A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aquilo que, creio, produz em mim o sentimento profundo, em que vivo, de incongruência com os outros, é que a maioria pensa com a sensibilidade e eu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aquilo que, creio, produz em mim o sentimento profundo, em que vivo, de incongruência com os outros, é que a maioria pensa com a sensibilidade e eu."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Aquilo que, creio, produz em mim o sentimento profundo, em que vivo, de incongruência com os outros, é que a maioria pensa com a sensibilidade e eu sinto com o pensamento. Ah, não há saudades mais dolorosas do que as das coisas que nunca foram.

4 O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.

5 Dizem que finjo ou minto Tudo que escrevo. Não. Eu simplesmente sinto com a imaginação. Não uso o coração.

6 Sim, sei bem Que nunca serei alguém. Sei de sobra Que nunca terei uma obra Sei, enfim Que nunca saberei de mim. Sim, mas agora Enquanto dura esta hora, Este luar, estes ramos, esta paz em que estamos, Deixem-me crer O que nunca poderei ser.

7 A vida,para mim, é uma sonolência que não chega ao cérebro. Esse conservo eu livre para que nele possa ser triste.

8 Formatado por: Mª Zélia Nicolodi Em 30/03/06 Texto de: Fernando Pessoa


Carregar ppt "Aquilo que, creio, produz em mim o sentimento profundo, em que vivo, de incongruência com os outros, é que a maioria pensa com a sensibilidade e eu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google