A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estresse Oxidativo e Atividade Física Elis Eleutherio.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estresse Oxidativo e Atividade Física Elis Eleutherio."— Transcrição da apresentação:

1 Estresse Oxidativo e Atividade Física Elis Eleutherio

2 Estresse Oxidativo em Destaque em Destaque Associação dos radicais livres com doenças e com o processo de envelhecimento Publicações sobre estresse oxidativo nos últimos 10 anos: ~ artigos (Fonte: No Brasil, 25 grupos de pesquisa estudando estresse oxidativo; estresse, 295 grupos (Fonte:

3 Envelhecimento Harman [1956] Envelhecimento está correlacionado ao acúmulo de danos oxidativos causados pelos radicais livres produzidos pelo metabolismo envelhecimento defesas anti-oxidantes proteínas oxidadas

4 Doenças Radicais livres estão relacionados com todas as enfermidades degenerativas crônicas (~ 95% das patologias observadas em pessoas acima de 35 anos). Doenças cardíacas Câncer Alzheimer Parkinson Diabetes Catarata Doenças Reumáticas Aterosclerose

5 Principais causas de morte Causa Brasil % Coração 3933 Câncer 2517 Acidentes 2013 USA % Fontes: IBGE e Microbiology, Brock, 8a ed. Ano: 1990

6 Oxigênio no decorrer da evolução da evolução TEMPO (BILHÕES DE ANOS) NÍVEIS DE O 2 NA ATMOSFERA (%) FORMAÇÃO DA TERRA PRIMEIROS SERES FOTOSSINTÉTICOS RESPIRAÇÃO SE ESPALHA ACÚMULO O2

7 Circuitos Elétricos Macroscópio X Microscópio Mitocôndria(Transdutor eletroquímico) eletroquímico) Contração muscular (trabalho mecânico) Bateria (2 espécies químicas com diferentes potencias de redução) Motor(Transdutor de energia) de energia) Levantamento de peso (trabalho mecânico) Alimentos (compostos reduzidos) O 2 (alto potencial de redução)

8 Espécies Reativas de Oxigênio O2O2 O 2 +e - 2H + H2O2H2O2 2 OH 2H 2 O +e - 2H + +e - Reação Global : O 2 + 4e - + 4H + 2H 2 O RADICAIS LIVRES ESPÉCIE (MOLÉCULA/ÍON) COM UM ELÉTRON DESEMPARELHADO

9 Velocidade das reações OXIGÊNIO COMBUSTÍVEL + +

10 Reações Metabólicas

11 Reatividade de Radicais Livres Com Biomoléculas Orgânicas

12 Oxidação de Biomoléculas Lipídios DNA Proteínas

13 Consequências do Ataque Dos Radicais Livres Resultado: ENVELHECIMENTO, DOENÇAS, MORTE Respiração Envelhecimento Hormônios Xenobioticos Radiação Patógenos Toxinas Metais Pesados Poluentes RL Lipidios Proteinas DNA Efeitos Dano Molecular Estressores Dano às membranas Perda de material intracelular Redução da Eficiência Metabólica Mutações

14 Estresse Oxidativo no Exercício Físico Durante exercício físico consumo de O 2 aumenta de vezes Consumo de oxigênio Homem adulto em repouso: 3,5 ml de O 2 /kg/min 3,5 X 70 Kg X 60 h/minConsumo = ml/h = 14,7 litros/h = 21 g/h = 504 g/ dia Produção de Radicais Livres Em repouso = 0,21 g/h Fazendo exercício físico = 2,1 g/h 1% do O 2 consumido é convertido em RL

15 Atividade Física e Defesa anti-oxidante RL Defesa Anti Oxidante

16 Defesa Anti-oxidante ENZIMAS ANTI-OXIDANTES NÃO ENZIMÁTICOS ANTI-OXIDANTES DA DIETA Superóxido dismutases (SOD) Glutationa (GSH)Vitamina C CatalasesÁcido ÚricoVitamina E PeroxidasesAlbuminaCarotenóides Enzimas que repõem NADPH CeruloplasminaPolifenóis Enzimas que sintetizam Glutationa (GSH) MetalotioneínaFlavonóides Enzimas que reciclam GSH Zinco Proteínas tióisSelênio Enzimas de reparo

17 Intensidade do Exercício X Grau de Exaustão Baixo condicionamento físico ATPADP + Energia Acidose metabólica Lesão Muscular Decréscimo na oferta de O 2 Exaustão de ATP Acúmulo de ADP Degradação de ADP Formação de Hipoxantina Hipoxantina Xantina H2O2H2O2 O2O2 O2O2 H2O2H2O2 Ácido Úrico Liberação de Fe 2+ da hemoglobina Ativação Leucócitos RADICAIS LIVRES Ácido Lático Degradação Corpos Cetônicos CO 2 Acidos Graxos Tecido Adiposo

18 Prática de Exercício Esporádica e Risco de Formação de Placa de Ateroma

19 Prática regular com solicitações excessivas supertreinamento Sedentarismo Prática esporádica LESÕES OXIDATIVAS Prática regular de exercício Sem solicitações excessivas Alimentação balanceada Ativação da defesa anti-oxidante anti-oxidanteSaúdeJuventude

20 Suplementação De Anti-oxidantes: Seria uma forma de diminuir as lesões oxidativas em pessoas sem condicionamento físico?

21 Exemplos de ensaios clínicos controlados sobre o efeito de suplementos anti-oxidantes ESTUDOANTI- OXIDANTE Pacientes (N o ) CaracterísticasDuração (anos) RESULTADO GISSIVit. E11.324Pós-infarto3,5Sem efeito HOPEVit. E9.541Risco de CVD4,5Sem efeito ATBCBeta-caroteno27.271Fumantes6,1Sem efeito CHAOSVit. E2.002CVD1,4Diminuição de infarto não fatal ASAPVit. C/E520Colesterol alto3,0Diminução de infarto ATBCVit. E29.133Fumantes6,1Aumento em derrame Fonte: Ohara A., 2006

22 Pirâmide Nutricional NIH ATIVIDADE FÍSICA É ESSENCIAL mypyramid.gov


Carregar ppt "Estresse Oxidativo e Atividade Física Elis Eleutherio."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google