A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Jaci Maria Bernardo Silva Guigon (COPPE/UFRJ)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Jaci Maria Bernardo Silva Guigon (COPPE/UFRJ)"— Transcrição da apresentação:

1 Jaci Maria Bernardo Silva Guigon (COPPE/UFRJ)
AMBIENTE PARA SIMULAÇÃO, PROCESSAMENTO E DISPONIBILIZAÇÃO DE CURSOS ONLINE PARA ENSINO, PESQUISA E TREINAMENTO PARA O SETOR DE ÓLEO E GÁS. Jaci Maria Bernardo Silva Guigon (COPPE/UFRJ) Sistemas Petrolíferos – COPPE/UFRJ Lab2M – Laboratório de Modelagem e Análise de Bacias LAMCE - Laboratório de Métodos Computacionais em Engenharia

2 AMBIENTE PARA SIMULAÇÃO, PROCESSAMENTO E DISPONIBILIZAÇÃO DE CURSOS ONLINE PARA ENSINO, PESQUISA E TREINAMENTO PARA O SETOR DE ÓLEO E GÁS. Processo “Virtual” para criação, gerenciamento e disponibilização de material para veiculação online para fins de ensino e treinamento, bem como de suporte a cursos presenciais e pesquisa em Sistemas Petrolíferos

3 AMBIENTE PARA SIMULAÇÃO, PROCESSAMENTO E DISPONIBILIZAÇÃO DE CURSOS ONLINE PARA ENSINO, PESQUISA E TREINAMENTO PARA O SETOR DE ÓLEO E GÁS. Fase 1: Sistema Acadêmico – Integração do Ensino e Pesquisa em Sistemas Petrolíferos Fase 2: Integração do Sistema e Cursos com o Objetivo de Capacitação - Parcerias

4 Ensino, Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás
Panorama Atual

5 Ensino, Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás
Panorama Atual - Indústria O setor de extração de óleo e gás natural off-shore tradicionalmente organiza-se a partir de grandes empresas operadoras, juntamente com um extenso contingente de empresas de apoio e em geral, com forte atuação internacional, com ênfase nas atividades: Prospecção Perfuração Completação Instalação de Sistemas e Equipamentos Produção Transporte e Apoio Logístico O treinamento do profissional, em geral restringe-se a limites específicos, de aplicação imediata, planejados pela empresa Ausência de cursos regulares de graduação orientados para atender às características do setor off-shore

6 Ensino, Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás
Panorama Atual - Área de Ensino e Pesquisa Parcerias: Universidade, Empresas do Setor Privado e Órgãos Governamentais Até há alguns anos atrás, o conhecimento na área de Petróleo estava restrito basicamente à Petrobrás. Com a flexibilização do monopólio, surgiu uma crescente demanda por novas tecnologias e profissionais capacitados. No decorrer dos últimos anos, tem surgido parcerias entre a ANP e diversas Universidades, no sentido de promover a formação de recursos humanos para o Setor de Óleo e Gás através do PRH, financiado com recursos oriundos do próprio setor produtivo. Novas parcerias tem sido discutidas no sentido de promover o ensino para a formação em tópicos de geociências, engenharia e computação, com aplicações no Setor Petrolífero. ( Onip, IBP, Universidades, Escolas Técnicas).

7 Ensino, Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás
Ensino e Pesquisa – Dinamização do Processo Parcerias: Universidade, Empresas do Setor Privado e Órgãos Governamentais Cursos tradicionais ainda não são capazes de suprir a demanda, uma vez que muitos dos potenciais alunos, já se encontram no mercado de trabalho. Proposta de Modalidade de Ensino através da Web adequação de horários instrutores provenientes do PRH característica modular, permitindo a integração de conteúdos provenientes de cursos hoje dispersos em todo o país

8 Ensino, Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás
Na Indústria de Petróleo há pouca disponibilidade de tempo por parte dos profissionais. A localização geográfica muitas vezes inviabiliza ou onera os investimentos em um programa de treinamento de forma presencial. Esta forma de adequação ao Setor tem desafios tais como: a existência de alunos móveis; uma demanda dispersa no espaço/tempo; formação de um público instalado em plataformas; as rápidas mudanças tecnológicas; a proposta de minimização de funções técnicas ocupadas por estrangeiros.

9 Educação a Distância no Setor de Óleo e Gás
Tecnologia – Contexto Atual Recursos tecnológicos variados, aumentando as possibilidades de comunicação através do uso de computadores (multimídia, aplicações gráficas, tecnologia web-based, Internet, hardware). Os recursos tecnológicos a serem utilizados deverão ser cuidadosamente selecionados com o intuito de motivar o aluno e fazer com que ele seja capaz de transferir o conhecimento adquirido para situações concretas. A abrangência desta modalidade de ensino poderá estender-se às seguintes formações: treinamento básico; familiarização com um produto; reforço pedagógico; certificação; atualização; especialização; suporte à cursos presenciais; preparação e seleção para cursos de pós-graduação. Aplicações orientadas para o uso da Internet também poderão ser incorporadas aos programas educacionais, no sentido de permitir o controle, gerenciamento e suporte educacional a cursos presenciais.

10 Educação a Distância no Setor de Óleo e Gás
Tecnologia: Web avançada (Advanced Web)  implementações que fazem uso dos recursos da Tecnologia da Informação para disponibilizar ferramentas para processamento de dados e processamento intensivo distribuído remotamente, através da Internet. Informações e processamento computacional remoto passam a ser serviços oferecidos por um centro de dados ou detentor de informações e aplicações que sejam de interesse de um determinado grupo de pesquisa, comunidade de um campus, ou grupo de profissionais.

11 Educação a Distância - Principais vantagens
Geração de conteúdo de alta qualidade Tutores não necessitam da qualificação dos autores Realização de turmas simultâneas Redução de deslocamentos Horário flexível

12 Características da Educação a Distância
Conteúdo dinâmico links, som, vídeo Ambiente de interação correio, chat, fórum de discussão Gestão do treinamento matrícula, controle de acesso, avaliação Ferramentas de construção edição, colaboração, geração de testes Ferramentas de Simulação e quantificação de Processos e sistemas.

13 Ensino e Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás Protótipo para Ambiente para Simulação, gerenciamento e disponibilização de material online Motivação

14 Ensino e Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás Protótipo para Ambiente para Simulação, gerenciamento e disponibilização de material online - Motivação Formação de um maior contingente de especialistas, pesquisadores e professores em Sistemas Petrolíferos; Democratização do acesso : 1) ao conhecimento de uma tecnologia de ponta no país; 2) softwares; Multi-disciplinariedade - Integração entre pesquisa e aplicações (complexidade dos fenômenos); Facilitador da integração entre profissionais pertencentes a grupos interdisciplinares; Minimização do esforço de produção de material para fins de treinamento e pesquisa.

15 Ensino e Pesquisa e Capacitação no Setor de Óleo e Gás Protótipo para Ambiente para Simulação, gerenciamento e disponibilização de material online - Motivação Nem todos os profissionais envolvidos com os módulos educacionais possuem disponibilidade e experiência suficiente para o desenvolvimento de material a ser veiculado através da Web  conveniente implementar um sistema que automatize ao máximo a tarefa de gerenciamento, criação e estruturação de cursos, sempre com orientação sobre técnicas de didática durante sua elaboração. Criação de um padrão, dando maior uniformidade aos diversos ambientes online a serem disponibilizados. A incorporação de recursos de interatividade estimula a interação do participante, favorecendo o seu processo de aprendizado e envolvimento com o assunto. Integração de sistemas e softwares para modelagem computacional.

16 Protótipo – Site Principal e Módulo Aluno
Sistema Prodige-l

17 Protótipo - Características
Acesso ao sistema mediante login/senha, com privilégios diferenciados para: Professor Administrador Gerenciamento Criação de Cursos/Ambientes de Treinamento e Simulação (Possibilidade de acesso a recursos de simulação e visualização em sala, a partir de um sistema único)

18 Protótipo –Módulo Gerenciamento

19 Protótipo –Módulo Criação de Cursos

20 Protótipo –Módulo Aluno e Recursos de Interatividade

21 Módulo Simulação Modelagem Computacional de Bacias Sedimentares
A Modelagem Computacional de Bacias Sedimentares corresponde à implementação de métodos de simulação numérica integrados com aplicativos de visualização que possam fornecer subsídios para a identificação das etapas e processos geológicos responsáveis pela sua criação; Neste protótipo, são abordados tópicos relacionados com a formação de bacias sedimentares extensionais, fundamentada na isostasia flexural, tais como: tópicos e exemplos de programação aplicada; subsidência mecânica; subsidência térmica; processos de rifteamento; efeitos da erosão, compactação e da paleo-batimetria; A simulação aplicada à análise de bacias constitui uma poderosa ferramenta para o ensino; Auxiliar no estabelecimento de uma metodologia de estudo de processos que, encadeados, tornam-se os responsáveis pelas condições necessárias para a acumulação de óleo e gás.

22 Protótipo –Módulo Simulação

23 Protótipo –Módulo Simulação

24 Prodige-l & QBA web-based


Carregar ppt "Jaci Maria Bernardo Silva Guigon (COPPE/UFRJ)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google