A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA RENADI NO PARANÁ.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA RENADI NO PARANÁ."— Transcrição da apresentação:

1 IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA RENADI NO PARANÁ.

2 INFORMAÇÕES Os dados que apresentaremos a seguir foram todos retirados dos relatórios construídos pelos 18 Escritórios Regionais da Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Promoção Social e informado a Coordenadoria de Desenvolvimento Integrado

3 SOBRE AS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS

4 CAMPO MOURÃO Total de Municípios - 25 Realizaram a Conferência Municipal – 22 Total de participantes nas Conferências – 1618 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 150 Participantes com 60 anos ou mais- 854

5 CURITIBA Total de Municípios - 36 Realizaram a Conferência Municipal – 33 Total de participantes nas Conferências – 3200 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 110

6 CORNÉLIO PROCÓPIO Total de Municípios - 23 Realizaram a Conferência Municipal – 23 Total de participantes nas Conferências – 1352 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 107 Participantes com 60 anos ou mais- 707

7 FRANCISCO BELTRÃO Total de municípios - 27 Realizaram a Conferência Municipal – 27 Total de participantes nas Conferências – 2714 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 129 Participantes com 60 anos ou mais- 1632

8 IVAIPORÃ Total de Municípios - 21 Realizaram a Conferência Municipal – 20 Total de participantes nas Conferências – 1645 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 77 Participantes com 60 anos ou mais- 1137

9 GUARAPUAVA Total de Municípios - 21 Realizaram a Conferência Municipal – 21 Total de participantes nas Conferências – 1644 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 82 Participantes com 60 anos ou mais- 613

10 FOZ DO IGUAÇU Total de Municípios - 14 Realizaram a Conferência Municipal – 14 Total de participantes nas Conferências – 1919 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 130

11 IRATI Total de Municípios - 9 Realizaram a Conferência Municipal – 9 Total de participantes nas Conferências – 708 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 266

12 JACAREZINHO Total de Municípios - 23 Realizaram a Conferência Municipal – 17 Total de participantes nas Conferências – 1093 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 62

13 LONDRINA Total de Municípios - 32 Realizaram a Conferência Municipal – 30 Total de participantes nas Conferências – 2195

14 MARINGÁ Total de Municípios - 29 Realizaram a Conferência Municipal – 27 Total de participantes nas Conferências – 3247 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 98 Participantes com 60 anos ou mais- 2077

15 PARANAVAÍ Total de Municípios – 29 Realizaram a Conferência Municipal – 29 Total de participantes nas Conferências – 2412 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 170 Participantes com 60 anos ou mais- 1747

16 PATO BRANCO Total de Municípios - 15 Realizaram a Conferência Municipal – 14 Total de participantes nas Conferências – 1416 Total de participantes no Encontro Regional Temático –97 Participantes com 60 anos ou mais- 1134

17 PONTA GROSSA Total de Municípios - 18 Realizaram a Conferência Municipal – 13 Total de participantes nas Conferências – 1124 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 130

18 UMUARAMA Total de Municípios - 23 Realizaram a Conferência Municipal – 23 Total de participantes nas Conferências – 1410 Total de participantes no Encontro Regional Temático – Participantes com 60 anos ou mais- 809

19 UNIÃO DA VITÓRIA Total de Municípios - 09 Realizaram a Conferência Municipal – 09 Total de participantes nas Conferências – 433 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 27 Participantes com 60 anos ou mais- 158

20 CIANORTE Total de Municípios - 11 Realizaram a Conferência Municipal – 09 Total de participantes nas Conferências – 798 Total de participantes no Encontro Regional Temático – 50 Participantes com 60 anos ou mais- 544

21 CASCAVEL Total de Municípios - 34 Realizaram a Conferência Municipal – 32

22 MUNICIPÍOS DO ESTADO DO PARANÁ 372 municípios que realizaram a conferência. 27 municípios que não realizaram conferência número total de participantes. participantes com mais de 60 anos: aproximadamente idosos

23 ENCONTROS REGIONAIS TEMÁTICOS 18 ENCONTROS REGIONAIS TEMÁTICOS 1800 DELEGADOS PARTICIPANTES 352 MUNICIPIOS PARTICIPANTES

24 CONSELHOS MUNICIPAIS DOS DIREITOS DO IDOSO EXISTEM NO PARANÁ 150 CONSELHOS CRIADOS

25 37,2%13 COM CONSELHOS 35 MUNICÍPIOSGESTÃO PLENA 40,2%62 COM CONSELHOS 154 MUNICÍPIOS GESTÃO BÁSICA 35,7 %75 COM CONSELHOS 210 MUNICÍPIOSGESTÃO INICIAL MUNICÍPIOS POR NÍVEL GESTÃO

26 Eixo 1: RENADI- COMPREENSÃO E PERSPECTIVA SITUAÇÃO PROBLEMA: existência de programas, projetos e atividades que possibilitem a integração e promoção da autonomia das pessoas idosas. Formação de grupos de convivência urbanos e rurais com convite extensivo às famílias; Construção de quadras e piscinas adaptadas às necessidades da pessoa idosa; Oferta de aulas especializadas para idosos (informática, alfabetização, artes); Implantação de projetos de esporte, lazer e cultura que tenham profissionais capacitados para desenvolver as atividades;

27 Situação problema: sobre a capacitação sistemática para trabalhadores e cuidadores que atuam na rede de atendimento à pessoa idosa: Ampliação de programas de capacitação na área do idoso; Capacitação para agentes comunitários de saúde; Divulgação de legislações pertinentes aos direitos das pessoas idosas; Criação de cursos de capacitação.

28 Situação problema: Ampliar o controle social assegurando a participação das pessoas idosas; Implantação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa; Realização da Conferência Municipal da Pessoa Idosa; Criação da Lei Municipal da Pessoa Idosa.

29 Situação problema: Articulação entre os diversos integrantes da rede de atendimento à pessoa idosa. Criação de grupos de discussão e estudo de assuntos relacionados e de interesse das pessoas idosas; Articulação dos órgãos públicos para que divulguem os direitos fundamentais; Organização da rede de Atendimento, Proteção e Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa; Estímulo as lideranças para o debate sobre a pessoa idosa na rede;

30 Eixo 2: Avanços e Desafios 2.1 Ações para efetivação dos direitos da pessoa idosa Situação Problema: em relação ao conhecimento, divulgação e efetivação dos direitos assegurados no Estatuto do Idoso com maior rigor nas: Unidades de Saúde, bancos, transportes coletivos e sistema de habitação pública entre outros serviços. Visitas domiciliares das Agentes comunitárias com o objetivo de esclarecer sobre a efetivação dos direitos da pessoa idosa. Confecção de cartilha referente aos direitos dos idosos Projeto de divulgação dos direitos do Idoso, através do PAIF/CRAS em todos os bairros do município

31 Programa de convivência comunitária da pessoa idosa - PROJETO VIVA ESTA IDADE. Palestras informativas ao público em geral, e ao público idoso, referentes aos direitos da pessoa idosa, utilizando a rede de serviços existentes ( saúde, assistência social, promotoria pública, escolas); Implantação de atividades continuadas, individuais e coletivas de esclarecimento através da mídia (internet, radio, TV, jornal). Confecção de cartazes de divulgação dos direitos e prioridade dos idosos nas unidades de saúde e demais espaços públicos Realização de pesquisa de interesse da população idosa através de questionário especifico

32 Criação do Disque idoso Estabelecimento de parcerias para a divulgação do Estatuto do Idoso através de eventos (baile da 3ª idade, caminhada, Miss 3ª idade, gincana, baile, matinês, escola de informática, etc), programas de rádio, igreja enfocando a violência e direitos sociais. Esclarecimento realizado individualmente pela equipe do CRAS às pessoas que procuram saber de seus direitos Realização de palestras, orientações e acompanhamento nos grupos de idosos através do CRAS Distribuição do Estatuto do Idoso

33 Sobre a garantia do acesso gratuito de passagens nos transportes coletivos municipais e intermunicipais : Gratuidade de transporte no município; Criação da Carteirinha do Idoso; Unificação da idade nas leis federal, estadual e municipal; Confecção da carteirinha do Idoso (SUAS WEB), para que facilite a identificação de pessoas idosas e com baixa renda que permita o acesso a passagens e outros bens. Fornecimento de passagens para tratamento ou encaminhamento médico

34 Priorizar o atendimento aos idosos nos serviços prestados. Conscientização dos órgãos a respeito dos direitos dos idosos; Atendimento prioritário nos bancos; Garantia de preferência do atendimento ao idoso em toda estrutura seja pública ou privada; Identificação do atendimento preferencial com placas, painéis ou cartazes; Colocação de cartazes, panfletos, informando sobre os direitos dos idosos principalmente em locais públicos e privados.

35 Qualificar Profissionais cuidadores, familiares e grupos de auto ajuda para o atendimento ao idoso. Formação continuada dos profissionais e cuidadores; Realização de acompanhamento a familiares de idosos acamados; Capacitação da pastoral do idoso; Curso de qualificação para cuidador de idoso(capacitação na área de gerontologia);

36 Ampliar orçamento das políticas de atendimento ao idoso nas três esferas de governo. Estímulo a organização de grupos para iniciar a discussão da criação do FMDI Elaboração de projetos e programas que comprovem a real necessidade de demandas. Inclusão ou ampliação no orçamento de 2009 de rubricas especificas para serviços, programas e projetos de atenção ao idoso.

37 Ampliar a Infraestrutura para o atendimento ao idoso abandonado nos asilos e nas ruas. Ampliação de vagas para homens. Ampliação da capacidade de atendimento da rede já existente. (Ex: Lar São Vicente de Paulo, Lar dos irmãos Dentzer, Lar do Idoso Morada do Sol, Lar da Fraternidade) Ampliação da capacidade de atendimento da rede já existente. Melhoria do espaço físico e das condições gerais das instituições de longa permanência para idosos Criação de Instituições de Longa Permanência para Idosos. (Condomínio da Terceira Idade, Casas Lares) Articulação dos órgãos responsáveis para aprimorar ações de atendimento a idosos. (CRAS, PSF)

38 Priorizar os programas de visita domiciliar através das secretarias de atendimento do idoso. Implantação de Programa municipal de atendimento a pessoa idosa em situação de risco pessoal e social e ou situação de vulnerabilidade; Implantação ou implementação de Programas de Saúde da família, CRAS, Pastoral do idoso e ESF (Estratégias Saúde da Família). Implantação de Programa de Atendimento Domiciliar, para mapeamento da população idosa restrita ao lar.

39 Garantir reestruturação das acessibilidades arquitetônicas. Criação de leis que garantam a reestruturação arquitetônica de prédios públicos; Remoção dos obstáculos das calçadas; Adequação dos espaços de atendimento para receber a população idosa, com rampas e calçadas nos espaços públicos e privados Realização de algumas reformas como rampas e corrimões, cumprindo a lei, através de programas em âmbito municipal. Instituição da Comissão Permanente de Acessibilidade. - CPA

40 Eixo 2- RENADI -Avanços e Desafios 2.2 – violência e maus tratos contra a pessoa idosa SITUAÇÃO PROBLEMA: existência de violência familiar e institucional contra a pessoa idosa (abuso físico, psicológico, abandono e negligência). Capacitações permanentes e continuada para familiares e trabalhadores que atuam com pessoas idosas; Capacitação de agentes comunitários para trabalhar com a família das pessoas idosas; Capacitação de trabalhadores da saúde para identificação da violência contra a pessoa idosa; Divulgação do Estatuto do Idoso;

41 Realização de campanha de divulgação das ações de atendimento à pessoa idosa existentes aos familiares; Realização de eventos com a participação da sociedade civil (reuniões, fóruns, seminários) Realização de visitas às instituições que atendam a pessoa idosa Trabalho com familiares realizado pelos Centros de Referencia Especializados de Assistência Social (CREAS) Reuniões sistemáticas entre trabalhadores que atendem pessoas idosas

42 2.3 – SAÚDE PARA PESSOA IDOSA Situação – problema: Precariedade nos atendimentos e encaminhamentos de especialidades e a falta de conhecimento sobre os medicamentos na rede de saúde pública, bem como o controle do uso de medicamentos sem prescrição médica. Criação de serviços de saúde exclusivo e personalizado, atendimento médico, realização de exames e atendimento por equipe multiprofissional. Implantação de programas que venham orientar e atender os municípios para a realização de atividades físicas com às pessoas idosas. Garantia de acesso as especialidades médicas em geral. Qualificação do atendimento à pessoa idosa no SUS Realização de reuniões e palestras sobre prevenção de câncer de próstata e de mama.

43 Ampliação de programas preventivos para hipertensos e diabéticos, exercícios, orientados por fisioterapeutas.Palestras educativas e campanhas de vacinação contra a gripe. Criação de farmácia básica e especial para distribuição de medicamentos gratuitos Realização de trabalho em parceria com o PSF e médico clinico geral Contratação de geriatra para orientar e acompanhar os idosos Elaboração de palestras sobre Qualidade de vida e acompanhamento de equipe PSF. Capacitação de agentes comunitários de saúde para repasse de informações referentes aos cuidados com idosos acamados.

44 Realização palestras com exames de prevenção de doenças DST/AIDS, Pastoral do idoso, da saúde e nutrição Valorização dos conhecimentos já adquiridos pelos idosos no resgate ao uso de plantas medicinais

45 2.5 Assistência Social a Pessoa Idosa Deliberação: Criar programas e projetos de atendimento ao idoso, inclusive com atendimento domiciliar. Ampliação ou implementação do Programa de Saúde da Família, oferecendo acompanhamento psicológico, geriátrico, fisioterapeuta, advocatício e de assistente social Criação e/ou, implementação, com financiamento das três instâncias de governo, de instituições (Centro de Convivência do Idoso, Pastoral do Idoso, etc.) e programas de natureza contínua que ofereçam esporte cultura, lazer, convivência familiar e comunitária e participação política; Prestação de atendimento domiciliar na zona urbana e rural por equipe multiprofissional, com disposição de veiculo, envolvendo profissionais da assistência social e saúde, com o intuito de acompanhar a situação real do idoso.

46 Implantação dos Centros de Referência da Assistência Social com programas direcionados a pessoa idosa Capacitação e inserção profissional do idoso e instituição de grupo de geração de renda e inclusão produtiva Acompanhamento da pessoa idosa pela Pastoral da Pessoa Idosa

47 Deliberação: Implantar e implementar instituições públicas e privadas, em especial de abrigos temporários e formas alternativas de institucionalização para o atendimento aos idosos das zonas urbana e rural Criação do programa Família Acolhedora. Manutenção convênio com Casa Lar para idosos para que sejam atendidos de forma continua ou temporária em casos de maus tratos e negligência

48 Outras propostas em andamento Promoção de campanhas que visem a reivindicação de mudanças na Lei Federal que regulamenta o BPC Divulgação, por meio de palestras, campanhas e cartilhas, imprensa escrita e falada a existência do BPC Desenvolvimento de ações conjuntas entre as secretarias e outros órgãos municipais no atendimento dos idosos, com palestras de profissionais de vários setores Estruturação e/ou implementação nos CRAS de atendimento para idosos em situação de vulnerabilidade.


Carregar ppt "IV CONFERÊNCIA ESTADUAL DOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA RENADI NO PARANÁ."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google