A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEORIA DE ENFERMAGEM Myra Estrin Levine Joselayne Moraes Juliana Paes Letícia Cristina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEORIA DE ENFERMAGEM Myra Estrin Levine Joselayne Moraes Juliana Paes Letícia Cristina."— Transcrição da apresentação:

1 TEORIA DE ENFERMAGEM Myra Estrin Levine Joselayne Moraes Juliana Paes Letícia Cristina

2 HISTÓRICO Myra Estrin Levine (nascida em 1920) fez sua formação em enfermagem na Cook Country School of Nursing, em Chicago (1944); o bacharelado na Chicago University(1949) e o mestrado foi obtido na Wayne State University,em Detroit,Michigan(1962). Sua Experiência como enfermeira inclui a atuação como enfermeira de equipe, supervisão administrativa e didática, instrução clínica e direção de serviços de enfermagem.Ela foi dirigente do departamento de enfermagem Clínica na Cook Country School of Nursing.Também ocupou cargos como professora adjunta e professora de enfermagem do College of Nursing; membro do corpo docente da Loyola University School of Nursing, e diretora de educação continuado do Evanston Hospital. Foi professora visitante da Universidadede Tel Aviv e da Bem Gurion University of the Negev, em Israel.

3 HISTORICO Levine foi autora de inumeros artigos, que foram publicados em periódicos de enfermagem, e de um livro que trata da enfermagem.Ela é membro da Sigma Theta Tau, Sócia-convidada da américa Academy of Nursing e membro honorário da American Mental Health Aid to Israel. Faz Parte da relação Quem é Quem de Mulheres Americanas e recebeu o Elizabeth Russell Belford Award for education, da Sigma The Tau, em 1977.

4 Na década de 60 surgiram as primeiras teorias de enfermagem procurando relacionar fatos e estabelecer as bases de uma ciência de enfermagem. Em 1967 apareceram os primeiros trabalhos de Myra E. Levine, onde ela desenvolve a teoria holística de enfermagem. Esta teorista vê o homem como um"todo" dinâmico, em constante interação com o ambiente dinâmico.Ela explica os sistemas de resposta do homem ao meio ambiente e considera a enfermagem uma conservadora das energias do paciente,pela avaliação daquelas respostas,atuando de maneira a alterar o ambiente.situa a enfermeira como uma extensão de sistemas perceptual do ser humano,quando nele houver lesão.

5 CONCEITO DA TEORIA A conceituação teórica holística o homem como um todo leva necessariamente a maior humanização. Cada resposta do organismo envolve os recursos da pessoa; o todo do indivíduo reflete-se em cada aspecto do ser, na saúde e na doença. Em seu modelo conceitual, Levine desenvolveu quatro princípios de conservação: de energia, da integridade estrutural, da integridade pessoal e da integridade social do paciente.O modelo centraliza- se na intervenção da enfermagem, na adaptação e na reação dos pacientes à doença.

6 TEORIA DE LEVINE Levine diz que o homem é um ser complexo e depende de sua relação com os outros; as dimensões desta dependência está ligada com os quatro princípios de conservação, e esta dependência existe em todas as passagens de sua existência, na sobrevivência. O enfermeiro deve estar consciente dessa dependência e estar preparado para atuar na transformação que o estresse causado por algum desequilíbrio possa alterar o funcionamento do organismo humano,deve assumir a ajuda ao paciente para transformá-lo e auxiliá-lo na adaptação às mudanças oriundas da doença.

7 TEORIA DE LEVINE A "enfermagem" para Levine é uma disciplina, o atendimento de enfermagem é um processo no qual as intervenções estão baseadas na avaliação, utilização dos princípios de conservação, reconhecimento de mudanças comportamentais;está centrado em um método científico e promove cuidado holístico. Para Levine o enfermeiro é quem ajuda o paciente adaptar-se a sua doença, através de ações baseadas em conhecimento, e considera dois tipos de ações de enfermagem:as ações terapêuticas quando influencia a adaptação ou bem- estar social e as ações de apoio quando não se pode alterar o curso da adaptação, as quais de acordo com a autora são mantidas através dos quatro princípios de conservação.

8 PRINCÍPIOS DE CONSERVAÇÃO Conservação de energia: refere-se a fonte de energia individual, é resultado da eficiência dos sistemas que regulam o seu metabolismo e sua resposta as causas da doença. Ex: A irritabilidade, a fraqueza, a ansiedade são sintomas tanto de doença respiratória como das anemias. Conservação da integridade estrutural: Manutenção ou recuperação da estrutura do corpo, ou seja, a prevenção do colapso físico e a promoção da cura. A cirurgia é uma ruptura terapêutica da integridade estrutural, mas em cada doença ela é afetada de maneira particularizada. Auxiliar a cicatrização da ferida é um objetivo da enfermagem. A integridade cutâneo-mucosa é indispensável para evitar a doença. Todas as medidas de assepsia tem este objetivo. Os cuidados para evitar as deformidades e etc.

9 PRINCÍPIOS DE CONSERVAÇÃO Conservação da integridade pessoal : A percepção individual de si mesmo é afetado pela doença, a liberdade, a independência, a privacidade, a auto-estima. Quando a enfermeira faz o paciente participar do seu plano de cuidados ela está obedecendo a este princípio. Conservação da integridade social: Cada indivíduo é definido por seu grupo social, cultural, étnico, religioso e familiar. O significado de doença, tratamento, comportamento durante a doença é influenciado por fatores culturais. O próprio hospital é um sistema social. Manter a personalidade social do paciente é um problema de ação básica de enfermagem.

10 CONSIDERAÇÕES FINAIS A teoria de Levine traz uma visão total do ser humano, pois ela diz que o homem é um todo dinâmico, em constante interação com o ambiente. Diz também que o homem depende de sua relação com os outros, e se tratando de um paciente, ele irá depender dos cuidados da enfermagem, que deverá estar preparada para solucionar qualquer desequilíbrio que possa alterar o organismo humano. Para isso é necessário que se utilize o processo de enfermagem, pois utilizando cada fase do processo, a enfermagem estará pronta para solucionar qualquer alteração. Além disso a enfermagem deve atuar através dos princípios de conservação.

11 BIBLIOGRAFIA Horta.W., Processo de enfermagem, São Paulo, EPU, Picole, M., Enfermagem perioperatória: Identificação dos diagnósticos de enfermagem na visita pré-operatória fundamentada no modelo conceitual de Levine, Dissertação de Mestrado, USP-Ribeirão Preto, São Paulo, 2000.


Carregar ppt "TEORIA DE ENFERMAGEM Myra Estrin Levine Joselayne Moraes Juliana Paes Letícia Cristina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google