A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Causas das F&A Um outro grupo de explicações são as baseadas no poder de mercado (ou poder de monopólio). Segundo esta perspetiva, as F&A seriam uma forma.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Causas das F&A Um outro grupo de explicações são as baseadas no poder de mercado (ou poder de monopólio). Segundo esta perspetiva, as F&A seriam uma forma."— Transcrição da apresentação:

1 Causas das F&A Um outro grupo de explicações são as baseadas no poder de mercado (ou poder de monopólio). Segundo esta perspetiva, as F&A seriam uma forma de conquistar quota de mercado, podendo levar a um aumento da concentração de mercado e originar efeitos monopolísticos (e, eventualmente, práticas de conluio – efeitos de dominação conjunta). 1

2 Causas das F&A Não sendo uma explicação exclusiva das fusões horizontais (podendo também explicar processos de integração vertical), é em relação aquelas que algumas preocupações (consubstanciadas em políticas do tipo antitrust) se levantam, em termos de efeitos negativos ao nível do bem- estar (veja-se o artigo clássico: Eckbo, B.(1985), Mergers and the Market Concentration Doctrine: Evidence from the Capital Market, Journal of Business, 58: ). 2

3 Causas das F&A O acabado de referir constitui, no entanto, uma questão em aberto, no que à Economia Industrial diz respeito, dado que alguns autores (Demsetz – Escola de Chicago) contra argumentam dizendo que, pelo contrário, um aumento de concentração é o resultado de uma ativa e intensa concorrência nos mercados (eficiência versus concentração). Teremos oportunidade (a propósito da análise económica das fusões) de fazer referência ao chamado modelo de Williamson (1968) sobre o trade-off entre aumento do poder de mercado e ganhos de eficiência resultantes das fusões. 3

4 Causas das F&A Uma outra motivação de índole económica que caberia aqui referir seria a de que as F&A podem constituir uma alternativa vantajosa de entrada num dado mercado, perante a existência de barreiras à entrada. Lee(1990) demonstra que, através da aquisição, o candidato à entrada consegue eliminar a sua desvantagem estratégica pós-entrada (embora tenha de operar com uma capacidade próxima da empresa-alvo). 4

5 Causas das F&A Avançando para teorias que têm por base fatores de natureza mais financeira, poderemos referir as explicações baseadas na hipótese da informação ou sinalização. Na primeira hipótese, admite-se que devido ao fato de nova informação ser disponibilizada ao mercado, no decorrer das negociações relacionadas com os processos de F&A, aquele procede a um reajustamento (reavaliação) do valor das ações das empresas envolvidas no processo. 5

6 Causas das F&A Esta explicação teórica pode ser apresentada em várias versões alternativas (Bradley, M., A. Desai e E. Kim (1983), The Rationale Behind Tender Offers: Information or Sinergy?, Journal of Financial Economics, 11: ). Numa delas – Kick-in-the-pants – refere-se que, por exemplo, a oferta pública de aquisição disponibiliza informação (e envia um sinal) aos gestores da empresa-alvo, que os leva a implementar uma estratégia operativa mais eficiente. 6

7 Causas das F&A Outra hipótese – Sitting-on-a-gold-mine – é a de que as negociações envolvidas no processo, disseminam nova informação ou levam o mercado a pensar que a empresa ofertante dispõe de informação privilegiada, o que origina uma reavaliação das ações previamente subavaliadas. Esta última hipótese de subavaliação pode ainda ser estendida a situações em que se torna proveitosa a fusão ou aquisição. 7

8 Causas das F&A Tratam-se de situações em que a aquisição (ou fusão) da (ou com) uma empresa-alvo, seja proveitosa se a empresa adquirente pretender aumentar a sua capacidade numa particular linha de negócio, em vez de construir de raiz essa nova capacidade. Nestes casos, o indicador fundamental a ter em conta é o chamado q de Tobin – rácio entre o valor de mercado dos ativos de uma empresa e o respetivo valor de substituição. 8

9 Causas das F&A Um outro grupo de teorias são as que procuram explicar as F&A com base em problemas de delegação de autoridade ou relações agente-principal (agency problems). Os problemas de delegação de autoridade podem resultar de conflitos de interesses entre os gestores e os acionistas ou entre os acionistas e os titulares de dívida da empresa. 9

10 Causas das F&A Em situações, por exemplo, em que os acionistas (individualmente) não tenham incentivos ou recursos para monitorar efetivamente o comportamento dos gestores, a ameaça de takeover poderá ser uma forma de alinhar melhor os interesses dos gestores com os dos acionistas. Refira-se, no entanto, que algumas teorias próximas da gestão (managerialism), argumentam que, pelo contrário, as F&A são o resultado de problemas de delegação de autoridade, e não a solução. 10

11 Causas das F&A Defendem que as F&A ocorrem para aumentar a dimensão da empresa, já que aquele aumento corresponde a um objetivo dos gestores – por si só ou porque os salários daqueles, e, eventualmente, outros benefícios particulares, estão correlacionados com aquela dimensão. Uma outra manifestação de problemas de delegação de autoridade poderá ser o sobreotimismo dos gestores (radicalizado nalgum egocentrismo e arrogância), levando-os a cometer erros de avaliação, e a pagar um preço exagerado pelas ações da empresa- alvo (Hubris hypothesis – Roll, 1986). 11

12 Causas das F&A Inserida nesta problemática, temos ainda a chamada teoria do free cash-flow (Jensen, 1986), segundo a qual as F&A resultam de conflitos entre os gestores e os acionistas, acerca da distribuição de cash-flow em excesso (relativamente às oportunidades de investimento). Na realidade, é defendido que aquele cash-flow em excesso deveria ser distribuído aos acionistas (sob a forma de dividendos), reduzindo assim o poder discricionário dos gestores e sujeitando-os com mais frequência ao escrutínio do mercado de capitais. 12

13 Causas das F&A Neste caso, a emissão de dívida pode reduzir os custos de delegação de autoridade (ao reduzir o cash-flow disponível para gastos discricionários dos gestores), funcionando como um substituto à política de dividendos, e comprometendo os gestores, de uma forma mais credível, ao pagamento de cash-flows futuros (Jensen, 1988). 13

14 Causas das F&A Bibliografia relevante: Valente, H. (2005), cap.1. Verga Matos, P. e V. Rodrigues (2000), cap. 3, 4. 14


Carregar ppt "Causas das F&A Um outro grupo de explicações são as baseadas no poder de mercado (ou poder de monopólio). Segundo esta perspetiva, as F&A seriam uma forma."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google