A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Monitoramento Ambiental 1.Requisitos e recomendações técnicas 2.Terminologia e conceitos básicos 3.Estações meteorológicas/ambientais 4.Medidas de variáveis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Monitoramento Ambiental 1.Requisitos e recomendações técnicas 2.Terminologia e conceitos básicos 3.Estações meteorológicas/ambientais 4.Medidas de variáveis."— Transcrição da apresentação:

1 Monitoramento Ambiental 1.Requisitos e recomendações técnicas 2.Terminologia e conceitos básicos 3.Estações meteorológicas/ambientais 4.Medidas de variáveis ambientais 5.Metrologia ambiental Patrícia L. O. Guimarães 6.Estudos de caso

2 Rastreabilidade Metrológica na Instrumentação Meteorológica/Ambiental Atualmente a Organização Meteorológica Mundial (OMM) recomenda a utilização da ISO para os laboratórios de calibração e instrumentação meteorológica. Estes, por sua vez, devem buscar rastreabilidade nos Institutos Nacionais ou Internacionais de Metrologia ou nas suas redes de calibração.

3 Rastreabilidade Metrológica Alguns dos Institutos de Metrologia mais conhecidos na área de instrumentação meteorológica/ambiental: INMETRO (Brasil) -Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial NIST (EUA) -National Institute of Standards and Technology PTB (Alemanha) -Physikalisch-Technische Bundesanstalt, NPL (Inglaterra) -National Physical Laboratory, MIKES (Finlândia) - Mittatekniikan Keskus PMOD/WRC (Suíça) - Physikalisch-Meteorilogisches Observatorium Davos/World Radiation Center

4 Sistemas de Calibração O INPE está se capacitando a realizar calibrações nos sensores, transdutores e medidores que são utilizados nas pesquisas e monitoramento ambiental, em conformidade com normas internacionais (ISO, ASTM, ASHRAE, DIN, etc), proporcionando ao País um avanço nas áreas em que algumas grandezas ainda são pouco difundidas. Alguns sistemas de calibração já estão em fase de operação: Calibração de Temperatura e Umidade Relativa do Ar Calibração de Radiação Solar Calibração de Pressão Calibração de Pluviômetria

5 Sistemas de Calibração Temperatura e Umidade Relativa do Ar | Radiação Solar | Pressão | Pluviometria O sistema é composto por câmara climática, medidor de ponto de orvalho, termômetro padrão de resistência de platina e um sistema de aquisição de dados. O padrão de temperatura possui rastreabilidade ao NVLAP - National Voluntary Laboratory Accreditation Program, dos EUA. O padrão de ponto de orvalho tem rastreabilidade ao Lahig - Laboratório de Higrometria do INMETRO e os multímetros pela RBC - Rede Brasileira de Calibração, vinculada ao INMETRO. Também na área de umidade relativa têm-se os sais padrões da Vaisala, com rastreabilidade ao Finas - Finnish Accreditation Service, da Finlândia.

6 Sistemas de Calibração Temperatura e Umidade Relativa do Ar | Radiação Solar | Pressão | Pluviometria A calibração dos piranômetros é feita ao ar livre (outdoor) utilizando o Sol como fonte de radiação. Neste sistema o padrão de referência é um piranômetro com rastreabilidade ao PMOD/WRC - Physikalisch-Meteorologische Observatorium Davos/World Reference Center, em Davos, na Suíça. São utilizados também um datalogger ou um multímetro de 8 e ½ dígitos e um nanovoltímetro com rastreabilidade ao INMETRO. Além dos piranômetros também são calibrados sensores tipo PAR e saldo radiômetros.

7 Sistemas de Calibração Temperatura e Umidade Relativa do Ar | Radiação Solar | Pressão | Pluviometria O sistema de calibração de barômetros utiliza padrões de referência e de trabalho com rastreabilidade ao Lapre - Laboratório de Pressão do INMETRO e gás nitrogênio com rastreabilidade ao NIST - National Institute of Standards and Technology.

8 Sistemas de Calibração Temperatura e Umidade Relativa do Ar | Radiação Solar | Pressão | Pluviometria O sistema é composto por fluxímetro padrão, balança e volumetria calibrada, e tem rastreabilidade à Rede Brasileira de Calibração, RBC, do INMETRO

9 Sistema de Calibração de anemômetros O projeto para o sistema de calibração de anemômetros prevê, além da construção de um laboratório de anemometria, em conformidade com as normas técnicas IEC , ASTM D , ASTM D e ISO , a aquisição de um túnel de vento de fluxo uniforme e baixa turbulência (em conformidade com as normas ISO, IEC, ASTM), padrões de referência rastreados a um laboratório nacional ou internacional de metrologia, entre outros.

10 Resumo da Rastreabilidade Metrológica VARIÁVEL PADRÃO DE REFERÊNCIA / TRABALHO RASTREABILIDADE METROLÓGICA Temperatura do ar SPRT - Standard Platinum Resistance Thermometer, Fluke Temperatura do ponto de orvalho Cooled Mirror DewPointMeter, Michel Dewmete Umidade relativa do ar Humidity Calibrator, Vaisala HMK15, LiCl Salt 11% RH, MgCl2 Salt 33% RH, NaCl Salt 75% RH, K 2 SO 4 Salt 97% Precision Thermometer DIN, Amarell GmbH & Co. KG.10 Pressão atmosférica Pressure transmitter, marca Vaisala, modelo PTB220, faixa de trabalho: hPa Radiação Solar Pyranometer, Kipp&Zonen CM22. Pyrgeometer, Kipp&Zonen CG4.


Carregar ppt "Monitoramento Ambiental 1.Requisitos e recomendações técnicas 2.Terminologia e conceitos básicos 3.Estações meteorológicas/ambientais 4.Medidas de variáveis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google