A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O DESAFIO DA MOBILIDADE ELÉCTRICA LUIS REIS CASCAIS ENERGIA 22ND SEPTEMBER 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O DESAFIO DA MOBILIDADE ELÉCTRICA LUIS REIS CASCAIS ENERGIA 22ND SEPTEMBER 2009."— Transcrição da apresentação:

1 O DESAFIO DA MOBILIDADE ELÉCTRICA LUIS REIS CASCAIS ENERGIA 22ND SEPTEMBER 2009

2 O DESAFIO DA MOBILIDADE SUSTENTÁVEL CONCENTRAÇÃO NOS CENTROS URBANOS (>60%) MOVIMENTOS DE VEÍCULOS ENTRAM OU CRUZAM LISBOA DIARIAMENTE NO PORTO, DESLOCAÇÕES DIÁRIAS DE AUTOMÓVEL PARADIGMA ESGOTADO

3 O DESAFIO DA MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EM PORTUGAL, AS EMISSÕES DOS TRANSPORTES RODOVIÁRIOS ASCENDEM A 900 MILHÕES TON/CO2 POR ANO (30.2% DO TOTAL) OS CONGESTIONAMENTOS TÊM UM IMPACTO DE CERCA DE 2% DO PIB O CONSUMO DE ENERGIA REPRESENTA 18.5 MTOE NUM ANO, 38.5% DOS TRANSPORTES DEPENDÊNCIA DE COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS IMPORTADOS: 83.1%

4 CONTEXTO DE OPORTUNIDADE NO ENTANTO… AS ENERGIAS RENOVÁVEIS REPRESENTAM MAIS DE 30% DO TOTAL A TECNOLOGIA PERMITE EXPLORAR NOVOS MODELOS ENERGÉTICOS OS AMBIENTES DIGITAIS PERMITEM PENSAR NOVOS MODELOS DE GESTÃO DE MOBILIDADE

5 NOVO PARADIGMA MOBILIDADE ELÉCTRICA EXPLORAR A INTEGRAÇÃO ENTRE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL E OS SISTEMAS ENERGÉTICOS, TIRANDO PARTIDO DAS RENOVÁVEIS

6 NOVO PARADIGMA INTEGRAÇÃO COM AS ENERGIAS RENOVÁVEIS Driving to work Recharge throughout the day, whenever the grid is available Energy sale to the grid Driving home Recharging at home Energy sale to the grid 0% 100% Battery Charge PERFIL-TIPO DE CONSUMO EM PORTUGAL EM BTN PERFIL-TIPO DE UTILIZAÇÃO DO VEÍCULO ELÉCTRICO Source: Inteli, ERSE (2009)

7 NOVO PARADIGMA INTEGRAÇÃO COM AS ENERGIAS RENOVÁVEIS OS VEÍCULOS COMO UMAMEGA BATERIA DESCENTRALIZADA, NUMA LÓGICA COMPLEMENTAR À REDE ELÉCTRICA E AO CRESCIMENTO DA MICRO- GERAÇÃO INTEGRAÇÃO COM O METABOLISMO ENERGÉTICO DAS CIDADES Source: Inteli, ERSE (2009)

8 MOBILIDADE ELÉCTRICA PRINCÍPIOS MOBI.E ENFOQUE NO UTILIZADOR / CIDADÃO CUSTO VANTAJOSO E COMPETITIVO, QUANDO COMPARADO COM VEÍCULOS CONVENCIONAIS ACESSO UNIVERSAL / OPEN ACCESS COMPATÍVEL COM QUALQUER VEÍCULO / BATERIA, OPERADOR OU COMERCIALIZADOR INTEGRAÇÃO DE FLUXOS DE ENERGIA, INFORMAÇÃO E FINANCEIROS ATRACTIVO PARA INVESTIDORES PRIVADOS ESCALA VERDADEIRAMENTE NATIONAL, ANTECIPANDO A MASSIFICAÇÃO DO VEÍCULO ELÉCTRICO

9 UTILIZADOR CIDADÃO / ORGANIZAÇÃO COMERCIALIZADOR DE MOBILIDADE ELÉCTRICA VENDE ENERGIA PARA CARREGAMENTO DE BATERIAS DE VEÍCULOS ELÉCTRICOS ATRAVÉS DAS REDES DE OPERADORES DE CARREGAMENTO OU DA REDE DE DISTRIBUIÇÃO NACIONAL (CASA) OPERADOR DE MOBILIDADE ELÉCTRICA OPERA REDE DE PONTOS DE CARREGAMENTO, DISPONIBILIZANDO O SERVIÇO DE CARREGAMENTO AOS UTILIZADORES, ATRAVÉS DOS DIFERENTES COMERCIALIZADORES DE MOBILIDADE ELÉCTRICA OPERADOR DE OUTROS SERVIÇOS FORNECE SERVIÇOS POSSÍVEIS DE ASSOCIAR AO SERVIÇO DE MOBILIDADE ELÉCTRICA, COMO ESTACIONAMENTO, POSSÍVEIS DE FACTURAR OU DEBITAR DE FORMA INTEGRADA REDE DE DISTRIBUIÇÃO DISPONIBILIZA A POTÊNCIA INSTALADA E TRANSPORTA A ENERGIA PARA O SERVIÇO DE CARREGAMENTO ENTIDADE GESTORA GARANTE A INTEGRAÇÃO DE OPERADORES E SERVIÇOS, ASSIM COMO A GESTÃO INTEGRADA DE FLUXOS DE ENERGIA E INFORMAÇÃO NO QUADRO DA MOBILIDADE ELÉCTRICA MOBILIDADE ELÉCTRICA MODELO MOBI.E: ACTORES

10 OPERADOR C OPERADOR B OPERADOR A PRODUTOR Y DISTRIBUIÇÃO PRODUTOR X UTILIZADOR kWh COMERCIALIZADOR A COMERCIALIZADOR B Integração de Consumos Integração de Serviços Gestão de Transacções Intermediação / integração de Operadores e Comercializadores Serviços Fluxos Financeiros Informação

11 PROGRAMA DA MOBILIDADE ELÉCTRICA MUNICÍPIOS 25 MUNICÍPIOS ENVOLVIDOS NA REDE PILOTO DE CARREGAMENTO PROJECTOS PILOTO FINANCIADOS NO ÂMBITO DO QREN ENFOQUE NA COERÊNCIA DE UMA REDE À ESCALA NACIONAL Guarda Faro Braga Viana do Castelo Guimarães Sintra Évora Castelo Branco Loures Bragança Porto Lisboa Almada Leiria Setúbal Coimbra Beja Aveiro Santarém Cascais Torres Vedras Vila Nova de Gaia Viseu Portalegre Vila Real

12 MOBILIDADE ELÉCTRICA PROGRAMA DA MOBILIDADE ELÉCTRICA: PLANO DE EVOLUÇÃO PILOTO (09-11)CRESCIMENTO (12-…)CONSOLIDAÇÃO (…-…) SENSIBILIZAÇÃO E EDUCAÇÃO INTEGRAÇÃO COM TRANSPORTES PÚBLICOS (EX: LISBOA VIVA, ANDANTE) REDE PILOTO NAS AUTARQUIAS INTEGRAÇÃO COM SERVIÇOS (PILOTO) REDE NACIONAL SEPARAÇÃO DE CONSUMOS EM CASA / EMPRESA INTEGRAÇÃO COM SERVIÇOS (ROLL-OUT) SUPORTE V2G REGULAÇÃO ENFOQUE EM CARTÕES PRÉ- PAGOS (FLAT-RATE) INTEGRAÇÃO DE REDES PILOTO PRÉ-PAGOS / PÓS-PAGOS PACOTES FROTA E OUTROS ROLL-OU DE MODELO BROKER ROAMING NOVOS NEGÓCIOS A PARTIR DE SOLUÇÕES V2G GESTÃO PROMOÇÃO FEE BASEADO NA FLAT-RATEFEE BASEADO NO CONSUMO TAXA MOBI-E NA AQUISIÇÃO / MATRÍCULA DE VE NOVOS NEGÓCIOS A PARTIR DE SOLUÇÕES V2G REMUNERAÇÃO

13 MOBILIDADE ELÉCTRICA SUSTENTABILIDADE FACTURA MOBILIDADE (M) EMISSÕES CO2 (MTON) CONSUMO ENERGIA PRIMÁRIA (MTEP) ACTUAL EV20% PARQUE50% PARQUE % -24% -17%

14 MOBILIDADE ELÉCTRICA RACIONALIDADE FACTURA MOBILIDADE () EMISSÕES CO2 (MTON) IMPACTO ESTIMADO NUM ANO

15 MOBILIDADE ELÉCTRICA ESPAÇO PARA A GERAÇÃO DE VALOR, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO VEÍCULOS MATERIAIS E ESTRUTURAS CONCEITOS / URBAN CAR POWERTRAINS E BATERIAS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS E REDES DE ENERGIA E CARREGAMENTO MODELOS DE SERVIÇO / NEGÓCIO EMPREGO QUALIFICADO (3000) VALOR (500 M VAB) ACTIVIDADE ECONÓMICA (1 000 M) APROPRIAÇÃO DE TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (50 M I&D+I) I&D / ENGENHARIA DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO CONDIÇÕES ESTRUTURAIS ATRACÇÃO DE INVESTIMENTO

16 MOBILIDADE ELÉCTRICA EM PORTUGAL TECNOLOGIA E INOVAÇÃO SOLUÇÕES CARREGAMENTO VEÍCULOS SISTEMAS INFORMAÇÃO

17 MOBILIDADE ELÉCTRICA EM PORTUGAL TECNOLOGIA E INOVAÇÃO: SOLUÇÕES DE CARREGAMENTO CARREGAMENTO RÁPIDO / LENTO PROCESSO PATENTEADO: SEGURANÇA ABSOLUTA DESIGN MODULAR ESCOLHA DE COMERCIALIZADOR EM TEMPO REAL

18 MONITORIZAÇÃO DA REDE EM TEMPO REAL GESTÃO REMOTA DE CARREGAMENTOS MOBILIDADE ELÉCTRICA EM PORTUGAL TECNOLOGIA E INOVAÇÃO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E GESTÃO MULTI-PLATFORMA PC, PDA, CELL PHONE FACTURAÇÃO INTREGRADA COM OUTROS SERVIÇOS ESTACIONAMENTO, TRANSPORTE PÚBLICO, ETC. ROAMING ENTRE OPERADORES E COMERCIALIZADORES

19 MOBILIDADE ELÉCTRICA VISÃO PORTUGAL COMO PAÍS PIONEIRO E DEMONSTRADOR ENQUANTO UM ESPAÇO PARA A CONCEPÇÃO, DESENVOLVIMENTO E TESTE DE NOVAS SOLUÇÕES DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL EXPLORANDO ENERGIA ELÉCTRICA DE FONTES RENOVÁVEIS ATRAVÉS DE REDES INTELIGENTES

20 ELECTRIC MOBILTY PROGRAM: AN INTEGRATED STRATEGY MAIN MEASURES SUBSÍDIO DE 5000 NA AQUISIÇÃO DE VE DO PROGRAMA DE ABATE DE VEÍCULOS (PARA OS PRIMEIROS 5000 VE VENDIDOS ATÉ AO FINAL DE 2012) ISENÇÃO DE ISV E IUC INCENTIVOS FISCAIS PARA PRIVADOS (IRS) E EMPRESAS (IRC) 20% DA RENOVAÇÃO ANUAL DA FROTA PÚBLICA ATRAVÉS DE VE COMPRA DIRECTA DE 20 VE PARA ACÇÕES DE PROMOÇÃO E SENSIBILIZAÇÃO VIAS PRIORITÁRIAS E ESTACIONAMENTO PARA VE FINANCIAMENTO DA INFRA-ESTRUTURA PÚBLICA DE CARREGAMENTO (320 PONTOS DE CARREGAMENTO EM 2010 E 1350 EM 2011) IMPLEMENTAÇÃO DE UMA PLATAFORMA DE INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E TESTE DE SISTEMAS DE GESTÃO PARA A MOBILIDADE ELÉCTRICA

21 OBRIGADO LUIS REIS AS CIDADES AS REDES DE ENERGIA AS SOLUÇÕES TÉCNICAS DESAFIOS INTEGRAR…

22 O DESAFIO DA MOBILIDADE ELÉCTRICA LUIS REIS CASCAIS ENERGIA 22ND SEPTEMBER 2009


Carregar ppt "O DESAFIO DA MOBILIDADE ELÉCTRICA LUIS REIS CASCAIS ENERGIA 22ND SEPTEMBER 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google