A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Planejamento/Gerenciamento Alexandre Mota

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Planejamento/Gerenciamento Alexandre Mota"— Transcrição da apresentação:

1 1 Planejamento/Gerenciamento Alexandre Mota

2 2 Objetivos Evitar os erros clássicos Que é projeto? Ciclo de vida de projetos Elementos essenciais Objetivos gerais do planejamento e gerenciamento do projeto de software

3 3 Erros Clássicos Desenvolvimento de Software é uma atividade complicada...

4 4 Pessoas Motivação incoerente Esforço do pessoal e chefe de férias … Pessoal fraco Seleção apressada ao invés de conveniente … Pessoal problemático Uma pessoa pode desconcentrar uma equipe … Heroísmo Posso fazer tudo, não preciso da equipe …

5 5 Pessoas Mais pessoas no final do projeto Em pequeno incêndio, jogue gasolina … Escritórios barulhentos Meu nível de concentração é excelente … Atrito entre desenvolvedores e clientes Se você não adicionar isso, não quero mais …

6 6 Pessoas Expectativas irreais Vamos terminar o projeto em 6 meses … Falta de interação com o usuário Isso é ambíguo …, mas vamos decidir sozinhos … Crença cega Essa parte do sistema é muito simples, em 1 ou 2 dias removemos todos os erros …

7 7 Processo Cronogramas altamente otimistas Ganhamos tempo na análise de requisitos e no projeto … Gerenciamento de riscos insuficiente Se o risco A se concretizar, resolvemos … Falha de contratos Com o módulo M, a ser criado pela empresa E, vamos melhorar nosso cronograma …

8 8 Processo Planejamento insuficiente Esse sistema é simples, não há o que planejar … Abandono de plano sob pressão Devido ao cronograma, vamos codificar já da especificação de requisitos e não vamos testar …

9 9 Processo Garantia de qualidade prejudicada Só precisamos fazer os testes a partir da GUI … Controle de gerenciamento insuficiente O que já fizemos? Não sei, mas sem problema … Sem estimativas para tarefas necessárias Não precisamos registrar o tempo para tarefa T …

10 10 Processo Planejamento para controlar depois Fizemos em 3 meses, o que planejamos fazer em 2, mas depois nós ganhamos tempo … Programação sem padronização Vou codificar de qualquer jeito; ganho tempo …

11 11 Produto Requisitos demais Sei que o usuário não pediu, mas vamos melhorar a performance do sistema … Desenvolvedor exagerado Sei que o sistema não precisa e que não domino a tecnologia, mas vou usar o recurso R … Desenvolvimento orientado a pesquisa Sei que vou desenvolver funcionalidade F, estado-da-arte, mas minha estimativa é razoável …

12 12 Tecnologia Síndrome da bala de prata Vou usar o gerador de GUIs e não terei problemas quanto ao desenvolvimento das GUIs … Estimativa otimista com novas ferramentas ou métodos Vou usar ferramenta F, no lugar de G, daí vou ganhar tempo …

13 13 Tecnologia Troca de ferramentas no meio do projeto Vou usar a nova versão de F, pois tem mais recursos … Falta de controle sobre o código- fonte Vamos trabalhar em paralelo no módulo M (único arquivo), para ganharmos tempo …

14 14 Projeto: Definição PMI Um empreendimento temporário realizado para criar um produto ou serviço único

15 15 Ciclo de Vida Delimitar início e fim de um projeto Controlar administração do projeto Estudo de viabilidade Uma primeira fase do projeto? Define Trabalho a ser feito X envolvidos

16 16 Por que Planejar? Criar propostas que sejam Econômicas e Realizadas com recursos financeiros pré- estabelecidos E que estejam de acordo com as necessidades requisitadas Representar precisamente o que se pode fazer

17 17 Planejando um projeto de software Inicie com uma declaração explícita do trabalho a ser feito e verifique se corresponde ao que o cliente espera Em projetos médios e grandes, criam- se subprojetos menores e estima-os separadamente Baseie suas estimativas com dados históricos de projetos semelhantes

18 18 Planejamento e Estimativa Registre suas estimativas para comparar com os resultados reais no final do projeto Planejamento continua durante desenvolvimento e manutenção Planejamento inicial não é suficiente Planejamento detalhado mais cedo possível só ocorre após a especificação de requisitos

19 19 Planejamento e o Processo de Software

20 20 Estimativa de Esforço Há várias técnicas para estimar o esforço (tamanho) exigido no desenvolvimento de um produto de software Uma das mais recentes é a baseada em casos de uso

21 21 Classificando Atores Ator Simples Sistema reusado onde há uma API bem definida para a interação Peso 1

22 22 Classificando Atores Ator Médio Sistema reusado onde a interação envolve um protocolo, por exemplo TCP/IP Peso 2

23 23 Classificando Atores Ator Complexo Ser humano que necessita de uma GUI ou Web page Peso 3

24 24 Classificando Casos de Uso Casos de uso simples Se quantidade de passos no fluxo for no máximo 3, ou Necessitar de até 5 classes de análise Peso 1

25 25 Classificando Casos de Uso Casos de uso médio Se quantidade de passos no fluxo estiver entre 4 e 7 (inclusive), ou Necessitar de 5 a 10 classes de análise Peso 2

26 26 Classificando Casos de Uso Casos de uso complexo Se quantidade de passos no fluxo for maior que 7, ou Necessitar mais de 10 classes de análise Peso 1

27 27 Fatores Técnicos FatorDescriçãoPeso T1 Sistema Distribuído 2 T2 Tempo de resposta 1... T12 Acesso direto 1 T13 Treinamento Especial Requerido 1

28 28 Fatores Ambientais FatorDescriçãoPeso F1 Familiar com modelo 1.5 F2 Experiência na Aplicação F7 Equipe 1/2 expediente F8 Ling. prog.

29 29 Calculando os UCP´s Atores (UAW) Casos de uso (UUCW) UUCP = UAW + UUCW Fatores técnicos (TCF= *T F ) Fatores ambientais (EF= *E F ) UCP = UUCP * TCF * EF

30 30 Convertendo UCP em Horas Karner 1 UCP => 20 h Este valor deve estar entre 15 e 30h e deve ser ajustado de acordo com histórico da empresa Portanto, um projeto com UCP = 1.07 * 0.62 * 264 = Demanda *20h = +/-3503h

31 31 Ferramenta para Calcular EZEstimate te_full.htm te_full.htm

32 32 O que é um plano? Documento que define o trabalho que e como deve ser feito Com uma estimativa de tempo e recursos exigidos, e um contexto para gerenciamento de controle e revisão, para cada maior tarefa Servir de benchmark para comparar com projetos anteriores, quando documentado apropriadamente Melhorando erros em estimativas e sua precisão

33 33 Estrutura Básica de um Plano Introdução Organização do Projeto Requisitos com Recursos (Pessoas, SW, HW) Detalhamento das Tarefas Análise de Riscos Cronograma do Projeto Milestones/Deliverables Atribuição de tarefas a pessoas Estimativa de tempo Custo do Projeto

34 34 Recursos Pessoas Ricardo, Larissa, João, Márcia e Alberto Especialidades Software JBuilder,.NET Hardware Laptop, PC, PDA

35 35 Tarefas Dividir para conquistar Normalmente atribuída a uma pessoa Estimativa de tempo/esforço precisa Pode-se associar especialidade(s) necessária(s) para sua realização Podem gerar (parte de) resultado desejável (milestone)

36 36 Exemplos de Tarefas Entrevistar cliente CL Reunião Projetar a GUI G i Criar o relatório R Atualizar o site Testar método M da classe C

37 37 Por que Gerenciar? Para atingir objetivos e produzir resultados Concentrar responsabilidade e autoridade para atingir objetivos Coordenar e integrar todas as atividades para chegar aos resultados

38 38 Objetivos do Gerenciamento Custo Desempenho Tempo Objetivo: Limite de orçamento Prazo de entrega Desempenho Almejado

39 39 Qualidades de Gerente Liderança Comunicação Resolver problemas Negociação Influenciar a organização Mentor Especialista técnico e em processo

40 40 Gerenciamento das Tarefas Milestones Ponto final de uma atividade do processo de software (um marco no cronograma) Deliverables Resultado do projeto a ser entregue ao cliente. Usualmente entregue ao final de uma fase.

41 41 Tarefas: Duração e Dependências TarefaDuração (dias)Dependências T18 T215 T315T1 (M1) T410 T510T2, T4(M2) T65T1 2(M3) T720T1 (M1) T825T4 (M5) T915T3 6(M4) T1015T5 7(M7) T117T9 (M6) T1210T11(M8)

42 42 Rede de Atividades

43 43 Alocação de Pessoal

44 44 Tempo de Desenvolvimento A partir da rede de atividades Grafo interligando tarefas com tempo Determinar o caminho crítico O caminho que leva mais tempo para concluir Gerente deve dar especial atenção às tarefas contidas no caminho crítico É crucial ter folgas no caminho crítico

45 45 Acompanhamento das Tarefas DataInícioFimInterrup.Tarefa 20/0408:0015:3030minT1 21/0408:0014:0030minT2 25/0415:0018:0010minT3 01/0508:0018:001horaT4 ATENÇÃO: Existe uma tabela semelhante com tempo estimado

46 46 Ferramenta para Acompanhamento Uma vez definidas as atividades e estimativas de tempo para suas realizações Pode-se usar a ferramenta web XPlanner para o acompanhamento (http://www.xplanner.org/)

47 47 Custo do Projeto Recursos humanos (R$/hora) Instalações (fone, luz, etc.) Reuniões (tempo, pessoas, etc.) Material de escritório/informática Etc.

48 48 Riscos Identificação de Riscos Identificar riscos de projeto, produto e negócio Análise de Riscos Avalia as conseqüências dos riscos Planejamento de Riscos Alternativas para evitar ou minimizar seus efeitos Monitoramento de Riscos Acompanhar os riscos durante o projeto

49 49 Processo de Gerenciamento de Riscos

50 50 Identificação de Riscos Riscos com Tecnologia Riscos com Pessoal Riscos Organizacionais Riscos nos Requisitos Riscos nas Estimativas

51 51 Principais Áreas de Riscos Pessoal Cronograma e Custo Funcionalidade do Sistema Falta de entendimento da aplicação Análise de requisitos inadequada Estabilidade dos Requisitos Cliente tenta alterar requisitos o tempo todo Qualidade de Componentes Externos DIFICULDADE EM ANTECIPAR TUDO!!!

52 52 Análise de Riscos Avaliar a probabilidade e seriedade de cada risco A probabilidade pode variar de muito baixo (0-20%), baixo (20-40%), médio (40-60%), alto (60-80%) e muito alta (80-100%) Os efeitos dos riscos podem ser catastróficos, sérios, toleráveis ou insignificantes

53 53 Planejamento de Riscos Para cada risco, elaborar estratégia para gerenciá-lo Estratégias para Evitar A probabilidade de ocorrência é reduzida Estratégias para Minimizar O efeito do risco no projeto ou produto é reduzida Planos de Contingência Se o risco ocorrer, o que devemos fazer?

54 54 Monitoramento de Riscos Avaliar cada risco periodicamente para determinar se está mais ou menos provável de ocorrer Avaliar os efeitos pois podem mudar Cada risco crítico deve ser discutido em reuniões gerenciais de progresso do projeto

55 55 Identificação de Riscos RiscoProbabilidadeEfeitos Pessoal doenteModeradaSério Tamanho do software desconhecido AltaTolerável...…… Pessoal qualificado não disponível AltaCatastrófico

56 56 Estratégias de Gerenciamento RiscoEstratégia Pessoal doenteReorganizar equipe para ter sobreposição de pessoas/trabalho RecrutamentoAlertar cliente sobre possível atraso …… Mudança nos requisitos Analisar rastreamento entre requisitos para determinar impacto

57 57 Bibliografia Sommerville, I. Software Engineering Humphrey, W. A Discipline for Software Engineering McConnel, S. Rapid Development


Carregar ppt "1 Planejamento/Gerenciamento Alexandre Mota"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google