A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Semana Estadual de Segurança e Saúde no Trabalho

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Semana Estadual de Segurança e Saúde no Trabalho"— Transcrição da apresentação:

1 Semana Estadual de Segurança e Saúde no Trabalho
Curitiba/ Paraná 27 a 30 de Abril de 2009

2 Elver Andrade Moronte Médico do Trabalho Abril 2009
Amianto Elver Andrade Moronte Médico do Trabalho Abril 2009

3 Amianto / Asbesto Fibra mineral natural extraída de certas rochas
Formas na natureza: serpentinas(amianto branco) e anfibólios(amiantos marrom, azul e outros), sendo que a primeira - serpentinas- correspondem a mais de 95% de todas as manifestações geológicas no planeta.

4

5 Amianto - Asbesto Origem dos nomes (latino e grego): Relação com suas principais características físico-químicas, incorruptível e incombustível

6 Amianto - Propriedades físico-químicas:
alta resistência mecânica e às altas temperaturas, incombustibilidade, boa qualidade isolante, durabilidade, flexibilidade, indestrutibilidade, resistente ao ataque de ácidos, álcalis e bactérias, facilidade de ser tecida etc...

7 Amianto – uso industrial
Fibra mineral natural sedosa, abundante na natureza Uso industrial

8 Amianto e saúde

9 “Hipótese dos Anfibólios”
Anfibólios X Crisotila Patogenicidade semelhante

10 Amianto e CÂNCER IARC (Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer) – OMS Grupo 1: comprovadamente cancerígeno em humanos

11 Saúde X Amianto Fibrose pulmonar (ASBESTOSE) Fibrose pleural
Placas pleurais Derrame pleural Câncer broncopulmonar Mesotelioma maligno de pleura Câncer de laringe

12 Sistema Respiratório Vias respiratórias superiores
Vias respiratórias inferiores Pulmões Pleura

13 ASBESTOSE (1) Fibrose intersticial difusa com corpos asbestóticos no interior do parênquima pulmonar Latência 10 anos Dose resposta (?)

14 ASBESTOSE (2) Evolução lenta e progressiva (afastamento não interrompe a doença): Insuficiência respiratória, cor pulmonale, óbito Maior chance de câncer de pulmão

15 Câncer de pulmão Latência: maior que 20 anos Relação dose-resposta
Adenocarcinoma Células escamosas Sinergismo com TABAGISMO

16 Mesotelioma maligno de pleura
Latência: anos Fatores: tabagismo, asbestose, placas pleurais Relação com a natureza da exposição (NÃO relacionada ao tempo de exposição/ dose)

17 Mesotelioma maligno Dor no tórax Emagrecimento importante
Alto grau de malignidade Sobrevida menor que 12 meses Tratamento apenas paliativo

18 Mesotelioma maligno de pleura HC-UFMG: Caso 1 - 2004

19 Mesotelioma maligno de pleura HC-UFMG: Caso 2 - 2005

20 Limites de exposição ACGIH NR 15
Condição de Segurança?? (uso “seguro”)

21 OSHA – Avaliação de risco
Exposição Mortes esperadas 2 fibras/cm³ 64 mortes por 1000 trabalhadores 0,2 fibras/cm³ 6,7 mortes por 1000 trabalhadores 0,1 fibras/cm³ 3,4 mortes por 1000 trabalhadores

22 Mesotelioma maligno Ocorrência esperada: 1-2 casos/milhão de habitantes/ano EUA: 10 casos/milhão hab./ano África do Sul: 7,2 casos/milhão hab./ano Austrália: 15,8 casos/milhão hab./ano Brasil: (??) silêncio epidemiológico

23 Silêncio epidemiológico
Germania A. Pinheiro: “Mortality from Pleural Mesothelioma in Rio de Janeiro, Brazil, 1979/2000: estimation from Death Certificates, Hospital records and Histopathologic assessments” Int J Occup Environ health 2003;9: 83 casos estimados

24 Amianto - caminhos Problema de saúde pública
Diagnóstico e acompanhamento dos expostos Banimento X uso “seguro”


Carregar ppt "Semana Estadual de Segurança e Saúde no Trabalho"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google