A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tipos de Sistema Circulatório. VASOS SANGUÍNEOS A aorta transporta sangue oxigenado do ventrículo esquerdo do coração para os diversos tecidos do corpo;

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tipos de Sistema Circulatório. VASOS SANGUÍNEOS A aorta transporta sangue oxigenado do ventrículo esquerdo do coração para os diversos tecidos do corpo;"— Transcrição da apresentação:

1 Tipos de Sistema Circulatório

2

3 VASOS SANGUÍNEOS A aorta transporta sangue oxigenado do ventrículo esquerdo do coração para os diversos tecidos do corpo; as veias cavas (superior e inferior) transportam sangue não oxigenado dos tecidos do corpo para o átrio direito do coração; as artérias pulmonares transportam sangue não oxigenado do ventrículo direito do coração até os pulmões; as veias pulmonares transportam sangue oxigenado dos pulmões até o átrio esquerdo do coração. Observe que, pelo lado direito do nosso coração, só passa sangue não oxigenado e, pelo lado esquerdo, só passa sangue oxigenado. Não ocorre, portanto, mistura de sangue oxigenado com o não oxigenado.

4 Vasos capilares Os vasos capilares – muito finos (são microscópicos) e permeáveis – estão presentes nos tecidos do corpo humano, cedendo nutrientes, gás oxigênio e hormônios às células. Além disso, recolhem gás carbônico e resíduos do metabolismo celular. Há capilares arteriais e capilares venosos. As artérias se ramificam sucessivamente, formando vasos de calibres menores chamados arteríolas. Estas continuam se ramificando e formam os capilares arteriais. Os capilares venosos, espalhados pelo nosso corpo, juntam-se até formar vênulas. As vênulas vão se unificando até formar as veias. Assim, o sangue circula em nosso organismo por um sistema fechado de vasos, pela continuidade dos capilares venosos e arteriais nos tecidos

5

6

7

8 Sistema circulatório aberto ou lacunar É o tipo de sistema circulatório dos Moluscos e dos Artrópodes. O coração é pouco musculoso e composto por câmaras que bombeiam a hemolinfa, que é um tipo de sangue sem pigmentos. Esta hemolinfa é bombeada por um vaso dorsal e cai em cavidades do corpo do animal onde realiza trocas gasosas e depois é coletado pelos vasos e lacunas, voltando ao coração. Em artrópodes o coração é um tubo muscular longo. Esta circulação é chamada de aberta, pois o sangue não circula totalmente dentro dos vasos.

9

10 Circulação fechada Neste tipo de circulação todo o percurso do sangue é realizado dentro dos vasos sanguíneos. É mais evoluída que a circulação simples, o coração é mais musculoso, há capilares, a pressão sanguínea e a velocidade do fluxo são maiores e a quantidade de alimento que pode ser transportado por unidade de tempo também é maior. Encontramos este tipo de circulação nos anelídeos e nos vertebrados, e nestes últimos, ela pode ser simples ou dupla.

11

12

13

14

15 Circulação fechada simples Só existe um tipo de sangue, o venoso. Ocorre em vertebrados de respiração branquial – os peixes. O sangue realiza trocas gasosas nas brânquias e retorna ao coração.

16

17 Circulação fechada dupla Neste tipo de circulação há dois tipos de sangue: o sangue venoso e o sangue arterial, pois há circulação pulmonar e circulação sistêmica. Esses dois tipos de sangue nunca saem da rede de vasos sanguíneos. Pode ser dividida em completa e incompleta: Quando há mistura dos dois tipos de sangue porque o coração possui menos de quatro câmaras ou a separação destas é incompleta, a circulação é dita incompleta. Se não há mistura dos dois tipos de sangue, ela é dita completa.

18

19

20 Nesse circuito são reconhecidos dois tipos de circulação: a pequena circulação e a grande circulação.

21 Pequena circulação ou circulação pulmonar Compreende o trajeto do sangue desde o ventrículo direito até o átrio esquerdo. Nessa circulação, o sangue passa pelos pulmões, onde é oxigenado.

22 Grande circulação ou circulação sistêmica Compreende o trajeto do sangue desde o ventrículo esquerdo até o átrio direito. Nessa circulação, o sangue oxigenado fornece gás oxigênio os diversos tecidos do corpo, além de trazer ao coração o sangue não oxigenado dos tecidos.

23

24 Como o coração funciona Trabalhando como uma espécie de bomba, o coração se contrai e se dilata. Encostando a orelha no peito de um colega, por exemplo, você deverá ouvir facilmente as batidas do coração. A contração da musculatura do coração é chamada sístole, o relaxamento é chamado diástole. Primeiro ocorre a sístole dos átrios: o sangue passa para os ventrículos. Em seguida, ocorre a sístole dos ventrículos: o sangue é impelido para as artérias pulmonares e para a aorta. Após a sístole, ocorre a diástole da musculatura cardíaca nos átrios e nos ventrículos: os átrios se enchem de sangue e o processo da sístole recomeça.

25 O coração é formado por duas bombas distintas, sendo que uma delas bombeia sangue para os pulmões, enquanto a outra bombeia o sangue que sai dos pulmões para todo o corpo. O sangue passa por todo um circuito contínuo e fechado, que será chamado de sistema circulatório

26 O sistema circulatório terá como função básica: Transporte de gases; Distribuição de nutrientes; Distribuição de hormônios; Transporte dos produtos finais do metabolismo; Manutenção da temperatura corpórea; Imunidade. Características Básicas: Sangue Venoso: [O2], [CO2]; Sangue Arterial: [O2], [CO2]; Músculo (mm) Cardíaco: mm estriado, organizado de maneira sincicial e têm ritmicidade automática; Sístole: Contração; Diástole: Relaxamento; Válvulas Cárdias: 1. Atrio-Ventriculares: Tricúspide e Mitral (bicúspide); 2. Semi- lunares: Pulmonar e Arterial.

27 Curiosidades O coração de um humano é mais ou menos do tamanho de seu punho (mão fechada). Como o corpo se desenvolve, o coração cresce na mesma proporção que o punho. Então o coração e o punho de uma criança são quase do mesmo tamanho no nascimento. No útero, entretanto, esta similaridade não é verdadeira. Durante as primeiras semanas depois da concepção, o coração fetal ocupa a maior parte da seção média do feto. A relação entre o tamanho do coração e o do corpo é nove vezes maior no feto que na infância. Durante estas primeiras semanas, o coração fetal fica na direita do peito, e depois, ele desce para ocupar sua posição na cavidade do peito. O coração bate cerca de dois bilhões e meio de vezes em uma vida, bombeando cerca de cento e cinqüenta milhões de litros de sangue. Cada dia o coração bate em média vezes e bombeia cerca de galões de sangue. O coração do adulto em repouso bate cerca de setenta vezes/min, 100 mil batimentos por dia, a vida toda. Cada batimento bombeia cerca de 70 ml de sangue. Em 70 anos de vida, o coração humano bate em média mais do que 2.5 bilhões de vezes.

28 Nas artérias maiores o sangue alcança a velocidade de 1,5 Km/h. Quando atinge os vasos menores, cai para 1 milésimo disso. Este ritmo lento permite ao sangue fazer suas entregas nas bilhões de células do corpo. o sangue leva 1 minuto para fazer uma volta completa. Em média, o corpo tem aproximadamente 5 litros de sangue continuamente viajando por ele, através do sistema circulatório. O coração pesa cerca de 400 g. Quando os ancestrais do homem começaram a ficar de pé, a distância do coração ao pé aumentou em 50%. O sangue começou a percorrer quase 1,5 m contra a gravidade. Para subir esta ladeira imposta pela evolução, o sangue conta com a ajuda dos pulmões. A veia principal do corpo é espremida toda vez que se respira dando-lhe um empurrão. Além disso, o tórax, que se expande na expiração, diminui a pressão no topo da veia, provocando uma sucção do sangue em direção ao coração. Seja qual for a circunstância, 60% do sangue está nas veias, seguindo lentamente de volta ao coração. 40 segundos após deixar o coração, o sangue está de volta.

29

30 PRESSÃO ARTERIAL Alternando-se ordenadamente, a sístole e a diástole são responsáveis pelo fluxo de sangue dentro dos vasos sanguíneos. A pressão arterial que se mede é a pressão exercida pelo sangue sobre as paredes da aorta após ser lançado pelo ventrículo esquerdo. Ela é diferente na sístole e na diástole ventricular. A pressão arterial máxima corresponde ao momento em que o ventrículo esquerdo bombeia sangue para dentro da aorta e esta se distende. Já a pressão arterial mínima é a que se verifica no final da diástole do ventrículo esquerdo.

31 Medindo a pressão arterial esfigmomanômetro

32 A pressão arterial máxima corresponde a 120 mm de mercúrio, enquanto a pressão arterial mínima corresponde a 80 mm de mercúrio. Estes são os valores normais para a população. Daí falar-se em 120 por 80 ou 12 por 8 para a pressão normal.

33

34 Controle da Ritmicidade: O marca passo do coração é conhecido como Nodo Sinoatrial(SA). É ele quem produz os impulsos para a contração dos átrios (Sístole). Esse nodo se localiza na parede superior do átrio direito, perto do ponto de entrada da veia cava superior. Visto que o nodo sinoatrial tem frequência mais elevada do que qualquer região do coração, os impulsos originados por ele são propagados para os átrios e ventrículos, estimulando essas regiões tão rapidamente que nunca conseguem ficar lentas até seus ritmos naturais. Sendo assim, ele passa a ser responsável pelo ritmo de todo o coração. Após se ter originado no nodo SA, o impulso é propagado primeiro para os átrios, provocando sua contração. Poucos centésimos de segundo depois de ter saído do nodo SA, o impulso atinge então outro nodo, o Nodo Atrio- venticular. O nodo AV, também está situado na parede do átrio direito, mas localizado na parte inferior, próximo ao centro do coração. Bom, o Nodo AV retarda o impulso por poucos centésimos de segundo, antes de permitir a sua passagem para o ventrículo. Esse retardamento permite que os átrios forneçam sangue para os ventrículos, antes do início da contração ventricular. Após esse retardo o impulso é propagado com muita rapidez pelo sistema de Purkinje dos ventrículos, fazendo com que os dois ventrículos contraiam com força máxima dentro de poucos centésimos de segundo.

35 Controle Nervoso: - Estimulação simpática, que a velocidade do fluxo sangúineo, a frêquencia cardíaca, a força de contração. - Estimulação Parassimpática, o metabolismo, Diminui a frequência cardíaca, a força de contração. Débito Cardíaco: - É o volume de sangue bombeado do coração. - É o sistema autonômico, o tônus vascular e a frequência do impulso nervoso. Pressão Arterial: - Caracterizado pela força que o sangue exerce na parede do vaso. Se: Pressão, pode ocorrer o rompimento dos vasos sanguíneos. Pressão, baixa o fluxo sanguíneo, havendo uma deficiência de O2 e nutrientes para os tecidos. Pressão Alta: -Sistema Barorreceptor: Ocorre a dilatação das grandes artérias que contém receptores que enviam IN (impulso nervoso) para o centro vasomotor, que é inibido e ativa o sistema parassimpático, que reduz a atividade cardíaca, diminuindo assim a PA (pressão arterial). Edema Pulmonar: É causado devido o má funcionamento do lado esquerdo do coração, ocorrendo o bloqueio da passagem sanguínea, acumulando sangue, impedindo as trocas gasosas, forçando a saída de líquidos para os pulmões em direção aos alvéolos. Edema Tecidual: É a disfunção do lado direito do coração, causando um acúmulo de sangue nos tecidos.


Carregar ppt "Tipos de Sistema Circulatório. VASOS SANGUÍNEOS A aorta transporta sangue oxigenado do ventrículo esquerdo do coração para os diversos tecidos do corpo;"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google