A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introdução aos Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu-: dados do Inglês Rafael Saint-Clair Braga Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introdução aos Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu-: dados do Inglês Rafael Saint-Clair Braga Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle."— Transcrição da apresentação:

1

2 Introdução aos Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu-: dados do Inglês Rafael Saint-Clair Braga Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle XXVIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica Novembro de 2006 TEORIA E ANÁLISE LINGÜÍSTICA U F R J w w w. l e t r a s. u f r j. b r / c l i p s e n

3 2 O que é um sintagma WH-? É comum nas línguas naturais termos expressões que são ouvidas em uma posição mas são interpretadas em outra. Os sintagmas WH- participam deste fenômeno conhecido como deslocamento/movement. É uma expressão sintática que interroga sobre o conteúdo de sintagmas cujo conteúdo não conhecemos. Linearização em ordem diferente da ordem de interpretação qu buy what you

4 3 A existência de deslocamentos sintáticos não faz parte do senso comum. Tanto assim que este fenômeno não é tratado pelas gramáticas tradicionais. O deslocamento de QU- promove a formação de uma cadeia ( chain ) constituída por duas posições: o sítio de interpretação temática e um sítio de pouso ou pronúncia, no especificador do Complementizador, onde se realiza o traço de interrogação Which dog did you buy which dog ? sítio de pronúncia sítio de interpretação temática I bought a Golden Retriever O que é um sintagma WH-? qu

5 4 A neurofisiologia do sintagma QU- Série 3 Quais músicas Vera compôs__ ? Que histórias Denise refogou __? FRANÇA, Aniela I. (2002:145)

6 5 Tipos de movimento WH- WH- curto [w t dIddZO n i :t] What did John eat? did John eat SC C ST T SV V what t [tUhu :m dIdjU gI v D si:di :] To whom did you give the CD? SC C ST T SV V SP P to whom the CD give you did t

7 6 Tipos de movimento WH- WH- longo [w t djUTI Nk aISUddu :] What do you think I should do? SC C ST T SV v SC ST T sv v T Aux Should I think you do Oração Subordinada C do what Wh- t

8 7 Tipos de movimento WH- WH- longo SC C ST T SV v SC ST T sv v T Aux Should I think you do Oração Subordinada C do what Wh- t what t

9 8 O que é Subjacência? do you think I should do ? what titi titi do you think I should do ? what Condição de Subjacência: o movimento não pode atravessar mais de um nó limitante (bounding node). Nós limitantes são SC, ST/ SF e SN. CHOMSKY (1973 Conditions on transformations) * [ SC What do [ ST you think [ ST I should do ]]]]?

10 9 Preposition-stranding To whom did you give the CD? Informante 1 Who did you give the CD to? Informante 2 Para quem você deu o CD? *Quem você deu o CD para? Dupla ocupação de SC Men shal wel knowe who that I am Men will know well who I am Parâmetro em deslocamento WH-? Inglês Contemporâneo Inglês XV (Caxton, 1485, R 67, in Lightfoot, 1979:322) HAEGEMAN (1993: 383) William Caxton

11 10 His enmyes to doo the same who that Wold/And lente haroldes bodi to ha... Caxton, Polychronicon by Ranulph Higden 1485

12 11 v v SD who SV I Men shal wel knowe who that I am (Caxton, 1485, R 67, in Lightfoot, 1979:322) HAEGEMAN (1993: 383) T T be pres. 1ªp.s am ST I C C that CP who v v SV T ST glosa Os homens bem saberão quem que eu sou know wel men pres. 3ªpl. T -e men

13 12 Parâmetros do Sintagma QU-/ WH- em outras línguas Romeno Cine ce a dat si la cine (a dat)? Quem o que AUX.3sg dado e a quem Quem deu o que a quem? Russo Tcheco O quê você disse à quem? Komu jsi co rekl? À quem você o quê disse? Кто что кушал? Kto chto kushal? Quem o quê comeu?

14 13 Conclusão A interpretação do papel temático do Sintagma-WH e a sua enunciação não acontecem no mesmo lugar. A posição de interpretação é a posição original onde se dá a primeira concatenação do sintagma. O deslocamento é motivado pelo traço interrogativo no núcleo do Complementizador. O nucleo interrogativo em C atrai o sintagma-WH que está in situ para a posição de especificador do Sintagma Complementizador. Quando o Sintagma-Qu está em uma oração subordinada, temos a ilusão de que há um deslocamento longo que passa por cima da fronteira entre a oração principal e a subordinada. No entanto, o processo é derivacional, e se dá passo a passo. Os passos são denominados fases. Na primeira fase somente existe a oração subordinada, e. o Sintagma-WH sai da posição onde realiza o papel temático atribuído pelo verbo, e vai pousar no especificador do SC da oração subordinada. Na segunda fase, após a concatenação das duas orações, o Sintagma-WH sobe de Especificador do SC de baixo para Especificador do SC da oração principal. A gramática do inglês autoriza movimento de Sintagma-WH a partir do complemento de uma preposição. Nesse caso, a preposição fica sem complemento, pendurada (dangling preposition). A língua portuguesa não aceita preposições privadas de seu complemento. Em português, se a palavra-QU é atraída pelo complementizador interrogativo, ela carrega junto a preposição que a rege. Essa configuração de deslocamento em que o elemento-WH atraído arrasta consigo, ao deslocar-se, o termo que o rege é chamado de pied-piping. O pied piping é um fenômeno ao longo do qual as línguas se dividem. Isto é, Pied piping é um parâmetro de variação na gramática de línguas naturais. Como vimos, português e inglês fazem opções distintas em termos do parâmetro de dangling preposition.

15 14 Referências bibliográficas CARNIE, Andrew ( 2003 ). Syntax: a generative introduction (Introducing Linguistics ). UK, Blackwell Publishing. CHOMSKY, Noam (1973). Conditions on transformations, in S.Anderson and P.Kiparsky (eds), A Fetschrift for Morris Halle,New York: Holt, Rinehart and Winston, ______________ (1977). On wh-movement. In Peter Culicover, Thomas Wasow, and Adrian Akmajian (eds.) Formal Syntax. New York: Academic Press CRYSTAL, David ( 2003 ). The Cambridge Encyclopedia of The English Language. Cambridge: Cambridge UP, Second Edition. HAEGEMAN, Liliane ( 1991 ). Introduction to Government & Binding theory. Oxford UK & Cambridge USA, Blackwell Publishing. FRANÇA, Aniela I (2002). Concatenações lingüísticas: estudo de diferentes módulos cognitivos na aquisição e no córtex. Tese de Doutorado em Lingüística. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro. ______________ (2005). Neurofisiologia da linguagem: aspectos micromodulares, In: MAIA, Marcus & FINGER,Ingrid (org).Processamento da linguagem: série inversigações em psicolingüística – GT de psicolingüística da ANPOLL. EDUCAT: Editora da Universidade Católica de Pelotas: Pelotas. MIOTO, Carlos et alii ( 2004 ). Novo Manual de Sintaxe. Florianópolis: Editora Insular.

16 15 Contato


Carregar ppt "Introdução aos Princípios e Parâmetros em Deslocamento Qu-: dados do Inglês Rafael Saint-Clair Braga Orientadoras: Aniela Improta França Miriam Lemle."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google