A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado Roberto Carvalho – Diretoria de Ensino e Serviços.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado Roberto Carvalho – Diretoria de Ensino e Serviços."— Transcrição da apresentação:

1 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado Roberto Carvalho – Diretoria de Ensino e Serviços

2 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado IDENTIDADE E FUTURO

3 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado CLASSIFICAÇÃO DOS CVT SEGUNDO O MCT CVT Tipo I: Capacitação Profissional e Apoio ao Sistema de Ensino em Ciências -principalmente à área das ciências básicas local ou regional para assistir aos alunos e professores das escolas públicas com aulas práticas e também facilitar os trabalhos de extensão universitária. -forte articulação local com as instituições de ensino como escolas locais de ensino médio ou técnicas, parcerias com Universidades Federais, CEFET, Centros Tecnológicos e Instituições ou Institutos de Pesquisa Científica e Tecnológica. - cursos nas áreas de ensino básico, técnico e profissionalizante, em diversos níveis, de modo a atender a uma demanda educacional, reprimida em inúmeras regiões, em vários estágios de aprendizagem.

4 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado CLASSIFICAÇÃO DOS CVT SEGUNDO O MCT CVT Tipo II: Capacitação Profissional em Apoio à Demanda Produtiva Local - capacitação profissional voltada para as demandas locais ou regionais com potencial de desenvolvimento econômico-produtivo, em setores já existentes de forma ainda precária ou com necessidade de aprimoramento. Pode trabalhar e potencializar setores regionais emergentes. - diagnóstico das necessidades do mercado de trabalho local, da capacitação da região em um processo produtivo específico ou por meio de uma demanda local já existente ou emergente, a partir de um conjunto de variáveis, presentes em diferentes graus de intensidade. - fortemente articulado com as estratégias socioeconômicas locais, construídas em colaboração com o governo estadual e municipal, com parcerias e apoio da estrutura formal de ensino, na contribuição do seu bom funcionamento e continuidade, e para o desenvolvimento de conteúdos pedagógicos específicos, a partir das necessidades detectadas.

5 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado CLASSIFICAÇÃO DOS CVT SEGUNDO O MCT CVT Tipo III: Capacitação Profissional em Apoio ao Sistema de Ensino em Ciências e em Apoio à Demanda Produtiva Local -reúne os objetivos dos CVT Tipo I e Tipo II. - Apóia o sistema de ensino de ciências com laboratórios de ciências básicas voltadas para a experimentação científica para assistir aos alunos e professores das escolas públicas, e também facilitar os trabalhos de extensão universitária, bem como a capacitação profissional voltada para serviços técnicos ou processos produtivos.

6 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE É UM CVT, SEGUNDO O MCT Os Centros Vocacionais Tecnológicos (CVTs) são, além de unidades de ensino e de profissionalização, centros voltados para a difusão do acesso ao conhecimento científico e tecnológico, de conhecimentos práticos na área de serviços técnicos e de transferência de conhecimentos tecnológicos no seu meio de atuação. Sendo entidades públicas de caráter comunitário, os CVTs estão direcionados para a capacitação tecnológica da população e articulação de oportunidades concretas de inserção profissional/produtiva do trabalhador de todas as idades, como uma unidade de formação profissional básica, técnica ou tecnológica, de experimentação científica, de investigação da realidade que o cerca e prestação de serviços especializados. Leva em conta a vocação da região onde se insere, em articulação com diversos atores - representantes do governo, dos trabalhadores, das empresas e da sociedade civil organizada - no uso de tecnologia digital como um meio de melhoria dos processos produtivos.

7 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE É UM CVT, SEGUNDO O PROJETO RFPOM É um centro de treinamento voltado para a qualificação e profissionalização do cidadão, considerando o potencial e as demandas da Região

8 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado RAZÃO DE SER

9 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado RAZÃO DE SER

10 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado RAZÃO DE SER INCLUSÃO SOCIAL

11 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado PRODUTOS E RESULTADOS Contribuição para a geração de emprego e renda Aproveitamento das oportunidades locais (arranjos ou processos produtivos locais) e vocações das regiões já existentes ou emergentes; Contribuição para o aumento da competitividade das micro e pequenas empresas Incentivo, articulação e promoção do desenvolvimento do empreendedorismo por meio da capacitação e/ou atualização tecnológica e gerencial; Inclusão Digital da população; Apoio ao Ensino e Capacitação a Distância Adensamento das cadeias produtivas específicas da região;

12 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado FUNÇÕES DO COORDENADOR "Em termos simples, um líder é alguém que sabe aonde quer ir, levanta, e vai." John Erksine

13 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado FUNÇÕES DO COORDENADOR Coordenador GERAL!!! Articulação das instituições locais, em prol da sustentabilidade e continuidade das ações do CVT; Sensibilização das instituições locais e do poder público municipal, no sentido de ser estabelecida uma política pública de acesso à informação;

14 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE SE ESPERA DE CADA CVT CVT reconhecido na comunidade como: um equipamento público destinado à promoção do desenvolvimento local; um local de promoção da cidadania; um local de apoio à formação profissional; um local de apoio ao empreendedorismo; um local de inserção social;

15 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado ESTAMOS CUMPRINDO NOSSO PAPEL? INDICADORES E METAS

16 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado ESTAMOS CUMPRINDO NOSSO PAPEL? 1 - NÚMERO DE ALUNOS CONCLUINTES EM CURSOS EAD PERCENTUAL DE CONCLUINTES APROVADOS EM CURSOS DE INCLUSÃO DIGITAL - 70% 3 - FORMAÇÃO DE MONITORES EM TECNOLOGIAS WEB 2.0 (Projeto TEIA) – NUMERO DE DIAS DE ATIVIDADES DO CVT - DIAS UTEIS/MÊS 5 - NÚMERO DE PARCERIAS CONCRETIZADAS 6 - UTILIZAÇÃO DO ESPAÇO DO LABORATÓRIO (PRÁTICAS E CURSOS) 7 - NÚMERO DE ALUNOS CONCLUINTES EM EMPREENDEDORISMO EAD 8 - NÚMERO DE PESSOAS ATINGIDAS PELAS AÇÕES REALIZADAS NA COMUNIDADE

17 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado ESTAMOS CUMPRINDO NOSSO PAPEL? 30% dos CVTs ainda não nos mandaram as metas que irão cumprir em % dos CVTs não estão enviando o relatório mensal com as informações.

18 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado ESTAMOS CUMPRINDO NOSSO PAPEL? Numero de alunos concluintes em cursos EAD: Somente 20% estão cumprindo a meta. 10% dos CVTs não fizeram nenhum curso. 40% dos CVTs fizeram menos de 100 cursos até agora. Numero de parcerias concretizadas: 58% dos CVTs não firmaram nenhuma parceria ou não informaram. Utilização do espaço do laboratório: 65% dos CVTs não estão utilizando o laboratório ou não informaram as praticas. Numero de alunos concluintes no curso de empreendedorismo: 35% dos CVTs não fizeram nenhum curso de empreendedorismo.

19 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado ESTAMOS CUMPRINDO NOSSO PAPEL?

20 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE ESPERAMOS DO COORDENADOR GERAL CRITÉRIOS DE ENTRADA X CRITÉRIOS DE PERMANÊNCIA

21 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE ESPERAMOS DO COORDENADOR GERAL

22 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE ESPERAMOS DO COORDENADOR GERAL

23 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE ESPERAMOS DO COORDENADOR GERAL Future Shock (1970) The third wave (1980) Alvin Tofler

24 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE ESPERAMOS DO COORDENADOR GERAL The Work of NationsThe Work of Nations: Preparing Ourselves for 21st Century Capitalism (1991) Robert Reich

25 Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado O QUE ESPERAMOS DO COORDENADOR GERAL HABILIDADES NECESSÁRIAS AO PROFISSIONAL DE HOJE abstração, pensamento sistêmico, experimentação e colaboração


Carregar ppt "Iº Seminário de Avaliação da Rede de Formação Profissional Orientada pelo Mercado Roberto Carvalho – Diretoria de Ensino e Serviços."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google