A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ovídio e a Contigüidade Universal Disciplina: Seminários Daniel Lucena.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ovídio e a Contigüidade Universal Disciplina: Seminários Daniel Lucena."— Transcrição da apresentação:

1 Ovídio e a Contigüidade Universal Disciplina: Seminários Daniel Lucena

2 Ovídio Publius Ovidius Naso, poeta latino nasceu em 20 de março de 43a.C. em Sulmo. No ano 8, foi banido de Roma pelo imperador Otávio Augusto, por causa de seu livro A Arte de Amar. Metamorfoses - Sua obra principal.

3 O livro: Metamorfoses criação e história do mundo são transcritas sob o ponto de vista da mitologia greco- romana. descreve as transformações nos mitos, onde com grande freqüência pessoas ou seres míticos são transmutados em animais ou plantas.

4 Por quê Metamorfoses? Mescla deuses-homem-natureza em um intricado sistema de interações, no qual cada nível pode influir com o outro. Tudo depende de como o mito é narrado. Os próprios deuses relatam mitos dos quais são partes interessadas, para admoestar os mortais

5 Enredo Descreve o mundo dos deuses celestes, um local idêntico a Roma do ponto de vista urbano. Dividido em classes sociais, hábitos e cotidianos.

6 Enredo Fauna, flora, reino mineral, englobam em sua substancia comum qualidades corpóreas, psicológicas e morais. A poesia está nesses limites imprecisos entre mundos diferentes.

7 Enredo Ovídio se preocupa em deixar todas as narrativas com verbos no presente, dando a impressão de que os fatos se passam diante dos olhos do leitor, e maior velocidade nos acontecimentos.

8 Enredo A atitude de Ovídio é a de sempre acrescentar, descrever cada vez mais os detalhes. Transcorrendo as histórias sem intervalos, lembrando as métricas de folhetos, se utilizando da técnica de ganchos para prender o leitor.

9 Contigüidade Universal Segundo Italo Calvino, As Metamorfoses remete a uma "contigüidade universal", lembrando que "estamos em um universo que as formas preenchem densamente o espaço trocando de modo contínuo qualidades e dimensões, e o fluir do tempo é ocupado por uma proliferação de contos e de ciclos de contos".

10 Porque Ler Esse Clássico? Sua poesia, o entrelaçamento de histórias situações corriqueiras na vida dos deuses, que parecem ser menosprezadas pelo Ovídio, e outras absurdas que são exaltadas. Inventando mitos e aventuras nos mitos dos deuses. Atribuindo características humanas a objetos.

11 Obrigado. Dúvidas?


Carregar ppt "Ovídio e a Contigüidade Universal Disciplina: Seminários Daniel Lucena."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google