A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A GRICULTOR E MPREENDEDOR – O S EGMENTO E SQUECIDO Agricultores empreendedores e comerciais emergentes em Moçambique David A. Korver & Mário Falcão Quinta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A GRICULTOR E MPREENDEDOR – O S EGMENTO E SQUECIDO Agricultores empreendedores e comerciais emergentes em Moçambique David A. Korver & Mário Falcão Quinta."— Transcrição da apresentação:

1 A GRICULTOR E MPREENDEDOR – O S EGMENTO E SQUECIDO Agricultores empreendedores e comerciais emergentes em Moçambique David A. Korver & Mário Falcão Quinta do Índico, Lda.

2 Estrutura da apresentação Breve descrição do sector Definição do agricultor empreendedor Investigação e extensão Agricultores emergentes Ambiente de negócios para agricultores empreendedores Género e o agricultor empreendedor

3 Sector de Agricultura em Moçambique Importante contribuinte para o desenvolvimento económico do país, especialmente nas áreas rurais Sub-sector comercial representa somente 0.01% das unidades e explora 2% da área cultivável Sub-sector familiar unidades pequenas (<5 ha) 99% das unidades 95% da área cultivada em Moçambique

4 Sector de Agricultura em Moçambique O sector familiar pratica agricultura de subsistência utlizando na sua maioria tecnologias inapropriadas, com poucos meios. Há falta de insumos de produção nas áreas rurais; A maioria não utiliza sementes melhoradas, fertilizantes, pesticidas, adubo ou tracção animal (acesso, conhecimento e preço); Tracção animal – baixo uso (questão cultural, guerra, falta de agua, etc..)

5 Problemas no Sector de Agricultura em Moçambique Baixa produtividade; Altos riscos climáticos; Baixo investimento; Fracas capacidades de pesquisa, extensão e tecnologias; Alto valor de perdas pos-produção (40%);

6 PESQUISA E SERVIÇOS DE ASSESSORIA InstituiçãoAnoCursosNível Instituto de Investigação Agrária de Moçambique FAEF1963 Enga. Agronómica e Florestal Licenciatura e MSc Faculdade de Veterinária1964VeterináriaLicenciatura Instituo Superior Politécnico de Gaza 2006 Enga. Agrícola e Enga. Zootécnica Licenciatura Instituo Superior Politécnico de Manica 2006Enga. AgrícolaLicenciatura Universidade do Zambeze2008 Universidade do Lurio2008

7 PESQUISA E SERVIÇOS DE ASSESSORIA InstituiçãoAno de criaçãoCursosNível Cruzeiro do Sul2002- Universidade Mussa Bin Bique1998AgriculturaLicenciatura Faculdade de Agricultura de Cuamba1998AgriculturaBacharelato

8 Linhas de Pesquisa Necessárias Inventário, uso sustentável, gestão e preservação de recursos agrícolas e naturais; Agregação dos dados e sistemas da partilha para recursos naturais e biodiversidade; Caracterização de sistemas de produção e de seu impacto potencial em edições agro-ecológicas e socio-económicas; Inventário e preservação do material genético de recursos locais e adaptados; Tecnologias Pos-colheita, de preservação e de processamento, incluindo a ligação à agro-industria;

9 Linhas de Pesquisa Necessárias Aplicação de tecnologias tais como a biotecnologia e a criação de animais para a melhoria da produção e a produtividade de recursos locais e da espécie exótica; Desenvolvimento e adaptação de tecnologias da irrigação para sistemas de produção diferentes (pequeno produtor e cultivo agro-industrial); Controle e segurança da qualidade de alimento; Controle das doenças, vectores das doenças e pragas das plantas e dos animais, assim como doenças;

10 Linhas de Pesquisa Necessárias Estudos Ethno-botânicos, para aproveitar o potencial da espécies diferentes das plantas e para promover seu uso na saúde e na nutrição; Domesticação e gerência dos animais selvagens no cativeiro; Transferência tecnológica no vários campos da agricultura.

11 Sector de Agricultura Políticas e Estratégias Nas ultimas 3 decadas o Governo tem vindo a fazer mudancas institucionais a procura de politicase strategias adequadas; Não há falta de estratégias ou politicas; Estes planos e estratégias são específicos, de boa qualidade, embora em alguns casos, muito ambiciosos e pouco específicos em termos de actividades praticas. Não reconhecem como tal o papel do agricultor empreendedor; O problema não é a falta de visão, estratégias ou politicas mas de implementação!.

12 O Agricultor Empreendedor

13 Definindo o Agricultor Empreendedor O Agricultor Empreendedor ainda não se encontra qualificado em Moçambique. Até agora, em estratégias e politicas é visto por alguns como o segmento esquecido entre o segmento de agricultura familiar de subsistência e o comercial. Emergente » Comercial Emergente » Empreendedor O tamanho é importante Mercados de Nicho

14 Definindo o Agricultor Empreendedor Tem uma área de 10 hectares ou mais, sendo 1% do total de agricultores (dependendo do produto) Moçambicano ou estrangeiro Para Moçambicanos pode ser ou não a sua actividade principal de rendimento Poderia assegurar um meio de subsistência básica com base na agricultura Tem algum a bom conhecimento do mercado e das cadeias de valor Principalmente dirigido a culturas de rendimento e horticultura mas não exclusivamente Tem algum equipamento (bomba, tractor, viatura, etc.) Normalmente não procura financiamento de bancos por causa das taxas de juros altas

15 Definindo o Agricultor Empreendedor Poderá ter ou não DUAT parcial ou para todos os terrenos Poderá ter experiência na agricultura (através de experiência e educação) mas também na pratica. É as vezes subsidiado Poderá ter contractos / concessão, mas na maioria trabalha independentemente. Não precisa (da maioria) dos serviços disponíveis de momento, mas principalmente de informação de mercado, serviços de desenvolvimento de negócios, desenvolvimento de cadeias de valor e acesso a financiamento adequado. Necessita de informação de mercado ex-ante

16 Agricultores Emergentes São considerados como parte dos 99% de agricultores que: Têm capacidade de entrar no mercado formal, têm acesso a credito para produção e intensificação. Têm uma área superior a 2 hectares cultivados Condições médias de habitação e vestuário Empregam outras pessoas (informalmente ou formalmente) Conseguem assegurar 60% a 80% das suas necessidades de alimentação, compram o resto Têm reservas alimentares para um ano. Têm varias actividades de geração de rendimento, incluindo emprego formal, comercio, venda de excedentes ou culturas de rendimento. Têm animais de varias espécies, incluindo 4% que tem gado. As vendas de animais contribuem para o rendimento com 5% a 20% Com base na quantificação do tamanho do terreno cultivado, representariam 22% do total de 99% de agricultura de pequena escala e um total de 704 mil agregados familiares.

17 Formas de Organização de Agricultores Comercial (Limitada ou SARL), empresas registadas, com pessoal e orientação de geração de lucros. Associação ONGs Associações de Produtores Orientação para venda Orientação para prestação de serviços aos membros Cooperativas (forma mais recente) 1º Nível 2º Nível: uniões, federações, confederações de cooperativas do 1o nível. Problema: Quase tudo é uma Associação.

18 Serviços de Assessoria e Extensão Regista-se progresso, mas trabalho a ser feito. Desenvolvimento da Oferta Reorientação do Sector Publico e Apoio Promoção do Sector Privado e ONGs e Apoio Desenvolvimento de Provedores de Serviços Promoção de provedores de serviços do sector privado e ONGs Estabelecimento de Agricultores Promotores Desenvolvimento da Procura Empoderamento e Organização de Agricultores Desenvolvimento de Grupos, Associações e Empresas Provisão de Serviços Agrícolas A nível provincial A nível distrital/local, separadas para distritos avançados, limitados e de baixa prioridade.

19 Ambiente de Negócios para o Agricultor Empreendedor Acesso limitado a financiamento, especialmente para a agricultura, altas taxas de juros Infra-estruturas insuficientes (vias de acesso, comunicações, electricidade) Cadeias de valor subdesenvolvidas Falta de fornecedores de serviços para negócios (BDS Providers) Falta de informação de mercado ex-ante Falta de Marketing Boards Burocracia Competição pouco justa Alto custo de fertilizantes e adubos Como resultado destes desafios, o mercado domestico esta ainda subdesenvolvido, o que é um dos maiores limitantes no desenvolvimento do sector. Pequenos produtores têm pouco acesso aos mercados e não conseguem tirar proveito da colocação do produto no mercado.

20 Ambiente de Negócios para o Agricultor Empreendedor Integração Regional Reconhecimento do Segmento Esquecido Culturas de Rendimento e Básicas Agricultura Fomentada (Out-growers), Concessionários, Contratos Investimento em esquemas de irrigação e produção grandes Terra para estrangeiros

21 Ambiente de Negócios para o Agricultor Empreendedor Substituição da Importação Integração Regional (SADC) Mercados locais vs internacionais Rural vs (Peri)Urbano Processamento Biocombustiveis e Óleos Desenvolvimento de Cadeias de Valor Financiamento Desenvolvimento Económico Local

22 Ambiente de Negócios para o Agricultor Empreendedor Incentivos em temos de taxas, impostos Redução de Tarifas (EDM) IPEX, CEPAGRI Informação de Mercado Serviços de Extensão

23 Género e o Agricultor Empreendedor Existem poucos (ou mesmo nenhuns) dados sobre o papel do género em relação ao agricultor empreendedor, embora o a questão de género tenha sido incluído na maioria das politicas e estratégias do sector. Existe ainda uma estratégia de género para o sector de agricultura elaborada pela Unidade de Género do MINAG. Poderá haver uma contradição em termos de dar enfoque ao agricultor empreendedor, área na qual por diversas razoes (sociais, culturais, politicas, económicas) a mulher esta subrespresentada. Uma estratégia de género em relação ao agricultor empreendedor devia focalizar principalmente na remoção de barreiras sociais, económicas, politicas e culturais que limitam, ou poderão limitar, as mulheres a se tornarem agricultores empreendedores em vez de uma politica de discriminação positiva para agricultores empreendedores de sexo feminino.

24 Possibilidades para a Abordagem do APF Qualificar o Agricultor Empreendedor Informação de Mercado Marketing Boards Papel do Comerciante Acesso adequado a financiamento Provedores de Serviços para o Negocio Produtos Mercados locais, regionais e / ou de exportação Seguros para agricultores

25 Muito obrigado!


Carregar ppt "A GRICULTOR E MPREENDEDOR – O S EGMENTO E SQUECIDO Agricultores empreendedores e comerciais emergentes em Moçambique David A. Korver & Mário Falcão Quinta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google