul (face à Geórgia) e do Nagorno-Karabah (face ao Azerbaijão)

50 O IMPÉRIO SOVIÉTICO 1. URSS herdou um vasto império multinacional; 2. A expansão territorial começou com o czar Ivan, o Terrível ( ) em direção à Sibéria; 3. Século XVIII, o sentido da expansão se inverte em direção à Europa de Leste (Letônia, Lituânia, Estônia, Ucrânia e Bielo-Rússia); 4. Século XIX - expansão para o sul (Cáucaso e Ásia Central); 5. Regime soviético - federação com alguma autonomia; 6. Partido Comunista garantia a hegemonia da Rússia e a subordinação dos povos não-russos; 7. Russificação.

51 DESCOLONIZAÇÃO INTERIOR 1. Estado soviético alicerçado sobre uma ideologia; 2. Decadência da ideologia e do poder do partido; 3. União sucumbe aos nacionalismos. 4. Algumas repúblicas periféricas se mantem na CEI, sob hegemonia Russa, outras se tornam independentes;

52 REGIÃO DO CÁUCASO

53 1. Petróleo, extraído do mar Cáspio, é uma riqueza que a Rússia não quer deixar escapar. 2. Oleodutos saem de lá e passam pelo Daguestão, Tchetchênia e Inguchétia para chegar ao mar Negro, ou então pela Geórgia e Azerbaijão, que têm ligações econômicas com a Rússia. 3. Há projetos dos EUA para que o petróleo dessa área saia para o Ocidente sem passar por territórios controlados pela Rússia ou pelo Irã. 4. Companhias ocidentais querem construir oleodutos rapidamente na região, que passariam pela Turquia, Geórgia e Azerbaijão. 5. Daguestão controla 70% da costa russa no mar Cáspio. 6. Tchetchenos são acusados de apoiar separatistas. 7. Rússia mantêm uma frota no mar Negro.

54

55 Crise no Cáucaso 1. O Cáucaso é uma região montanhosa que engloba áreas do sul da Rússia e de outros países e que possui mais de 300 etnias. 2. Desde agosto de 1999, separatistas supostamente apoiados pela Tchetchênia tentam impor um Estado Islâmico no Daguestão. A Rússia luta para não perder um território rico em petróleo. 3. A Rússia acusa extremistas islâmicos do Cáucaso por atentados a bomba que ocorrem no país. 4. Com argumento de que os separatistas teriam bases na Tchetchênia, o governo russo bombardearam áreas próximas à fronteira com o Daguestão e a capital, Grosni. 5. Interesses da Turquia e influência no Daguestão e na Geórgia. 6. A importante saída para o mar. 7. Grande diversidade religiosa.

56 A República do Daguestão (russo: Респу́блика Дагеста́н) é uma divisão federal da Federação Russa. A transliteração direta do nome da república é Respublika Dagestan. É uma das maiores repúblicas da Rússia no norte do Cáucaso, tanto em área como em população. Foi emirado independente entre 1919 e Nesse ano tornou-se república socialista soviética autônoma, integrada a Rússia.

57 Geografia física O Daguestão fica situado na Ciscaucásia, na vertente norte da cadeia do Cáucaso. A metade norte desenvolve-se nas planícies ribeirinhas do Mar Cáspio. A metade sul e sudoeste corresponde à parte mais oriental da cordilheira do Cáucaso. Geografia humana O Daguestão é uma república multiétnica habitada por povos falando mais de 30 línguas caucasianas, altaicas e indo-europeias. De acordo com o recenseamento de 2002, os povos caucasianos (avares, darguins, lezguins, etc.) constituem quase 75% da população total, seguidos de povos de língua altaica, do ramo do turco (kumyks, noguais, azeris) com cerca de 20%. Os habitantes de língua russa são cerca de 5%. Na grande maioria são povos de tradição muçulmana sunita.

58

59 CHECHÊNIA Chechênia, é o nome que se dá à região do Cáucaso onde está localizada a República da Chechênia, uma das repúblicas da Federação da Rússia. Faz divisa a noroeste com a república de Stavropol Krai, a nordeste e leste com a república do Daguestão, ao sul com a Geórgia, e a oeste com as repúblicas de Inguchétia e Ossétia do Norte-Alânia. É localizada nas montanhas do norte do Cáucaso, no Distrito Federal do Sul.

60 Depois do fim da União Soviética, um grupo de líderes chechenos declarou-se como um governo legítimo, anunciando um novo parlamento e declarando independência como República Chechena da Ichkéria. Até hoje, sua independência não foi reconhecida por nenhum país. Entretanto, esta declaração tem causado conflitos armados em que diversos grupos rivais chechenos e o exército da Rússia se envolveram, resultando em aproximadamente 150 mil mortos, no período entre 1994 e 2003.

61 Para o governo russo, essa república é estratégica, principalmente em razão da passagem de oleodutos os poços de petróleo da região do Mar Cáspio à rede de dutos da Rússia. Parte significativa do petróleo que a Rússia exporta para a Europa vem do Mar Cáspio e passa por esta região.


Carregar ppt "Ocidente X Oriente. É uma divisão baseada em critérios mais econômicos que físicos. Se usassem critérios físicos somente Irlanda, Reino Unido, Islândia,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google