A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco."— Transcrição da apresentação:

1 1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco

2 2 NASCIMENTO

3 3 João Melquior Bosco nasceu na aldeia de Murialdo, num pequeno povoado chamado Becchi, no dia 16 de agosto de 1815.

4 4 A FAMÍLIA BOSCO

5 5 Eram seus pais Francisco Bosco e Margarida Occhiena, camponeses que com trabalho e economia ganhavam honestamente o pão de cada dia.

6 6 Eram seus irmãos José, nascido em 8 de abril de 1813, portanto, 02 anos e 04 meses mais velho que ele. Antonio, filho do 1 º casamento de Francisco, nascido a 03 de fevereiro de 1808, portanto 7,5 anos mais velho que ele.

7 7 Completava a Família Bosco, a vovó paterna, Margarida Zucca, com mais de 70 anos.

8 8 A MORTE DO PAI

9 9 Francisco Bosco morreu a 12 de maio de 1817, aos 34 anos, vítima de uma pneumonia, deixando o menino João Bosco órfão com apenas 02 anos incompletos.

10 10 Últimas palavras à esposa: __ Margarida, tenha confiança em Deus.

11 11 Por mais que o chamassem, João Bosco não queria deixar o quarto do pai.

12 12 Diálogo com a mãe: __ Vem João, vem comigo! Dizia Margarida com insistência. __ Se papai não vem, eu também não vou, retorquiu João Bosco. __ Pobre filho, continuou Margarida. Já não tens mais pai!

13 13 Margarida chorava e João também chorava por vê-la chorar. Nem sequer imaginava a desgraça que é perder um pai.

14 14 A responsabilidade de manter as 05 pessoas recai então sobre Mamãe Margarida.

15 15 A GRANDE SECA E A CRISE DE ALIMENTOS

16 16 Para complicar, vem uma seca terrível, os preços dos poucos alimentos sobem assustadoramente. Pessoas são encontradas mortas com a boca cheia de capim, com o que haviam tentado matar a fome.

17 17 Os alimentos acabaram e mamãe Margarida dá dinheiro ao vizinho Bernardo Cavalo, pedindo-lhe que fosse nos povoados comprar alimentos.

18 18 Bernardo, ansiosamente aguardado, voltou 02 dias depois, trazendo apenas o dinheiro de volta. Não achara nada para comprar. O medo e o desespero tomou conta de todos.

19 19 DETERMINAÇÃO, CORAGEM E FÉ INABALÁVEL

20 20 Numa 2 ª tentativa, mamãe Margarida, sem perder a coragem, foi até os vizinhos pedir algo para comer mas não encontrou ninguém que a pudesse ajudar.

21 21 Lembrou-se então daquilo que o marido lhe dissera na hora da morte: tenha confiança em Deus. Chegando em casa, chamou a todos: __ venham aqui, vamos ajoelhar e rezar!

22 22 Depois de breve oração, levantou-se e exclamou: __ Em casos extremos deve-se empregar meios extremos!

23 23 Foi então até o estábulo, juntamente com o senhor Bernardo, matou um bezerro, fazendo cozinhar a toda pressa uma parte para saciar a fome da família extenuada.

24 24 Dias mais tarde foi possível encontrar cereais, mesmo que a preços elevados, trazidos de povoados distantes. É fácil imaginar quanto deve ter sofrido e labutado aquela mãe, sobretudo naquele ano calamitoso.

25 25 Esta crise de víveres foi superada com muito trabalho, persistência e economia nas pequenas coisas e sem a menor dúvida, com a ajuda providencial de Deus.

26 26 ZELO MATERNO

27 27 Passados estes dias terríveis e melhorando a situação econômica, mamãe Margarida recebeu uma vantajosa proposta de casamento, contudo respondeu invariavelmente com toda firmeza: __ Deus me deu um marido e tirou-o de mim. Ele morreu e deixou-me 03 filhos, e eu seria uma mãe cruel se os abandonasse justamente quando mais precisam de mim.

28 28 Insistiram dizendo que os filhos seriam confiados a um bom tutor que havia de cuidar muito bem deles. __ Um tutor é um amigo, ao passo que eu sou mãe dos meus filhos. Não os abandonarei jamais, ainda que me ofereçam todo o ouro do mundo.

29 29 MÃE CATEQUISTA

30 30 Seu maior cuidado foi instruir os filhos na religião, torná-los obedientes e ocupá-los em coisas compatíveis com a idade deles.

31 31 Dom Bosco relata: Quando eu era pequenino, ela mesmo me ensinou as orações; quando pude juntar-me aos meus irmãos, fazia-me ajoelhar com eles, de manhã e de noite, e juntos rezávamos as orações e o terço.

32 32 Ela mesmo me preparou para a primeira confissão; acompanhou-me à igreja, confessou-se antes de mim, recomendou- me ao confessor e depois ajudou-me a fazer a Ação de Graças. Continuou a ajudar-me até julgar-me capaz de sozinho, confessar-me dignamente.

33 33 AS DIFICULDADES PARA ESTUDAR

34 34 Assim cheguei aos 09 anos de idade mamãe queria enviar-me à escola, mas preocupava- se com a distância, já que estávamos à 05 quilômetros do povoado de Castelnuovo. Por outro lado, meu irmão Antonio, agora com 16 anos, opunha-se à minha ida à escola.

35 35 Chegou-se então a uma solução: durante o inverno eu iria à escola no povoado de Capríglio; durante o verão contentaria meu irmão, trabalhando no campo.

36 36 Em Capríglio aprendi a ler e a escrever. Meu professor era um sacerdote muito piedoso, chamado José Delacqua. Foi muito atencioso comigo interessando-se de bom grado pela minha instrução e mais ainda pela minha educação cristã.

37 37 TRABALHO PARA CASA

38 38 1- Quais foram os fatos mais marcantes da infância de Dom Bosco? 2- Quem foi o ( a ) personagem principal nesta parte da história? 3- Qual é o perfil de Mamãe Margarida? 4- O que aprendemos neste subsídio que podemos usar em nosso dia a dia ?

39 39 PARTILHA

40 40 R1- Fatos marcantes: - A morte do pai, ( órfão com 02 anos ) - A crise de alimentos, - A dificuldade para estudar, - O zelo materno pela sua educação religiosa.

41 41 R2- Personagem principal: Mamãe Margarida. Aliás, Mamãe Margarida é marca indelével na vida de Dom Bosco.

42 42 R3- Perfil marcante de Mamãe Margarida: – fé inabalável – amor à família – iniciativa – coragem – fidelidade aos princípios da fé – castidade – desapego às coisas materiais – cuidado com a educação dos filhos – zelo apostólico,

43 43 R 4- O que nos ensina Mamãe Margarida: Determinação – em casos extremos deve se empregar meios extremos. - Formação religiosa – fundamental em nossa vida familiar e associativa. - Liderança – baseada na firmeza, ousadia e generosidade.

44 44 Recomendações sobre a PARTILHA Sua projeção deve ser feita sempre após coleta e registro do Trabalho para casa da aula anterior. Após a mesma, entregar a Folha de Partilha que complementa o texto entregue no fim da Encontro anterior.

45 45 Para registrar a entrega do trabalho para casa, presença e avaliações, usar MP – 03: Controle de Performance. Vide Manual de Procedimentos.

46 46 Mamãe Margarida é considerada, e com todos os méritos, a Pioneira dos Salesianos Cooperadores. Creio, seja ela, sem dúvida, uma das maiores inspirações de Dom Bosco na criação de nossa Associação. Sc Antonio Rodrigues da Silva Pasta da Formação Sc_arodrigues@yahoo.com.br


Carregar ppt "1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google