A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Adriana Mendes Baía Adriana Mendes Baía Águida Cristina Barbosa Moraes Águida Cristina Barbosa Moraes Márcia Rios Lamounier Araújo Márcia Rios Lamounier.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Adriana Mendes Baía Adriana Mendes Baía Águida Cristina Barbosa Moraes Águida Cristina Barbosa Moraes Márcia Rios Lamounier Araújo Márcia Rios Lamounier."— Transcrição da apresentação:

1 Adriana Mendes Baía Adriana Mendes Baía Águida Cristina Barbosa Moraes Águida Cristina Barbosa Moraes Márcia Rios Lamounier Araújo Márcia Rios Lamounier Araújo Suzana Aparecida Costa Carvalho Suzana Aparecida Costa Carvalho Vagner Vidal Vagner Vidal A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO DO CORPO DOCENTE NA ESCOLA PÚBLICA Belo Horizonte Fundação Getúlio Vargas Agosto/2007

2 Principal abordagem do Trabalho de Conclusão de Curso O setor público educacional, ao lado de outros segmentos essenciais, como saúde e segurança, foi um dos que mais se deteriorou nas últimas décadas, oferecendo um ensino de qualidade sempre questionada, com reflexos no corpo docente, que vão da completa desmotivação, até a repercussão na saúde dos mestres, culminando com afastamentos e aposentadorias precoces.

3 O presente trabalho busca demonstrar que a implementação de Programas de QVT, com ênfase na motivação, beneficia o professor e reflete na qualidade do ensino público.

4 A Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais é órgão integrante da administração direta, que tem por finalidade planejar, dirigir, executar, controlar e avaliar as ações setoriais a cargo do Estado, relativas à garantia e à promoção da Educação, com a participação da sociedade, com vistas ao pleno desenvolvimento da pessoa e ao seu preparo para o exercício da cidadania e para o trabalho. Divide-se em 46 Superintendências Regionais de Ensino e possui em seu quadro de pessoal servidores. Caracterização da Instituição

5 Pesquisa de campo permitiu identificar os principais fatores que interferem de forma negativa na qualidade de vida no trabalho do corpo docente nas escolas públicas: 1. O salário e o plano de carreira. 2. A comparação de salário com outros docentes da mesma rede de ensino e com outros profissionais de mesmo nível.

6 É ponto pacífico que a baixa remuneração interfere no seu desempenho profissional; É ponto pacífico que a baixa remuneração interfere no seu desempenho profissional; Toda ação política que vise melhoria é benvinda e amplamente divulgada pela mídia do país, como resposta aos anseios da sociedade por uma melhor educação pública; Toda ação política que vise melhoria é benvinda e amplamente divulgada pela mídia do país, como resposta aos anseios da sociedade por uma melhor educação pública; O piso nacional de 850,00 foi anunciado pelo Governo Federal e o Governo de Minas se antecipou propondo o reajuste já para janeiro/08. O piso nacional de 850,00 foi anunciado pelo Governo Federal e o Governo de Minas se antecipou propondo o reajuste já para janeiro/ O salário

7 De acordo com os dados da pesquisa realizada em duas escolas públicas, inclusive localizadas em áreas sociais diferentes, a insatisfação com o Plano de Carreira foi fortemente identificada. De acordo com os dados da pesquisa realizada em duas escolas públicas, inclusive localizadas em áreas sociais diferentes, a insatisfação com o Plano de Carreira foi fortemente identificada. 2. O Plano de Carreira

8 Os trabalhadores, de modo geral, fazem comparações entre si, e isso não é diferente com os professores. Os trabalhadores, de modo geral, fazem comparações entre si, e isso não é diferente com os professores. Um fator que chama a atenção na pesquisa realizada é a insatisfação do professor quando compara seu salário com colegas da mesma rede ou de outra rede de ensino. Um fator que chama a atenção na pesquisa realizada é a insatisfação do professor quando compara seu salário com colegas da mesma rede ou de outra rede de ensino. 3. COMPARAÇÃO DE SALÁRIOS

9 Condições físicas da sala de aula, infra-estrutura e material pedagógico; Condições físicas da sala de aula, infra-estrutura e material pedagógico; Como fatores de motivação foram identificados: A gestão escolar, o reconhecimento profissional, a fixação de metas e a participação e concordância com as decisões. A gestão escolar, o reconhecimento profissional, a fixação de metas e a participação e concordância com as decisões. O uso de múltiplas habilidades pessoais e a liberdade para executar tarefas relativas ao trabalho; O uso de múltiplas habilidades pessoais e a liberdade para executar tarefas relativas ao trabalho; A importância do trabalho e a realização profissional; A importância do trabalho e a realização profissional;

10 Demonstra-se o reflexo da Qualidade de Vida no Trabalho na qualidade de ensino prestado, por meio do resultado acima da média estadual apresentado pela Escola Estadual Leon Renault no Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública –SIMAVE. Conforme pesquisa de campo, fatores motivacionais como a satisfação com as tarefas relativas ao trabalho; a segurança pessoal; o uso de múltiplas habilidades pessoais; a liberdade para planejar e executar tarefas relativas ao trabalho; a importância do trabalho; a realização profissional; o reconhecimento pela chefia; a infra estrutura (laboratórios, biblioteca, equipamentos); o material pedagógico; a direção e gestão escolar; a fixação de metas; a participação nas decisões e concordância com estas, dentre outros fatores, refletem positivamente no profissional e, por conseqüência, na qualidade do ensino. A RELAÇÃO ENTRE A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO E A QUALIDADE DE ENSINO PRESTADO

11 A implantação de programa de QVT deve ser considerada um processo dinâmico e contingencial, tendo em vista as constantes mudanças, a realidade de cada organização e do contexto em que está inserida. Isso quer dizer que, para ser implantado, é preciso estar atento às necessidades dos indivíduos que fazem parte da organização, de forma a ser traçado o alinhamento entre os objetivos da instituição e os do indivíduo. CONSIDERAÇÕES FINAIS

12 No que tange aos reflexos da remuneração, verificou-se a premente necessidade da mudança nos critérios de recompensas ao corpo docente, onde a fixação de índices de desempenho fosse o requisito primordial para implantação da remuneração variável, considerando o desempenho individual, de equipe e da escola. No que tange aos reflexos da remuneração, verificou-se a premente necessidade da mudança nos critérios de recompensas ao corpo docente, onde a fixação de índices de desempenho fosse o requisito primordial para implantação da remuneração variável, considerando o desempenho individual, de equipe e da escola. Aprender a equilibrar os fatores saúde e trabalho, considerados essenciais para o auto-desenvolvimento e auto-preservação para a qualidade de vida no trabalho é tarefa fundamental. Aprender a equilibrar os fatores saúde e trabalho, considerados essenciais para o auto-desenvolvimento e auto-preservação para a qualidade de vida no trabalho é tarefa fundamental. SUGESTÕES

13 ALGUNS GRÁFICOS DA PESQUISA DE CAMPO

14 Nível de satisfação com o salário recebido.3% Fortemente insatisfeito Levemente insatisfeito Neutro Levemente satisfeito Fortemente satisfeito Neutro Levemente satisfeito Fortemente satisfeito 0% 97%

15 53% Oportunidade de uso de habilidades pessoais 7% 7% 33% Fortemente insatisfeito Levemente insatisfeito Neutro Levemente satisfeito Fortemente satisfeito 0% Fortemente insatisfeito

16 Reconhecimento pela chefia Levemente insatisfeito Neutro Levemente satisfeito Fortemente satisfeito 3% 3% 10% 57% 27%

17 Infra-estrutura – Material Didático Fortemente insatisfeito Levemente insatisfeito Neutro Levemente satisfeito Fortemente satisfeito 7% 7% 49% 30%


Carregar ppt "Adriana Mendes Baía Adriana Mendes Baía Águida Cristina Barbosa Moraes Águida Cristina Barbosa Moraes Márcia Rios Lamounier Araújo Márcia Rios Lamounier."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google