A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professora: Flávia Balbino da Costa. Revisão (estruturas de decisão e repetição, procedimentos e funções ) Trabalhando com a Linguagem C Estrutura de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professora: Flávia Balbino da Costa. Revisão (estruturas de decisão e repetição, procedimentos e funções ) Trabalhando com a Linguagem C Estrutura de."— Transcrição da apresentação:

1 Professora: Flávia Balbino da Costa

2 Revisão (estruturas de decisão e repetição, procedimentos e funções ) Trabalhando com a Linguagem C Estrutura de dados homogêneas I - vetores Estrutura de dados homogêneas II - matrizes Estrutura de dados heterogêneas - registros Recursividade Ponteiros, alocação dinâmica, listas

3 Os comandos de repetição devem ser utilizados quando se quer que uma ação seja executada uma ou mais vezes (ou em algumas situações, nenhuma vez).

4 Podemos definir dois tipos de situações distintas quando a utilização de um comando de repetição se faz necessário: a) Quando se conhece a quantidade de vezes que a ação deve ser realizada (essa quantidade pode ser um valor explícito ou o valor contido em uma variável) b) Quando, em uma situação mais geral, se conhece somente quando se deve parar.

5 Podemos pensar na utilização do comando FOR nas situações em que sabemos o número de vezes em que uma ação deverá ser repetida. No entanto, entendendo bem a sua sintaxe, podemos verificar que podemos utilizar este comando em qualquer situação em que a utilização de um comando de repetição se faz necessário.

6 for (operações_iniciais; expressão_continuação; operações_final_passo) { Comando1;... ComandoN; }

7 Repare, antes de qualquer outra coisa, que a sintaxe do comando define claramente três definições entre os parênteses, separadas por ponto e vírgula (;). Vamos a explicação de cada uma delas.

8 operações_iniciais - especificam as operações que devem ser realizadas antes de se executar o primeiro passo da repetição. Se mais de uma, separá-las por vírgula. Normalmente especificamos aqui os valores iniciais das variáveis;

9 expressão_continuação - deve ser UMA (e somente UMA) expressão cujo resultado será interpretado como um valor booleano. Sendo o resultado verdadeiro, a ação a ser repetida, formada pelos comandos entre o par de chaves, é realizada; caso contrário, o comando de repetição termina;

10 operações_final_passo - especificam as operações que devem ser realizadas ao final de cada passo. Se mais de uma, separá-las por vírgula. Normalmente especificamos aqui como as variáveis de controle do comando for devem ser alteradas.

11 for (i=1; i<=10; i++) printf(%d\n, i); for (i=0, j=10; j>i; i++, j--) { printf(Valor de i = %d\n, i); printf(Valor de j = %d\n, j); printf(Pressione uma tecla...\n); getch(); }

12 O funcionamento deste comando de repetição é idêntico ao correspondente do pascal e podemos utilizar nas mesmas situações, isto é, quando não sabemos a quantidade de vezes que a ação será repetida, mas sabemos quando parar.

13 while (expressão) { Comando1;... ComandoN; } A expressão terá o seu valor interpretado como um valor booleano. Quando o resultado desta for falso, a repetição terminará.

14 printf(Informe um número: ); scanf(%d,&n); while (n!=0) { if (n%2) printf(O número é impar!\n); else printf(O número é par!\n); printf(Informe um outro número: ); scanf(%d,&n); }

15 O funcionamento do comando do...while é similar ao funcionamento do comando while. A única diferença é que aqui a expressão é avaliada no final, após a execução da ação. Isso faz com que a ação seja realizada pelo menos uma vez.

16 do { Comando1;... ComandoN; } while (expressão); De qualquer modo, os comandos while e do...while se equivalem. A escolha por um ou por outro muitas vezes é de acordo com a situação (no comando do...while a ação é realizada pelo menos uma vez) e, também, escolha pessoal do programador.

17 Faça um programa em C que deva ler um número inteiro e positivo (não permitir que o usuário informe um número fora dessas exigências) e informe todos os seus divisores.

18

19 1) Faça um programa que leia um número do teclado (limite), um incremento (incr) e imprima os números naturais de 0 até limite pulando de incr. Suponha que limite e incr são maiores que zero. Exemplo: valores lidos: 10 (limite) 3 (incr) impressão:

20 2) Faça um programa que imprima a tabuada de 5 no formato: 5 x 1 = 5 5 x 2 = x 10 = 50 3) Faça um programa que imprima as tabuadas dos números de 1 a 10.

21 4) Faça um programa que leia um número do teclado (num), imprima os números de 1 a num e o seu somatório. 5) Faça um programa que leia um intervalo do teclado (início e fim) e imprima os múltiplos de 5 entre eles. Exemplo: valores lidos:3 17 impressão:

22 6) Faça um programa que leia um número do teclado (num), a seguir leia num números do teclado e imprima o maior, o menor e soma dos números lidos. 7) Faça um programa que leia uma seqüência de números terminada por 0 e imprima o maior, o menor e a média aritmética dos números. O número 0 (zero) não faz parte da seqüência. Exemplo: valores lidos: impressão: Maior = 20 Menor = -7 média = 3

23 8) Faça um programa que leia o preço de compra e o preço de venda de 100 mercadorias. O programa deverá imprimir quantas mercadorias proporcionam: lucro < 10 % 10 % lucro 20 % lucro > 20 %

24 1) 2)

25 3)

26 4)

27 5)

28 6)


Carregar ppt "Professora: Flávia Balbino da Costa. Revisão (estruturas de decisão e repetição, procedimentos e funções ) Trabalhando com a Linguagem C Estrutura de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google