A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco."— Transcrição da apresentação:

1 1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco

2 2 NASCIMENTO

3 3 João Melquior Bosco nasceu na aldeia de Murialdo, num pequeno povoado chamado Becchi, no dia 16 de agosto de 1815.

4 4 A FAMÍLIA BOSCO

5 5 Eram seus pais Francisco Bosco e Margarida Occhiena, camponeses que com trabalho e economia ganhavam honestamente o pão de cada dia.

6 6 Eram seus irmãos José, nascido em 8 de abril de 1813, portanto, 02 anos e 04 meses mais velho que ele. Antonio, filho do 1 º casamento de Francisco, nascido a 03 de fevereiro de 1808, portanto 7,5 anos mais velho que ele.

7 7 Completava a Família Bosco, a vovó paterna, Margarida Zucca, com mais de 70 anos.

8 8 A MORTE DO PAI

9 9 Francisco Bosco morreu a 12 de maio de 1817, aos 34 anos, vítima de uma pneumonia, deixando o menino João Bosco órfão com apenas 02 anos incompletos.

10 10 Últimas palavras à esposa: __ Margarida, tenha confiança em Deus.

11 11 Por mais que o chamassem, João Bosco não queria deixar o quarto do pai.

12 12 Diálogo com a mãe: __ Vem João, vem comigo! Dizia Margarida com insistência. __ Se papai não vem, eu também não vou, retorquiu João Bosco. __ Pobre filho, continuou Margarida. Já não tens mais pai!

13 13 Margarida chorava e João também chorava por vê-la chorar. Nem sequer imaginava a desgraça que é perder um pai.

14 14 A responsabilidade de manter as 05 pessoas recai então sobre Mamãe Margarida.

15 15 A GRANDE SECA E A CRISE DE ALIMENTOS

16 16 Para complicar, vem uma seca terrível, os preços dos poucos alimentos sobem assustadoramente. Pessoas são encontradas mortas com a boca cheia de capim, com o que haviam tentado matar a fome.

17 17 Os alimentos acabaram e mamãe Margarida dá dinheiro ao vizinho Bernardo Cavalo, pedindo-lhe que fosse nos povoados comprar alimentos.

18 18 Bernardo, ansiosamente aguardado, voltou 02 dias depois, trazendo apenas o dinheiro de volta. Não achara nada para comprar. O medo e o desespero tomou conta de todos.

19 19 DETERMINAÇÃO, CORAGEM E FÉ INABALÁVEL

20 20 Numa 2 ª tentativa, mamãe Margarida, sem perder a coragem, foi até os vizinhos pedir algo para comer mas não encontrou ninguém que a pudesse ajudar.

21 21 Lembrou-se então daquilo que o marido lhe dissera na hora da morte: tenha confiança em Deus. Chegando em casa, chamou a todos: __ venham aqui, vamos ajoelhar e rezar!

22 22 Depois de breve oração, levantou-se e exclamou: __ Em casos extremos deve-se empregar meios extremos!

23 23 Foi então até o estábulo, juntamente com o senhor Bernardo, matou um bezerro, fazendo cozinhar a toda pressa uma parte para saciar a fome da família extenuada.

24 24 Dias mais tarde foi possível encontrar cereais, mesmo que a preços elevados, trazidos de povoados distantes. É fácil imaginar quanto deve ter sofrido e labutado aquela mãe, sobretudo naquele ano calamitoso.

25 25 Esta crise de víveres foi superada com muito trabalho, persistência e economia nas pequenas coisas e sem a menor dúvida, com a ajuda providencial de Deus.

26 26 ZELO MATERNO

27 27 Passados estes dias terríveis e melhorando a situação econômica, mamãe Margarida recebeu uma vantajosa proposta de casamento, contudo respondeu invariavelmente com toda firmeza: __ Deus me deu um marido e tirou-o de mim. Ele morreu e deixou-me 03 filhos, e eu seria uma mãe cruel se os abandonasse justamente quando mais precisam de mim.

28 28 Insistiram dizendo que os filhos seriam confiados a um bom tutor que havia de cuidar muito bem deles. __ Um tutor é um amigo, ao passo que eu sou mãe dos meus filhos. Não os abandonarei jamais, ainda que me ofereçam todo o ouro do mundo.

29 29 MÃE CATEQUISTA

30 30 Seu maior cuidado foi instruir os filhos na religião, torná-los obedientes e ocupá-los em coisas compatíveis com a idade deles.

31 31 Dom Bosco relata: Quando eu era pequenino, ela mesmo me ensinou as orações; quando pude juntar-me aos meus irmãos, fazia-me ajoelhar com eles, de manhã e de noite, e juntos rezávamos as orações e o terço.

32 32 Ela mesmo me preparou para a primeira confissão; acompanhou-me à igreja, confessou-se antes de mim, recomendou- me ao confessor e depois ajudou-me a fazer a Ação de Graças. Continuou a ajudar-me até julgar-me capaz de sozinho, confessar-me dignamente.

33 33 AS DIFICULDADES PARA ESTUDAR

34 34 Assim cheguei aos 09 anos de idade mamãe queria enviar-me à escola, mas preocupava- se com a distância, já que estávamos à 05 quilômetros do povoado de Castelnuovo. Por outro lado, meu irmão Antonio, agora com 16 anos, opunha-se à minha ida à escola.

35 35 Chegou-se então a uma solução: durante o inverno eu iria à escola no povoado de Capríglio; durante o verão contentaria meu irmão, trabalhando no campo.

36 36 Em Capríglio aprendi a ler e a escrever. Meu professor era um sacerdote muito piedoso, chamado José Delacqua. Foi muito atencioso comigo interessando-se de bom grado pela minha instrução e mais ainda pela minha educação cristã.

37 37 TRABALHO PARA CASA

38 38 1- Quais foram os fatos mais marcantes da infância de Dom Bosco? 2- Quem foi o ( a ) personagem principal nesta parte da história? 3- Qual é o perfil de Mamãe Margarida? 4- O que aprendemos neste subsídio que podemos usar em nosso dia a dia ?

39 39 PARTILHA

40 40 R1- Fatos marcantes: - A morte do pai, ( órfão com 02 anos ) - A crise de alimentos, - A dificuldade para estudar, - O zelo materno pela sua educação religiosa.

41 41 R2- Personagem principal: Mamãe Margarida. Aliás, Mamãe Margarida é marca indelével na vida de Dom Bosco.

42 42 R3- Perfil marcante de Mamãe Margarida: – fé inabalável – amor à família – iniciativa – coragem – fidelidade aos princípios da fé – castidade – desapego às coisas materiais – cuidado com a educação dos filhos – zelo apostólico,

43 43 R 4- O que nos ensina Mamãe Margarida: Determinação – em casos extremos deve se empregar meios extremos. - Formação religiosa – fundamental em nossa vida familiar e associativa. - Liderança – baseada na firmeza, ousadia e generosidade.

44 44 Recomendações sobre a PARTILHA Sua projeção deve ser feita sempre após coleta e registro do Trabalho para casa da aula anterior. Após a mesma, entregar a Folha de Partilha que complementa o texto entregue no fim da Encontro anterior.

45 45 Para registrar a entrega do trabalho para casa, presença e avaliações, usar MP – 03: Controle de Performance. Vide Manual de Procedimentos.

46 46 Mamãe Margarida é considerada, e com todos os méritos, a Pioneira dos Salesianos Cooperadores. Creio, seja ela, sem dúvida, uma das maiores inspirações de Dom Bosco na criação de nossa Associação. Sc Antonio Rodrigues da Silva Pasta da Formação


Carregar ppt "1 PROGRAMA DE FORMAÇÃO INICIAL I FASE – SUBSÍDIO PFI 04 A Infância de Dom Bosco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google