A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Conforto e as Variáveis Ambientais Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes PUC.Goiás – Escola Edgar A. Graeff Arquitetura e Urbanismo Uma idéia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Conforto e as Variáveis Ambientais Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes PUC.Goiás – Escola Edgar A. Graeff Arquitetura e Urbanismo Uma idéia."— Transcrição da apresentação:

1 Conforto e as Variáveis Ambientais Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes PUC.Goiás – Escola Edgar A. Graeff Arquitetura e Urbanismo Uma idéia de conforto, um conceito de conforto térmico e as variáveis ambientais

2 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes Uma tempestade em aproximação rápida, chuva forte e nenhum lugar para se abrigar. Após dez minutos a roupa está encharcada, os sapatos cantam ao andar. Um vento fresco se soma e aumenta a sensação de frio. Então é confortável chegar a um quarto quente. Colocar roupas secas, aquecer-se junto a uma lareira e beber chá quente. Não estar mais exposto, agora sentir-se bem. O desagradável pôde ser substituído pelo agradável. É isto, para a maioria das pessoas, o significado de conforto. Wolfgang Marshall: Komfort: athnologische Splitter aus Asien. Werk, Bauen + Wohnen 3, pp (2003), citação à p. 23 do livro: A idéia de conforto, reflexões sobre o ambiente construído, de Aloísio Leoni Schmid. Curitiba: Pacto Ambiental, (disponível no NDD) O que poderia ilustrar a idéia de conforto? Talvez isto?

3 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes E uma idéia de conforto térmico? Que tal esta? Ando apressado pela calçada. Está quente, o sol alto e escaldante, nenhuma sombra, nenhum vento. A testa úmida, um fio de suor escorre pelo peito... Uma praça, desapresso o passo. Uma árvore, frondosa sombra, um banco... Sento-me. Confortável, muito, muito agradável!...que tal este croqui, feito com o mouse, para ilustrar o texto?

4 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes Bem, agora uma pausa na minha fala e vcs vão trabalhar, ok? Cada um pegue uma folha de papel e escreva duas ou três linhas criando/descrevendo uma situação simples que dê uma versão sua da sensação de conforto ou desconforto térmico! Por favor, não compliquem, uma frase ou duas que toque no assunto, que dê a sua idéia sobre o assunto. Dez minutinhos, ok? Mãos à obra, coisa rápida, vapt-vupt, certo? Daqui a pouco vou convocar dois ou três de vcs pra ler pra nós seu recado, beleza? A aula continua depois!

5 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes OK, então, vamos continuar! Apresentamos a idéia ou conceito de conforto térmico, vcs complementaram: quem não fez fica devendo para si mesmo! Acho que todos sabem que a sensação térmica é percebida pelo tato, pela pele, certo? Mas, o que influencia essa tal sensação térmica? Quais as variáveis? Obviamente que o próprio nome – térmica – nos indica a primeira e mais importante variável ambiental que nos faz sentir calor ou frio e que é a temperatura!... Temperatura do ar, certo? É essa, então, a primeira e principal variável: temperatura do ar !

6 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes Mas não é a única: se vc estiver sentindo calor e se abanar com um leque, sua sensação de calor vai diminuir sem ter diminuido a temperatura do ar, vc concorda? Então... Qual a variável ambiental que mudou? Foi a Velocidade do ar ! Certo? Uma segunda das variáveis.... das variáveis? Mas há mais? Caramba, mais quantas? Vamos lá, paciência, sem ela vc não caminha com segurança, com aprendizagem efetiva! Qual seria a terceira? Ela também é uma característica do ar como as duas primeiras?... sim! E qual será?

7 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes Vc já ouviu falar de clima seco e clima úmido, certo? Goiânia, p. ex., tem uma época seca (no meio do ano) e uma época úmida, época de chuvas, ok? Então... a terceira variável seria a Umidade, certo? A umidade do ar ! Com umidade mais elevada a sensação térmica de calor piora pois a pele perde menos calor por evaporação: o ar mais úmido dificulta a evaporação que resfria a pele e o corpo! Bem, agora falta só mais uma pois são 4 as variáveis ambientais que interferem na sensação térmica. Uma dica: é a única que nada tem a ver com o ar!

8 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes Outra dica: vc sente calor, um certo mormaço, quando passa perto da frente de um carro (onde está o motor) que acabou de estacionar e ainda está bem quente; pois é, daí podemos deduzir a quarta e última variável A radiação emitida pelas superfícies que olham para o corpo! A radiação constitui-se por ondas eletromagnéticas que carregam energia e quando atingem qualquer coisa, o seu corpo, uma parede, p. ex., se transformam em calor. Assim a Terra é aquecida pelo sol; assim uma lareira aquece as pessoas em climas frios! Aí estão as quatro variáveis ambientais que, em conjunto, determinam a sensação térmica que o corpo humano percebe!

9 CONFORTO TÉRMICO NA ARQUITETURA E NO URBANISMO Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes Ora, então, a palavra térmico deveria ser, digamos assim, ampliada, afinal a sensação não depende apenas da temperatura! Vamos construir uma palavra, na verdade um palavrão, ao juntar as 4 variáveis, em qualquer ordem; neste sentido vamos usar os seguintes termos para simplificar: Temperatura do ar = termo (ou térmico, se ficar no final); Umidade do ar = higro (prefixo grego, hidro é de água, certo?); Velocidade do ar = eólico (sinônimo de vento); Radiação = radia (apenas uma abreviatura). Vamos fazer uma brincadeira para nos ajudar a não esquecer disso? Vamos lá! Em vez da folha de papel e o lápis vamos para o quadro esperando que um, dois ou três de vcs me deem combinatórias diferentes dos quatro termos anteriores, vamos lá!


Carregar ppt "Conforto e as Variáveis Ambientais Arq. Prof. António Manuel Corado Pombo Fernandes PUC.Goiás – Escola Edgar A. Graeff Arquitetura e Urbanismo Uma idéia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google