A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Frutos, Legumes e Hortaliças Princípios para uma alimentação saudável Trabalho realizado por: Jéssica Gomes nº 10, 9º B Luís Grega nº 16, 9º B Fauzia Velji.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Frutos, Legumes e Hortaliças Princípios para uma alimentação saudável Trabalho realizado por: Jéssica Gomes nº 10, 9º B Luís Grega nº 16, 9º B Fauzia Velji."— Transcrição da apresentação:

1 Frutos, Legumes e Hortaliças Princípios para uma alimentação saudável Trabalho realizado por: Jéssica Gomes nº 10, 9º B Luís Grega nº 16, 9º B Fauzia Velji nº 21, 9º B

2 Frutos, Legumes e Hortaliças Os frutos, legumes e hortaliças representam uma parte fundamental da alimentação saudável que deve ser praticada diariamente são fornecedores insubstituíveis minerais e de vitaminas compostos protectores e de alguns tipos de fibras alimentares, por todas estas razões estes alimentos denominam- se protectores.

3 Frutos Função primordial dos frutos é a protecção da semente em desenvolvimento, e é a principal razão atribuída pelos estudiosos ao fechamento dos carpelos nas primeiras Angiospermas. Ao longo de sua evolução, as plantas com flores e frutos desenvolveram novos tipos de frutos, e novas estratégias para a dispersão das sementes contidas neles, de forma que nas espécies actuais há uma variedade imensa de cores, formas, estruturas acessórias e sabores, cada qual especializada em uma forma diferente de dispersão de sementes.

4 Frutos Há frutos que secam e abrem-se na maturação, simplesmente liberando as sementes sobre o solo. Outros, ao se abrir, expelem as sementes de forma explosiva, arremessando-as a grandes distâncias. Os frutos carnosos normalmente dependem de animais, que carregam os frutos para outros lugares, ou os ingerem, e carregam suas sementes no trato digestivo para serem liberadas longe do local de origem. Certos frutos armados de espinhos agarram-se à pelagem de mamíferos ou penugem de aves, e assim percorrem grandes distâncias. Há ainda frutos providos de alas e pelos, que permitem que flutuem por alguns momentos antes de atingir o solo.

5 Frutos Quanto à composição: Frutos simples: quando os carpelos são unidos entre si, ao menos nos primeiros estágios de desenvolvimento. Ex.: a maior parte dos frutos conhecidos apresentam-se desta forma, como limões, peras, maracujás, mamões, pepinos e goiabas. Frutos compostos: os carpelos são separados desde a flor, e desenvolvem-se separadamente. Ex.: morango, magnólia.

6 Legumes Legume é um fruto seco simples, que se desenvolve de um único carpelo e usualmente descende pela abertura da sutura da folha carpelar e da nervura oposta. Um nome comum para este tipo de fruto é uma cápsula, embora este termo seja aplicado principalmente aos frutos secos provenientes de vários carpelos. Plantas bem conhecidas que têm legumes ou vagens incluem a alfafa, os trevos, as ervilhas, os feijões, e os amendoins. O amendoim é um caso especial, pois o seu fruto, que se desenvolve subterraneamente, é indecente, isto é, não abre espontaneamente para libertar as sementes.

7 Legumes Legumes Os legumes, no sentido de leguminosas, são notáveis pela sua habilidade para a fixação de nitrogénio atmosférico, uma realização atribuível ao relacionamento simbiótico das plantas com uma bactéria do género Rhizobium encontrada em nódulos nas suas raízes. Os legumes, no sentido de leguminosas, são notáveis pela sua habilidade para a fixação de nitrogénio atmosférico, uma realização atribuível ao relacionamento simbiótico das plantas com uma bactéria do género Rhizobium encontrada em nódulos nas suas raízes. A habilidade para formar esta simbiose reduz os custos de fertilizantes para os fazendeiros que cultivam legumes, e tem ainda a vantagem dos legumes poderem ser usados em rotação de colheita, para reabastecer o solo que foi esgotado de nitrogénio. A habilidade para formar esta simbiose reduz os custos de fertilizantes para os fazendeiros que cultivam legumes, e tem ainda a vantagem dos legumes poderem ser usados em rotação de colheita, para reabastecer o solo que foi esgotado de nitrogénio.

8 Legumes Legumes A semente e as folhas dos legumes têm proteínas em índice comparativamente mais elevado que muitas outras plantas, provavelmente devido ao nitrogénio adicional que os legumes recebem com a simbiose. A semente e as folhas dos legumes têm proteínas em índice comparativamente mais elevado que muitas outras plantas, provavelmente devido ao nitrogénio adicional que os legumes recebem com a simbiose. O seu elevado índice de proteínas torna-os desejáveis na agricultura e na nutrição: os legumes cultivados caem em duas classes, forragem e grão. O seu elevado índice de proteínas torna-os desejáveis na agricultura e na nutrição: os legumes cultivados caem em duas classes, forragem e grão. Forragem são legumes como alfafa, trevo e ervilhaca, que são semeados no pasto para a alimentação por animais domésticos. Forragem são legumes como alfafa, trevo e ervilhaca, que são semeados no pasto para a alimentação por animais domésticos. Os legumes de grão são cultivados para a produção de sementes que são usadas para o consumo humano e animal, ou para a produção dos óleos para usos industriais. Os legumes de grão incluem feijões, lentilhas, tremoços, ervilhas, amendoins e soja. Os legumes de grão são cultivados para a produção de sementes que são usadas para o consumo humano e animal, ou para a produção dos óleos para usos industriais. Os legumes de grão incluem feijões, lentilhas, tremoços, ervilhas, amendoins e soja.

9 Hortaliças e Legumes Para aproveitar ao máximo o conteúdo nutricional destes alimentos algumas precauções devem ser tomadas: Prepare-os imediatamente antes de os usar para que estes não fiquem muito tempo em contacto com o oxigénio do ar, perdendo assim quantidades significativas de vitaminas; Se os vai cortar, descascar, ripar ou triturar faça-o imediatamente antes de os servir ou cozinhar; Não os deixe de molho (em água) durante longos períodos de tempo; Sempre que adequado, procurar consumir estes alimentos crus; Procure cozinhar estes alimentos durante o tempo estritamente necessário em recipientes fechados, pois a exposição a altas temperaturas, reduz conteúdo em determinadas vitaminas.


Carregar ppt "Frutos, Legumes e Hortaliças Princípios para uma alimentação saudável Trabalho realizado por: Jéssica Gomes nº 10, 9º B Luís Grega nº 16, 9º B Fauzia Velji."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google