A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Rebeliões Regenciais CAPA SABA BAMA FARSUL MALBA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Rebeliões Regenciais CAPA SABA BAMA FARSUL MALBA."— Transcrição da apresentação:

1 As Rebeliões Regenciais CAPA SABA BAMA FARSUL MALBA

2 As revoltas regenciais CAPA SABA BAMA FARSUL MALBA

3 A Cabanagem Entre 1833 e 1840: província do Grão-Pará é cenário de sublevação popular. Reivindicação do fim da escravidão e direito à terra 1835: ocupação de Belém e execução do governador da província

4 Cabanagem Pará Popular, único movimento onde os pobres tomaram o poder; Republicana. Contra a fome, miséria e a pobreza. Violentamente reprimida.

5 Sabinada Bahia. Elitista (Francisco Sabino) Republicana e separatista. Movimento reprimido.

6 Balaiada Maranhão. Popular. Contra a pobreza, miséria e abandono político. Movimento reprimido.

7 Conflitos entre os pecuaristas gaúchos e o governo central Rebelião contra a medida alfandegária do governo central Conquista da maior parcela de autonomia, mantendo vínculos com o Império. A Revolta dos Farrapos (1835, 1845)

8 * Rio grande do Sul. * Republicana e separatista, os farroupilhas proclamaram a república em novembro de 1836, separando a região Sul do resto do Império. * Elitista (estancieiros). * Política fiscalista do governo imperial.

9 Malês: escravo muçulmano de qualquer etnia que soubesse ler e escrever em árabe. Mais ampla rebelião urbana de escravos da história brasileira, a única de lideranças exclusivamente negras Extermínio de brancos e mulatos, os últimos vistos como delatores dos movimentos populares A Revolta dos Malês (1835)


Carregar ppt "As Rebeliões Regenciais CAPA SABA BAMA FARSUL MALBA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google