A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Riscos Ambientais Claudia Bittencourt. Tipos de Riscos Agudos Crônicos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Riscos Ambientais Claudia Bittencourt. Tipos de Riscos Agudos Crônicos."— Transcrição da apresentação:

1 Riscos Ambientais Claudia Bittencourt

2 Tipos de Riscos Agudos Crônicos

3 Classificação de Riscos Ambientais Riscos Ambientais Riscos Naturais AtmosféricosHidrológicosGeológicosBiológicosSiderais Riscos Tecnológicos AgudosCrônoicos

4 Riscos Atmosféricos Riscos de origem atmosférica. Oriundos de processos e fenômenos meteorológicos e climáticos que tem lugar na atmosfera: Tornados; Trombas d´água; Granizo; Raios; Etc.

5 Riscos Hidrológicos Inundações; Escassez hídrica.

6 Riscos Geológicos Processos endógenos: Sismos; Atividade vulcânica Processos exógenos: Escorregamentos; Processos erosivos; Assoreamento.

7 Riscos Biológicos Relativos à atuação de agentes vivos, como organismos patogênicos

8 Riscos Siderais Riscos que tem sua origem fora do planeta, como a queda de meteoros.

9 Riscos Tecnológicos Os riscos tecnológicos estão deretamente ligados à ação humana (ação antrópica)

10 Tipificação Riscos de acidentes tecnológicos: Explosões, vazamentos, etc. Riscos à saúde humana ou dos ecossistemas

11 Atividades de Risco As atividades de risco são chamadas de perigosas e incluem: Atividades industriais; Transporte e armazenamento de produtos químicos; Lançamento de poluentes; Manipulação genética; outras

12 Danos Danos materiais Danos aos ecossistemas; Danos à saúde do homem.

13 Perigo Situação ou condição que tem potencial de acarretar consequências indesejáveis. É uma característica intrínseca a uma substância, uma instalação ou um artefato.

14 Convênio 174 OIT Substâncias químicas perigosas: Toda substância ou mistura que, em razão de suas propriedades químicas, físicas ou toxicológicas, seja só ou em combinação com outras, rerpresente um perigo.

15 Risco O risco é conceituado como a contextualização de uma situação de perigo, ou seja, a possibilidade da materialização do perigo ou de um evento indesejado ocorrer.

16 Estudo de Risco Identificar os perigos; Estimar o risco; Proposição de medidas para o gerenciamento dos riscos.

17 Estudos de Análise de Risco Os Estudos de Análise de Risco são exigidos no Estado de São Paulo para estabelecimentos onde acidentes ambientais são possíveis.

18 Planos de Gerenciamento de Riscos Os Planos de Gerenciamento de Riscos podem ser de dois tipos: PGR I – empreendimentos de médio e grande porte; PGR II empreendimentos de pequeno porte. EAR é um estudo mais detalhado que o PGR e pode conter a análise quantitativa de riscos.

19 Conteúdo do EAR Caracterização do empreendimento e da região; Identificação dos perigos e consolidação do cenário de acidentes; Estimativa de efeitos físicos e análise de vulnerabilidade; Estimativa de frequencias; Estimativa e avaliação de riscos Gerenciamento de riscos.

20 Conteúdo do PGR (licenciamento) Informeções de segurança do processo; Revisão dos riscos do processo; Gerenciamento de modificações; Manutenção e garantia da integralidade de sistemas críticos; Procedimentos operacionais; Capacitação de recursos humanos; Investigação de acidentes; Plane de Ação e Emergência (PAE); Auditorias.


Carregar ppt "Riscos Ambientais Claudia Bittencourt. Tipos de Riscos Agudos Crônicos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google