A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Os especialistas são pessoas que sabem cada vez mais sobre cada vez menos, até saberem tudo sobre coisa nenhuma Carla Pereira Fev. 2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Os especialistas são pessoas que sabem cada vez mais sobre cada vez menos, até saberem tudo sobre coisa nenhuma Carla Pereira Fev. 2014."— Transcrição da apresentação:

1 Os especialistas são pessoas que sabem cada vez mais sobre cada vez menos, até saberem tudo sobre coisa nenhuma Carla Pereira Fev. 2014

2 Pais Competências Emocionais e sociais Responsabilidade de transmissão das mesmas As habilidades individuais determinam a adaptação do individuo ao meio…

3 Educação Parental- Educação Parental- Deve basear-se na compreensão das emoções que explicam os comportamentos ( e não basear-se na tentativa de controlo dos mesmos) Emoções Positivas : Desenvolvem fortes características individuais; Geram outras emoções positivas; Conhecer os nossos filhos significa identificar as suas forças tão bem quanto as suas fraquezas.

4 Sustento Estrutura e orientação Reconhecimento Da parte dos pais, espera-se que: Sustento – Responde-se às necessidades de carinho, amor e segurança; Estrutura e orientação – Proporcionar à criança uma sensação de segurança, uma rotina previsível e limites necessários; Reconhecimento – Ouvindo a criança e valorizando-a como um individuo de plenos direitos;

5 Empoderamento/ autonomia Educação não violenta – Empoderamento/ autonomia - melhorando a noção de competência e de controlo pessoal da criança; Educação não violenta – Excluindo todos os castigos corporais e psicológicos humilhantes (o castigo corporal é uma violação aos direitos da criança no que diz respeito à integridade física e dignidade humana

6 Os pais … São calorosos e protetores; Passam tempo de qualidade com eles; Tentam compreender as suas experiências de vida e comportamentos; Explicam as regras que eles devem respeitar; Elogiam o bom comportamento; Reagem ao mau comportamento com uma explicação, e, se necessário com um castigo não violento (ex. Reparar danos, menos mesada…) em alternativa a uma punição severa. Em suma… as crianças fazem melhor quando…

7 A Família A Família é uma unidade social diversa nas suas formas possíveis, que enfrenta uma série de tarefas de desenvolvimento ao longo de um ciclo de vida, que variam em função de parâmetros históricos e culturais mas com raízes universais. Sistema multivariável complexo e em permanente mudança. Uma Família é o lugar para gerar o Amor, promover a Esperança, conter a Tristeza e ensinar a Pensar Donald Meltzer (adaptado)

8 Função Materna : Cuidados básicos; Relação afetiva; Estímulo; Introdução do Pai; Assegurar substitutos Função Paterna: Relação afetuosa; Sentido da realidade; Identificação sexual; Socialização; Autoridade e ordem; Constituir-se como suporte psicológico à mãe

9 As mães mais adequadas são as que são percebidas como: afetuosas, presentes e disponíveis que conseguem introduzir a frustração; cometem erros característicos de todas as patologias, sem nenhum deles em excesso. Os pais mais adequados são os que: reforçam os processos de vinculação; transmitem segurança e promovem uma separação progressiva na díade mãe/filho apoiando o processo de separação-individuação e introduzindo a dimensão da socialização para lá dos limites da família.

10 Famílias… Disponibilidade; Próximas e atentas às necessidades dos seus membros; Contacto mais envolvente dialogante e próximo; Não esquecem as situações de diálogo, prazer e lazer; Não ignoram as regras e a autoridade mas não abusam de autoritarismo;

11 Repetem rituais (refeições em conjunto, períodos de férias,…); Cometem erros que são admitidos e não são usados como arma de defesa; Procuram incutir o espírito de disciplina, lidar com o insucesso e ter responsabilidades; Incutem espírito de solidariedade.

12 Fatores familiares de Protecção Constituem aspetos protetores aqueles que tornam a família menos vulnerável: Qualidade de vida dos seus elementos; Adequação das condições de vida às necessidades; Possuir pai e mãe de qualidade; Boa relação com a família alargada.

13 Adequado estabelecimento de regras e estruturação durante a adolescência Comunicação franca e aberta Ampla atenção do prestador de cuidados no primeiro ano de vida Coesão familiar Diminuto conflito parental nos dois primeiros anos Mãe auto - confiante e positiva Meio familiar apoiante

14 Fatores Individuais Protetores (Garmezy´Masten, 1990) Autoconfiança Boas perícias de Comunicação Boas perícias de resolução de problemas Desenvolvimento sensório-motor e de linguagem adequados Adequada compreensão e boas perícias verbais, de escrita e de leitura Capacidade de captar a atenção de quem cuida Flexibilidade Procura de emoções Procura de contacto (…)

15 Pais confrontados com muitas perdas e com as tensões introduzidas pelos adolescentes para crescer; Pais podem experimentar sentimentos contraditórios e ambivalentes: abandono, esquecimento desinteresse ou então uma rivalidade agressiva e possessiva; Os sentimentos desencadeados por este processo revelam a sensibilidade dos pais, a sua vulnerabilidade, face àquilo com que o adolescente os confronta, os obriga a viver e a suportar, vulnerabilidade muito aumentada/intensificada nas famílias reconstruídas; A CRISE PARENTAL

16 Para crescer é preciso romper, agredir: como pode a família suportar a violência implícita a este movimento mantendo consistente o sentimento de amor? Pais que na infância dão segurança; pais que agora geram ambivalência, sentimentos contraditórios de amor - ódio; O Adolescente precisa de se separar daqueles com quem simultaneamente tem de identificar-se; AMBIVALÊNCIAS E CONTRADIÇÕES

17 Um meio de entrar em contacto com os pais é provocar o conflito; descobrir os seus próprios limites neste confronto; O Adolescente, ao mesmo tempo que procura ser ouvido tem um enorme receio de se expor; Precisa de provocar para descobrir em si o que há de diferente, caminhar para a individualidade/identidade;

18 Os pais devem ser capazes de aceitar ser o objeto das pulsões agressivas dos filhos : não devem deixar-se destruir ou atingir em profundidade, deprimindo-se ou ficando disfuncionais; A Família, os pais devem sobreviver às pulsões agressivas; Devem procurar manter-se interessados pelas atividades dos seus filhos, a indiferença pode ser vivida como abandono; Manter o diálogo procurando o sentido implícito das palavras;

19 A Importância da Autoridade O regresso dos pais autoritários Os pais têm de recuperar a autoridade perdida e deixarem de querer agradar aos filhos, ou o mundo estará perdido, afirma um dos mais famosos pediatras do mundo. Fomos saber porquê. Catarina Fonseca/10 Fev A autoridade significa serenidade, não violência.

20 Culturas Juvenis… São RESISTÊNCIA através dos rituais à ORDEM ADULTA: Lazer vs Trabalho Alteração voluntária da consciência vs Razão Visuais exuberantes vs Contenção na Aparência Aceleração vs Prudência (Fernandes, 2000)

21 Obrigado! Foi um prazer partilhar este momento convosco.


Carregar ppt "Os especialistas são pessoas que sabem cada vez mais sobre cada vez menos, até saberem tudo sobre coisa nenhuma Carla Pereira Fev. 2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google