A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Pintura e a Matemática Tudo o que você sempre quis saber sobre A pintura e a matemática mas nunca Teve coragem de perguntar.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Pintura e a Matemática Tudo o que você sempre quis saber sobre A pintura e a matemática mas nunca Teve coragem de perguntar."— Transcrição da apresentação:

1 A Pintura e a Matemática Tudo o que você sempre quis saber sobre A pintura e a matemática mas nunca Teve coragem de perguntar

2 No Quadro de hoje... Paul Gauguin – Aos 35 anos, próspero, pai de cinco filhos, amigo de artistas e artista nas horas vagas, um homem decide romper com as amarras do presente para ir ao encontro de sua própria verdade. Paul Cézanne – Boletim escolar do aluno de liceu: notas excelentes em todas as matérias, menos em desenho.

3 Apresentador Fernando Nera Lenarduzzi 2º Ano de Graduação 1º de PET Gosta: Matemática, música e de madrugadas frias. Não gosta: Políticas educacionais, madrugadas quentes e outras coisas.

4 Paul Cézanne Eu sou um marco. Outros virão.

5 Vida e Obra Nasce a 19 de janeiro de 1839,em Aix-em-Provence, Provença, ao Sul da França. Era filho de Louis-Auguste Cézanne e Anne-Elisabeth Honorine Aubert e tinha duas irmãs, Marie e Rose. Em 1852, ingressa no Colégio Bourbon, onde começa a amizade com Émile Zola. Diploma-se em letras e, a pedido do pai, ingressa na Faculdade de Direito de Aix.

6 Vida e Obra Apoiado pela mãe e irmã, consegue aprovação paterna e vai a Paris em abril de Passa a frequentar a Academia Suíça, onde conhece Pissarro. Tem grande admiração por Rembrandt, Veronese e Rubens. Não é aceito na Escola de Belas-Artes e tem seu trabalho exibido no Salão dos Recusados, que depois visita com Zola. Trabalha na Academia Suíça, tornando-se amigo de Monet, Sisley e Renoir.

7 Vida e Obra Inspirado pelas obras de Delacroix e Courbet, pinta obras com temas eróticos, como A Orgia, misturados com motivos religiosos, A Tentação de Santo Antônio. Sempre irrequieto, oscilando dea euforia ao abatimento, circula entre Paris e Aix. É incompreendido, os quadros são sistematicamente recusados. Sua carreia ressente-se a avanços e recuos.

8 Cézanne "L'orgia"

9 Vida e Obra Durante a Guerra Franco-Prussiana, refugia=se e trabalha na Estaque, onde vive com sua futura esposa, Hortense Fiquet que mais tarde lhe daria um Filho. Com o fim da Comuna de Paris, volta a capital, mas logo em seguida via ao encontro de Pissarro em Pontoise. Entra para o Grupo Impressionista e participa de sua primeira mostra pública, em 1874, e zombam de suas pinturas. Uma Moderna Olímpia é dessa fase.

10 Cézanne Uma Moderna Olímpia

11 Vida e Obra O grupo impressionista já não o considera um deles. Cézanne quer restaurar a sensação de estrutura dos objetos, converter a natureza em cilindros, cones e esferas. O que o separa mais do impressionismo. No romance A Obra, de 1886, Émile Zola o toma por modelo do personagem Claude Lantier, um pintor fracassado e medíocre. A amizade termina. No mesmo ano, casa-se com Hortense Fiquet e a morte do seu pai, que lhe deixa uma fortuna: francos (£ ,62), faz o pintor voltar a Aix.

12 Cézanne O Golfo de Marselha

13 Vida e Obra A partir de 1888, pinta livremente. Críticos saúdam suas novas obras e as galerias acolhem suas telas. Van Gogh, Gauguin e o amigo Pissarro, tributam-lhe homenagens. Atinge o apogeu de sua carreira, tem obras expostas em várias vitrines e consolida sua carreira. Nessa fase final de sua carreira, pinta Maçãs e Laranjas, considerado um inventário estético de Cézanne.

14 Cézanne Maçãs e Laranjas

15 Morte Durante uma tempestade no dia 15 de outubro de 1906, ele trabalhava no campo, diante do cavalete quando a cabeça rodou e caiu no chão desmaiado. Foi levado de carrinho de lavadeira para sua casa. Morreu dias depois de pneumonia.

16 Estilo e Fases É chamado de ligação entre o impressionismo e o cubismo e suas obras são de natureza morta. No Período Negro de sua carreira, de 1861 – 1870, não usava muitas cores e se prendia às cores escuras.Nesse período pintou O Homem com Barrete de Algodão. No Período Impressionista, de 1870 – 1878, torna seus quadros mais luminosos, como sugerido por Pissarro. Pinta A Casa do Enforcado.

17 Cézanne A Casa do Enforcado

18 Estilo e Fases Durante o Período Maduro, 1878 – 1890, a família Cézanne fixou residência na Provença. Esta mudança reflete uma independência em relação aos impressionistas. Pintou O Castelo de Médan. O Período Final, 1890 – 1905, marca o final de sua carreira, com grandes problemas de relacionamentos. Pinta Maçãs e Laranjas.

19 Cézanne Castelo de Médan

20 Paul Gauguin "Quando a tua mão direita estiver hábil, pinta com a esquerda; quando a esquerda ficar hábil, pinta com os pés."

21 Vida e Obra Nome completo: Eugène-Henri-Paul Gauguin Nasceu em Paris, a 7 de junho de A cidade estava tomada pela revolução francesa. Quando Napoleão toma o poder em 1951, a família de Gauguin deixa a França. Clóvis Gauguin, pai de Paul, era jornalista e foge para Lima, Peru, com medo de represálias. Contudo morre no meio do caminho.

22 Vida e Obra Volta para França em 1855 e passa a morar em Orléans e aos 17 anos enegreça na marinha mercante. Por meio do tutor, Gustave Arosa, consegue um emprego como corretor de fundos público. Revela-se ótimo homem de negócios. A exemplo do tutor, passa a se interessar por artes, em especial por Pissarro.

23 Vida e Obra A 24 de novembro de 1873, Gauguin casa-se com Mette Sophie Gad, dinamarquesa de 24 anos, de boa família protestante, com quem teve 5 filhos. Era pintor de fim-de-semana, mas mostrava grande aptidão e interesse no impressionismo, apesar de ser meio tradicionalista na época. A amizade com Pissarro é decisiva. Não é possível ser pintor de fim-de-semana, tem que optar e essa opção é possível!

24 Vida e Obra Enfim, posso pintar todos os dias. Não vende um único quadro em quase dois anos. Resolve mudar-se para Copenhague, cidade natal da mulher. Volta a Paris trazendo somente o filho mais velho, Clóvis. Em Paris, 1886, depois de muitas viagens, conhece o amigo Vincent van Gogh.

25 Gauguin Vincent van Gogh pinta girassóis

26 Vida e Obra Em 1887, na América Central, se depara com o imenso palácio decorado pela natureza, cuja forma e cores constituem sua busca mais profunda. Substitui tons de cores baixos, como em Vacas no Bebedouro, por quadros enriquecidos como A Baía de Saint-Pierre na Martinica.

27 Gauguin Vacas no Bebedouro

28 Gauguin A Baía de Saint-Pierre na Martinica

29 Vida e Obra Em fevereiro de 1888, vai novamente a Pont-Aven, onde cria a teoria essencialista. Nas suas pinturas, a cor se torna mais arbitrária e mais pura e ocupa mais espaço na tela, como em Jacó e o Anjo. Em outubro de 1888, vai ao encontro de van Gogh para a inauguração do Estúdio do Sul. Passam dois meses trabalhando e discutindo até a exaustão.

30 Gauguin Jacó e o Anjo

31 Vida e Obra Viaja mais uma vez, dessa vez para o Taiti. Numa pequena aldeia maori, casado com uma nativa – Téhoura -, Gauguin crê ter renascido. Pinta novos quadros: beleza do espaço natural. Assim é Ta Matete – O Mercado. Volta pra França, por causa da herança do tio. Mas fica sem dinheiro algum. Não consegue vender muitos quadros. Em 1885 deixa a Europa de vez (finalmente) e vai ao Taiti.

32 Vida e Obra Pobre, doente, endividado, com problemas com o governo e o clero e recebe a notícia que sua filha Aline está morta. Nesse mesmo ano pinta De Onde Viemos? Que Somos? Para onde vamos?. Esta obra reflete a existência humana, a cultura e sonhos dos homens. Eu queria morrer e com tal estado de espírito eu a pintei de um só golpe. Apressei-me em assassiná-la e tomei uma dose formidável de arsênico. Provavelmente foi demais; sofrimentos atrozes, mas não a morte...

33 Gauguin Ta Matete – O Mercado

34 Gauguin De Onde Viemos? Que Somos? Para onde vamos?

35 Morte O artista se envolve em disputa com as autoridades coloniais, defendendo os direitos dos indígenas de não frequentar as escolas dos missionários e de não assistir a missa. A 23 de março de 1903 é encarcerado. Às 11 horas da manha do dia 8 de maio, o amigo maori Tioka visita-o em sua cela. Venham logo! O Branco morreu Minutos depois: Agora não existe mais homem.

36 Estilo Gauguin desenvolveu as técnicas do sintetismo" e cloisonnisme " (alveolismo), estilos de representação simbólica da natureza onde são utilizadas formas simplificadas e grandes campos de cores vivas chapadas, que ele fechava com uma linha negra, e que mostravam uma forte influência das gravuras japonesas. A sua pintura é caracterizada por: Natureza alegórica, decorativa e sugestiva; Formas dimensionais, estilizadas, sintéticas e estáticas.

37 Gauguin Vairumati

38 Gauguin Cavaleiros na Praia

39 Referências Gênios da Pintura, vol. III – Editora Abril Cultural, 1972.

40 Obrigado


Carregar ppt "A Pintura e a Matemática Tudo o que você sempre quis saber sobre A pintura e a matemática mas nunca Teve coragem de perguntar."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google