A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fundamentos de Dinâmica Veicular Estabilidade Direcional.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fundamentos de Dinâmica Veicular Estabilidade Direcional."— Transcrição da apresentação:

1 Fundamentos de Dinâmica Veicular Estabilidade Direcional

2 Nesta aula Comportamento em resposta direcional Curvas em baixa velocidade Curvas em alta velocidade Efeitos da suspensão

3 Curvas em baixa velocidade

4 Geometria de Ackerman: torques de esterçamento aumentam com o ângulo Reação natural Geometria paralela: torques crescem inicialmente mas decrescem a partir de um certo ponto Indesejável

5 Curvas em baixa velocidade Heavy combination vehicle stability and dynamics

6 Nesta aula Comportamento em resposta direcional Curvas em baixa velocidade Curvas em alta velocidade Efeitos da suspensão Atividade prática

7 Deriva Deriva (slip angle) -

8 Diferença entre a direção do movimento do veículo e a direção da roda Mola torcional Deriva

9 Deriva (sleep angle)

10 Força lateral (cornering force)

11 Depende de: – tamanho e tipo do pneu – número de lonas – ângulo das lonas – largura da roda – desenho dos canais Rigidez lateral - C (cornering stiffness)

12 Rigidez lateral - C

13

14 Coeficiente lateral - CC

15 Modelo de bicicleta

16

17

18 Comportamento neutro

19 Comportamento sub-esterçante

20 Video From: Comportamento sub-esterçante

21 Comportamento sobre-esterçante

22 Video From: Comportamento sobre-esterçante

23 Mudança do ângulo de esterçamento com a velocidade

24 Velocidade caracterísica Velocidade, de um veículo sub- esterçante, na qual se deve aplicar um ângulo de direção igual a duas vezes o ângulo de Ackerman.

25 Velocidade crítica Velocidade, de um veículo sobre-esterçante, na qual o veículo se torna instável.

26 Ganho de aceleração lateral

27 Ganho de velocidade de guindada

28 Neutro: ganho proporcional à velocidade. Sobre-esterçante: ganho infinito na velocidade crítica. Sub-esterçante: aumenta até a velocidade característica e depois cai. Velocidade característica: maior resposta em guinada.

29 Margem Estática Linha de esterçamento neutro: linha onde a força lateral não produz guinada. Veículos urbanos: +0,05 < ME < +0,07

30 Efeitos da Suspensão Distribuição do momento de rolagem Influência da cambagem Esterçamento na rolagem Esterçamento devido à força lateral Torque alinhante Força trativa

31 Distribuição do momento de rolagem

32 A transferência de carga produzida pelo momento de rolagem altera a força lateral. As transferências podem ocorrer de forma diferente nos eixos dianteiro e traseiro. Maiores momentos de rolagem na dianteira contribuem para o sub-esterçamento. Maiores momentos de rolagem na traseira contribuem para o sobre-esterçamento. Influência na escolha das molas e das barras estabilizadoras.

33 Mecanismo que governa o momento de rolagem

34

35 Centro de rolagem Centro de rolagem (roll center) Ponto imaginário sobre a carroceria em torno do qual ela rola pela aplicação de um momento puro. Ponto onde a força lateral é transmitida do eixo para a carroceria. Ponto sobre a carroceia em que a força lateral aplicada não produz nenhum ângulo de rolagem.

36 Transferência de carga

37 parcela devido à aplicação da força lateral parcela devido à rolagem do veículo

38 Ângulo de rolagem

39 Taxa de rolagem (roll rate)

40 Distribuição do momento de rolagem

41 Inclusão da rigidez lateral

42

43 Força de cambagem (Camber trust)

44 Cambagem: inclinação da roda para fora. Picture From: From: Força de cambagem (Camber trust)

45

46

47 Esterçamento de rolagem (roll steer)

48

49

50 Influência das forças trativas

51 Exemplo 1

52

53 Exemplo 2

54 Respostas

55 Referência utilizada nesta aula Gillespie, Thomas D.. FUNDAMENTALS OF VEHICLE DYNAMICS. Warrendale: SAE, Capítulo 6.


Carregar ppt "Fundamentos de Dinâmica Veicular Estabilidade Direcional."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google