A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Alunos Ano/turma data. Origem e classificação das plantas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Alunos Ano/turma data. Origem e classificação das plantas."— Transcrição da apresentação:

1 Alunos Ano/turma data

2 Origem e classificação das plantas

3 Desde que conquistaram a terra firme, há cerca de 500 milhões de anos, diversas outras plantas dominavam as paisagens. Primeiro as briófitas (incluindo os musgos), seguidas das samambaias e cavalinhas. Depois vieram as coníferas e cicadáceas, entre outras. As angiospermas só começaram a se fazer mais presentes na vegetação terrestre há aproximadamente uns 100 milhões de anos. Um dos fósseis mais importantes relacionados a essa questão foi encontrado há alguns anos na província de Liaoning, China, e recebeu o nome de Archaefructus liaoningensis. Posteriormente, exemplares mais completos desta e de uma outra espécie (Archaefructus sinensis), foram descobertos – ambos os trabalhos foram publicados na Science, respectivamente em 1998 e Os fósseis dessas duas plantas procediam das camadas da Formação Yixian, cuja idade é atualmente estimada em torno de 125 milhões de anos

4 A classificação biológica mais moderna a cladística – procura enfatizar as relações evolutivas entre os organismos: idealmente, um taxon (ou clado) deve ser monofilético, ou seja, todas as espécies incluídas nesse grupo devem ter um antepassado comum. Pode-se, então, definir o Reino Viridaeplantae ("plantas verdes") ou apenas Plantae como um grupo monofilético de organismos eucarióticos que fotossintetizam usando os tipos de clorofila a e b, presente em cloroplastos (organelos com uma membrana dupla) e armazenam os seus produtos fotossintéticos, tal como o amido. As células destes organismos são, também, revestidas duma parede celular constituída essencialmente por celulose. De acordo com esta definição, ficam fora do Reino Plantae as algas castanhas, as algas vermelhas e muitos seres autotróficos unicelulares ou coloniais, atualmente agrupados no Reino Protista, assim como as bactérias e os fungos, que constituem os seus próprios reinos. Cerca de 300 espécies conhecidas de plantas não realizam a fotossíntese, sendo, pelo contrário parasitas de plantas fotossintéticas.

5 Uma prova de que as algas verdes evoluíram a partir do mesmo antepassado que as plantas mais complexas encontra-se nos cloroplastos: todos contêm DNA e têm uma estrutura semelhante às cianobactérias – pensa-se que evoluíram a partir de uma alga menor endossimbionte mas, mesmo assim algas verdes não são mais consideradas no Reino Plantae. Muitas algas mostram alternância de gerações, entre uma forma que se reproduz de forma assexuada – o esporófito – e uma forma sexuada, o gametófito.

6 As plantas são divididas em dois grupos: as fanerógamas e as criptógamas. Fanerógramas: São plantas com sementes, por meio das quais elas se reproduzem também chamadas espermatófitas ou espermáfitas. Possuem raiz, caule, folhas e sementes. Algumas tem folhas e frutos, outras não. Um exemplo desse grupo são: a mangueira, o pinheiro, o capim, a roseira, a alface, o agrião, a mandioca, etc. As fanerógamas dividem-se em dois subgrupos: Angiospermas: são plantas que possuem frutos. Exemplos: limoeiro, tomateiro, pessegueiro. É o grupo vegetal mais bem adaptado ao planeta. São plantas que possuem raiz, caule, folhas, flores, frutos e sementes. A flor é a estrutura reprodutiva dessa plantas. Nela, encontramos o ovário e os óvulos. Após a fecundação, os óvulos se transformam em fruto. Os frutos auxiliam a dispersão das sementes, mesmo quando alguns animais, como aves e mamíferos, os ingerem. Nesse caso, a casca impede a digestão da semente, a semente é depositada, com fezes do animal, longe da planta-mãe. A semente germina e da origem a uma nova planta. Nas sementes, existe uma estrutura chamada cotilédone. Com base nessa estrutura, as angiospermas são divididas em duas classes: Monocotilêdoneas: plantas em cujas sementes há apenas um cotilédone. Exemplos: lírios, orquídea e milho Dicotiledôneas: plantas em cujas sementes há dois cotiledôneas. Exemplos: rosa, girassol e feijão.

7

8

9 classifica.C3.A7.C3.A3o_das_plantas_verdes niferas.jpg campus.fortunecity.com/yale/757/classifi.htm


Carregar ppt "Alunos Ano/turma data. Origem e classificação das plantas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google