A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Carvão Seminário Sistemas de Energia Dielson Moura de Paula Kevin Vidal Outubro 2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Carvão Seminário Sistemas de Energia Dielson Moura de Paula Kevin Vidal Outubro 2013."— Transcrição da apresentação:

1 Carvão Seminário Sistemas de Energia Dielson Moura de Paula Kevin Vidal Outubro 2013

2 Carvão (Não Renovável)

3 Carvão O carvão mineral, dependendo do tempo decorrido do processo de fossilização, pode ser: - do tipo turfa com aprox. 60% de carbono. - do tipo linhito com aprox. 70% de carbono. - do tipo hulha com aprox. 80 a 85% de carbono. - do tipo antracito com aprox. 90% de carbono.

4 Carvão

5

6 Tipos de LAVRAS SUBTERRÂNEA SUPERFÍCIE

7 Carvão Atualmente, a principal aplicação do carvão mineral no mundo é a geração de energia elétrica por meio de usinas termelétricas. Em segundo lugar vem a aplicação industrial para a geração de calor (energia térmica) necessário aos processos de produção, tais como secagem de produtos, cerâmicas e fabricação de vidros. Um desdobramento natural dessa atividade – e que também tem se expandido – é a co-geração ou utilização do vapor aplicado no processo industrial também para a produção de energia elétrica.

8 Carvão Pulverizado (PF); Usinas Supercríticas e Ultra Supercríticas ; Combustão em Leito Fluidizado; Gaseificação lntegrada com Ciclo Combinado; Processos de Produção de Energia Elétrica (Carvão Mineral)

9 BP World Statistical Review 2013 BEN 2013

10 Carvão Brasil (Áreas Produtoras)

11

12 BEN 2013

13 BP World Statistical Review 2013

14 Carvão Brasil (Termelétricas)

15

16 Carvão Brasil (Áreas Produtoras)

17 MUNDO

18 Reservas Mundiais (Fosseis)

19 BP Statistical Review of World Energy 2013 © BP 2013 Combustível Fossil (R/P) Anos

20 BP Statistical Review of World Energy 2012 © BP 2012 Primary energy world consumption Million tonnes oil equivalent

21 BP Statistical Review of World Energy 2013 © BP 2013 Primary energy regional consumption pattern 2012 Percentage

22 BP Statistical Review of World Energy 2013 © BP 2013 Relação Reservas /Produção (R/P) Anos 2012 by regionHistory

23 BP Statistical Review of World Energy 2013 © BP 2013 Source: Survey of Energy Resources 2010, World Energy Council. Distribuição de reservas provadas de Carvão em 1992, 2002 and 2012 Porcentagem

24 BP Statistical Review of World Energy 2013 © BP 2013 Carvão produção/consumo por região Mtoe Production by regionConsumption by region

25 BP Statistical Review of World Energy 2013 © BP 2013 Consumo Carvão per capita 2012 Toneladas de Óleo Equivalente

26

27

28

29

30 Referências Bibliográficas BP World Statistical Review 2013 Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) – disponível em www. aneel.gov.br BEN 2013 Empresa de Pesquisa Energética (EPE) – disponível em International Energy Agency (IEA) – disponível em World Coal Institute (WCI) – disponível em World Energy Council (WEC) – disponível em

31 Vantagens e desvantagens Petróleo restante (barris) Gás restante (boe) Carvão restante (boe) Dias para o fim:Anos para o fim Petróleo Gás Carvão Disponibilidade.

32 Vantagens e desvantagens Disponibilidade.

33 Vantagens e desvantagens Comparação com o óleo. ponto máximo da produçao de carvão E de petróleo

34 Vantagens e desvantagens Duvidas sobre reservas do carvão Tem o maior reservas do mondo

35 Vantagens e desvantagens Preço e seguranca da exploitação.

36 Vantagens e desvantagens Numerosas aplicações. Ele permite produzir um pouco de gás de carvão e um número grande de substâncias químicas de carbono ou hydrogènés. A produção de combustíveis líquidos do carvão. Uso do carvão limpo. O carvão Limpo. O controle das rejeições. A diminuição da temperatura de combustão. A transformação (processando) do carvão em gás. A co-combustão. A captura e o armazenamento de carbono

37 Vantagens e desvantagens Um energia nãorenovável e a extração/transportes são muito caro.

38 Vantagens e desvantagens Preço do carvão.

39 Vantagens e desvantagens Energia muito poluente.

40 Vantagens e desvantagens O mau exemplo da China.

41 Vantagens e desvantagens O mau exemplo da China.

42 Impactos Ambientais Processo de extração e o transporte.

43 Impacto humano. Desenvolvimento de certos cânceres. Melhoria da segurança mineira, mas resto muito perigoso. Liberação de grisu, prejudicial para o homem. Impactos Ambientais

44 Processo transformação e/ou combustão. Impactos Ambientais

45 Contribuições a poluição climática. Em 2003, aproximadamente 25,0 bilhão tonelada-equivalente-gás carbônico Impactos Ambientais

46 Referências


Carregar ppt "Carvão Seminário Sistemas de Energia Dielson Moura de Paula Kevin Vidal Outubro 2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google