A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Relações entre os trópicos e subtrópicos associadas ao padrão bimodal da circulação de verão sobre a América do Sul Dirceu L. Herdies e Maria Assunção.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Relações entre os trópicos e subtrópicos associadas ao padrão bimodal da circulação de verão sobre a América do Sul Dirceu L. Herdies e Maria Assunção."— Transcrição da apresentação:

1

2 Relações entre os trópicos e subtrópicos associadas ao padrão bimodal da circulação de verão sobre a América do Sul Dirceu L. Herdies e Maria Assunção F. da Silva Dias Mar del Plata, Argentina Third Meeting of Co-Principal Investigators of the Project IAI CRN-055

3 Objetivos Estudar o transporte de umidade entre os trópicos e subtrópicos associado ao padrão bimodal (ZCAS - NZCAS) da circulação de verão sobre a América do Sul. Estudar o transporte de umidade entre os trópicos e subtrópicos associado ao padrão bimodal (ZCAS - NZCAS) da circulação de verão sobre a América do Sul. Estudar as diferenças ocorridas na população de sistemas convectivos de mesoescala sobre a América do Sul durante um ano de El Niño e um ano de La Niña. Estudar as diferenças ocorridas na população de sistemas convectivos de mesoescala sobre a América do Sul durante um ano de El Niño e um ano de La Niña.

4 Dados utilizados dados observacionais de vento coletados durante os experimentos de campo do WETAMC-TRMM/LBA e PACS-SONET dados observacionais de vento coletados durante os experimentos de campo do WETAMC-TRMM/LBA e PACS-SONET dados diários de Radiação de Onda Longa obtidos do NOAA-CIRES dados diários de Radiação de Onda Longa obtidos do NOAA-CIRES dados mensais de precipitação coletados pelo satélite TRMM dados mensais de precipitação coletados pelo satélite TRMM análises de 6 em 6 h de vento, umidade específica e fluxo de umidade integrado verticalmente obtidas pelo modelo do DAO/NASA análises de 6 em 6 h de vento, umidade específica e fluxo de umidade integrado verticalmente obtidas pelo modelo do DAO/NASA imagens de 3 em 3 h do canal infravermelho do satélite GOES-8 imagens de 3 em 3 h do canal infravermelho do satélite GOES-8

5 O Padrão Bimodal da Circulação de Verão

6 Região do Experimento WETAMC/LBA Abracos Localização das estações de radiossondagens

7 OesteOesteLeste Vento Zonal Observado Análise

8 Definição do padrão bimodal de Janeiro de Fevereiro ZCAS NZCAS 19 de Janeiro a 21 de Fevereiro Ventos de oeste Ventos de leste

9 Slide 5 Ventos de oeste Ventos Ventosde leste leste

10

11

12 Corte Zonal

13 Vento zonal na região de AbracosVento meridional na região do Prata q na região de Abracos q na região do Prata

14 ZCASNZCAS

15 População de Sistemas Convectivos de Mesoescala

16

17

18 Análises do DAO/NASA Dados PACS-SONET

19 Localização das estações de radiossondagens

20 área de cobertura definida pela isoterma de 220 K > 2x10 5 km 2 área de cobertura definida pela isoterma de 210 K > 1x10 4 km 2 excentricidade > 0,2 duração mínima de 6 horas consecutivas Critérios utilizados na definição dos Sistemas Convectivos de Mesoescala O Software utilizado para definir os sistemas e suas trajetórias foi o MASCOTTE (Carvalho e Jones 2001).

21 Distribuição regional dos Sistemas Convectivos de Mesoescala

22

23

24 Baixos Níveis Altos Níveis

25 ZCAS

26

27 Conclusões Caracterização de um padrão bimodal da circulação de verão sobre a América do Sul, com ventos de oeste (leste) em baixos níveis sobre a região do experimento WETAMC/LBA associados à ocorrência de ZCAS (NZCAS); O transporte de umidade entre os trópicos e subtrópicos ocorre por dois caminhos principais, um associado à presença da ZCAS e outro ao JBN; O transporte de umidade entre os trópicos e subtrópicos ocorre por dois caminhos principais, um associado à presença da ZCAS e outro ao JBN; A região da bacia do Prata, freqüentemente caracterizada como um sumidouro de umidade atmosférica, poderia ser classificada como uma fonte quando a ZCAS está presente; A região da bacia do Prata, freqüentemente caracterizada como um sumidouro de umidade atmosférica, poderia ser classificada como uma fonte quando a ZCAS está presente; Em escala intrasazonal a ZCAS atua como um modulador da ocorrência do JBN e conseqüentemente na ocorrência de SCM na região da bacia do Prata; Em escala intrasazonal a ZCAS atua como um modulador da ocorrência do JBN e conseqüentemente na ocorrência de SCM na região da bacia do Prata; Em escala interanual pode-se associar a maior incidência de SCM na região da bacia do Prata a ocorrência de El Niño e a um número reduzido de sistemas na região dos Trópicos;

28 Sugestões para trabalhos Futuros Utilizar os dados gerados pelos experimentos de campo para validar os diversos conjuntos de re-análise (DAO/NASA, NCEP/NCAR e ECMWF) sobre a região da América do Sul; Geração de um conjunto de dados de re-análise piloto de alta resolução utilizando o modelo ETA/CPTEC e os dados dos experimentos do LBA e SALLJEX; Geração de um conjunto de dados de re-análise piloto de alta resolução utilizando o modelo ETA/CPTEC e os dados dos experimentos do LBA e SALLJEX; Estudar os efeitos da resolução da re-análise na caracterização do Jato de Baixos Níveis; Estudar os efeitos da resolução da re-análise na caracterização do Jato de Baixos Níveis; Com a experiência adquirida com as re-análises pilotos, geração de um novo conjunto de re-análise de longo prazo com a inclusão de dados de precipitação. Com a experiência adquirida com as re-análises pilotos, geração de um novo conjunto de re-análise de longo prazo com a inclusão de dados de precipitação.


Carregar ppt "Relações entre os trópicos e subtrópicos associadas ao padrão bimodal da circulação de verão sobre a América do Sul Dirceu L. Herdies e Maria Assunção."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google