A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Abordagem de qualidade das normas da ISO 9000 Luiz Carlos Lopes Silva Junior Vitor Pires Lopes.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Abordagem de qualidade das normas da ISO 9000 Luiz Carlos Lopes Silva Junior Vitor Pires Lopes."— Transcrição da apresentação:

1 Abordagem de qualidade das normas da ISO 9000 Luiz Carlos Lopes Silva Junior Vitor Pires Lopes

2 Uma visão geral sobre a linha ISO 9000 São normas de extremo interesse para engenheiros que necessitam de escopo para suas atividades, e garantir a qualidade dos processos. A ISO 9000 é conhecida pelos Sistemas de Gestão de Padrões Genéricos. Genéricos? São aplicáveis em empresas grandes ou pequenas, qualquer que seja o produto ou setor de atividade.

3 Sistemas de Gestão Os sistemas de gestão são os meios pelos quais as empresas pretendem alcançar os seguintes objetivos: Satisfazer os requisitos de qualidade do consumidor Gerir de modo estruturado, permitindo que os recursos sejam utilizados de maneira eficiente. Garantir a eficiência e a efetividade sistematizando a organização. Ter um modelo a seguir, principalmente dentro de grandes organizações com processos complicados, para assegurar o seu funcionamento pleno.

4 O que é qualidade? Um conceito abstrato que as pessoas de forma geral possuem uma idéia a respeito. Porém no contexto da ISO 9000, a definição de qualidade se refere a todas as características de um produto ou serviço que são desejadas pelo consumidor. A IS se preocupa fundamentalmente com o quality management.

5 Qualidade na perspectiva do Cliente Um produto ou serviço que apresenta qualidade se preocupa em satisfazer plenamente as necessidades do cliente. Atender a essas necessidades é, em suma: Desempenhar perfeitamente as funções esperadas: PROJETO PERFEITO Atender de forma confiável: AUSÊNCIA DE DEFEITOS Atender de forma acessível: BAIXO CUSTO PARA A FAIXA-ALVO DE CLIENTES Atender de forma segura: GARANTE A SEGURANÇA DO USUÁRIO Atender no tempo certo: RESPEITO DE HORÁRIOS, QUANTIDADE E LOCAL

6 A importância do Controle de Qualidade O controle de qualidade pode ser exercido por um sistema de gestão de qualidade e exige um esforço conjunto de todas as pessoas envolvidas no processo principal da organização. O controle da qualidade atua de modo a perseguir a eficiência nas atividades e processos, além de estimular um modo de trabalho das pessoas tal que todas estejam comprometidas em contribuir para a excelência da empresa. Ao empregar atividades que garantem a qualidade do processo, estarão sendo evitados erros futuros e, conseqüentemente, reduzir-se-á o trabalho e gasto de tempo com correções.

7 Princípios do Quality Management O sistema de gestão de qualidade, ou Quality Management, é uma das atividades cruciais que levam a organização a atingir padrões de excelência e performance avançada. O Quality Management das séries ISO 9000:2000 se fundamenta em oito princípios que norteiam o trabalho dos gerentes responsáveis pela aplicação e manutenção dos padrões ISO Princípio 1: Foco no consumidor A organização depende do cliente e satisfazê-lo deve ser o objetivo primordial. Para tal, é necessário compreender as necessidades do cliente e atendê-las de modo a superar suas expectativas. É também importante perpetuar interesses do cliente em repetir o negócio com a organização, isto é, estimular a lealdade do consumidor em relação ao produto e/ou serviço.

8 Princípio 2: Liderança A unidade das equipes envolvidas no processo da organização depende do grau de liderança que determinados indivíduos possuem. Líderes eficazes conseguem envolver melhor as pessoas em suas tarefas e facilitam o alcance dos objetivos da empresa. Conseguem também minimizar o atrito entre membros da equipe diminuem problemas de comunicação. Princípio 3: Envolvimento de pessoal Estimular e procurar desenvolver as habilidades das pessoas envolvidas é assegurar uma melhor participação das mesmas e, portanto, garantir que melhores idéias e contribuições façam o processo principal progredir.

9 Princípio 4: Gestão de processos Esse princípio prioriza a gestão das atividades e seus recursos inseridos em um contexto mais amplo: um processo. Isso amplia o entendimento das atividades de uma forma mais abrangente, melhorando os resultados e racionalizando o uso de recursos. É um princípio de extrema importância para a organização. Princípio 5: Gestão de sistema integrado Importante princípio para garantir o alcance dos objetivos da empresa. Gerir os processos interligando-os, compreendendo a importância de cada um para determinar em qual deles deve residir o foco principal, isto é, quais processos são vitais para o sucesso da empresa. Gerir desta maneira é gerir os processos como num grande sistema.

10 Princípio 6: Melhoria contínua Princípio essencial para a sobrevivência da empresa a longo e médio prazo. A melhoria contínua valoriza o esforço da organização em aprimorar seus processos e, conseqüentemente, seu produto/serviço para que o nível de qualidade alcançado seja duradouro. Assegura força competitiva frente aos competidores e conformidade do produto e/ou serviço à mudança das necessidades dos clientes com o passar do tempo. Princípio 7: Decisões bem fundamentadas Avaliar todas as informações e opiniões possíveis é o passo primordial para tomar decisões corretas e que não serão ocasionarão ações como voltar atrás.

11 Princípio 8: Manutenção de parcerias benéficas Esse princípio procura manter uma relação estável e independente entre a organização e as empresas que diretamente ou não participam do processo principal. Preços e recursos podem então ser mais facilmente definidos em comum acordo. A troca de informações e confiança permite o crescimento de todo o conjunto.

12 A qualidade no processo de engenharia de software Depende diretamente da aplicação de atividades de garantia da qualidade ao longo do processo. É um conjunto de atividades guarda-chuvas. Podemos definir a qualidade de software com as seguintes características:

13 O que é Qualidade no software? Entrega do sistema dentro do prazo e orçamento previstos; Desempenho correto das funções solicitadas pelo cliente; Levantamento correto e detalhado dos requisitos do sistema; Baixo número de defeitos; Padrão de desenvolvimento claramente documentado.

14 SQA - Software Quality Assurance A ISO 9000 leva em consideração em suas normas as atividades que promovem a garantia da qualidade do software. Esse conjunto de atividades constitui o SQA (Software Quality Assurance): um plano que trata da qualidade no planejamento, supervisão, registro, análises e documentação, delineando o caminho para um produto final de qualidade.

15 Implementação do Plano SQA Preparar um plano SQA para o projeto: O plano deve identificar as avaliações a serem realizadas e as auditorias e revisões. Além disso, devem definir quais documentos serão produzidos pelo grupo e reconhecer padrões e procedimentos a serem aplicados ao projeto; Participar da descrição do processo de software: O grupo deve acompanhar e revisar a descrição de um processo para um determinado fim, avaliando sua conformidade com os requisitos do cliente e padrões internos do software;

16 Avaliar as atividades do processo de engenharia de software: O plano deve revisar as atividades do processo de engenharia de software com o propósito de descobrir desvios e documentá-los; Auditar os produtos do trabalho de software: Verifica se os produtos selecionados satisfazem o que foi definido pelo processo de software, identificando e documentando eventuais desvios de padrão; Verificar se a documentação dos desvios do trabalho e atividades está seguindo um procedimento de documentação; Registrar os problemas de padrão e relatá-los à equipe superior: Certificar-se de que os itens avaliados que não estão em conformidade com os padrões adotados estão sendo documentados e relatados à equipe encarregada de conduzir a solução.

17 A ISO 9000 no mercado brasileiro: Ao final de 1998 o Brasil atingiu a marca de empresas com sistema de qualidade certificado pelas normas da série ISO 9000, estando em 22º Lugar no mundo. O número ainda não está compatível com o tamanho da economia brasileira ( 10ª do mundo ), mas a taxa de crescimento continua elevada, dobrando o número de empresas a cada ano. Esperamos estar numa posição mais confortável nos próximos cinco anos. A ISO 9000 que no início estava restrita ao segmento industrial, hoje também avança na área de serviços. Empresas dos mais diferentes ramos de atividade buscam a certificação ISO 9000 como forma de demonstrar para seus clientes a preocupação com a qualidade e como forma de diferenciação a ser explorada pela área de marketing.

18 Projeções Futuras: 1- Desenvolver uma coleção de padrões internacionais consistentes de relevância global, para diversos setores. 2- Assegurar o envolvimento dos stakeholders. 3- Aumentar a capacidade e consciência dos países desenvolvedores. 4- Estar aberto a parcerias para o desenvolvimento eficiente de padrões internacionais.

19 5. Promover o uso de padrões voluntários como uma alternativa ou suporte para regras técnicas. 6. Tornar-se um provedor reconhecido de padrões internacionais e guias relacionados à conformidade de avaliações. 7. Prover procedimentos e ferramentas eficientes para o desenvolvimento de escalas de "deliverables" coerentes e completas.

20 Considerações Finais Desde as primeiras versões, as normas da ISO 9000 vêm sofrendo alterações visando a aprimorar as exigências quanto à qualidade de produtos e processos. Isso se reflete na atual versão 2000 da ISO 9000, cujas padronizações são de extrema importância para o sucesso de organizações nos mais distintos setores e que primam por excelência em qualidade. Ainda há muitos desafios para a ISO 9000, principalmente no que tange a questão de aproximar mais as normas das aplicações práticas nos processos voltados para o dia-a-dia da empresa. Ou seja, as normas da linha ISO 9000 devem, a cada nova versão, se adaptarem a realidade das organizações.

21 Bibliografia 2004, Página oficial da ISO Pressman, Roger S, 2002, "Engenharia de Software", McGraw-Hill. Falconi, Vicente, 1990, "TQC - Controle de Qualidade Total Kumar, Vinod, 2000, Artigo sobre Qualidade,

22 Autores Luiz Carlos Lopes Silva Junior Vitor Pires Lopes


Carregar ppt "Abordagem de qualidade das normas da ISO 9000 Luiz Carlos Lopes Silva Junior Vitor Pires Lopes."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google