A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1) Histórico 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição; 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1) Histórico 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição; 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição;"— Transcrição da apresentação:

1 1) Histórico 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição; 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição; 1980 – Recomendação INC-1 (aprovada em 1981); 1980 – Recomendação INC-1 (aprovada em 1981); 1986 – retificação pela Comité des Poids ets Mesures (CIPM) e tranferência para a International Organization for Standardization (ISO); 1986 – retificação pela Comité des Poids ets Mesures (CIPM) e tranferência para a International Organization for Standardization (ISO); 1993 –documento-guia (regras, avaliação e aplicação); 1993 –documento-guia (regras, avaliação e aplicação); 1998 – ABNT, INMETRO, SBM – ed. Brasileira; 1998 – ABNT, INMETRO, SBM – ed. Brasileira; 1999 – ed. brasileira de acordo com a norma européia – ed. brasileira de acordo com a norma européia.

2 2) Erros e incerteza Incerteza – quantificável, imperfeição da medição, não deve ser confundido com erro; Incerteza – quantificável, imperfeição da medição, não deve ser confundido com erro; Resultado de medição – número infinito de medições (amostras); Resultado de medição – número infinito de medições (amostras); Erro (de medição) – diferença entre resultado de medição e valor verdadeiro, diferente de incerteza; Erro (de medição) – diferença entre resultado de medição e valor verdadeiro, diferente de incerteza; Erro aleatório – diferença entre resultado da medição e média de um número infinito de medições; Erro aleatório – diferença entre resultado da medição e média de um número infinito de medições; Erro sistemático – diferença entre número infinito de medições e o valor verdadeiro; Erro sistemático – diferença entre número infinito de medições e o valor verdadeiro;

3 2) Erros e incerteza Mesmo conhecendo todos os tipos de erro, há uma incerteza; Mesmo conhecendo todos os tipos de erro, há uma incerteza; Falta de conhecimento do valor exato; Falta de conhecimento do valor exato; Como diferenciar erro de incerteza: Como diferenciar erro de incerteza: Ex:Medição do comprimento de um cilindro com um paquímetro Medição: 201 mm Padrão: 200 mm Erro: 1 mm 190 mm ± 2 mm Incerteza

4 3) Fontes de incerteza de medição a) definição incompleta do mensurando; a) definição incompleta do mensurando; b) resolução finita do instrumento ou limiar de mobilidade; b) resolução finita do instrumento ou limiar de mobilidade; c) tendência pessoal de leitura; c) tendência pessoal de leitura; d) valores inexatos de padrões de medição e referência d) valores inexatos de padrões de medição e referência

5 4) Apresentação de resultados Norma NBR ISO/IEC 17025:2001 [ref.5] – credenciamento pelo INMETRO; Norma NBR ISO/IEC 17025:2001 [ref.5] – credenciamento pelo INMETRO; Resultados devem ser relatados com exatidão, clareza, objetividade; Resultados devem ser relatados com exatidão, clareza, objetividade; Apresentação em relatórios os certificados de calibração, com informações dos métodos utilizados para o ensaio; Apresentação em relatórios os certificados de calibração, com informações dos métodos utilizados para o ensaio; Declaração de conformidade ou não- conformidade; Declaração de conformidade ou não- conformidade;

6 5) Registro de calibração

7

8

9

10 6) Verificação de conformidade O erro medido deve ser menor que o erro máximo admissível; O erro medido deve ser menor que o erro máximo admissível; Usuário interessado em avaliar o estado do equipamento em relação com as especificações do fabricante; Usuário interessado em avaliar o estado do equipamento em relação com as especificações do fabricante; O instrumento padrão deve ter, pelo menos, uma incerteza três vezes menor que o instrumento medido; O instrumento padrão deve ter, pelo menos, uma incerteza três vezes menor que o instrumento medido; Normas NIS 80 [ref. 7] e ISO/DIS [ref. 8]; Normas NIS 80 [ref. 7] e ISO/DIS [ref. 8];

11 6) Verificação de conformidade 1) Zona de especificação: 1) Zona de especificação: 2) Erro e incerteza de medição: 2) Erro e incerteza de medição:

12 6) Verificação de conformidade 3) Verificar conformidade: 3) Verificar conformidade:

13 7) Verificação de conformidade – proposta conservadora 1) Zona de especificação: 1) Zona de especificação:

14 7) Verificação de conformidade – proposta conservadora 2) Estabelecer zona de conformidade: 2) Estabelecer zona de conformidade: 3) Estabelecer zona de alerta: 3) Estabelecer zona de alerta: 4) Verificar conformidade: 4) Verificar conformidade:

15 7) Verificação de conformidade – proposta conservadora

16

17 8) Perguntas ? ? ? ? ? ? ? ? ? ?


Carregar ppt "1) Histórico 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição; 1977 – Início – necessidade de explicitação de incertezas de medição;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google