A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Herpes-Zóster : uma reativação do vírus da Varicela Tathiana Tavares Menezes Ludmila Nogueira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Herpes-Zóster : uma reativação do vírus da Varicela Tathiana Tavares Menezes Ludmila Nogueira."— Transcrição da apresentação:

1 Herpes-Zóster : uma reativação do vírus da Varicela Tathiana Tavares Menezes Ludmila Nogueira

2 Vírus Varicela-Zóster Herpes Vírus Humano do tipo 3. Herpes Vírus Humano do tipo 3. Causa : Varicela(infecção aguda) e Herpes- Zóster (reativação). Causa : Varicela(infecção aguda) e Herpes- Zóster (reativação).

3 Herpes-Zóster Infecta : mucosas,pele,neurônios e/ou células satélites. Infecta : mucosas,pele,neurônios e/ou células satélites. Estabelece : infecção latente em torno dos gânglios da raiz nervosa dorsal. Estabelece : infecção latente em torno dos gânglios da raiz nervosa dorsal. Maior frequência de acometimento : nos dermátomos inervados pelo gânglio do trigêmio e região do tórax. Maior frequência de acometimento : nos dermátomos inervados pelo gânglio do trigêmio e região do tórax.

4 Dermátomos: áreas de pele inervadas por um único ou um(s) par(es) de nervo(os) espinhal(is)

5 Herpes-Zóster Atinge soroprevalência de cerca de 95%na população adulta. Atinge soroprevalência de cerca de 95%na população adulta. Doença benigna e autolimitada. Doença benigna e autolimitada. Dura cerca de 2 semanas. Dura cerca de 2 semanas. Retorna somente uma vez,freqüentemente em pessoas imunocomprometidas e idosas. Retorna somente uma vez,freqüentemente em pessoas imunocomprometidas e idosas.

6 Herpes-Zóster Responde por cerca de 12% das infecções herpéticas sistêmicas nos pacientes com AIDS. Responde por cerca de 12% das infecções herpéticas sistêmicas nos pacientes com AIDS. É transmitido por aerossóis,contato com pele e mucosas nas lesões infectadas. É transmitido por aerossóis,contato com pele e mucosas nas lesões infectadas. Período de incubação:cerca de 15 dias. Período de incubação:cerca de 15 dias.

7 Manifestações Clínicas Evolução grave com erupção vesicular seguida de prolongada nevralgia. Evolução grave com erupção vesicular seguida de prolongada nevralgia. Agrupamentos vesiculares sobre uma superfície eritematosa formando pústulas. Agrupamentos vesiculares sobre uma superfície eritematosa formando pústulas.

8 Manifestações Clínicas Em casos graves ocorrem hemorragias e necroses. Em casos graves ocorrem hemorragias e necroses. Essas necroses evoluem para cicatrizes por vezes queloidianas: zóster necrótico. Essas necroses evoluem para cicatrizes por vezes queloidianas: zóster necrótico. Pode haver acometimento da porção motora dos nervos:paresias. Pode haver acometimento da porção motora dos nervos:paresias.

9

10

11 Diagnóstico Laboratorial Biópsia das lesões. Biópsia das lesões. Procura-se por células gigantes multinucleadas cujos núcleos contém inclusões eosinofílicas. Procura-se por células gigantes multinucleadas cujos núcleos contém inclusões eosinofílicas. O hemograma apresenta eosinofilia. O hemograma apresenta eosinofilia.

12 Tratamento Analgésicos Analgésicos Antitérmicos Antitérmicos Banhos com substâncias anti- sépticas Banhos com substâncias anti- sépticas Compostos anti-virais durante 1 semana Compostos anti-virais durante 1 semana

13 Tratamento Corticoterapia sistêmica:em pacientes com mais de 50 anos. Corticoterapia sistêmica:em pacientes com mais de 50 anos. Permanganato de potássio e substâncias iodadas:não existe comprovação de benefício,podem causar queimaduras e reações alérgicas. Permanganato de potássio e substâncias iodadas:não existe comprovação de benefício,podem causar queimaduras e reações alérgicas.

14 Profilaxia Isolamento do paciente e utilização de gorro,máscara e luvas para manipulação deste. Isolamento do paciente e utilização de gorro,máscara e luvas para manipulação deste. Imunização passiva : imunoglobulina humana antizoster(ZIG). Imunização passiva : imunoglobulina humana antizoster(ZIG). Imunização ativa:vacina antivaricela. Imunização ativa:vacina antivaricela.

15 Conclusão Perceber a importância de um diagnóstico precoce. Perceber a importância de um diagnóstico precoce. Realizar atenção especial aos imunocomprometidos. Realizar atenção especial aos imunocomprometidos. Prevenir a infecção pelo vírus da AIDS. Prevenir a infecção pelo vírus da AIDS.

16 Bibliografia SAMPAIO,S. Dermatologia. 2 ed. Rio de Janeiro: ArtesMédicas, SAMPAIO,S. Dermatologia. 2 ed. Rio de Janeiro: ArtesMédicas, AZULAY, R. Dermatologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 3. ed., AZULAY, R. Dermatologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 3. ed., FITZPATRICK, T. Tratado de Dermatologia, volume I e II, 5 ed., Sâo Paulo: Revinter, FITZPATRICK, T. Tratado de Dermatologia, volume I e II, 5 ed., Sâo Paulo: Revinter, 2004.

17 FIM


Carregar ppt "Herpes-Zóster : uma reativação do vírus da Varicela Tathiana Tavares Menezes Ludmila Nogueira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google