A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cristãos não se nasce, torna-se! (Tertuliano - primeiro escritor latino 195-240 - igreja de Cartago-África)

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cristãos não se nasce, torna-se! (Tertuliano - primeiro escritor latino 195-240 - igreja de Cartago-África)"— Transcrição da apresentação:

1

2 Cristãos não se nasce, torna-se! (Tertuliano - primeiro escritor latino igreja de Cartago-África)

3 Fundamentação Uma experiência e uma proposta pastoral Fundamentação Uma experiência e uma proposta pastoral O CATECUMENATO E O RICA O CATECUMENATO E O RICA Iniciação cristã

4 INICIAÇÃO CRISTÃ... CATECUMENATO: 1. JESUS CRISTO: Preguem o Evangelho a todos, façam que todos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo (Mt 28,19). 2. CATECUMENATO NOS PRIMEIROS SÉCULOS DA HISTÓRIA DA IGREJA : foi a extraordinária experiência dos santos Padres da Igreja S.Ambrósio- S.Agostinho- S.João Crisóstomo- S.Irineo- Tertuliano, etc: um exemplo de zelo missionário, de prioridade da evangelização, de catequese bíblica, de vida cristã integral, de presença da comunidade na iniciação, de inculturação; um exemplo pastoral para todos os tempos! de onde vem isso?

5 Em ocasião da II SEMANA BRASILEIRA DE CATEQUESE sobre Catequese com adultos (Itaici-outubro 2001) foi feita a nova edição do RICA e o seu relançamento na Igreja do Brasil Promulgado pelo Papa Paulo VI em 1972, foi publicado no Brasil em Em ocasião da II SEMANA BRASILEIRA DE CATEQUESE sobre Catequese com adultos (Itaici-outubro 2001) foi feita a nova edição do RICA e o seu relançamento na Igreja do Brasil 3. CONCÍLIO VATICANO II : 3. CONCÍLIO VATICANO II (volta às fontes) : Restaura-se o Catecumenato dos adultos, dividido em diversas etapas. O tempo do Catecumenato, estabelecido para conveniente instrução, será santificado com os sagrados ritos a serem celebrados em tempos sucessivos! (Constituição dogmática Sacrossantum Concilium - n.62- ano 1963) 4. RITUAL DE INICIAÇÃO CRISTÃ DE ADULTOS – RICA: 5. DIRETÓRIO NACIONAL DE CATEQUESE - DIRETRIZES DA IGREJA DO BRASIL – V CONFERÊNCIA DO EPISCOPADO LATINO- AMERICANO EM APARECIDA (maio 2007)

6 O QUE É INICIAÇÃO CRISTÃ? - Iniciação = introduzir alguém no mistério, por meio de mensagens e ritos. - Iniciação = introduzir alguém no mistério, por meio de mensagens e ritos. - Iniciação cristã = Introduzir alguém no mistério de Cristo, por meio da Catequese e por meio de diversos Ritos com que a comunidade acompanha o itinerário espiritual dos que são iniciados. Esta iniciação cristã é denominada Catecumenato e os que são iniciados são chamados catecúmenos. - Sacramentos de Iniciação cristã = Batismo, Confirmação, Eucaristia. São o ponto culminante da iniciação cristã.

7 O QUE É CATECUMENATO? É a instituição para a iniciação cristã dos adultos no mistério de Cristo: Tempo de catequese (RICA n. 19) Tempo de catequese (RICA n. 19) Tempo de conversão para o jeito cristão de ser e viver (RICA n. 19) Tempo de conversão para o jeito cristão de ser e viver (RICA n. 19) Tempo de comunhão e participação na comunidade cristã (RICA 18) Tempo de comunhão e participação na comunidade cristã (RICA 18) A comunidade cristã acompanha as etapas desta caminhada de fé de seus catecúmenos com vários ritos e celebrações e, no final, com os Sacramentos da iniciação cristã. A comunidade cristã acompanha as etapas desta caminhada de fé de seus catecúmenos com vários ritos e celebrações e, no final, com os Sacramentos da iniciação cristã.

8 RICA RITUAL DE INICIAÇÃO CRISTÃ DE ADULTOS O Ritual de Iniciação Cristã de Adultos (RICA), reformado após o Concílio Vaticano II, oferece extraordinária riqueza litúrgica e preciosa fonte pastoral, especialmente na catequese de adultos e particularmente no que se refere ao restabelecimento do Catecumenato na Igreja... É bom recordar a obrigatoriedade do Catecumenato e do uso do Ritual no Batismo de adultos. Deve-se usar com criatividade e senso pastoral as diversas opções e alternativas oferecidas neste ritual... (CNBB- Apresentação introdutória do RICA- 24/06/2001)

9 NOTAS - Por adultos, o RICA entende pessoas acima dos 7 anos de idade, no uso da razão. - Por adultos, o RICA entende pessoas acima dos 7 anos de idade, no uso da razão. - O RICA restabelece na Igreja a praxe e o espírito do Catecumenato do início da Igreja. - O RICA restabelece na Igreja a praxe e o espírito do Catecumenato do início da Igreja. O RICA não é somente um texto com ritos. Apresenta o itinerário espiritual - catecumenato- que deve ser percorrido por aqueles que querem ser iniciados na vida cristã. O RICA não é somente um texto com ritos. Apresenta o itinerário espiritual - catecumenato- que deve ser percorrido por aqueles que querem ser iniciados na vida cristã. O RICA ajuda as comunidades cristãs a acompanhar este itinerário por meio de celebrações e ritos que marcam as etapas do catecumenato e que devem ser realizados durante a Missa dominical. O RICA ajuda as comunidades cristãs a acompanhar este itinerário por meio de celebrações e ritos que marcam as etapas do catecumenato e que devem ser realizados durante a Missa dominical.

10 Índice do RICA: 1. Introdução ao Rito de Iniciação Cristã de Adultos 2. Ritos do Catecumenato: -Celebração da entrada no Catecumenato -Ritos para o tempo do Catecumenato -Celebração da eleição – no I domingo de Quaresma -Ritos para o tempo de purificação e iluminação (Quaresma) -Ritos de preparação imediata- no manhã de Sábado Santo -Celebração dos Sacramentos de iniciação - na Vigília pascal 3. Rito simplificado para a iniciação de adultos 4. Rito abreviado de iniciação de adultos- em perigo de morte 5. Preparação para a Confirmação e a Eucaristia de adultos que, batizados na infância, não receberam a devida catequese 6. Ritos de iniciação de criança em idade de catequese 7. Textos diversos na celebração de iniciação cristã de adultos 8. Apêndice: Rito de admissão na plena comunhão da Igreja Católica das pessoas já batizadas validamente.

11 O ITINERÁRIO E AS ETAPAS DA INICIAÇÃO CRISTÃ - CATECUMENATO - conforme o RICA O ITINERÁRIO E AS ETAPAS DA INICIAÇÃO CRISTÃ - CATECUMENATO - conforme o RICA PRÉ- CATECUMENATO Etapa do acolhimento na comunidade cristã (cf introdutor), - Inscrição e colóquio com o catequista. - Primeira evangelização Celebração dos Sacramentos de iniciação cristã na Vigília Pascal MISTAGOGIA Aprofundamento e vivência do mistério cristão-mistério pascal. Celebração da Entrada CATECUMENATO Etapa suficientemente longa para a iniciação cristã: - Catequese - Vivência cristã (conversão) - Entrosamento com a comunidade cristã Ritos Celebração da Eleição PURIFICAÇÃO E ILUMINAÇÃO - QUARESMA - Preparação próxima para: - Catequese - Práticas quaresmais Ritos

12 Uma proposta pastoral de catecumenato com o uso simplificado do RICA Diz o RICA: Deve-se usar com criatividade e senso pastoral as diversas opções e alternativas oferecidas neste ritual... (introdução do RICA) Deve-se usar com criatividade e senso pastoral as diversas opções e alternativas oferecidas neste ritual... (introdução do RICA) Também durante o processo de preparação para a Confirmação e a Eucaristia de adultos batizados na infância devem ser utilizados alguns ritos do Catecumenato (cap. IV) Também durante o processo de preparação para a Confirmação e a Eucaristia de adultos batizados na infância devem ser utilizados alguns ritos do Catecumenato (cap. IV) Os ritos de iniciação de crianças que não foram batizados na infância e que estão em idade de catequese, devem ser realizados também com as crianças que se preparam para a Eucaristia, já que pertencem geralmente ao mesmo grupo de companheiros (cap. V) Os ritos de iniciação de crianças que não foram batizados na infância e que estão em idade de catequese, devem ser realizados também com as crianças que se preparam para a Eucaristia, já que pertencem geralmente ao mesmo grupo de companheiros (cap. V)

13 À partir destas indicações do RICA e da experiência pastoral em muitas Paróquias, propomos três formas concretas de Catecumenato e correspondente uso simplificado do RICA: 1. CATECUMENATO DE INICIAÇÃO CRISTÃ DE JOVENS E ADULTOS não batizados ou que, batizados na infância, não foram devidamente evangelizados (Sacramentos da Iniciação cristã ou somente Eucaristia) 2. CATECUMENATO DE INICIAÇÃO CRISTÃ DE CRIANÇAS EM IDADE DE CATEQUESE (Batismo e (ou) Eucaristia) 3. CATECUMENATO CRISMAL (com jovens e adultos já iniciados na fé e que, pelo dom do Espírito Santo (Crisma), querem confirmar sua fé e serem testemunhas de Cristo e membros ativos na comunidade).

14

15 (1) O RICA NA INICIAÇÃO CRISTÃ DE JOVENS E ADULTOS 1. CELEBRAÇÃO DE ENTRADA (ou Instituição dos catecúmenos) : Acolhida e assinalação com a cruz Acolhida e assinalação com a cruz Ingresso na igreja Ingresso na igreja Entrega do Livro da Palavra de Deus Entrega do Livro da Palavra de Deus Unção com o óleo dos catecúmenos Unção com o óleo dos catecúmenos Solene bênção final Solene bênção final 2. RITO DAS ENTREGAS: Entrega do Símbolo da fé Entrega do Símbolo da fé Entrega da Oração do Senhor Entrega da Oração do Senhor Entrega do Mandamento do Senhor Entrega do Mandamento do Senhor

16 R itos quaresmais (tempo de purificação e iluminação) : R itos quaresmais (tempo de purificação e iluminação) : 3. CELEBRAÇÃO DA ELEIÇÃO (I ou II dom. Quaresma) : Apresentação e exame dos eleitos Apresentação e exame dos eleitos Eleição Eleição Preces pelos eleitos Preces pelos eleitos Solene bênção final Solene bênção final 4. RITO DE PURIFICAÇÃO (V dom. Quaresma) : Preces pelos eleitos Preces pelos eleitos Exorcismo Exorcismo 5. RITO DE PREPARAÇÃO IMEDIATA (Sábado Santo-manhã): Ritos iniciais Ritos iniciais Liturgia da Palavra (Fl 3,4-15; S.62; Mt 16,13-18) Liturgia da Palavra (Fl 3,4-15; S.62; Mt 16,13-18) Recitação do Símbolo apostólico (Redditio) Recitação do Símbolo apostólico (Redditio) Rito do Efatá (à partir da leitura de Marcos 7,31-37) Rito do Efatá (à partir da leitura de Marcos 7,31-37) Rito da Unção Rito da Unção Bênção final Bênção final

17 6. CELEBRAÇÃO DOS SACRAMENTOS DA INICIAÇÃO CRISTÃ na Vigília pascal Apresentação dos eleitos e exortação Ladainha dos santos Oração sobre a água Renúncia e profissão de fé Banho batismal Ritos complementares: - unção crismal - entrega da luz Celebração da Confirmação Eucaristia

18 (2) (2) O RICA NA INICIAÇÃO CRISTÃ DAS CRIANÇAS EM IDADE DE CATEQUESE (Catecumenato Eucarístico) 1. CELEBRAÇÃO DE ENTRADA: Acolhida e assinalação com a cruz Acolhida e assinalação com a cruz Ingresso na igreja Ingresso na igreja Entrega do Livro da Palavra de Deus Entrega do Livro da Palavra de Deus Preces pelos catecúmenos Preces pelos catecúmenos Solene bênção final Solene bênção final 2. RITO DE PURIFICAÇÃO: Apresentação dos eleitos (no início da Missa) Apresentação dos eleitos (no início da Missa) Exorcismo (após a homilia) Exorcismo (após a homilia) Unção com o óleo dos catecúmenos Unção com o óleo dos catecúmenos Preces pelos catecúmenos Preces pelos catecúmenos Solene bênção final Solene bênção final

19 3. CELEBRAÇÃO DO BATISMO E PRIMEIRA EUCARISTIA: Apresentação dos eleitos e exortação Oração sobre a água Renúncia e profissão de fé Banho batismal Rito complementares: -uncão crismal -entrega da luz Celebração da Eucaristia Ato de devoção a Maria

20 (3) O RICA NO CATECUMENATO CRISMAL 1. CELEBRAÇÃO DE ENTRADA: Acolhida e assinalação com a cruz Acolhida e assinalação com a cruz Ingresso na igreja Ingresso na igreja Entrega do Livro da Palavra de Deus Entrega do Livro da Palavra de Deus Unção com o óleo dos catecúmenos Unção com o óleo dos catecúmenos Solene bênção final Solene bênção final 2. RITO DAS ENTREGAS: Entrega do Símbolo da fé Entrega do Símbolo da fé Entrega da Oração do Senhor Entrega da Oração do Senhor Entrega do Mandamento do Senhor Entrega do Mandamento do Senhor

21 - Apresentação e exame dos eleitos - Eleição - Preces pelos eleitos - Solene bênção final 3. CELEBRAÇÃO DA ELEIÇÃO: 4. CELEBRAÇÃO DA CONFIRMAÇÃO: conforme o Ritual da Confirmação

22 Relembrando algumas palavras da linguagem catecumenal: Admissão = é o chamado rito de entrada, quando o candidato se transforma em catecúmeno... Admissão = é o chamado rito de entrada, quando o candidato se transforma em catecúmeno... Banho Batismal = a palavra batismo, do grego, significa mergulho na água.... Banho Batismal = a palavra batismo, do grego, significa mergulho na água.... Catecúmenos (as) = do grego catekoumenoi: aqueles que recebem a instrução oral (verbo: catequeo) Catecúmenos (as) = do grego catekoumenoi: aqueles que recebem a instrução oral (verbo: catequeo) Candidato = é aquele que pede sua admissão no Catecumenato Candidato = é aquele que pede sua admissão no Catecumenato Conversão = mudança radical de vida; reconhecer Jesus Cristo como seu Senhor (At 2,37-41; 1 Ts 1,8) Conversão = mudança radical de vida; reconhecer Jesus Cristo como seu Senhor (At 2,37-41; 1 Ts 1,8) Entregas = ritos de entrega dos documentos-síntese da fé cristã (cf tradítio e redditio) Entregas = ritos de entrega dos documentos-síntese da fé cristã (cf tradítio e redditio) Eleição = rito de eleição, no início da Quaresma: é o momento central do Catecumenato. Eleição = rito de eleição, no início da Quaresma: é o momento central do Catecumenato. Eleitos = assim são chamados após a eleição: escolhidos por Deus a participar de seu Povo, a Igreja de J.C. Eleitos = assim são chamados após a eleição: escolhidos por Deus a participar de seu Povo, a Igreja de J.C. Escrutínios = ritos de purificação interior: domingos de Quaresma. Também exame da conduta moral Escrutínios = ritos de purificação interior: domingos de Quaresma. Também exame da conduta moral Exame = o colóquio do catequista com cada candidato ao catecumenato, juntamente com seu introdutor Exame = o colóquio do catequista com cada candidato ao catecumenato, juntamente com seu introdutor Exorcismo = rito com a imposição das mãos, pedindo a Deus a libertação do maligno Exorcismo = rito com a imposição das mãos, pedindo a Deus a libertação do maligno Iluminação = assim era chamado o Batismo; é também o tempo de preparação próxima, a Quaresma Iluminação = assim era chamado o Batismo; é também o tempo de preparação próxima, a Quaresma Iniciação = é a introdução de alguém no mistério, por meio da mensagem e de ritos Iniciação = é a introdução de alguém no mistério, por meio da mensagem e de ritos Inscrição do nome = corresponde ao rito de eleição (Quaresma): é a inscrição ao Batismo Inscrição do nome = corresponde ao rito de eleição (Quaresma): é a inscrição ao Batismo

23 (continuação) Instituição dos catecúmenos = assim é também denominado o Rito de entrada Instituição dos catecúmenos = assim é também denominado o Rito de entrada Introdutor = alguém da comunidade que conhece e é amigo do candidato, que solicita sua admissão, o apresenta ao catequista, testemunhando seus costumes e desejo de ser cristão. O introduz na vida da comunidade e o acompanha durante o catecumenato. É chamado também, garante, acompanhante, pai espiritual(padrinho). Deve estar presente no Rito de Entrada. Introdutor = alguém da comunidade que conhece e é amigo do candidato, que solicita sua admissão, o apresenta ao catequista, testemunhando seus costumes e desejo de ser cristão. O introduz na vida da comunidade e o acompanha durante o catecumenato. É chamado também, garante, acompanhante, pai espiritual(padrinho). Deve estar presente no Rito de Entrada. Livro dos Catecúmenos = depois do Rito de entrada, o nomes dos catecúmenos devem constar num livro próprio, com estes dados: nome do introdutor, catequista, ministro, data e lugar da admissão. Livro dos Catecúmenos = depois do Rito de entrada, o nomes dos catecúmenos devem constar num livro próprio, com estes dados: nome do introdutor, catequista, ministro, data e lugar da admissão. Mistagogia = compreensão e vivência do mistério (após o Batismo; no tempo pascal) Mistagogia = compreensão e vivência do mistério (após o Batismo; no tempo pascal) Neófitas = assim são denominados os recém-batizados Neófitas = assim são denominados os recém-batizados Padrinho/madrinha = pai ou mãe espiritual, da fé, escolhido(a) pelos eleitos por seu exemplo e amizade, com a aprovação do presbítero e designado(a) antes da eleição: pode ser o(a) mesmo(a) introdutor(a)-acompanhante. Padrinho/madrinha = pai ou mãe espiritual, da fé, escolhido(a) pelos eleitos por seu exemplo e amizade, com a aprovação do presbítero e designado(a) antes da eleição: pode ser o(a) mesmo(a) introdutor(a)-acompanhante. Pré-catecumenato = tempo indeterminado de acolhimento na comunidade cristã (integrando-o num grupo de cristãos ex. Círculos Bíblicos, etc.), de evangelização, de conversão, de um certo costume de rezar e invocar a Deus. Neste tempo é feito o colóquio- exame do catequista com cada um e com seu introdutor-acompanhante. Pré-catecumenato = tempo indeterminado de acolhimento na comunidade cristã (integrando-o num grupo de cristãos ex. Círculos Bíblicos, etc.), de evangelização, de conversão, de um certo costume de rezar e invocar a Deus. Neste tempo é feito o colóquio- exame do catequista com cada um e com seu introdutor-acompanhante. Simpatizantes = outro termo para designar os candidatos que estão fazendo pré- catecumenato Simpatizantes = outro termo para designar os candidatos que estão fazendo pré- catecumenato

24 MENSAGEM FINAL Assumir o Catecumenato da iniciação cristã e os sagrados ritos que o acompanham (RICA) é um dever de fidelidade e de obediência ao Concílio Vaticano II e a Igreja. Assumir o Catecumenato da iniciação cristã e os sagrados ritos que o acompanham (RICA) é um dever de fidelidade e de obediência ao Concílio Vaticano II e a Igreja. Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA) é questão de atenção aos sinais dos tempos e a nossa realidade (fim da cristandade, processo de descristianização e de pluralismo religioso que caracteriza o novo milênio e, ao mesmo tempo...) Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA) é questão de atenção aos sinais dos tempos e a nossa realidade (fim da cristandade, processo de descristianização e de pluralismo religioso que caracteriza o novo milênio e, ao mesmo tempo...) Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA), é atender aos apelos do novo Diretório Nacional de Catequese, da V Conferência do episcopado latino-americano (Aparecida), etc. Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA), é atender aos apelos do novo Diretório Nacional de Catequese, da V Conferência do episcopado latino-americano (Aparecida), etc. Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA), vai ser um maravilhoso instrumento de renovação da pastoral e da catequese em nossas dioceses e paróquias: o Catecumenato faz com que toda comunidade eclesial esteja envolvida.... Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA), vai ser um maravilhoso instrumento de renovação da pastoral e da catequese em nossas dioceses e paróquias: o Catecumenato faz com que toda comunidade eclesial esteja envolvida.... Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA) é questão de ardor missionário e de prioridade da evangelização, conforme a ordem de Jesus (Vão, preguem o Evangelho a todos, façam que todos sejam meus discípulos; depois batize-os!-Mt 28,19), o exemplo do Apóstolo Paulo (Ai de mim se não evangelizar! – 1 Cor 9,16 ) e dos santos Padres da Igreja. Assumir o Catecumenato e os sagrados ritos (RICA) é questão de ardor missionário e de prioridade da evangelização, conforme a ordem de Jesus (Vão, preguem o Evangelho a todos, façam que todos sejam meus discípulos; depois batize-os!-Mt 28,19), o exemplo do Apóstolo Paulo (Ai de mim se não evangelizar! – 1 Cor 9,16 ) e dos santos Padres da Igreja.

25 É bom relembrar a introdução no RICA: A fiel observância do RICA e o conveniente aproveitamento com criatividade e senso pastoral das diversas opções oferecidas, hão de levar a própria comunidade eclesial a redescobrir a riqueza admirável dos Sacramentos de iniciação cristã! (Dom Geraldo). É bom relembrar a introdução no RICA: A fiel observância do RICA e o conveniente aproveitamento com criatividade e senso pastoral das diversas opções oferecidas, hão de levar a própria comunidade eclesial a redescobrir a riqueza admirável dos Sacramentos de iniciação cristã! (Dom Geraldo). Criatividade e senso pastoral, inculturação e adaptação, unidade e colegialidade... No respeito comum da disciplina do catecumenato, as Dioceses e a Conferência episcopal são convidadas pelo próprio RICA a estabelecer métodos e convalidar experiências. Criatividade e senso pastoral, inculturação e adaptação, unidade e colegialidade... No respeito comum da disciplina do catecumenato, as Dioceses e a Conferência episcopal são convidadas pelo próprio RICA a estabelecer métodos e convalidar experiências. Enfim, neste início do novo milênio a Igreja quer re-introduzir a mais marcante experiência missionária e evangelizadora de sua história: algo que tinha acabado há 1500 anos! Não vai ser fácil esta virada...há muita coisa que deve ser estudado, discutido, experimentado. O importante é ter a coragem de começar. O caminho se faz andando: na certeza que o Espírito Santo continua guiando sua Igreja, como fogo que ilumina a noite, como vento que empurra pra frente! Enfim, neste início do novo milênio a Igreja quer re-introduzir a mais marcante experiência missionária e evangelizadora de sua história: algo que tinha acabado há 1500 anos! Não vai ser fácil esta virada...há muita coisa que deve ser estudado, discutido, experimentado. O importante é ter a coragem de começar. O caminho se faz andando: na certeza que o Espírito Santo continua guiando sua Igreja, como fogo que ilumina a noite, como vento que empurra pra frente!

26 Peçam por nós, para que Deus nos abra uma porta para a pregação, a fim de anunciarmos o mistério de Cristo com linguagem conveniente! (Paulo aos Colossenses 4,3-4)


Carregar ppt "Cristãos não se nasce, torna-se! (Tertuliano - primeiro escritor latino 195-240 - igreja de Cartago-África)"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google